Casa dos Contos Eróticos

Feed

Levando fundo a rola do Vovó

Categoria: Heterossexual
Data: 31/10/2010 16:59:44
Última revisão: 02/11/2010 16:09:25
Nota 9.62
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá queridos

Estou aqui novamente para contar minhas escapadinhas do casamento.

Bom, o que vou lhes contar hoje, aconteceu a mais ou menos 90 dias e foi muito louco.

Eu, como vocês já devem ter percebido, sou meio putinha por natureza, sou casada a 10 anos com um cara legal e dono de uma pica enorme, que me come bem gostoso, mas na verdade o que eu gosto muito de variar de pica sempre que posso!

Meu marido trabalha cedo, eu que também trabalho, mas na parte da tarde, saio de casa um pouco depois do almoço e tenho normalmente uma folga no meio da semana.

Em uma destas folgas acordei como de custume lá pelas 9:30 com muita fome...mas não era fome de comer e sim ser comida, estava com um tezão daqueles, que sentia minha bucetinha meladinha e pulsante e meu cusinho piscando de tanta vontade de levar pica.

Me lavantei e tomei uma ducha, cheguei até a fazer uma sirica gostosa e gozar forte no chuveiro mas não adiantou, eu como sou muito fogosa, ainda estava com tezão, e só pensava em mamar uma bela pica bem gostoso, e depois levar a rola bem fundo no cu de quatro! eu adoro ser comida no rabo assim!.

Coloquei um shortinho destes de usar em casa bem putinha uma calcinha atoladinha na xana pra roçar gostoso a bucetinha enquanto me mexia e uma blusinha leve sm nada por baixo, e começei a arrumar minha casa pensando em como arranjaria uma pica para matar minha vontade, quando estava pronta para ligar para um "amigo"para saciar minha fome de pica, meu marido me ligou, e pergurtou se eu poderia levar algumas sacolas de roupas usadas que nós tinha mos separado até a casa do nosso visinho, um senhor víuvo que mora em frente a nossa casa e que sempre arrecadava roupas para doar a igreja, pois ele trabalharia até mais tarde naquele dia e não teria tempo para entregar pessoalmente as roupas ao homen.

Eu disse que tudo bem, que iria trocar de roupa e lavaria em seguida.

Eu como estava meio preguisoça e com muito calor, resolvi ir do jeito que eu estava mesmo, afinal era um velhinho, que mau averia nisso.

Cheguei em frente a casa a toquei a canpainha, ouvi uma voz vinda do fundo do quintal da casa perguntando quem era.

_ Sou eu seu José, a Angela sou vizinha, trouxe umas roupas pro senhor levar a Igreja!

Seu José pediu que eu entrasse e fosse até o quintal aonde ele estava cuidando das plantas.

Entrei e foi ao encontro do sr. José, ele era um senhor já nos seus 60 anos, aposentado, e mesmo assim um homen forte e rostico, com pele morena e mãos grandes e fortes e cabelos grissalhos, tinha uma aparencia sinpática e amigavel, estava agachado mechendo em uma roseira muito bonita e bem cuidada, com a camisa aberta dava pra ver um peito forte e muito peludo de quem passou anos no trabalho pessado, eu fiquei admirada em perceber que o vovô ainda dava um caldinho, ri por dentro pensado, eu estava com tanto tezão que tava querendo comer o vovozinho!

José era muito caprichoso e tinha um jardim muito bonito cheio de plantas e flores com passaros em um viveiro, era muito agradavel e gostoso ali, estava fresco embaixo das arvorese a grama estava úmida e com cherinho de recém cortada.

Parei em frente ao homen que estava de joelhos mexendo na terra.

_ bom dia seu josé como o senhor esta?

Ele levantou a cabeça e me comprimentou todo sorridente.

_ Como vai Angela, todo bem, que bom que trouxe mais roupas, muito obrigado minha filha.

Noteu de cara que seu josé me olhou de cima a baixo e fixou o olhar na minha bucetinha dividida e inchada por baixo do microshort, ai que me dei conta que estava quase nua em frente a ele e, mas putinha como eu sou na hora senti que talvez fosse o dia de fazer caridade ao bom velhinho também.

_ Que lindo seu jardim seu José, que lugar gostoso o senhor tem aqui....da vontade de ficar o dia todo.

Seu José todo educado me convidou para sentar em baixo de uma arvore e tomar um de chá gelado com ele, eu aceitei na hora, seus olhos brilhavam me admirando, na hora senti minha bucheta dar choquinhos de tezão,os biquinhos dos neus seios já estavam durinhos e já dava pra ver de longe atravez da blusinha transparente, eu resolvi provocar o vovô um pouquinho, só pra ver ainde ia aquilo.

Com a desculpa de colocar as sacolas no lugar me abaixei de constas pro Seu José que ainda estava agachado em minha frente, empinei bem minha bunha, que modéstia a parte e bem gostosa, e ainda com aquele shortinho de putinha. deixei o velhinho admirar meu rabo enguanto ajeitava as sacolas no lugar.

_ É muito gostoso aqui seu José, o senhor tem jeito pra mexer com a terra heim, tem mãos boas.

Seu José sorria e agradecia, mas não tirava os olhos da minhas coxas e meus seios empinados e com os biquinhos duros pedindo para serem mamados por baixo da blusinha solta.

Então fique um pouca mais menina, ta calor hoje, se refresque um pouco antes de ir para casa, eu gosto de conpanhia, ainda mais de moça nova e bonita, meu jardim fica muito mais bonito assim.

Eu fiquei losongeida com o elogio do velhinho, e toda molhada em saber que estava fazendo aquele senhor sentir se acesso novamente.

_ Fico só se o senhor me deichar eu pegar na enchada, quero ajudar, faz tempo que não mecho com folhagens, posso?

_ Claro minha filha, fique a vontade, mas você vai se sujar toda e acho suas mãos não estão acustumadas a pegar no pessado?

_ Imagina seu José, não tem problema, depois o senhor me empresta a sua mangueira e eu me lavo, ta bom.

Eu estava tezuda, estava gostando daquilo, e estava deixando o homen louco com aquela conversa, notei que ele estava ficando exitado minha converça cheia de malícia e continuei meu joguinho com o velhinho gostosinho.

Seu José foi buscar o chá para nós, e eu aproveitei pra agir, terei minhas sandálias e pissei na terra fofa e úmida perto das rosas, deu um gemido como quem tivesse se machucado e sentei novamente.

Seu José logo apareceu na porta perguntando se estava tudo bem comigo.

_ Angela! o que houve menina? esta tudo bem?

_ Ai Seu José, acho que pissei um espinho e acabei torcendo meu tornozelo!! aii que dor!!

_ Mossa menina, posse ver?

Eu, mais que depressa deu meu pé para seu José examinar, ele veio com um pano úmido para lavar e começou a examinar meu pesinho com aquelas mãos enormes e grossas, eu mordia os lábios e suspirava com aquilo.

_ Hum... acho que o espinho deve ter caido menina, vou massagear um pouquinho seu pesinho pra ver se melhora! tudo bem?

Eu consenti com a cabeça com cara de quem estava gostando da massagem, e seus José alisava todo meu pé e o elogiava disendo que eu tinha um pesinho de fada, muito bem e feitinho e rosado que até parecia de um anjiho.

_ Obrigado seu José o senhor é um homen muito carinhoso, não conhecia esse seu lado galantiador, e tem uma mão maravilhosa pra massagiar! hum.... tá tão gostoso que dá vontade de ser toda massageada, gosto de mãos fortes me pegando!

Isso foi o sufisiente para que seu José, o vilhinho doce e meigo entendesse que o sinal estava verde pra ele, e começei a sentir as suas mõas massageando minhas panturilhas e logo minhas coxas.

_ ai Seu José que massagem gostosa!!! era isso que eu estava precisando hoje!! que delicia!!!

Me escorrequei para baixo na cadeira e coloquei uma das pernas no ombro dele e com a outra perna comecei a alisar com a ponta do pé o pau do velhinho por baixo das calças, ele suspirou e começou a beijar meu pé e lamber minhas coxas com uma lingua grande aspera e quente! me deixando maluquinha! senti seus dedos poderosos e grossos puxando meu shortinho pro lado.

Seu José caiu de boca na minha bucetinha chupando ela pelo ladinho do shortinho, me deixando doida de tezão, eu tirei rápido a roupa e me arreganhei toda pra ele, mossa.......era uma loucura aquela lingua grossa me chupando e mamando meus peitos, roçando a lingua nos biquinhos me deixando maluca, o velhote sabia como chupar tetas uma buceta com gosto, enfiava aqueles dedos grossos que pareciam umas rolas e chupava meu clítoris de um jeito delicioso, eu já estava quase gosando na boca do velhinho safado, e sentia na ponta do meu pé o pau dele endurecendo e isso meu deixava cada vez mais tesuda.

_ Aiii deliciaaa, assim vai gostoso....... me chupa!!!! safado delicioso, enfia essa liguona gostosa em mim delicaaaaa!!!!!! aiiiii to gosandooooo!!!!!!!

Gosei forte na boca do velhote chupador, estava suada e ofegande, mais eu queria mais, muito mais do vovô gostoso.

Troquei de lugar com Seu José, fiquei de joelhos e ele se levantou, baichei suas calças e comecei a alisar sua rola.

Eu até aquela hora tinha certesa se o pau dele não iria levantar, pois afinal era um velhinho, e se levantasse imaginava seria uma coisinha pequenina e fina, meio mole, mas o que eu vi ao baixar a cueca do velho foi um belo pauzão super grosso e inchadão que até tomei um susto.

_ Nossa Seu josé que rola grossa é essa!!! que pica linda que o senhor tem!!

_ è toda sua Angela, minha menina linda meu anjo maravilhoso, faça o que quiser com ela minha ninfa dos sonhos.

O velhote estava todo malucão e eu admirada com aquela jeba enorme, e olha que de rola eu entendo.

Não era grande, era normal uns 16,17 cm.....mas era muito grosso, ainda mais pra um velhindo com cara de santinho, eu nunca tinha visto um caralho grosso dequele jeito!!.. cheio de veias e com uma cabeçona inchada e vermelha, estava a "meio pau" mas parecia uma rola de borracha daquelas que se compra em sex shoping, e tinha umas bolas grandes, confesso que foi uma visão que me deu ainda mais tezão por aquele velho homen.

Começei a lamber de leve o caralho do velho admiranda ele todo, e fazendo o homen gemer de tezão, estava meio salgado e suado, mas era bom demais mamar naquela rola com gosto e cheiro de macho gostoso, adorei sentir a pica endurecer aos poucos na boca com minhas chupadas e lambias, eu mamava nas bolas grandes e gostosas do velhote pauzudo que gemia falando coisas sem nexo e disendo que o corninho do meu marido era um homen privilégiado em ter uma ninfeta deliciosa como eu todas as noites em sua cama.

Chupei gostoso na pica até que a rola estava dura de verdade, e mal cabia na minha boca, mas eu mamava com vontade naquela delicia, que dava a impressão de ter a grossura de uma latinha de cerveja, mas lógico era muito mais saborosa!!

Mamei em torno de uns 20 minutos na pica do seu José, que me alisava os cabelos e gemia se deliciando com a chupeta que estava ganhando.

Ele se deitou na grama de barriga pra cima e eu entendendo o que ele queria, sentei na cara do velhote e começamos um 69 daqueles, como era bom mamar na rola do seu José, era quente e dura e ao mesmo tempo macia e inxada e com aquelas bolas enormes que eu alisava, seu José me chupava com maestria e eu sentia aqueles dedos me fodendo a buceta... sentia os pelos do homen rosando os biquinhos duros das minhas tetas e em todo meu corpo, e isso me deixava cada vez mais melada de tesão,senti um dedo grosso e gostoso forçar meu cusinho e rebolei na pontinha dele fazendo entrar um pouquinho no meu anel mostrando que estava aprovando a dedada no meu cusinho.

Me sentia nas nuvéns, como se eu fosse comida por vários homens, com aquela coisa enorme e gostosa na boca e levando agora aqueles dedões grossos no cu e na buceta, não via a hora de sentir a pica do seu José me fodendo toda, não aguentei mais e começei a gozar novamente, ao mesmo tempo que senti minha garganta sendo imundada por porra grossa e salgada que saia da rola inchado do meu velhinho gostoso, ele gemia e esquichava jatos quentes de leite na minha garganta.

Mamei toda a porra do seu José até a última gota, e cai ao seu lado no chão exausta da gosada forte.

Me aninhei nos braços peludos e suados com cheiro de macho dele sem falar nada e ficamos assim por algum tempo.

Eu estava até que satisfeita com a foda do vovô, e achei que tinha acabado tudo, quando seu José disse que deviamos entrar na casa, pois ele ai me comer agora na cama bem gostoso.

Fiquei pasma com o vigor do velhinho, e foi para dentro da casa como uma menina putinha e obdiente.

Fomos para o chuveiro e seu José me deu banho, banho de verdade com esponja e tudo, me tratava com muito carinho me esfregando toda e me lavando com ternura e mamando gostoso nos meus seios, eu retribui esfregando sabão no peito dele e me deliciei com os pelos dele nas mãos, foi lavando até chegar na rola e deu um trato especial aquela maravilha de pica, me agachei pra lavar melhor...mas assim tão perto da vara, não aguentei e abocanhei de novo a pica do vovô e suguei gostoso a vara do meu amante da 3º idade.

Fomos pra cama e lá eu tive mais um banho de lingua em todo meu corpo de tirar o folego, seu José me elogiava e me acariciava me deixando delirando de prazer, me colocou de ladinho e foi entrando na minha buceta devagar.... centimetro a centimetro senti a rola grossa me rasgando como se eu fosse uma virgem até as bolas baterem nas minhas coxas.

_Ai Seu José!!!!!!!! que delicia de pau o senhor tem.... assim seu José!!!!!!!! me come assim gostoso vaiiii!!! enfia toda essa picona grossa na buceta vaiii!! aiii delicia me arromba com essa vara!!! aiiii!!!!

_ Calma minha filha, eu vo te comer como você merece, como nunca te comeram antes minha delica.

Ele me fodia fundo e ritimado, sem pressa, me levando a loucura!! eu arrebitava meu rabo e empurava para trás pra sentir toda a pica grossa em mim...e era uma delicia me sentir toda preenchida pele pauzão do seu José, não tinha mais espaço nenhum sobrando.

Seu josé foi acelerando as estocadas fundas sem dó na minha buceta, agora me fodia com força bem fundo, eu gemia alto e me deliciava na rola do meu macho gostoso, ele me dizia pra não se preocupar, que eu podia gritar alto se quisesse pois minguem iria escutar, então eu me soltei de vez na pica do coroa, rebolava e jogava as ancas para trâs com força na rola dele, era gostoso, gemendo e gritando me sentindo ragada pelo vovôsinho caralhodo e gostoso e pedia mais pica com força na buceta.

Foi colocada de quatro pelo velhinho, que dizia que eu tinha cido uma menina muito levada e agora iria sentir na bundinha o castigo por ser tão safadinha.

Como já estava louca pra ser enrrabada pela pica do vovô, empinei meu rabo e fiquei esperando meu castigo grosso e gostoso.

Senti seu josé me alisando toda a bunda e beijando a com carinho, falando que eu era linda que meu corpo era perfeito e que nunca tinha tido uma mulher assim na vida, fiquei muito tezuda ouvindo tudo e sentindo sua boca me beijando o rabo todo, quando senti a lingua do velhote no meu cusinho me arrepiei toda e gemi gostoso na ponta da lingua agíl e gostosa do meu vovôsinho gostoso, foi há loucura com minha primeira chupada no cú!!!

_ Aiii vai Zé por favor me como o rabo!!! eu não to aguentando mais, meu cu ta piscado de vontade !!!!! me enrraba vaiii!!! come meu cu por favor!!!!! come meu rabo com essa rola!! me fode rasgando o meu rabo todo!!!!

Sem dó senti a rola do Seu José entrando no meu cu de uma só vez até as bolas!!... dei um grito alto!

_ Aiii meu cuuuu!!!! aii seu José vai rasgar meu rabo assim!!!! aiiiiiii!!!!!!!!!

Começou a arder forte o meu rabo no começo que cheguei até em pensar em desistir da emrrabada...mais logo foi ficando cada vez mais gostoso, o velho sabia como foder de verdade uma mulher e eu foi me deliciando com a sensação de ser arrombada pela pica do vovô, seu José metia gostoso a pica no meu cu agora, de um jeito que eu ja estava gosando novamente.

Eu gosei várias vezes com o cu enquanto seu José me fodia em todas as posição posiveis, até que senti minha bunda esquentar com a porra do meu velho gostoso que gemia forte e fungava gostoso nas minhas costas dando estocadas fortes e fundas no meu rabo.

Eu estava toda suada e exausta e seu José parecia também não aguentar mais foder, também que macho era aquele!!

Ficamos abraçados por um tempo descançando, até que eu notei que já passava das 13:00 hs.me despedi com um abraço gostoso do meu mais novo e velho amante. e prometi que logo teria "mais roupas" para trazer ao bom velhinho.

Voltei para minha casa toda satisfeita e também toda ardida pela pica do vovô, sem acreditar que aquele homen moreno nos seus 60 anos tinha me feito sentir como é ser fodida de verdade, e de agora em diante os garotões seriam minha segunda opsão na hora de gosar gostoso rsrsr.........

Bom meus amores, beijos a todos, espero que tenham gostado de que compartilhei com vocês hoje.

Comentários

08/07/2012 08:44:58
gostei muito, parabéns.
19/12/2011 11:04:58
Show
11/11/2010 11:18:17
putinha safada, t quero. penetradorbhz@hotmail.com
01/11/2010 14:48:56
Otimo conto! escreva mais relatando suas experiencias. Nao tenho 60, mas estou a caminho, tatuado e corpo malhado !!! (lobo.biker@hotmail.com)
01/11/2010 10:58:17
Adorei seu conto. Vi que nos temos vocação para pular a cerca. Adoraria pular a cerca contigo. alexnogueira@hotmail.com
01/11/2010 09:33:53
aplausos.....muito bom seu conto,a verdadeira fabula dos contos eroticos...theo_ozga_vitury@hotmail.com
01/11/2010 05:45:53
És maravilhosa demais. O tipo de fêmea que adoraria ter tido na minha vida. Leia minhas aventuras e me escreva ou adicione: envolvente35@hotmail.com . Beijos.
01/11/2010 00:41:39
Me deixou de pau duro heim! Manda umas roupas para mim também ou eu mesmo vou buscar. Fiquei louco para comer seu rabo. taradopbundas@ig.com.br
31/10/2010 22:18:04
Uma bela putinha e das boas. Merece muita rola.
31/10/2010 20:29:06
Adorei seu conto,muito excitanti .Tambem sou um tiuzinho e adoraria fazer o mesmo com vc !!!! nota 10 gaucho.fmello@gmail.com
31/10/2010 19:07:25
dona Angela o seu conto merece nota 10.. parabens.. fiquei de pau duro como uma rocha.. parabens e continue plublicando contos

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.