Casa dos Contos Eróticos

Feed

Ninfeta Virgem Anal Colombiana

Categoria: Heterossexual
Data: 11/09/2010 01:35:52
Nota 10.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ninfeta Virgem Anal Colombiana

(Autores: MOD & Pablo La Piedra)

Conto com fotos (por email) e

link de video no final

.

Meu amigo colombiano Pablo La Piedra

trabalha numa atividade mui..

interessante. Ele entrevista meninas

novas logo antes de terem sua

primeira experiência de sexo anal.

Sabendo dos contos da Fantasy Island

e com interesse em divulgar o seu

trabalho no Brasil, o Pablo me convidou

para assistir a uma entrevista de uma

ninfetinha de 18 anos recém completados,

que achava... que ia ter sua primeira

experiência anal com um homem só, mas..

veja o que aconteceu..

.

Cheguei a Medelin, Colombia numa manhã quente e logo após deixar

minhas coisas no hotel o Pablo me apanhou e me levou ao seu estúdio

onde já estavam Juan e Miguel, dois caras de bom porte no final dos

seus 20 anos. Logo depois chegou a menina. Fiquei com peninha dela.

Era tão novinha, tão magrinha. Como que ia agüentar vara no cuzinho

de dois marmanjos experimentados.. Ela entrou meio apreensiva mas

após alguns drinks de vodka, e muita conversa solta, ela já ficou mais

a vontade... Lembrei do peru de Natal que é entuxado de bebida antes

de lhe sacrificarem... Só que desta vez a jovem vítima não ia perder a

cabeça, mas certamente algumas preguinhas do cú.

.

[][]

.

A Ninfetinha ainda estava vestidinha com um mini-vestido verde água e

ajoelhadinha sobre a cama, quando Pablo com a câmera de filmar na mão

iniciou a entrevista que vou tentar traduzir para o nosso português:

- Como você se chama ?

- Marcela.

- Quantos anos tem ?

- 18

- Para que veio aqui hoje ?

- Para que me fodam... (disse ela com cara de sapequinha)

- E.. alguma vez você já fez sexo anal ?

- Não

- E está nervosa ?

- Sim, sou uma menina muito tímida

- Podemos começar ?

- Sim

.

Daí entraram em cena Juan e Miguel que imediatamente começaram

a se despir.

- Ih.. eu não sabia que vinham dois caras. Pensei que fosse só um.

- E qual o problema ?

- Com dois não.. não quero...

- Mas não são os dois de uma vez. Primeiro vai um depois o outro.

Marcela começou a rir de nervoso..

- Não tenha medo.. primeiro vai um um pouquinho depois o outro

e só com a pontinha do cacête pra você se acostumar. Tá bom ?

- Tá.. tá bom (que jeito né.. os carinhas já tavam ali mesmo né, e

até que ela tava achando os dois bem bonitinhos).

- Você nunca esteve com dois caras ao mesmo tempo ?

- Não, não (disse ela balançando suas Maria chiquinhas)

- Bom.. sempre há uma primeira vez...

.

[] []

.

Marcela então se aproximou do primeiro, Juan, que apesar de

claro, tinha uma pica escura e grossa, e gentilmente a pegou com

a mão e a levou à boca. Chupar a menina parecia que já tinha

experiência pois abocanhava o caralho do rapaz com maestria

engolindo até o cabo, fazendo com que o falo lhe fosse aumentando

e endurecendo na boca. Quando sentiu que já estava bem aprumado

o caralho de Juan, Pablo comandou ela a chupar o cacete de Miguel.

Miguel também tinha uma pica considerável. Fiquei só imaginando

se a ninfeta estava fazendo idéia do que lhe ia varar o ânus em mais

alguns minutos... e pela primeira vez na vida.

.

Marcelinha voltou a chupar Juan e em breve ambos os caralhos

estavam em riste e prontos para a execução. Mas Pablo pediu

que ela tentasse engolir cada falo até o cabo, e ela começou a

senti-los muito fundo na garganta, e mesmo trocando de uma

para o outro pau, volta e meia, para dar um alívio.

Os rapazes então se deitaram na cama, e ela teve que chupá-los

novamente e alternadamente até só ficar o sacão de cada um do

lado de fora da boca e tocando os lábios.

.

[][]

.

De repente a chapeleta do pau de Miguel lhe tocou as amídalas e

Marcela não agüentou, voando então da cama para o banheiro para

vomitar. Mas que pica grossa e comprida rapaz...

Mas a ninfetinha se refez e retornou à gravação e voltou a chupar

Juan agora demonstrando maestria na execução de uma linguada

borboleta na cabeça do pau do rapaz.

- Agora dois (disse Pablo)

E a garota alargando o mais que podia sua boquinha infantil tentou

colocar os dois caralhudos dentro dela.

Daí Pablo a fez ficar de joelhos na cama e chupar Miguel enquanto

Juan lhe colocava a calcinha de lado para a câmera, e você leitor

poder apreciar seu cuzinho virgem emoldurado pela bocetinha

sem qualquer pelinho e rosinha. Juan então meteu-lhe a língua no

cú pela primeira vez, e para acostumar a ninfeta com um pau,

enfiou-se primeiro em sua bucetinha ainda também pouco laceada.

.

[][]

.

Marcela fez uma carinha de medo enquanto chupava Miguel.

A pica entrava com muita dificuldade na xaninha da menina.

Fiquei imaginando o estrago que faria no cú da jovem....

Marcela com sua minúscula calcinha violeta arriada até a metade

das coxas e com a tora travada na bucetinha começou a gemer:

- Au, au...

E enquanto a pica se lhe era enfiada, Miguel a obrigava a calar

a boca atochando a pica na gargantinha da menina.

.

[][]

.

Juan então desmontou de Marcela e passando cuspe em seu dedo

(tadinha.. nem vaselina estavam usando) enterrou-lhe o dedo indicador

cu adentro , depois dois dedos, depois três, e abria os dedos dentro do

cu para lacear o orifício rugoso.

.

Com três dedos no cú dela, Juan aplicou-lhe umas palmadas para

tirar sua atenção do cuzinho, mas Marcela reclamava e fazia cara feia

- 3 ? Você meteu 3 dedos em mim ? Au.. au.. ahhhh

- Tenta meter 4 (disse Pablo)

E o cu recebeu 4 dedos firmes no seu interior.

- Isso é pra alargar o rabicó, menina.. Faz bem..

- Que ?

E Pablo se ajoelhou novamente atrás dela e vagarosamente foi

enrabando a ninfeta que gemia de dor e prazer. O caralho preto

foi entrando centímetro a centímetro naquele cú jovem, e os

gemidos de Marcela davam ainda mais tesão no jovem enrabante.

Enterrou tudo, e a menina estava a ponto de pedir arrego.

Daí trocaram e Miguel a enrabou também sob gritos e gemidos.

Fiquei com peninha dela e pedi ao Pablo para parar a gravação.

Marcela então se levantou e foi na direção do banheiro dizendo que

nunca mais ia dar o cú pra ninguém.

.

Com a gravação parada conversei com ela e perguntei se queria

parar que eu a ajudaria, mas após pensar um pouco ela me confidenciou

que estava fazendo aquilo pois ia se casar na semana seguinte com um

cara que apesar de ela nunca ter dado nem a bocetinha nem o cúzinho

pra ele (pois ele a queria virgem no casamento) lhe tinha dito que ele

adorava comer um furinho traseiro e que se ele não gostasse êle não

ia se separar ela, daí ela quis experimentar com outros pra ver se

conseguiria agüentar um mastro no traseiro. E pediu pra continuar.

.

[][]

.

De quatro na cama e com a carinha bem abaixada deixando o cú

quase na vertical, Juan tentou meter-lhe fundo no rabo, mas ela

gritou de dor. Teve que ser substituído por Miguel com um diâmetro

de pau um pouco menor. Quando acostumou, foi novamente substi-

tuido pelo grosso Juan que após lhe carimbar os fundilhos retirou

o instrumento para que a câmera filmasse o estrago que lhe haviam

provocado na roseta. Estava grande e róseo o buraquinho. Dava pra

ver bem no interior das pregas.

.

[][]

.

Pedi novamente pra parar e arrumei um tubo de xilocaína quando

então me deixaram participar como contra-regra xilocainando

aquele maravilhoso anel de ninfeta.. Em alguns minutos o cuzinho

já tava insensível e pronto pra mais vara. E... mágica.. parou a

gritaria e lá se foi mais vara no túnel da menina.

.

Agora as varas se alternavam e entravam até o talo, com pouca

resistência da garota que já não sentia dor, mas somente a profundi-

dade com que os caralhos mergulhavam em seu intestino juvenil.

Após usarem e abusarem do furingo de Marcelinha, Pablo ordenou

que a deixassem em paz e que ela se virasse de quatro para que a

câmera novamente testemunhasse o nível de alargamento a que

tinha chegado o seu anel anal. O cuzinho estava róseo-avermelhado

e bem laceado para uma meninha da idade dela.

.

Agora chegara a hora da gozada na boca, e a prepararam para isso

deitadinha na cama enquanto os dois garanhões que a tinham

descabaçado o ânus, punhetavam em ritmo forte.

.

[][]

.

Juan gozou primeiro, respingando em jatos finos, e Miguel

surpreendentemente gozou em jatos grossos melando todo o rostinho

e enchendo a boquinha de Marcela com sua porra quente.

Pablo ainda lhe pediu que mostrasse quanto de porra tinha em sua

boca e que a deixasse escorrer...

Só aí Marcela foi liberada... contente da vida por ter aprendido a

dar o cú e agora sim poder casar sem medo com seu noivinho

chifrudinho que pensava estar casando com a menina do cuzinho virgem.

.

Espero que tenham gostado.

Abraço do

MOD

FANTASY ISLAND - Rio de Janeiro

fantisland@gmail.com

.

O Link para o conto com fotos em formato pdf e':

.

http://www.fantasyisland.com.br/contos/150.pdf

.

O Link para o vídeo de .. 25 minutos está no 4-shared (Clique abaixo):

.

http://www.4shared.com/video/w-HCE4Ad/Ninfeta_Virgem_Anal_Colombiana.html?

Comentários

05/06/2012 07:38:21
muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.