Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comendo a irmã mais velha

Autor: Bruno
Categoria: Heterossexual
Data: 06/08/2010 00:09:54
Nota 7.33
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Esse é meu primeiro conto, espero que vocês gostem, o que aconteceu é verdade, quem não acreditar não é culpa minha.

Bem, meu nome é Bruno e tenho 19 anos, sou moreno, 1,83 de altura, olhos pretos, físico forte, bem, eu tenho quatro irmãs, duas delas não moram aqui na minha cidade, elas moram em outro estado, mas elas sempre vem pra cá nas ferias, agora em Julho ela veio pra cá, quando eu vi ela, nossa, como ela tava gostosa, uma moreninha de 24 anos, 1,69, peitos normais, mas firmes,uma bundinha gostosa bem empinada , quando eu vi ela no aeroporto ja fiquei excitado, mas tentei esquecer, ja que ela era minha irmã, nós fomos para casa, eu fiquei no meu quarto, na minha, lembrei da gostosura que ela era, fui para o banheiro e toquei uma punheta para me acalmar, o resto do dia passou normalmente, chegou a noite, tomei meu banho vesti um camisa regata e um short para dormir, minha irmã entrou no quarto e disse pra eu dormir com ela, que ela tava com saudades de mim. Eu respondi:

- Tudo bem, eu ja vou.

Ela deu um sorrisinho e disse:

- Ok, eu vou tomar um banho e vestir minha roupa para dormir.

Passou um tempo, eu ja estava no quarto esperando, botei um colchão no chão para mim, derrepente a porta abre e minha irmã sai com uma camisola branca até a metade da coxa, um decote que deixava os peitos dela maiores, e era quase tudo transparente, eu pude ver a calcinha que ela tava usando, uma fio dental branca, a calcinha era tão colada que dava para ver o contorno da bucetinha dela, fiquei de pau duro na hora que vi toda aquela gostosura, ela foi pra cama normalmente e se deito. eu perguntei

- Eu Paula(nome da minha irmã), Onde ta a Marília( Nome da minha irmã dona do quarto)?

- Ela saio com uns amigos, ei Bruno.

- Sabe que horas ela vai chegar?

- Eu não, mas ela tá com o namorado dela, então eu acho que ela não volta hoje...

- Sei...

-Bruno, posso te fazer uma pergunta meio pessoal, sabe, só entre irmãos?

- Claro, você é minha irmã pode perguntar qualquer coisa

- Você é virgem?

Eu engoli seco ao ouvir aquela pergunta, pensei por que ela iria perguntar aquilo, mas eu tinha falado que iria responder então...

- Claro que não.

- Você gostou?

Nem imaginei que ela pudesse falar aquilo.

- Eu acho.

- Ok - Ela deu um sorriso eu se deitou na cama.

Eu me deitei também tentando imaginar por que ela perguntaria aquilo. Passou alguns minutos ai eu escutei ela.

- Vem deitar comigo, eu to com saudades de você.

Eu não falei nada, apenas me levantei e deitei do lado dela, ela me puxou para perto encostando meu pau naquela bunda macia e gostosa ja tava ficando de pau duro, tentei me afastar para ela não sentir mas já tinha certeza que ela tinha sentido.

- Bruno, você ta excitado?

- Bem, um pouco... - Eu estava completamente envergonhado.

Ele pegou minha mão e botou em cima do peito dela.

- Eu também to...

Ele começou a apertar o peito dela com minha mão, eu botei minha outra mão no outro peito dela e fiquei apertando, como era macio aquele peito, passei a mão os bicos que ja estavam durinho, usei uma mão para tirar a alça daa camisola dela, botei minhas mãos na pele mesmo, ele gemia e mordia os lábios, tirei toda a roupa dele, apenas de calcinha, ela tirou o lençol de cima da cama e se abaixou até ficar de cara com meu pau, começou a beijar ele por baixo do short até eu tirar,meu pau tava bem na direção daquele ninfetinha.

- Nossa Bruno, você tem um pau bem grande...

Ela começou a passar a língua na minha cabeça, botou toda a rola na boca dela, batia um punheta enquanto ele chupava, segurei a cabeça dela para forçar ela a engolir mais, ele ia cada vez mais rápido, levantei ela e nos beijamos, desci a calcinha dela, botei minha mão lá na boceta e vi que ela ja estava bem molhadinha, deitei na cama e falei pra ele sentar, ela ficou bem em cima de mim e desceu bem devagar, encostou aquela bocetinha bem na cabeça do meu pau, ela era bem quentinha, puxei ela pela cintura e comecei a fazer ela pular no meu pau, ficava mamando naquelas tetas deliciosas, ele ficava só gemendo. Ela disse que ia gozar, eu disse

- Eu vou fazer você gozar muito.

- Eu quero você dentro do meu cu maninho...

Peguei um lubrificante na bolsa dela e botei naquele cuzinho.

- Você ja fez sexo anal?

- Varias vezes, não precisa se preocupar em machucar...

- Então ta bom...

Botei ela de quatro, e vi aquele cuzinho delicioso, não via a hora de meter lá, a boceta dela ja estava bem vermelhinha e pingando o gozo dela, segurei aquela bunda gostosa e botei meu pau bem na entrada daquele cu, enfiei devagar, primeiro a cabeça, ela deu um gemido e disse.

- Enfia tudo em mim...

Enfiei o resto de vez, ele deu um gemido alto, comecei a enfiar mais forte e mais rápido, ela gemia igual louca.

- Você gosta de levar no cu não é safada?

- Adoro...

Continuei enfiando, não estava me aguentando, ia gozar naquele cu apertadinho

- Vo gozar!

- Eu quero seu porra dentro da minha bunda.

Comecei a enfiar mais rápido e não aguentei mais, gozei tudo no cu dela, gozei muito.

- A sua porra é bem quentinha mano...

Nós saímos do quarto e fomos tomar um banho para se lavar, fodemos de novo no banheiro, mas depois eu conto isso, no dia que ela foi embora ela disse que quando voltar que levar minha porra de novo no cu.E agora da próxima vez que ela vier eu vou fazer ela engolir toda a porra pela boca.

Comentários

20/12/2010 21:52:48
tirando os erros otograficos [ ele , dele , etc ] a historia esta otima
06/09/2010 14:47:57
bom enrredo ...mas teu teclado sem " A" pelo jeito escreveu .."ELE" e "DELE" adoidado ....referindo-se a ELA.
29/08/2010 19:50:35
Muito ruim, totalmente inverídico e péssimo português. Nem deveria ser publicado
26/08/2010 06:56:43
Posso ser seu irmãoTacy se quiseres...Posso ir na tua casa te foder gostoso e comer esse cuzinho piscador?
26/08/2010 02:07:37
Tô de páu duro! Isso me fez lembrar quando eu tinha 19 anos e minha irmã 22, no interior de férias, eu comi o cuzinho dela, cheguei a arrebentar suas prégas, pois tenho um páu grande, grosso e um cabeção! Foi uma delícia, enchi o cu dela de porra! Leia meu conto "Quando comi minha irmã"
13/08/2010 10:47:47
meio confuso, mais excitante,eu e minha irmã tambem sentimos muito tesão um pelo outro,mais nunca tivemos coragem de chegar as via de fato,às vezes fodo as amigas dela,e pesso que finjam ser ela,na esperança que fique só na imaginação.. bom o seu relato.
13/08/2010 10:36:09
o gajo me empresta sua mana?
13/08/2010 10:34:48
O gajo, m empresa sua mana
12/08/2010 23:29:30
"...ele gemia e mordia os lábios, tirei toda a roupa dele...". Afinal, era irmão ou irmã? Você é estrangeiro? Pelo visto, tem uma certa dificuldade com os artigos...
12/08/2010 23:28:47
"...ele gemia e mordia os lábios, tirei toda a roupa dele...". Afinal, era irmão ou irmã? Você é estrangeiro? Pelo visto, tem uma certa dificuldade com os artigos...
12/08/2010 23:28:10
"...ele gemia e mordia os lábios, tirei toda a roupa dele...". Afinal, era irmão ou irmã? Você é estrangeiro? Pelo visto, tem uma certa dificuldade com os artigos...
11/08/2010 23:09:58
gostei da historia hum eita irmazinha ...
06/08/2010 11:47:23
estou exitada ta piscando muito queria um irmao desse daqiu a pouco la em casa
06/08/2010 11:19:38
bom conto, bem safado
06/08/2010 06:43:55
Muitas vezes na intimidade do lar é normal este tipo de situações.Só come quem gosta.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.