Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comendo a vizinha casada

Autor: Nedved
Categoria: Heterossexual
Data: 12/07/2010 22:36:45
Nota 8.25
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Comendo a vizinha casada

Meu nome é David (fictício) tenho 21 anos 1.80m, 75 kg, loiro, olhos claros e um corpo bem definido, sou noivo com Alanna (fictício) uma mulher maravilhosa e temos um relacionamento maravilhoso em todos os sentidos. Sou novato nos contos por isso preciso que vocês leitores dei notar para futuras melhoras.

Minha vizinha se chama Patrícia (fictício) tem 29 anos 1.60m não é muito bonita, mas tem uma bundinha empinadinha que é uma delicia tem seios pequenos e afiados usa sempre roupas curtas e sensuais e tem uma cara muito safada que mim deixar louco de tesão, ela é casada com Marcos (fictício) tem 35 anos com quem tem duas filhas, são casados a mais de 12 anos sempre muito fiel e dedicada ao seu marido. Moramos em uma cidade muito pequena no interior da Bahia pouco mais de 15 mil habitantes.

O conto que vou relatar aconteceu no final de 2009 como de costume marcos viaja para a cidade em que a mãe dele mora como ela não se dar muito bem com a família dele dificilmente vai com ele, a pedido da mãe Marcos levou as duas filhas, pois gostaria de ver as netas, e patrícia como em todos os outros réveillons passaria com a minha família, pois sempre nos demos muito bem.

Como de costume nas ultimas horas do ano passamos sempre em minha casa bebendo e comendo muito, e como sempre fui louco para pegar minha vizinha pensei comigo que essa era minha oportunidade e partiria para o ataque, mas não sabia como chegar nela, pois era uma mulher muito bem casada e fiel.

O tão esperado dia chegou e como nos outros anos todos os vizinhos estavam lá inclusive minha vizinha que por sinal estava muito gostosa trajada em um pequeno vestidinho branco e sensual. Como fazia

Com todos os outros convidados fui até ela cumprimentá-la, dei-lhe um abraço e um beijo no rosto, e nossa como ela estava cheirosa, cheguei a ficar de pau duro na hora, mas disfarcei e voltei à companhia de minha noiva que por sinal estava sempre muito linda e elegante.

A comemoração de fim de ano acontecia normalmente, o novo ano chegava e entre muitos abraços e felicitações de novo ano não perdi a oportunidade e fui até ela lhe dar um abraço;

-feliz ano novo patrícia; dei-lhe as felicitações acompanhadas de um beijo no rosto e um abraço bem apertado em que endureci o meu pau na hora fazendo com que ela sentisse aquele negocio duro a encoxando.

Ela ficou um pouco sem graça, mas sempre bem educada mim respondeu;

- Feliz ano novo David que esse novo ano possa te trazer muitas alegrias.

Não perdi a oportunidade e fui mais adiante;

- você esta muito linda e elegante hoje Patrícia;

Sempre muito discreta ela respondeu;

- obrigado David você também esta muito bonito, forma um belo casal com a Alanna.

Ficamos ali conversando por alguns minutos até sermos interrompido pela Alanna que mim chamava para levar ela até o meu quarto, pois já tinha bebido muito e estava com muitas dores de cabeça na hora vir que a sorte pulava para o meu lado.

Acompanhei a Alanna até o quarto onde ficamos por alguns minutos, mas não demorou muito e ela dormiu, era tudo que eu queria, fui logo fazer companhia a Patrícia que por sinal estava sozinha Tomando um whisky ficamos ali conversando por algum tempo ate todos começarem a dançar, como nós eram os únicos que estávamos sem pares a convidei para dança ela educadamente aceitou. Por ser um dança lenta aproveitei e encostei um pouco nela e fui ao ataque;

- patrícia eu sei que pode ser um pouco de atrevimento da minha parte, mas tenho que te conversa que tenho uma queda muito grande por você e que sou louco para pode desfrutar de todo esse seu corpo lindo que mim deixa maluco;

Ela tomou um susto na hora e falou;

- Quer isso David? Eu sou casada e você é noivo.

- eu sei, mas minha vontade é maior que isso tudo e já não conseguia, mas segurar só para mim. Respondi sem titubear. E mim surpreendi com sua resposta;

- Tudo bem David eu também tenho de confessa que tenho um pouco de queda por você, mas sou muito bem casada e temos que guarda isso só em nossos pensamentos.

A musica acabou e ela foi até a o frízer pega algumas pedras de gelo para o nosso whisky eu o acompanhei chegando na sala em que fica o frízer que por sinal não tinha ninguém lhe disse:

-Não dar, mas para controlar, isso tudo está mais forte que eu. Em seguida roubei-lhe um beijo que no inicio parecia resiste, mas depois cedeu e nos beijamos ardentemente.

- para David alguém pode aparecer. Respondeu patrícia um pouco tremula.

- não consigo parar patrícia; respondi beijando seu pescoço e mordendo sua orelha. A essa altura meu pau já estava muito duro e patrícia também não controlava mais seu tesão urrava baixinho.

-uuusss aaaaii para David para David eu sou casada, alguém pode ver.

Como não tinha ninguém na casa de Patrícia fui ainda mais atrevido e chamei-a até sua casa, na hora ela ficou um pouco com medo, mas acabou aceitando, disfarçamos um pouco na festa e saímos sem que ninguém percebesse.

Chegando a sua casa fomos até o seu quarto nos beijamos novamente e eu vagarosamente fui tirando a alça do seu vestido e fui de encontro aqueles seios lindos e durinhos de tesão chupava e passa língua devagar entorno deles e ela suspirava e gemia de tesão;

- usss aaaaii aaaaaii que tesão!!!!

Dos seios eu passei a descer mordendo e beijando-a lentamente

Chegando até sua bucetinha que já estava toda molhadinha.

Eu chupava e passava minha língua saliente em seu clitóris e ela gemia alto.

-aaaaiiiii aaiiiiii aiiiiiii!!!

E eu falava:

- vai sua vadia gostosa, goza em minha boca vai, goza putinha vai, cachorra safada, o corno do seu marido nunca chupou essa buceta gostosa não foi? E ela como muito tesão respondeu;

- ele não gosta dessas coisas diz que isso é coisa para puta e só fazemos sexo papai e mamãe.

-Então sua puta agora você vai conhecer um macho de verdade. E eu chupava aquela bucetinha linda sem parar ao som dos altos gemidos dela. Até sentir ela se contorce percebe que ela ia gozar e deixei-a fazer tudo isso em minha boca. Depois ela foi tirando minha roupa e mim beijando todo até cair de boca em pau. Ela falava;

- seu pau é muito maior que o do meu marido;

- então engoli tudo vai sua vadia, chupa putinha!!

E ela chupava vagarosamente deixando escorregar sua língua por todo meu pau até eu explodir em um monte de porra em sua boca e ela engolia tudo e continuava a chupar até deixar limpinha. Depois disso fizemos um 69 gostoso em que eu chupei seu cuzinho virgem e apertado e já não aguentando mais de tesão pediu que eu penetrasse sua bucetinha, então ela subiu em cima e começou a cavalga gostoso e gemendo muito, depois de algum tempo fudendo ela daquele jeito coloquei ela de quatro e disse;

- putinha safada agora eu quero arrombar esse seu cuzinho gostoso!

Disse Patrícia - sua pica é muito grande e eu não vou aguentar meu cuzinho é virgem!

Ai eu comecei aquela história que todo mundo já conhece de que colocava de vagarzinho e que se doesse eu parava ela então concordou.

Comecei a penetrar aquele cuzinho apertadinho bem devagarzinho ao som de seus altos gemidos. No começo foi difícil de entrar minha pica dentro daquele cuzinho, pois ela estava gemendo muito, mas, o prazer era mais que a dor então ela deixou entrar tudo e começou a rebola gosto até nos dois gozarmos gostoso sendo ela pelo cú. Tomamos um banho aonde tranzamos de novo até eu ir embora. Até hoje continuo comendo minha vizinha que é uma delicia.

Comentários

27/09/2012 15:26:01
Meu numero ai viuvinha 0319987871803
09/11/2011 23:12:06
Ah, esses homens! Tu és noivo de uma gata maravilhosa e avança na vizinha não muito bonita. Eu também saio com muitos homens casados que me mostram as fotos das esposas, algumas belíssimas! Vá entender... Mas o conto está delicioso, bem escrito, de deixar molhadinha mesmo. Amei.
15/02/2011 10:17:52
É..... NÃO ESQUEÇA QUE SUA NOIVINHA TAMBÉM PODE DA O CÚZINHO PARA O VISINHO DELA EM ? E VC NÃO PODE FALAR NADA, EU GOSTARIA DE MORAR NESTA CIDADE PERTO DA SUA CASA !!
19/07/2010 17:18:32
cara pra acreditar mesmo o teu pau tinha q ser pelo menos do tamanho do marido dela pq tds q comem mulher casada diz a mesma coisa = era maior e mais geosso!!!vai pra puta que ti pariu
13/07/2010 12:06:02
nossa só de imaginar uma vizinha destas,na verdade era verdadeira puta incubada,,nada melhor que quando vc se casar , convide o corninho e a esposa pra serem padrinhos de casamento,assim vc cada vez mas terá acesso a casa desta vadiazinha,afinal erao cumpadres,,delicia isso,adoro vadias casadas e infieis,,podem ate me add...carlos.calcado@hotmail.com
13/07/2010 11:56:52
Caso para dizer: o pecado mora ali ao lado. Que bom ter assim uma vizinha que na hora da verdade dá tudo.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.