Casa dos Contos Eróticos

Ela queria dar pro dog, e ajudei 2

Categoria: Zoofilia
Data: 29/11/2010 13:48:59
Última revisão: 01/12/2010 11:14:21
Nota 9.50
Ler comentários (4) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Continuando...a minha história.

Como disse antes as coisas ficaram quentes no terceiro dia.

Já era domingo, ela iria embora na segunda feira.

Depois de transarmos ao acordar (o que adoro... Uma trepadinha pra não perder o habito)

Tomamos café e pusemos a roupa pra passear pelas redondezas da granja.

Resolvi mostrar a ela a parte de cima onde podemos ver um por do sol maravilhoso. Mas ainda era cedo pra isso.

Quando estava arrumando as coisas pra sair ela olhando pro meu cachorro o grande, (dog) pois eu tinha vários de tamanhos diferentes. Ela olhou pra ele e sem pensar me perguntou: a quanto tempo esse cachorro não dá umazinha?

Eu olhei pra ela e perguntei porque? Ela disse: o pau dele ta pra fora e pulsando e uma coisa saindo dele.

Eu disse: acredito que a muito tempo pois aqui as cadelas são pequenas e nunca vi ele tentando nenhuma,e na vizinhança não tem cadela grande assim.

Ai sem pensar falei também: porque você quer quebrar o galho dele?

Ela riu e não disse nada.

Subimos e a cachorrada foi atrás. Quando chegamos lá em cima mostrei o lugar pra ela que ficou encantada, adorou a vista. Ficamos um tempo falando de coisas comuns e depois abracei e começamos a esquentar. Os cães andavam por tudo que é lugar. Uns pertos outros longe.

Como estávamos num lugar muito descampado fui puxando ela pra uma mata que tem do outro lado, já não é minha propriedade.

Entramos na mata e comecei a beijar e a abusar dela. (adoro abusar de uma fêmea)

Ficamos nus e ela se ajoelhou e colocou a vara na boca, mamou e passava a língua pelo corpo da vara, ate o saco.

Depois coloquei ela de frente, e enfiei o pau por baixo

E comecei a a movimentar.. Escutamos barulho e eu não queria que nos visem mas logo apareceu um dos cachorros

Ai continuei.... A meter

Ela estava bem tarada de estar ali no meio do mato, era algo novo pra ela.

Aquela sensação de perigo era boa.

Coloquei ela de quatro em cima da minha blusa

E comecei a enfiar no seu cú. Ela adorou e começou a rebolar.

Depois eu tirei e disse pra ela: vem senta no meu colo e mete tudo no rabo.

Ela veio de frente, eu disse: não! Vem de costas

Quero tua xota de frente pra eu te masturbar, e poder pegar no teu peito (Amo um peito ui ui)

Ela foi colocando ele na porta do rabo e sentando bem devagar, reclamou que estava doendo, eu disse que ia tirar ela disse dói mas é bom,(como se eu não soubesse que a dor misturada com tesão é simplesmente maravilhosa).

Ai foi descendo e subindo, e eu doido pra ver ele desaparecer dentro daquele rabão.

Quando terminou de entrar achei que ela não ia agüentar pois o brinquedo não é pequeno ( elas dizem isso pra mim)

Ela respirava e enfiava ate que entrou tudo! Ai agarrei seu peito e apertei o mamilo, ela deu uma tremidinha de dor, mas depois pegou minha mão e apertou meus dedos pra eu apertar mais ainda.... Acho que dói mas ela gostou da dor. Ficamos ali com a vara enterrada e a mão no mamilo, e logo abri os lábios da xota dela e comecei a masturbar...

Fui deitando pra trás e ela veio junto. Comecei a falar indecências no ouvido dela, e passar a língua na orelha. Ela queria mas não agüentava isso.

Escutei uns barulhos mas não queria parar, era o cachorro grande.

Eu disse é ele.

Ai comecei a dizer já pensou se tivesse uma outra pica aqui pra encher essa xota? Ela deve estar com ciúmes do cúzinho, precisando de vara quente.

Ele demonstrou prazer e gemia gostoso mas não dizia nada. eu continuei conduzindo a fantasia.

Imagina se pau no cú é bom e pau na xota é bom imagina o teu tesão com os dois preenchidos.

Ela disse que seria maravilhoso, mas não teria coragem de fuder com dois ao mesmo tempo, teria vergonha e medo de falarem.

O cachorro foi se aproximando... Lentamente e eu vi. Ela quando viu ele disse; olha ele!

Eu falei que ele não ia fazer nada pois era manso.

O clima não ficou muito bom ela perdeu a concentração.

E isso me deixou sem também... Mas não tirei de dentro, eu não podia mexer o pau por causa dela estar em cima de mim... Era ela que dava umas reboladas... O cão foi chegando perto e ela disso ele vai me morder. Eu disse calma ele é manso.vamos ver o que ele faz.

Ele se aproximou e começou a cheirar. Ela tava tensa demais

Mas viu que ele só cheirava. Ele encostou o nariz nela e ela deixou, depois passou a língua por cima da vulva... Nossa aquilo tava me dando asas... Com minhas pernas por baixo dela abri as pernas dela, ela tentou não deixar mas depois que sentiu a língua dele na parte macia da xota não tentou mais fechar as pernas.

Ela relaxou... E ele começou a lamber com mais tino, ela adorou e disse : ai amor que delicia... Ai que coisa deliciosa....

Eu não podia mexer mas estava adorando aquilo.

O filho da puta do cachorro lambia a xota da vadia toda e teve umas vezes que esbarrou a língua no meu saco e parte do pau que tava pra fora. Realmente era bom.

Depois ele parou de lamber e começou a rodiar

Ela saiu de cima de mim pois eu já não agüentava mais o peso.

Colocamos a roupa e descemos.

Quando chegamos lá em baixo ela disse que tinha adorado a língua dele, e que tinha muita vontade de transar com cachorro. Porra aquilo pra mim foi uma ótima noticia pois eu também queria ver.

Eu disse que a hora era aquela.

Ela disse que tinha medo, eu disse pra confiar em mim.

Já tínhamos tomado banho assim que descemos, e deitei ela no tapete da sala. E comecei a brincar com o grelinho dela, com a língua é obvio adoro mamar uma xota!

Quando ela já tava no ponto eu levantei e abri a porta da cozinha.

O filho da puta já estava lá, parecia que sabia. Voltei e continuei a chupar.

Ele nunca entrava em casa , nenhum deles, mas ele foi entrando de mansinho e se chegando, eu parei de chupar e disse que agora era hora dela se realizar. Ele veio pra perto e eu fiquei olhando. Começou a cheirar e logo deu as primeiras lambidas ela não perdeu tempo e abriu as pernas pra facilitar.

Deitou de costas e arreganhou as pernas com vontade... Ai tive de intervir... Segurei uma pra olhar de perto... Ele lambia com vontade e ela deixava com mais vontade ainda... Não demorou absolutamente nada e ela desesperada disse vou gozar, eu não acreditei, porra mau começou a lamber já vai gozar?

Aquilo me excitou mais do que eu já estava. Ela começou a dizer to gozando ai amor ai... E pode parecer incrível ela chorou, de tanto tesão. Eu segurava meu pau e batia uma punheta com fúria. Ai mandei ela levantar e coloquei ela de quatro, ela não queria mas mandei, fica assim sua puta! Ela obedeceu como devia ser.

Ficou de quatro e ele ao invés de meter nela foi lamber outra vez. Eu me aproximei a mexi no pau dele. Ai ele deu uma movimentada de vai-vem... Mexi outra vez e ele começou a ficar inquieto e ameaçar montar nela. Masturbei ele na pressão e ai pronto quando parei ele ficou louco e montou na cadelinha.

Ela ficou louca... Tava doida pra ganhar vara de cão, ele tentava mas não acertava, ai peguei o pau dele e coloquei no lugar... Caralho quando ela sentiu aquilo na entrada da xota começou a falar putaria; quero caralho, mete em mim cachorrão safado mete na minha xereca.

Eu já não agüentava mais de tanto tesão.

O bicho não demorou nada e acelerou o movimento, ai ela disse ta doendo ai que delicia. Olha quando peguei no pau dele tava fino mas parecia que tinha um osso por dentro. Ele não demorou nada e logo percebi que gozou. Ela estava louca de tesão mas não gozou.

Ele saiu de dentro dela, que caralho enorme, vermelho e com o nó imenso.

Aquilo estava dependurado balançando ao ar.

Eu peguei a vara dele e mandei ela ficar de baixo dele mas ele tava de quatro e não dava pra ela entrar por baixo, mas ficou de lado, eu sem pena e sem o menos constrangimento disse. Sua puta você quer pica de cão então toma!

Comecei a enfiar a trolha dentro dela. Ela abaixou a cara no tapete e deixou “aquilo” tudo de bunda pra cima. Eu enfiava e tirava de dentro da xota dela... Ela só gemia e dizia ai que delicia .... mete

O cachorro não tava nem ai, só ficava parado e nós dois abusando da pica dele. Ele com a língua de fora e com o pau dentro. Era uma verga grande.

Tinha horas que eu tirava só pra ver entrar outra vez e pra torturar ela, pra ela ter de pedir pra meter, eu sentia aquilo pulsando e esguichava o tempo todo aquilo era uma gozada demorada!

Pica pulsando porra na xota dela e eu doida pra ver ela gozar.. Achei que nai ia, mas continuei e ela já em desespero acelerou a respiração e com a voz alta dizia mete mete vou gozar, ai amor vou gozar caralho que delicia! Eu aumentei o ritmo... Ela gozou e metia as unhas no tapete e chorou outra vez. Fiquei com inveja do filho da puta fazer ela gozar assim, mas na verdade não era ele em si, era a situação diferente, as coisas que eu disse no ouvido dela enfim tudo que levou aquela situação

A noite fodemos outra vez e na segunda feira de manha. Ela pegou o ônibus e foi embora.

Depois disso veio aqui só mais uma vez.

Foi muito delicioso.

Mas a distancia e outros problemas acabaram por nos separar.

Posso dizer que seria tudo de bom encontrar uma fêmea pra ser minha mulher e poder viver essas coisas.

Tem muita gente que acha que zoofilia é algo sujo e baixo... Mas quem gosta disso também tem sentimentos, tem coração, e não tem nada a ver achar que somos vazios e vis.

Ao contrario disso sou um homem de muito bom coração, não faço mal a ninguém, respeito o ser humano, e os animais também.

Desrespeito é a pessoa alimentar o animal, cuidar dele, fazer ele acreditar que você cuida dele, que dá abrigo. E um dia se aproxima dele e o mata pra comer seu cadáver.... Isso sim me parece uma aberração!

Existem escolhas, coisas que nos dão prazer, e a experiência demonstra que a mulher sente muito prazer nisso, e eu sinto muito prazer em saber que ela esta sentindo prazer. Onde está o erro aí?

Se alguém não gosta, pra que vem aqui ler sobre o assunto? Só pra criticar aquilo que seu desejo pede, mas não tem coragem de assumir?

A meu maior desejo na vida é ter uma esposa, pra sermos uma só vida. Compartilhar todas as coisas de bom, dedicar minha vida a ela, e se ela quiser viver isso, com todos os tapas na bunda xingamentos

Etc...vamos viver isso sim, mas sem jamais perder o respeito um pelo outro. O respeito não esta na putaria que se faz, mas nas atitudes do dia-dia.

Faça e viva tudo aquilo que te dá prazer, mas sem prejudicar os outros. Essa é minha filosofia de vida.

Victorcarvalhol@hotmail.com

Abraços!

Comentários

07/04/2017 16:36:32
Victor, boa tarde. Seu conto é maravilhoso do começo ao fim. Muito excitante também quando você descreve essa posição, você ficando por baixo da mulher e ela sentada sobre sua barriga. No final do seu conto você narrou uma filosofia de vida emocionante. Parabéns! Se você acreditar em destino, e se seu destino determinar, fique tranquilo que você ainda terá uma excelente esposa para dividir seus anseios. Sem dúvida um dos melhores contos que já li aqui na Casa dos Contos Eróticos. Tenho poucos conhecimentos de zoofilia, apenas tive amizade com uma mulher que praticava sexo com cão, e com os relatos dela escrevi um conto tomando por base o que ela relatava. Ela nunca me deixou ver uma dessas transas. Apenas sei que é um assunto polêmico e perplexo que muitas pessoas até usando de hipocrisia condenam, mesmo essas próprias pessoa praticando outros fetiches. Seu conto vale mais que a nota máxima então dou-lhe nota 10 com parabéns e louvor. Obrigado por ler, comentar e dar sua nota ao meu conto. Um forte abraço e até breve contato oraciov6@gmail.com
05/12/2011 15:05:54
Olá July... que bom que gostou... imagina a pratica como foi maravilhosa. se a mulher tem desejo reprimido, pode acreditar que não é por homens como eu, pois se há uma coisa que não faço é criticar os desejos, principalmente de uma mulher. ao contrario acho que o homem tem obrigação de conhecer sua companheira e ter como principio fazer com que a cumplicidade seja total, e ajuda-la a por pra fora seus desejos, na medida do possivel realiza-los. Isso se chama amor, isso é ser como uma só carne. corpos distintos, mas ligados pela alma. alem do mais, não existe pecado, não prejudica ninguem certo? escreva pra mim.adorarei ser seu amigo. beijos
21/07/2011 14:22:52
Ola, li seu contos e gostei mt. Tenho mt curiosidade sobre zoo e o tema acaba me chamando atenção, acho que td mulher tem um desejo reprimido de experimentar novas experiências. Bj
29/11/2010 16:46:55
Sai dessa vida, querer uma esposa é pedir pra ser infeliz, ou corno... viva a solteirice com amor e sexo a vontade! leia meu conto publicado no dia 07 de novembro de 2010 " Fudidinha com um colega de trabalho" cleoaboa! bjs

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.