Casa dos Contos Eróticos

Feed

As bombadas de titio e nossos cuzinhos esfolados !

Autor: Sabrina
Categoria: Grupal
Data: 11/10/2010 16:15:40
Nota 10.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, no conto anterior contei como meu titio me debutou no “Festa de debutante no elevador com titio e o sobrinho, como doeu!”, agora vou contar o depois disso, espero que gostem.

E para quem não leu, sou morena clara, cabelo preto lisinho e olhos castanhos claros, abaixo do ombro, não sou muito alta, mas tenho um corpo legal pra idade, ao menos é isso que ouço pelas ruas, eu me acho com um biótipo comum e me chamo Sabrina.

No dia seguinte à festa, estava complicado sentar, meu anelzinho estava esfolado e dolorido, iria tirar o dia para relaxar e tentar me entender com o meu namorado.

Durante o café da manhã, que já era quase almoço pelo horário, minha mãe disse que recebeu uma ligação do meu tio Paulo, por um momento fiquei com medo do que ele pudesse ter falado, mas era pra eu passar na casa dele pra buscar meu presente de aniversário que ele esquecera de entregar, eu sabia bem quem daria o que pra quem na ideia dele, disse que arrumaria um dia para ir buscar, mas minha mãe insistiu para que eu fosse no mesmo dia pra não fazer desfeita, afinal era o presente da irmã dela, minha tia e não ficaria bem.

Eu sabia que acabaria sentada no colo dele e com algo mais na bunda, esfolada como estava eu não aguentaria, pensei que se alguém fosse comigo não teria como ele querer me comer, então liguei pra Renata, perguntei se ele iria comigo e ela aceitou, combinamos que eu passaria na casa dela e partiríamos pra casa do titio.

Coloquei um vestido leve, porque estava tão dolorido que ficava desconfortável usar calça. Cheguei à casa da Renata, a mãe dela pediu para eu esperar pois ela estava tomando banho, enquanto isso o César me faria companhia, César! Logo ele, eu não esperava que ele estivesse lá, como eu não o avistei na sala principal, fui para a sala de televisão, tentando que ele não me visse logo.

Foi só entrar que lá estava o idiota passando a mão na minha bunda e apertando, quase armei um barraco, mas por estar na casa da minha amiga relevei. Ele se sentou e me pediu pra sentar ao seu lado dizendo que não faria nada. Sentei, ele me perguntou se meu namorado ainda estava brigado comigo, eu disse que sim e tal, conversamos um pouco, estava até agradável a conversa.

A Renata chegou, e saímos pra buscar meu presente, o César não viria conosco, mas o miserável se posicionou de forma que pudesse passar a mão na minha bunda, sem que a Renata notasse, o pior que tive que deixar.

Durante o caminho tentei imaginar se o titio tentaria algo mesmo com a Renata estando lá. Chegamos a casa do titio, toquei a campainha, lá veio ele abrir a porta, sem camisa e cueca samba-canção, morri de vergonha pela Renata, mas entramos, fui entrando e perguntando pela titia, mas claro que pra minha NÃO-surpresa ela, claro, não estava.

Titio Paulo veio me dar um abraço, com uma mão na minha bundinha e me apertou contra seu corpo, me deu um beijo quase no canto da boca. E sem a menor cerimonia fez o mesmo com a Renata. Acho que ela não deve ter percebido as segundas intenções dele, porque não teve reação alguma.

Entramos, ele nos ofereceu refrigerante e pediu pra eu ajuda-lo com os refrigerantes, abri a geladeira para pegar a garrafa e já veio ele se engatando atrás de mim, roçando na minha bundinha, apertando meus peitos, disse pra ele parar porque a Renata estava na sala e nada dele parar ele já estava descendo minha calcinha e eu sentindo o seu negócio duro por dentro da samba-canção bem encostado no meu rego. Mandei ele parar e esquivei. O tio reclamou dizendo que eu trouxe a minha amiga só pra dificultar, mas ela acabaria participando, eu dei uma risada e perguntei se ele iria simplesmente agarra-la ou o que? Ele só disse que eu veria, por ter deixado ele com tanto tesão. Eu dei um beijinho nele e disse que não vim sozinha porque sabia que ele iria querer brincar na minha bundinha que estava muito doída.

Voltamos pra sala, servi o refrigerante pra Renata, o tio sentou no sofá com o membro ainda duro, nem se ligou com o que ela fosse pensar. No meio da conversa ele perguntou pra Renata se ela já tinha transado com o namorado dela, aí ela ficou vermelha, eu tive que soltar um “TIOOOO ISSO É PERGUNTA QUE SE FAÇA ?!?!?”.

“Mas o que tem de errado nessa pergunta, transar é normal, não é Renata?” Ela meio sem graça, respondeu que sim, mas não transava com o César ainda. Acho que foi aí que ela percebeu o negócio duro do titio, mas disfarçou. Ele entrou novamente no assunto, disse que viu ela com o namorado na escada de acesso ao salão de festa, no dia anterior, e que eles nem tinham percebido ele lá.

A Renata mais que depressa pediu que ele não contasse nada, porque a mãe dela não entenderia as coisas como ele entendia.

O tio a tranquilizou, dizendo que todo mundo tem seus segredos, e perguntou se ela podia guardar um segredo dele, ela balançou a cabeça e ele falou: “A Sabrininha e eu somos namorados, caso ela não tenha lhe contado !”.

A Renata me olhou com uma cara. “E você nem pra me contar! Não somos amigas ? Eu guardaria segredo, ora !”.

Ele sentou junto de nós, no meio pra dizer a verdade, ficou alisando minha coxa , perguntou pra Renata se podia mostrar pra ela o que eu fiz nele e pegou a mão dela pousando sobre seu negócio duro, Renata estava sem ação ele passou a movimentar a mão dela pra cima e pra baixo. Fiquei toda molhada vendo ela punhetar meu tio e ao mesmo tempo pensei na habilidade com que ele a convenceu a ceder.

“Fica despreocupada que ninguém vai saber de nada, nem da escada, nem de hoje, seria um segredo só nosso !”

“Viu como você é safadinha ? Agora faz como sua amiga Sabrina e me mostra a bundinha!”

Aí eu fiquei quieta, porque a minha estava tão esfolada e dolorida que superou a vontade de dar que o tesão resultou. Ele repetiu !

“Tira o short Renata” E ela foi tirando devagar, ela estava com um short branco que nem era curto nem tão justo, mas com a bunda que ela tinha, as calcinhas eram sempre engolidas, os homens ficavam doidos pela rua. Ela tirou o short, meu tio pediu pra tirar a calcinha também para ter visão total, ela pediu pra ficar com a calcinha, porque tava com muita vergonha. Titio pediu então pra ela se sentar no seu colo. Com ela sentada passou a beijar seu pescoço e orelha, os mamilos logo endureceram e com a blusa colada e sem nada por baixo foi um convite, titio passou a massagear, daí a apertar seus peitinhos, Renata se contorcia de tesão e eu sentia tudo melado e escorrendo da minha xaninha pelas coxas. Logo os apertões ficaram mais fortes, titio apertava e os mamilos rosa estufavam entre os dedos, fiquei com uma inveja porque os meus são menores.

Titio com uma das mãos acariciava a xaninha dela, primeiro sobre a calcinha, depois brincava na rachinha dela afastando a calcinha. A Renta delirava, misturava gemidos com palavras “Ahhh !! SHHhhh Eu sooo Virgeeem ! Paaaraaa Aaaiiii !! Vaaiiiii !! Huumm !!”.

Ele a virou, deixando-a de joelhos debruçada no assento do sofá e enfiou a cara na sua bunda, lambendo e chupando ela toda. Eu já estava arrependida de não deixar ele comer minha bunda, que tesão, fiquei esfregando minha xaninha e olhando eles.

O safado preparou bem a Renata, deixou ela doida e apontou aquela combra no anelzinho dela, que soltou um “Aaai !” abafadinho e seguiu com gemidos de prazer e dor alternados, mais de prazer do que de dor, pra minha supresa, a safada estava se deliciando ao que parecia, o titio enterrava e tirava tudo pra depois enterrar denovo, depois. Bombava e sapecava palmadas no bundão da Renata, a cada palmada ela gritava de prazer.

O titio ficava dizendo: “Huumm Renatinha, que cuzinho gostoso!!”. “Huuumm! Titio adora garota com bundão!”, “Você pode ter tudo que quizer com um rabão desses !! Nossa!”.

Eu confesso que estava louquinha pra levar aquela mangueira na bunda, mesmo sabendo que ficaria sem sentar direito no dia seguinte.

Titio bombava e batia tanto a o bundão da Renata tava vermelho dos dois lados, até que ele travou com tudo dentro soltando seu leite dentro do cuzinho dela, ao tirar começou a escorrer, ele aparou com o dedo e apontou pra minha boca, eu como boa sobrinha lambi e senti o gosto da sua porra quente, ele repetiu até me dar tudoque escorria. Quando terminou ele apontou com o rosto e os olhos a posição ao lado de Renata, prontamente me posicionei, levantei o vestido e baixei a calcinha para receber o carinho do titio.

O tio lubrificou a mangueira no cuzinho da Renata, e apontou pro meu anelzinho esfolado.

Eu disse: “Aiiii tio devagarrr que tá machucado !!”. Ele foi atolando aquele pauzão no meu rabinho, quando travava por falta de lubrificação ele tirava, atolava na renata e voltava pro meu e ficava assim, no bundão dela depois o meu, até atolar tudo. Ele urrava me arrombando com bombadas fortes, meu anelzinho estava tão esfolado que confesso não sentir mais nada de dor, tava gostoso demais, vez ou outra ele atolava na Renata e a safada a cada metida dele pedia mais. Essa gostou de dar a bunda!

Titio entrou numa sequência de bombadas fortes, que aí sim estava ardendo, mas o tesão falava mais alto, a Renata, com o rosto perto do meu me olhava e com o sorriso estampado no rosto lambia os lábios e alisava o cuzinho brincando com o restinho de porra que ficou lá.

Titio interrompeu a sequência com uma enterrada forte e segurou o suficiente para eu sentir seu mel quente sendo depositado no meu rabinho. Ele fez o mesmo de antes, sendo que deu todo seu esperma, que escorria, com o dedo para Renata, que lambia prontamente, se deliciando. Ele se sentou entre nós parecia esgotado, nós continuamos na mesma posição, debruçadas no assento do sofá, parecia que a Renata não estava satisfeita, passou a brincar com o pau meio mole do tio, alisava, passava o dedo e lambia, ensaiava uma punheta, até que pra minha surpresa e felicidade dela, estava duro de novo.

O tio, sugeriu: “Porque as meninas não deixam o pau do titio bem limpinho?” “As duas juntas uma de cada lado!”

Começamos a lamber, uma de cada lado, um verdadeiro banho de língua, o seu grosso leite era retirado pelas nossas línguas, e logo estava limpo e quando já estávamos parando, titio diz: “não parem porque ainda está sujo! Eu aviso quando estiver limpo!”

Continuamos, eu lambia da cabeça até o saco, eu de um lado a Renata de outro, concentramos nossas línguas só na cabeça, vez ou outra nossas línguas se encontravam, das primeiras vezes tive uma certa repulsa, mas depois ficou na naturalidade, ficamos ali nos deliciando com aquela pica grossa e quando menos esperávamos, saiu um jato que subiu e caiu sobre nossos rostos, boca, língua e cabelos, seguido de outros jatos seguintes, seu leite era grosso, muito quente e com um cheiro forte. Quando ele gozou tudo que tinha pra gozar, e olha que gozou muito ! Fico pensando de onde ele tirou tanto leite depois de já ter gozado duas vezes anteriores.

Limpamos outra vez aquela o membro do titio, e ele nos pediu pra uma lamber o leite que havia caído nos rosto, boca e cabelo da outra. Para a Renata nem precisava dizer duas vezes, foi lambendo engolindo tudo que encontrava pelo meu rosto, boca, cabelo...

E assim fiz, lambendo e engolindo todo aquele leite quentinho.

Nos vestimos, tio Paulo insistiu para que deixássemos nossas calcinhas para ele como presente, me entregou o presente que eu viera buscar em sua casa, era uma câmera digital, disse que queria umas fotos exclusivas minha e da Renata, nos levou até a porte e nem se importou em colocar a roupa, o que foi bom pra Renata, que durante o caminho não largou da pica do titio, essa gostou mesmo de pica. Nossa !!

Saímos acabadas da casa do titio, a Renata estava com as pernas bambas, eu já havia levado uma surra na noite anterior estava mais acostumada, mas ela tava desconjuntada, durante o caminho de casa perguntei a ela como ela faria com o César, pra minha surpresa ela disse que tudo continuaria igual, só que o titio era tio dela também agora.

Espero que gostem, foi longa essa história, mas acho que valeu a pena.

Bjss e comentem.

Comentários

06/02/2014 00:39:02
caralho sabrininha vc passou com dez na materia de sexo e ainda passou a cola pra sua amiguinha passar junto com vc
03/02/2014 01:03:52
queria ter um titio assim fernandasouzasantos12@gmail.com
03/02/2014 01:03:03
queria ter um titio assimfernandasouzasantos12@gmail.com
29/12/2010 10:52:32
muito bom, seu conto consegue envolver e excitar (e nossa, como fiquei excitado lendo passo a passo !). Nota 10 claro !
26/12/2010 13:32:25
kd o resto do conto? ele ainda ta comendo vcs 2s?
31/10/2010 02:50:11
Adorei.............o orgasmo foi grande.
dmm
15/10/2010 15:12:13
Continue, continue merece 10 x 10..................... dmm0607@gmail.com
15/10/2010 02:25:21
demais hein safadinha add no msn thi.ago.p@hotmail.com nota 10
15/10/2010 02:24:46
demais hein safadinha add no msn thi.ago.p@hotmail.com nota 10
13/10/2010 14:29:15
adoreiii!!! Nota 10 pra vc mulher!!!
13/10/2010 11:12:00
Muito bom seu conto minha amiga. Descobriu como é gostoso dar o rabinho né? E de quebra ainda levou sua amiguinha para ter a mesma sensação. Adorei.
13/10/2010 09:36:02
Caraca queria uma sobrinha assim! rafanando1@hotmail.com
12/10/2010 22:45:56
adorei seu conto gatinha maravilhos se quizer conversar eu msn é loirinhudesungapravc@hotmail.com
12/10/2010 00:40:02
viraste a putinha do titio e ainda deu de presente a amiguinha, continue com essa brincadeirinha deliciosa.....
12/10/2010 00:38:19
sabrina meuuu deus maravilhoso este conto garota me add no msn para conversarmos
11/10/2010 20:11:10
caraca guria jato comessando a achar que eu é que sou asarado, que titiu sortudo ese seu em,fiquemal por aqui sem uma subrinha igual voce pra me ajudar ecelenti seu conto espero continuar lendo suas postagens!!!!nota maxima pra ti guria.. gaucho.fmello@gmail.com
11/10/2010 18:30:55
Adorei o seu conto. Adoraria ter um sobrinha assim tambem. Parabens. leia tambem os meus contos e comente. mylifeisten@hotmail.com
11/10/2010 16:48:51
adorei.......angelo_fotojornalismo@hotmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.