Casa dos Contos Eróticos

Feed

Familia feliz 3

Autor: Contista
Categoria: Grupal
Data: 19/07/2010 16:50:31
Nota 9.92
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá amigos, estou de volta para continuar a narrar a melhor época que vivi em minha vida, aproveito para agradecer aos comentários, mas gostaria em manter contato com simpatizantes do assunto, mais uma vez colocarei meu email no final do conto. Comodisse em meu úmtimo conto eu e Simone fomos acordados por Claudinha, estvamos nus em sua cama, acordei um pouco assustado pois não sabia qual seria a reação de Simone e muito menos de Claudinha aos nos ver completamente nusmas para meu espanto Simone sorriu para a filha lhe abrindo os braços e pedindo um beijo de bom dia, Claudinha vei abraçou a mãe e deram o selinho de costume e depois Claudinha ficou me olhando como perguntando o que faria naquele momento, após a atitude de Simone nãotive outra alternativa e perguntar se o seu meio pai tambem não merecia um abraço de bom dia, vi a alegria se estampar nos olhos de Claudinha e sem pensar largou a mãe e pulou e, cima de mim me abraçando bem forte e dando o mesmo celinho de bom dia, o melhor foi quando ela disse "bom dia Papai" eu como um sentimental assumido não aguentei e chorei de alegria apertando em meus braços aquela menina linda, delicada e principalmente carente, até esqueci que estava nu. Simone perguntou se ela estava com fome para quebrar um pouco aquela situação e Claudinha respondeu que não mas que gostaria de ficar conosco, Simone precisavamos nos levantar e ao menos colocar alguma roupa, Claudinha disse mãe mas vc não disse que entre família não tem problema ficar sem roupa??? Veja eu só estou com meu short do pijama e sem camiseta e não tenho mais vergonha de meu Pai e para ser sincera to adorando isso de poder ficar com pouca roupa como sempre nós duas sempre ficamos, Simone somente sorriu re concordou com a filhaClaudinha se ajeitou entr nós e ficamos conversando, decidindo o que faríamos naquele domingo, e as duas preferiram ficar em casa mesmo pois disseram estar ardidas ainda do sol do dia anterior. Decidico isso me levantei para a famosa mijadinha matinal e Claudinha ficou olhando pois meu cacete estava bem duro e me aqcompanhou com os olhos até eu sumir banheiro a dentro. Fiz minha higiene matinal e durante o banho conseguia ouvir a conversa de mãe e filha que ainda estavam relaxadas na cama. Claudinha dizendo a mãe que mesmo com pouco tempo de convivencia ja me sentia e considerava como seu pai, um pai que nunca teve, e queria me pedir para ir morar com elas, Simone respondeu que achava isso ainda muito cedo que essas coisas de adultos são um pouco complicadas mas que tinha adorado que Claudinha tinha gostado de mim. Dai a conversa começou a ficar um pouco mais picante, Claudinha perguntou se tinhamos dormido pelados pq tinhamos transado??? Simone como sempre e sem o menor pudor respondeu que sim e que isso sempre ocorreria se eu fosse morar com elas, que nós transariamos em todos os cantos da casa, mas sempre respeitariamos o seu espaço apesar do escandalo que ela fazia. Nisso saio do banho enrolado na toalha e digo se as duas preguiçosas iriam ficar deitadas o dia todo????

Simone levantou-se e perguntou para Claudinha se gostaria de tomar banho com ela, Claudinha disse que não que aguardaria a mãe terminar e ficaria fazendo companhia para mim. Não me senti a vontade em terminar de enchugar na frente de Claudinha sem a presença de Simone, me sentei na poltrona e ficamos conversando, ela perguntado se eu iria embora no final do dia, eu disse que logo após o almoço iria embora pois tinha assuntos de trabalho para preparar, ela fez carinha triste e para minha surpresa veio ao meu encontro e sentou-se em meu colo e me abraçou pedindo quase chorando que não fosse, que ela gostaria que nunca mais eu fosse embora afinal de contas familia vive na mesma casa, abracei-a com carinho e fiquei mexendo em seus cabelos loirinhos, as vezes fazia carinho em suas costas e com isso ela cada vez se aninhava em meu colo, chegando ao ponto de encostar uma de suas coxas no meu cacete. Tom todo aquele carinho e o cheiro de menina que exalava daquele corpinho de menina meu cacete respondeu e começou a dar sinal de excitação, tentei mudar de posição mas ela não permitiu e parece que se encostou mais ainda, eu procurava pensar em tudo para ver se a coisa se acalmava mas não adiantava o que me salvou foi que Simone saiu rapidamente do seu banho o que fez Claudinha se levantar para ir tomar o seu banho sem antes pegar meu rosto e me dar um celinho bem demorado na frnte de sua mãe dizendo que tinha pedido a mim para eu ficar com elas e saiu. Eu e Simone aproveitamos o tempinho a sós para nos amassarmos um pouco mas logo nos vestimos e como iriamos ficar em casa mesmo Simone colocou apenas uma calcinha e uma de suas regatas que sempre deixave seus seis mais aparecendo do que escondidos e eu coloquei apenas um short desses de futebol e fomos para cozinha preparar o café. Já estavamos com a mesa posta e tomando café quando para nosso espanto aparece Claudinha somente de calcinha perguntado para mãe se poderia ficar assim pq ainda estava com os ombros bem ardidos, Simone me olhou deu um leve sorriso e disse que sim, sem problema algum. Passamos um dia tranquilo, fizemos um almoço simples mesmo e após a limpeza geral nos deitamos os tres na sala para vermos TV. Claudinha acabou pegfando no sono e aproveitamos e fomos nós dois para o quarto de Simone para a nossa trepada de despedida, para meu espanto Simone me falou que somente queria chupar meu cacete e tomar muito leitinho pq ainda estava de cu ardido da noite anterior e já foi caindo de boca, preciso repetir, nunca fui chapado com tanto gosto e prazer como Simone faz, ela delira chupando um caralho, sua buceta chega a pingar de tesão quando ela esta com meu caralho na boca, ela geme, enfia tudo na boa até engasgar e deixar bem babado tira e me pede para foder sua boca com força até gozar, ela faz queatão de mostrar toda a porra na boca e depois engoli-la, e faz a cara de satisfação, é lindo ver isso. Após essa gozada deliciosa, resolvi conversar um pouco a respeito de Claudinha, pérgunte a Simone se não achava que estavamos indo rápido demais por conta da menina, Simone respondeu que achava que as coisas estavam acontecendo naturalmente que isso era uma preocupação boba de minha parte, ai resolvi dontar o que havia acontecido na hora em que ela estava no banho, que Claudinha havia sentido meu cacete duro e procurava cada vez mais senti-lo. Simone ficou um tempo pensativa e depois me respondeu que achava que aquilo era normal pois Claudinha nunca tinha convivido com um homem dentro de casa e para a ela tudo era novidade mas que iria prestar mais atenção. Fui tomar meu banho pois precisa pegar estrada e quando saio do banheiro Claudinha ja havia acordado e me pediu para antes de ir embora se eu poderia passar mais uma vez hidratante eu suas costas, falei que sim e ela correu até seu quarto e para nossa supresa, minha e de Simone ela voltou nua me entregando o pote de hidratante e pedindo que agora queria que fosse no corpo inteiro. Olhei para Simone que fez sinal para continuar e fui passando, começando pelos ombros e fui descendo, quando cheguei na sua bundinha, que por sinal é uma gracinha, eu parei, e olhei para Simone, ela perguntou se queria que passace no bumbum tbem Claudinha respondeu, mãe eu falei no corpo todo, Simone apenas me olhou e consentiu, continuei mas sem demorar muito na bundinha, logo elka se vira e vou passando, quando chego próximo a sua virilha ela abre levemente as pernas e pede para passar entre suas coxas pq estão bem ardidas, é inevitavel dizer que toquei em sua bucetinha, e para minha surpresa estava meladinha e sem perceber ela solta um leve suspiro, termino esse tormento o mais rápido possivel e digo a ela para deitar-se na sua cama, ela sai, eu e Simone ficamos nos olhando sem saber o que dizer um para o outro e resolvemos que no próximo final de semana falariamos mais a fundo sobre esse assunto. Me despedi de Claudinha que mais uma vez segurou meu rosto e me deu um celinho bem demorado e depois me despedi de Simone bom um beijaço e um apertão naquela bunde deliciosa e resolvemos que no próximo final de semana conversariamos sobre como as coisas estavam caminhando, mas isso fica para o próximo.

Me escrevam e obrigado contista_59@hotmail.com

Comentários

23/06/2013 15:40:20
Fantástico! Impossível não comentar e manisfestar minha admiração. Tesão puro !!! 10
20/06/2013 14:08:26
Quanta força de vontade. Eu nao aguentaria... ta muito boa a serie.
24/01/2013 22:51:06
PARABÉNS, 1O
29/06/2012 06:21:34
12/03/2011 21:24:42
Como eu queria que minha família fosse assim, sem falso pudores, tudo acontecendo com naturalidade, adorei. Bjsss
23/10/2010 12:59:02
Continua muito bom. estou surpreendida com esta história. confesso que esperava outra coisa.Parabéns, meu amigo, mais uma vez.
21/08/2010 10:25:33
Cê taloco!!!!! estou sem folego
09/08/2010 16:01:34
hummmmmmm.... mto interessante.... com a idade dela eu já tinha sido fodida rsrsrsrsrsrsrsrs
23/07/2010 00:30:05
Muito bom, devagar mas avançando...
20/07/2010 14:28:28
bom
19/07/2010 20:59:52
olha só o que teu conto ta fazendo, deixou meu amigo emocionado, parabéns pela sua historia, continue assim, aproveito pra te dizer que uma amiga, sua fã, te enviou um e-mail, beijos da Priscilla...
19/07/2010 19:28:04
Mas bá tche,cara no meio do teu conto me emocionei e foi inevitavel as lagrimas. Pois me fez lembrar do quanto fui eguista,separandome da mãe dos meus filhos (um casal)!!! Foi otimo ler teu conto,espero em breve poder desfrutar da continuação. gaucho.fmello@gmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.