Casa dos Contos Eróticos

Feed

COMI A VIZINHA GOSTOSA

Autor: pielo
Categoria: Heterossexual
Data: 28/10/2010 23:47:51
Nota 8.67
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

COMI A VIZINHA GOSTOSA

Sou casado, e bem casado, minha mulher é morena clara, muito gostosa e muito boa de cama, satisfaz todas as minhas vontades sexuais, moro em casa com um grande quintal, tenho um grande terraço de la ad pra ver toda a vizinhança, inclusive a minha vizinha que é um espetaculo de menina, aliais tenho varias vizinhas gostosas.

Certo dia (sexta feira) eu estava jogando futebol com uns amigos, (eu estava de folga no trabalho), na rua onde moro, pois é uma rua muito larga e jogamos futebol sempre. Alguem deu um chute com mais força e a bola caiu na casa da vizinha, eu fui buscar a bola e chamei a dona da casa pelo portão, gritei por tres vezes e não fui atendido, resolvi subir no portão, quando dei de cara com a gostosa da vizinha (Ana nome ficticio) vindo me atender, ela estava com uma camisolinha transparente, pedir desculpas por ter subido no portão, pois pensava que não havia ninguem em casa, ela disse que a mãe tinha ido ao mercado e ela estava dormindo. Eu estava vidrado naquele corpo escultural, ela usava uma calcinha preta toda enfiada, ela foi buscar a bola e abaixou com aquele bundão para o alto, me levou a loucura, ela veio até mim e comentou que eu estava muito suado e ela adorava homens suados, passou a mão no meu peito e depois lambeu o dedo indicador, e disse pra mim: “quando quiser é só chamar, estou a disposição”. Aquilo mexeu comigo e disse na hora, pode deixar, não vou demorar a chamar, ela riu e virou as costas e saiu rebolando.

O ocorrido me deu um tesão danado, a noite ao ir deitar fiz um sexo maravilhoso com minha mulher, ela mamou minha pica com maestria chupava minhas bolas e me masturbava ao mesmo tempo, eu colocava ela de quatro e untava o cuzinho dela de saliva, revezava as lambidas entre o cuzinho e a buceta. Mas aquela cena da manhã não saia da minha cabeça, estava fissurado pela garota, lembrava aquela bunda maravilhosa, e aquelas palavras convidativas.

No dia seguinte eu estava no terraço doido para ver a vizinha, foi em vão ela não apareceu, sai frustrado e fui dar uma volta de bicicleta, pedalei bastante percorri uns 20 km e parei para tomar um sorvete. Pra minha surpresa dei de cara com a vizinha que estava andando de bicicleta também, e perguntou: “me paga um sorvete”, claro respondi eu, qualsabor vc quer, morango disse ela, senti uma malicia na resposta. Ela lambia o sorvete e eu imaginando aquela boquinha no meu pau. Começamos a conversar, e fomos para casa pedalando devagar, ela comentou comigo que eu era casado, eu respondi que sim, ela disse.

— Adoro homens casados. Foi direta ao ponto

Ela disse que estava sozinha no momento, estava sem namorado, sem ninguem, havia duas semanas que não transava e estava muito afim. Sem perder tempo eu disse a ela que poderia ajuda-la se ela quizesse, sem cerimonia nenhuma ela disse que aceitava era só eu marcar o encontro, pedi o telefone dela e disse para aguardar minha ligação.

No mesmo dia eu liguei, dizendo que a noite estaria diosponivel e se ela podia, ela disse que sim, mordi os labios só de pensar. Minha mulher ia trabalhar a noite e eu estaria livre para minha vizinha. Passei o dia ansioso, não via a hora da noite chegar. Liguei pra ela combinando o local do encontro, marquei num bar longe dali. Sai de casa por volta das 20h, quando la cheguei ela ja estava, numa mesa num canto bem reservado. Sentei e pedi uma bebida, ela estava linda, um vestido colado ao corpo com um V decotado nas costa que ia até a sua cintura, o vestido ia até os joelhos, muito sexi, eu repousei minhas mãos em suas pernas e alisava bem devagar. Conversavamos bastante e ela dizia que ja reparava em mim a muito tempo. Minhas mãos iam subindo e ela disse que se eu subisse mais ia me surpreender. Eu subi e pra minha surpresa ela estava sem calcinha, me deu um arrepio na mesma hora, pedi a conta e saimos para um motel.

Chegando lá, eu na garagem mesmo comecei a a beija-la e a chupar seus seios maravilhosos, apertava sua bunda, deitei ela no capô do carro e levantei seu vestido e ali mesmo cai de boca naquela bucetinha depilada e cheirosa ela se contorcia de prazer, apertava minha cara contra sua buceta e dizia: “não para, não para” eu obedecia religiosamente, ela gozou ali mesmo e eu bebi todo o seu gozo. Subimos para o quarto e joguei ela em cima da cama arranquei a roupa dela e comecei a chupa-la de novo, ela foi a loucura e quase goza de novo, ela me empurrou e arriou as minhas calças e segurou minha pica com carinho e começou a mamar com vontade, chupava acabeça e me punhetava, me deitou na cama e me deu um banho de lingua, lambia minha virilha e minhas bolas. Ela ficou de quatro e pediu para eu comê-la, eu a coloquei de joelhos na beira da cama e apontei a pica para a buceta dela e meti com vontade, ela rebolava de prazer se desmanchava em gozo, quanto mais eu socava mais ela pedia agarrei ela pela cintura e fui socando cada vez com mais força. Sai de tras dela e mandei ela sentar no meu pau, deitei e ela veio e se encaixou no meu pau, e rebolava com vontade subia e descia, jogava o corpo para tras eu acariciava os seu seios e ela gemia de tesão, eu falei que ia gozar, ela saiu de cima de mim e vei abocanhar meu pau ebeber todo meu leite, gozei naquela boca maravilhosa, ela deixou meu pau limpinho sem uma gota de porra. Deitamos colados um no outro, ai eu comecei a alizar aquela bunda magnifica dela, ela ficou de bruços e empinava mais ainda a bunda para me instigar, meu pau subiu imediatamente, eu começei a lamber aquela bunda e a meter a lingua pelo seu reguinho, ela disse come meu cuzinho seu safado, eu sei que é isso que vc quer, e eu adoro dar o cuzinho, meu pau ja estava em ponto de bala ela pegou um creme na bolsa e untou o rabo todo, eu a coloquei em pé e curvei o corpo dela pra frente, fui enfiando devagar, a pica entrou com certa dificuldade, o que me deu mais tesão, ja estava toda dentro e ela começou a rebolar, e eu socava com vontade minhas bolas batiam naquela bunda maravilhosa, eu delirava de tesão, ela dava o cu com uma prestreza de profissional, ela sai da parede e me empurrou para a beira da cama me fez sentar e sentou aquele cuzão em cima do meu pau e começou a subir e descer, eu ja não aguentava mais de vontade de gozar, ai ela parou o sobe e desce e ficou bem devagar, cravada no meu pau, a minha mão direita procurou o seu grelinho e a minha mão esquerda os seus seios, e ela rebolava bem devagarmeus dedos fizeram ela gozar mais uma vez, ai foi minha vez quando comeceia gozar ela aumetou a o sobe e desce e me fez gozar muito. tirou tudo que podia de mim.

Desfalecemos, dormimos algumas horas e quando acordamos, comi o seu cuzinho mais duas vezes.

Hoje a garota não é mais minha vizinha, pois se mudou, mas cheguei a sair com ela mais 4 vezes, inclusive uma vez dela com 2 amigas e eu com tres amigos, mas esse conto fica pra outra vez.

pielo27@hotmail.com

Comentários

01/11/2010 16:44:34
adorei.. fiquei mto excitada com seu conto...
29/10/2010 17:56:40
mandou bem

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.