Casa dos Contos Eróticos

Fui currada por três na estrada

Autor: Karla
Categoria: Heterossexual
Data: 27/01/2011 19:33:18
Nota 9.22
Ler comentários (12) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá pessoal estou de volta. A tempos não relato nada pois estava de mudanças e minha vida era uma correria só. Mas assim que me mudei dei uma relaxada e pronto, a vontade de uma sacanagem gostosa voltou a incendiar em minha mente. Quem já me conhece sabe do que sou capaz quando estou afim de ser devorada por um macho. As vezes eu me insinuo mesmo mas as vezes tem as surpresas e foi uma dessas que me deixou louca de tesão e não deu pra segurar. Fiz gostoso demais!

Pra quem não me conhece sou Karla, tenho 24 anos e desde que casei minha relação com meu maridinho era totalmente sem graça, ele vivia viajando a trabalho e pouco ligava pra mim, mesmo eu me insinuando, malhando e ficando toda sarada não adiantava, então eu tive que me virar, e me virei muiiito, rssss. Só que de um tempo pra cá nossa relação mudou pra melhor. Acabei descobrindo que meu marido gostava era de me dividir com outro macho. Depois disso, me abri com ele e contei tudo que sentia, de minhas vontades e das minhas traições, pois eu gostava muito e ele nem aí pra mim.Nosso relacionamento mudou da água pro vinho e passamos a curtir muito mais o sexo a dois ou a três com ele e quando ele viajava eu continuava fazendo as minhas...rss mas depois eu relatava tudinho pra ele e ele ficava tarado com minhas aventuras e nós trepáva-mos muito.

Mas vamos ao que interessa, e o que vou relatar aqui rolou comigo na viajem de minha mudança. Eu acho que eu atraio esse tipo de situação, não é possível. As vezes penso em não relatar o que rola comigo pois acho que vão achar que isso é pura imaginação, fantasia de minha cabeça, mas posso garantir que tudo que relatei aqui até hoje é a pura verdade.

Quando relato o que rolou comigo, quero dividir momentos de prazer que senti e dividir com vocês, pois desde que conheci esses sites de relatos também leio alguns que quando estou na secura me deixa totalmente molhada e acabo me masturbando, sentindo muito prazer, mas enfim, vou relatar o que aconteceu em minha mudança.

No fim do ano passado meu marido acabou sendo transferido do Rio para Minas, ele teria que ficar pelo menos 2 anos. Eu não queria pois estou quase terminando minha faculdade e acabei dando a idéia de ele ir pra BH e eu ficar aqui em Niterói. Nós podia-mos nos revezar indo as vezes eu para BH no fim de semana e ele vir pra Niterói e outro. Eleno começo relutou um pouco mas acabei o convencendo e foi o que fizemos. Mas tinha um porém, como ele não iria ficar por lá mais de 2 anos ele não queria mobiliar o apartamento que havia alugado pois iria gastar muito e depois não valeria a pena ter que trazer ou ter trabalho de vender o que tinha comprado. Acabamos fazendo o seguinte , como nossa casa aqui é bem grande separamos alguns móveis, como sofá( temos dois), mesa( idem), escrivaninha( é de uso só dele mesmo) Geladeira( temos duas) e algumas besteiras e outras que ele ficou de comprar por lá mesmo se precisasse. Só que dois dias antes dele enviar a mudança ele com aquela carinha de pidão me pediu que eu acompanhasse a mudança para indicar o pessoal onde era nosso apartamento em BH,além de se possível arrumar o ap pra ele.pois ele teria que estar em Buenos Aires no dia anterior e ficaria por 4 dias e seria impossível remarcar a mudança. Na hora fiquei muito P da vida, pois seria um saco ter que ir há frente de um caminhão que naturalmente seria muito mais lento que meu carro fazendo com que a viajem demorasse muito mais do que o normal. Mas enfim, como estávamos nos entendendo muito bem não custava fazer essa pro meu maridinho, afinal ele também acabou cedendo eu me deixar por aqui em Niterói sozinha por 2 anos.

Eram 7hr e o caminhão já estava em minha porta, pedi a Maria que fosse atende-los e dissesse o que seria levado, pois eu estava me preparando pra sair junto com eles.

Estava um calor infernal e aproveitei e coloquei um shortinho folgadinho um top e um tênis, fiquei bem a vontade pra poder ficar o dia todo na estrada. Fiz uma pequena mala pra mim pra deixar logo por lá quando fosse a BH não precisaria ficar levando mas nada daqui. Me aprontei e desci pra pedir alguém pra pegar minha mala e dei de cara com um menino moreno muito sarado, acho que de tanto carregar peso, ele estava de macacão aberto até o meio de sua barriga, dava pra ver que era toda definida tipo tanquinho, dei uma olhada não teve jeito. Ele o mesmo me olhou toda e perguntou se eu iria com eles no caminhão. Quase que disse que sim, rss Disse que não que eles me acompanhariam, que eu iria em meu carro. Ele então perguntou onde estava a mala que só faltava ela pra poder irmos. Descemos e dei de cara com mais dois, um corôa todo forte, barbudo de cabelos grisalhos que era o motorista, não tão sarado pois sua barrigudinha já era um pouco avantajada, mas com a aparência de ser todo bruto e outro menino que era negro e todo sarado também. Fiquei maravilhada com os ajudantes minha vontade era de esquecer essa viajem e traze-los pra dentro de casa e me acabar com eles, rsss

Saímos eram 10hrs e seguimos rumo a BH. Como esperava a viajem estava sendo bem lenta, pois mesmo sendo um caminhão novo não era tão rápido como meu carro.Paramos por volta das 14hrs pra almoçarmos e também pra me aliviar estava doida pra ir no banheiro não me aguentava mais de vontade de fazer um xixi.

Assim que paramos um dos rapazes perguntou se eu estava cansada. disse que ainda não eu queria muito ir ao banheiro antes de almoçar. Ele então me falou: Dona, vem comigo que eu a levo aonde é o banheiro, estamos acostumados viajar nessa estrada e paramos sempre aqui. Eu ia dizer que não precisava, pois também iria achar o banheiro é claro, mas como ele foi tão educado deixei que me levasse e aproveitei pra adimira-lo. Ele era negro e todo musculoso, tinha 20 anos me disse depois, não pude deixar de dar uma olhadinha pra baixo e ver que era bem volumoso. Senti a quenturinha na barriga, e isso era o sinal que a vontade de uma sacanagem estava vindo, rss

Ele me levou até a porta do banheiro, entrei e apesar de ser limpinho eu não gosto de usar banheiro publico, mas era impossível não me aliviar, levantei a tampa do vaso e fiquei de cócoras e quando fazia meu xixi tive a impressão de ser observada e olhei pra cima e vi um vulto sumir assim que olhei, fiquei curiosa e fingi que não tinha percebido e entrei no joguinho já que estava com meu tesão aumentando. Levantei e me sequei bem devagar esfregando minha xaninha pra depois toca-la e iniciar uma masturbação. Eu estava toda melada a coisa estava ficando boa, percebi que estava sendo olhada e não olhei pra cima. Eu me tocava e alisava minhas coxas e peito apertando lentamente. Agora além de achar que estava sendo observada comecei a escutar um leve gemido e tive a certeza de que alguém me olhava. Isso me deixou maluca de tesão e a vontade era de abrir rápido a porta e puxar pra dentro quem me olhava e ser comida ali mesmo. Segurei o gozo e o gemido começou a aumentar e logo em seguida parar. Parei também coloquei rápido minha calcinha e shortinho pra em seguida abrir a porta e tentar surpreender quem me olhava, mas não vi ninguém. Saí dali tendo a certeza de ter cido observada, eu não havia gozado e minha vontade era de ser comida ali naquele instante. Me controlei e fui ao encontro do pessoal. Achei o motorista e o outro ajudante já sentados a mesa e para minha surpresa o rapaz negro não estava. Sentei junto a eles que ficaram surpresos, acho que eles não esperavam que eu ficasse na mesma mesa deles. Como não tenho esse tipo de problemas sentei e perguntei pelo outro menino.Eles me responderam que não sabiam, e achavam que ele tinha me levado ao banheiro. Disse que tinha mesmo, mas que depois eu achava que ele já estaria com eles. Mal acabei de falar ele apareceu, estava branco, rss e muito ofegante, logo percebido pelo motorista que foi logo perguntando onde ele estava e por que estava ofegante assim? Ele sem olhar pra nenhum de nós disse que havia ido ao banheiro e aproveitou pra tomar um banho. Realmente ele estava todo molhado Tá bom, disse o motorista, vamos comer alguma coisa leve e seguir viajem, pois acho que chegaremos só a noite. Comemos e aproveitei pra saber mais sobre eles. O motorista se chamava Geraldo, tinha 60 anos e era casado tendo 3 filhos. O moreno tinha 19 anos era o mais novinho e se chamava Almir, já o mulato tinha 20 anos e se chamava Marcos.

Falei pro motorista que ele estava muito bem pra idade, ele vendo que eu dera um pouco de intimidade ao sentar a mesa com eles e elogia-lo e foi dizendo que ainda tinha uma relação com a esposa como se estivesse com seus 30 anos. Os rapazes riram e eu já com o tesão em alta também não deixei por menos e disse que a esposa deveria ser feliz pois ter um marido nessa idade e ativo deveria ser o máximo. Ele parou de falar e olhou para os rapazes e não falaram mais nada. Nossa eu estava bem assanhada e se eles me agarrassem eu iria adorar. Voltamos a estrada 1:30 h depois e eu no meu carro não parava de pensar no banheiro e tinha quase que certeza de ter cido o Marcos que me olhava. E do papo que rolara com o motorista na mesa. Eu dirigia e me tocava, eu estava melada, vocês não tem nossão, eu fico encharcada,eu havia me depilado no dia anterior, estava totalmente lisinha facilitando meus toque. Eu já estava a ponto de gozar ao volante quando meu carro começou a engasgar, só dando tempo de eu encostar no acostamento. Geraldo vinha logo atrás e encostou logo saindo do caminhão junto dos meninos e foi perguntando o que estava acontecendo. Disse pra ele que foi logo pedindo pra eu abrir o caput e dando uma rápida olhada foi logo dizendo que não dava pra fazer nada que meu carro teria que ser rebocado. Me perguntou pelo seguro e me pediu que eu ligasse. Meu celular e nem o deles pegava onde estávamos então ele falou que rebocaria meu carro até um posto próximo que ele sempre parava e que lá eu entraria em contato com a seguradora. Ele pediu que o Marcos fosse no meu carro pois temia que eu pudesse não saber ser rebocada por uma corda e pediu que eu fosse junto com eles no caminhão até o posto. Foi o que fizemos e logo chegamos no posto e tive a má notícia que o reboque só chegaria em 2 horas. Ficamos ali, eu p da vida e o pessoal também pois chegaríamos muito tarde em BH. Enquanto esperava fiquei lembrando quando estava no caminhão com o Geraldo e o Almir. Eles não conseguiam tirar os olhos de minhas pernas e aquilo me deixou com muito mais vontade do que estava. Comecei a imaginar sendo comida por eles no caminhão, seria uma loucura! Fui despertada de meus pensamentos libertinos pelo caminha~reboque. O rapaz deu uma olhada e disse que não dava pra fazer nada ali que meu carro teria que ser rebocado para uma oficina e me perguntou pra onde ele levaria o carro. Disse que preferia que fosse de volta a Niterói, ele disse que seria levado pra lá e perguntou se eu queria um táxi pra seguir viagem. Eu muito da safada perguntei pra Geraldo se dava pra eu seguir com eles no caminhão pois o táxi também demoraria um tempinho até chegar. Ele disse que se eu não me importasse do aperto eu poderia ir com eles. Claro que disse que não me importava! Ele riu com o cantinho da boca e pediu que fosse-mos logo. Meu carro acabara de partir no reboque e eu em direção ao caminhão. Geraldo foi entrando e eu e os rapazes fomos pro lado do carona e eles como cavalheiros mandaram que eu fosse a frente. Senti logo que eles queriam era olhar minha bunda e subi bem devagar empinando o máximo minha bunda. Percebi que els disputavam por um momento quem entraria logo em seguida pra ficar ao meu lado. Fiquei atolada na cabine entre eles. Geraldo sempre que podia ao passar a marcha roçava em minha perna Marcos ficou ao meu lado e fazia o mesmo toda vez que fazíamos uma curva. Aquela situação o cheiro de suor do pessoal foi me deixando meia tonta de vontade de ser toda comida por aqueles homens tarados e doidos pra me devorar. Eu já toda melada só pensava em uma coisa: sacanagem.

Já começava a escurecer e nós ainda na estrada e segundo Geraldo ainda umas 3 horas de estrada. Eu falei que não estava mais aguentando, e foi aí que Geraldo me falou se ele poderia pegar um atalho que encurtaria em 2 horas pelo menos a viajem. Disse que sim que ele poderia fazer o que fosse melhor pra gente. Ele ficou com aquele sorriso no canto de boca novamente e logo uns 20 minutos sair da estrada principal e entrar numa estrada de terra totalmente deserta cercada de mata. Perguntei pra ele se não havia perigo e ele disse logo que não mas se eu preferisse ele volaria. Disse que não que pelo pouco que eu o conhecia eu estaria em boas mãos. Ele riu e disse que o unico problema seria o banheiro pois se fosse preciso teria que ser no mato mesmo. Adorei aquilo e disse que não teria problema se eles não me olhassem e ri. Ele ficou surpreso e mais ousado pois começava a roçar cada vez mais sua mão em minha coxa. Marcos e Almir já haviam percebido a ousadia do Geraldo e como viram que eu não falara nada começaram a me olhar sem pudor e as vezes o próprio Marcos deixava sua mão encostar em minha perna. Aquilo foi me deixando ccada vez mais tarada e doida pra ser comida por eles, a situação estava ficando cada vez mais insustentável e não aguentando mais pedi pra Geraldo encostar perto de uma clareira com uma mata ao fundo e disse que precisava fazer um xixi. Ele encostou logo colocando o caminhão embaixo de duas árvores. A estrada estava praticamente deserta, dava até um pouco de medo e ao mesmo tempo uma vontade enorme de ser devorada pelos tres. Geraldo desceu e disse que me acompanharia, dizendo que tomaria conta pra eu ficar a vontade e pediu aos meninos que ficassem no caminhão tomando conta caso alguém aparecesse. Que safado ele estava doido pra me ver fazendo xixi. descemos um pouco e encontramos logo entre a mata uma pequena clareira com duas pedras enormes. Pedi que ele ficasse por ali que eu iria atrás de uma delas e foi o que fiz. Fui logo rebolando um pouquinho e antes de ir atrás da pedra dei uma olhada rápido e vi Geraldo segurando o pau que parecia estar duro. Pronto foi o suficiente pra meu tesão vir a tona. Fiquei toda molhada na hora, totalmente encharcada. Parei atrás da pedra e havia outra menor, aproveitei e ao invés de abaixar o shortinho, arranquei ele e a calcinha e fiquei agachada entre as duas pedras. Me aliviei, fiz muito xixi e quando ia me levantar dei de cara com o Geraldo na minha frente com o pau pra fora apontando pro meu rosto. Ele parecia fora de si, aliais nós dois. Encarei o pau dele que era bem branquinho, não era muito grande mas bem grosso. Ele me olhou e pediu desculpas mas não estava aguentando e disse que nunca tinha sentido tanto tesão por uma mulher e pediu que eu segurasse seu pau. perguntei, e os meninos? Fica tranqüila moça, depois é a vez deles! Olhei pra trás e os dois estavam pelados segurando seus paus já totalmente duros.Hum hoje é meu dia pensei! Entrei no jogo deles e fiquei totalmente nua. Geraldo me olhou e disse que eu era muito tesuda. Olhei pra eles e disse: Então aproveitem, que quer ser bem comida por vocês! Ao escutar isso Geraldo foi me agarrando! Senti seu pau quente encostar em mim! Levei minha mão e agarrei seu pau pra em seguida me agachar e coloca-lo na boca. Senti cheiro de urina forte, não sabia se era a minha ou se do pau de Geraldo. aquilo me deixou muito louca, o lugar , numa mata, com tres machos doidos pra me devorar e podendo aparecer alguém e nos pegar naquela situação. Tudo isso me excitava mais. Logo Marcos e Almir ficaram em volta. Aproveitei e segurei nos seus paus e punhetava enquanto chupava o do Geraldo. Era entardecer e logo ficaria escuro e na hora meu medo era de alguém passando pela estrada e visse o caminhão encostado poderia parar para ver o que estava acontecendo. Mas estava tão bom que logo esqueci de qualquer perigo e fui aproveitando os tres. Eu revezava nas lambidas, o pau de Marcos era enorme eu tentava engoli-lo todo mas não conseguia. Almir começava a acariciar minha bunda e dava uns tapinhas que me deixava louca. Geraldo começou a me chamar de vagabunda, pronto fui me soltando cada vez mais e comecei a ataca-los. Olhei pra Geraldo e perguntei se ele aguentaria me comer todinha. Ele foi me pegando e me encostando na pedra, tirou uma camisinha de seu bolso e vestiu seu pau. Com um dos braços levantou uma de minhas pernas e sem falar nada meteu seu pau de uma vez. Por sorte eu estava encharcada e minha xaninha engoliu ele todo. Olhei pra ele e falei: Mete seu velho tarado, com força me arregaça toda! O cara ficou maluco e começou a bombar, minhas pernas tremiam. Marcos e Almir observavam segurando seus paus. Olhei pra eles e perguntei: E vocês vão ficar olhando? Vem aqui seus safados, quero ser puta de vocês! Marcos veio e foi metendo sua boca em meu peito e começou a sugar com muita vontade. Isso vem, mama na sua vaquinha menino gostoso seu tarado! Geraldo socava cada vez mais forte toda vez que escutava eu falar alguma coisa! Seu pau grosso estava me deixando toda arreganhada. Marcos me tirou da pedra pra em seguida encostar com o pau apontado pra minha bunda. Geraldo entendeu o que ele queria e com a outra mão me pegou no colo sem tirar seu pau de dentro de mim. Marcos abaixou e abrindo minha bunda começou a meter sua língua. Nossa parecia que queria me comer com ela. Eu delirava, comecei a rebola na pica de Geraldo e aproveitava pra empinar minha bunda. Geraldo parou de socar e senti a ponta do pau do Marcos no meu cuzinho. Pisca pra mim sua putinha! Contrair meu cuzinho e pedi pra ele colocar devagar pois seu pau era muito grande. Falei fazendo um biquinho, ele me olhou e encostando na pedra com o pau encostado no meu cuzinho foi me puxando forçando seu pau na minha bundinha. Assim que começou a forçar senti uma dorsinha aguda levei meu quadril pra frente! Geraldo fala! Tá com medo sua vadia! Provocou agora aguenta! E deu um passo pra frente empurrando meu corpo e minha bunda pra dentro do pau de Marcos! Seu pau começou a entrar, meu cuzinho estava ficando ficando em brasa! Não acreditei minha bunda engoliu ele todinho! Eu sentia um pau na boceta e na bunda totalmente cravados. Geraldo então começou a bombar novamente e eu começava a tremer por todo o corpo toda espremida por dois machos. Almir ficara de fora só punhetando seu pau, eu olhava pra ele e dizia que depois seria a vez dele. O menino me olhava e não falava nada só se masturbava me sendo ser toda comida. Não demorou e Geraldo deu um grito e gozou, saindo logo de dentro de mim me deixando só pro Marcos. Que sem tirar o pau minha bunda me virou me deixado encostada de frente na pedra. Ele me pediu pra empinar bem minha bunda que queria sentir ela todinha. Foi o que fiz e pedi que ele ficasse parado que eu que iria comer seu pau. Ele não entendeu só quando comecei a empurrar e voltar com minha bunda fazendo ela engolir toda aquela pica. Ele ficou mais tarado e começou a me xingar de safada, galinha , puta. Eu adorei e quanto mais me xingava mais eu ia e voltava com minha bunda. Olhei pro lado e dei de cara com o pau de Almir perto de minha boca. Ele não parava d punhetar seu pau e olhando pra mim com os olhos serrados pede que eu abra a boca e diz que quer gozar na minha cara. Não dá tempo enm de responder e sinto um jato quente de porra na minha boca. Abro bem pra receber tudinho e logo em seguida abocanho seu pau e lambo as ultimas gotinha. Marcos socava cada vez mais forte e vendo que o Almir acabara de fazer me chama de vagabunda e me enrrabando mete o dedo em minha boca e a abre no canto fazendo um restinho de porra escorrer pelo meu queixo. Eu olho pra ele e pesso mais leitinho, vem meu tesão me dá mais vem!!! Ele sai do meu cu tira a camisinha e apontando pra minha boca solta seu leitinho todo na minha cara. Foi nos olhos ,testa boca. Fiquei toda esporrada. Geraldo esta de pé já com o pau duro e pede que os meninos vão para o caminhão. Os meninos colocam suas roupas e fazem o que ele mandou. Geraldo pede que eu não me limpe. Eu ainda não havia gozado e queria mais e pelo jeito eu teria, pois Geraldo estava com seu pau bem duro novamente. Ele vai e dá uma olhada pra ver se os meninos realmente haviam ido pro caminhão e em seguida volta com seu pau e me encosta na pedra e abrindo minha perna começa a me chupar muito gostoso. Ele vem subindo e começa a passar sua língua em minha barriga, seios, pescoço e pra minha surpresa começa a lamber a porra que Marcos havia jogado em meu rosto. Isso nunca havia acontecido comigo. Ele me lambia e me beijava colocando a porra que havia sugado em minha boca. Fiquei louca de tesão e sem paar ele colocou seu pau na minha xana e começou a bombar. Que delícia! Não demorou muito e comecei a gozar. Um gozo muito intenso que me fez agarra-lo com muita força e empurrar meu quadril com força pra dentro do seu pau, Quase desfaleci! Geraldo me deu um tapa na cara me fazendo voltar. Olhei pra ele e disse: Que foi isso seu velho tarado? Como voce me fez gozar assim? Se vc quiser eu farei sempre menina é só vc pedir. Mal consegui ficar em pé, Geraldo me encostou na pedra e me pediu que ficasse ali enquanto ele pegaria água no caminhão pra eu me limpar.

Após alguns minutos voltei ao caminhão e os tres já na cabine me esperavam. Os meninos não sairam de onde estavam me fazendo passar quase sentando em seus colos até chegar ao meu lugar. Continuamos a viagem calados não falamos nada até chegarmos em BH e logo eles descarregaram a mudança e ainda arrumaram tudinho pra mim. Agradeci e disse que a viagem tinha sido ótima.

Geraldo foi o ultimo a sair de meu ap e antes de partir apertou minha mão deixando um cartão com seu telefone e antes de sair olhou pra ver se tinha alguém por perto e me deu uma apertada na minha bunda e me disse que eu era deliciosa. O corôa era ousado mesmo, rsss.

Agora de volta a minha vida no Rio( Niterói) estou começando a curtir a minha vida de casada solteira e doida pra que role uma aventurasinha pra me satisfazer, rs

Beijoss

Karla

Comentários

29/10/2014 15:56:04
Gostei muito, so não gostei de ver você fazendo com três, acho que a mulher tem que ser respeitada e fazer com um homem só. Se quiser entrar em contato trabalho em niteroi meu e-mail jbulhosa@bol.com.br, que parte de niteroi você mora linda. Eu entendo o que você fez, às vezes ficamos em solidão e com muita vontade. Bjs linda se quiser entrar em contato, vou estar aguardando, outra coisa viajo muito pra minas a passeio de carro, conheço muitas cidades de minas.
16/01/2014 10:15:11
vik22 adorei voce e das minha heheh eu tambem sou taradinha assim
23/04/2011 16:32:13
Olá belissimo conto, estou a sua diposição para esta aventurinha, me add fro29@hotmail.com será um prazer conhece-la. bjs no coração
23/04/2011 16:32:12
Olá belissimo conto, estou a sua diposição para esta aventurinha, me add fro29@hotmail.com será um prazer conhece-la. bjs no coração
28/01/2011 07:51:37
só fazer contato prostitutodavkrj@hotmail.com
28/01/2011 07:50:58
Show! Estou no RJ, quando quiser repetir a dose, estou a sua disposição, e se kiser posso arrumar uns amigos, bjs!!!
28/01/2011 07:49:46
28/01/2011 01:36:45
TB SOU DE BH. QUE TAL PROCURAR?
27/01/2011 23:37:19
nossa adorei!muito exitante leia o meu bjus
27/01/2011 22:19:23
oi Karla td bem,adorei o seu conto,li batendo uma punheta bem gostosa,imaginando comendo esse cu delicioso,me add ai ,vamos entrar em contato,adoro uma mulher safada,e que adore ouvir muitas besteiras....estou no aguardo ok,bjussss delicia...e uma lambida no seu cu e na buceta..meu email e betobetao2011@hotmail.com
27/01/2011 20:24:35
Sua putinha gostosa, adorei seu conto. Pena que você voltou pro Rio, mas quando vier pra BH me mande um e-mail, vamos manter contato ... quero ter o prazer de sentir esse rabo quente engolindo meu cacete. Contato: bcmbh111@yahoo.com.br
27/01/2011 20:22:41
Excelente !

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.