Casa dos Contos Eróticos

Feed

Titio e seus amigos me enchendo de porra, e eu vestida de empregada puta

Autor: milfs
Categoria: Grupal
Data: 26/06/2010 15:57:53
Última revisão: 17/01/2011 20:25:17
Nota 9.88
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi gente, sou Raquel, me desculpem ter ficado um tempo sem contar minhas aventuras, mas é que eu passei por uma cirurgia e estou muito feliz, meu maridinho me deu um presente, eu aumentei meus seios, coloquei mais silicone, agora tenho 1,3 mls em cada seio, agora meus seios estão parecidíssimos com os seios da modelo Sabrina boing boing, e quem já leu meus contos sabe que eu sou muito safada e continuo cada vez mais safada mesmo, agora muito mais!!! Provocando muito os homens, e adoro dar pra vários machos. Adoro vê-los de boca aberta, babando pelo meu belo corpo que cuido com todo carinho do mundo, sou uma mulher maravilhosa, tenho 31 anos, olhos verdes, 1,71m, magra com corpo atlético de academia, cabelos compridos uma bunda enorme e gostosa bem empinadinha natural devido a academia, e agora um enorme e grande belo par de seios fartissimos e todo mundo sabe do orgulho que tenho dos meus seios, ainda mais do jeito que esta, com mais silicone, sempre usei e vou usar muito mais agora, roupas justinhas e decotadissimas para mostrar meus lindos seios fartos, aureolas grandes, bicos sempre durinhos, furando o tecido das minhas blusinhas, pois ando sempre sem sutiã, para mostrar muito mesmo, e agora eles ficaram bem mais juntinhos, aparecendo bem o vale entre eles, os meus decotes são muito ousados e quase que cobrem só os biquinhos que estão sempre durinhos devido ao tesão que tenho em mostrá-los,uma verdadeira puta gostosa.

Sou uma mulher, com uma sede incontrolável por sexo por isso, adoro transar muito, e com vários machos, e ainda não me sinto completa, sinto um enorme prazer em seduzir os homens, me mostrando toda, usando roupas bem sexys, e quando tem alguém me olhando, vou ao delírio, e com total certeza não consigo dormir sem sentir um gostinho de porra, e como meu marido já é um pouco velho, ele tem 62 anos e já não consegue transar todos os dias comigo, meu marido é dono de duas empresas e de alguns estabelecimentos, vive viajando pra fora do páis, e não tem família próxima, e ele sabe que eu sou uma putinha, e não se importa nadinha, eu sou mais como uma acompanhante que mora com ele, eu saio para trepar com outros caras e meu corninho fica em casa enquanto eu fico dando para vários homens, porem com uma condição, que eu conte tudo depois pra ele que fica cheio de tesão vendo a esposinha que tem, as vezes eu ate ligo contando tudo o que esta acontecendo quantos estão me fudendo e como esta sendo gostoso ser arrombada por vários caralhos gostosos, as vezes eu nem consigo falar pois tem uma ou duas rolas na boca ,outras vezes trago meus machos para dentro de casa para fuder como uma vadia quando meu marido não está, mas tem vezes em que ele chega em casa, e tem um ou dois caras no sofá, me comendo o me fazendo engolir porra,e muitas vezes é ele quem traz amigos pra comerem a esposa putinha.Financeiramente eu vivo muito bem com o dinheiro do meu marido, mas sempre que aparece algo pra eu fazer, e sei que vou ganhar uns caralhos gostosos eu não penso duas vezes.

Bem, como sou muito safada, fiquei sabendo que um Tio meu estava se mudando, na mesma cidade onde moro, ainda estava arrumando as coisas na nova casa e estava precisando de uma empregada, e eu me ofereci pra ajudar enquanto ele não encontra uma empregada, mas alguns parentes meus haviam me informado que ele era muito safado, que gostava de ficar passando a mão nas empregadas, por isso não parava ninguém trabalhando pra ele. Eu adorei saber disso e pensei: "Ahh, esse velho vai ter uma surpresa com a sobrinha putinha". No dia da minha visita na casa de meu querido titio, fui com uma calça de ginástica branca justinha que mostrava perfeitamente minha gigantesca bunda,como a calça era branca na parte de trás aparecia perfeitamente uma calcinha preta enfiada no meu rabo e uma blusinha super decotada que deixava transparecer bem meus enormes seios durinhos, não cobrindo quase nada! Quando entrei no apartamento, meu velho tio, me olhou de cima abaixo, senti olhares gulosos no meu corpo todo, eu adorei aquele olhar, meus peitões marcavam bem na frente, parecendo dois melões fartos, juntinhos aparecendo bem o decote e os bicos durinhos e empinados. Ele me abraçou forte, e confesso que não imaginava que meu tio ainda estava um velho gostoso, era baixinho, com uma barriguinha mas um perfeito macho pra me comer como uma vadia, mas até então meu titio nem imaginava como a sobrinha querida era uma verdadeira ninfomaníaca. Ficamos na sala conversando, aqueles assuntos bobos, e ele olhando muito para o meu decote, ele me disse que ficou muito contente por eu ter ido visitá-lo pois fazia muito tempo que a gente não se via, ficou me fazendo um monte de perguntas e eu fiquei andando pela sala e ele atrás de mim, fazendo perguntas e olhando a minha bunda. De vez em quando eu virava de repente e ele estava lambendo os lábios. Eu ficava de frente pra ele, bem pertinho e ele quase que enfiava cara nos meus peitos de tanto que olhava e lambia os labios. Combinamos que eu começaria ajudá-lo no dia seguinte.

No outro dia, fui com uma mini saia e uma blusinha de alcinhas que deixavam meus seios totalmente a mostra. Ele foi me mostrar a casa e sempre se roçando na minha bunda. Eu disfarçava e saia. Teve uma hora que eu entrei em um dos quartos e ele falando como queria a limpeza, chegou por trás e disfarçadamente colocou as duas mãos nos meus ombros, e foi abaixando as alcinhas da minha blusinha que escorregou e ficou segura só pelos biquinhos que estavam empinados. Eu fingi que não percebi e continuei fazendo perguntas sobre a limpeza que ele queira. Ele olhando meus peitos, vidrado, babando, louco para que a blusinha caísse de uma vez. Fui para cozinha e ele sempre atrás, chegando muito perto e me tocando o braço, passando a mão nas minhas costas que estavam nuas pela caída da blusinha. Eu estava adorando a situação de provocar meu velho titio, colocava os braços para trás de modo que os seios ficavam mais empinados pra frente, com os bicos quase rasgando o tecido. O titio estava desesperado e ficava de frente, passando as mãos nos meus ombros, quase descendo nos peitos, me chamando de sobrinha querida, e falando que eu deveria trabalhar bem a vontade, sem me preocupar com nada, pois nós éramos família, e que eu ficasse sempre a vontade, o velho ficava me olhando feito um tarado, pois estava com as alcinhas da blusinhas abaixadas (que ele mesmo derrubou quando chegou por trás)e estava segura apenas pelos bicos dos peitos que estavam durinhos como sempre, mas agora estavam maiores devido meu novo silicone. Eu estava adorando a situação de deixar aquele velho, babando de vontade de me agarrar. Eu levantava os braços, ajeitava os cabelos com jestos bem provocantes, rebolava pra lá e pra cá na cozinha e ele me olhando e falando um monte de coisas que eu nem prestava atenção. Ele sentou na cadeira e começou a me passar a lista de compras que deveriam ser feitas para o almoço e eu me debrucei na sua frente e fiquei com os seios quase que inteirinhos a mostra e ele tarado olhando. Ele começou a passar a mão pelos meus braços indo até o pescoço, e aquilo estava me deixando toda arrepiada.

Depois saímos dali e fomos até o quarto dele, que ele queria me mostrar coisa. No quarto meu titio ficou na minha frente dizendo como deveriam ser limpas suas coisas e tudo mais. Enquando falava e foi chegando perto e começou a passar os dedos nos biquinhos dos seios que estavam prontos para saltar pra fora da blusinha. Ele foi alisando e disse: "meu amor, vc sabe que seu titio te adora né, minha linda sobrinha, mas será que você não deixaria seu querido tito ver esses peitos, só uma vez, juro, só ver, eu só quero ver?" eu disse "que é isso tio, como o senhor pode falar uma coisa dessas, eu sou uma mulher de respeito e nunca ninguém já disse uma coisa dessa pra mim, sou uma mulher casada tio. Ele ficou meio sem jeito e continuou, mas eu não estou pedindo nada de mais linda, eu só quero ver esse par de tetas que estão me deixando seu titio louco, desde que vc apareceu aqui. Como todos já sabem eu sou louca pra me mostrar, e naquele quarto com aquele homem me olhando, meu próprio tio babando por mim que já estava toda molhadinha, e os meus peitos já pedindo pra aparecer todinho eu disse: " bom, tudo bem, eu vou mostrar pro senhor tio, mas o senhor vai ficar sentado na cama quietinho, sem me pegar, só olhando, o senhor promete tio?", Ele concordou e sentou e ficou esperando tremendo. Eu fui tirando a blusinha devagar, deixei aparecer um peito e ele deu um grito de admiração e disse: "Noooossa, que delicia de sobrinha, que é isto?, é bonito demais, mostra o outro, mostra, mostra tudo pro titio mostra". Eu bem safada lentamente deixei aparecer o outro e tirei a blusa pela cabeça e fiquei nua da cintura pra cima (ainda estava de mini saia)e ele gritava de tesão; "ai que delicia minha sobrinha, ai que tesão, ai que coisa mais linda, nunca vi umas tetas tão grandes, bonitas, durinhas, carnudas, bicudas na minha vida", Eu muito vagabunda como sou dizia, você gosta de peitões grandes assim tio, não são muito grandes? Olha que aureolas grandes e olha que bicos duros e apertava as tetas na cara dele. E ele esticava as mãos querendo pegar. Eu afastava e não deixava ele pegar e ficava balançando na frente dele e dizendo: "não põe a mão titio, senão eu nunca mais mostro". Ele gritava, gemia, lambia os labios, fazia com a boca como se estivesse chupando e eu balançando as tetas na frente dele. Eu passava mão bem provocante, apertava, levantava os braços, dançava e perguntei:"quer ver mais titio?". Ele disse:"quero, quero, quero, por favor sobrinha, mostra tudo, eu prometo que vc vai ser a empregada mais bem paga da cidade".

Eu adorava ver aquele velho, desesperado pra me agarrar e fui tirando lentamente a saia, fiquei de costas para ele, e quando comecei a descer e minha bundinha ficou totalmente descoberta. e mostrava a calcinha socada na minha bunda e um pouco mais embaixo o volume da minha buceta pois estava com muito tesão, eu empinava o rabo o máximo que podia, assim minha bunda ficava maior do que já é, quando deixei cair a saia nos meus pés, e fiquei só com a minúscula calcinha, meu titio ficou vidrado com a visão daquela bunda maravilhosa na frente dele, a calcinha só cobria o meu grelinho de tão pequena que era, aparecendo um pedacinho da minha buceta lisinha, ele começou a gritar e tentando me pegar. Eu ria e dançava na frente dele e num momento ele veio pra cima de mim e me agarrou as tetas, eu me desvencilhei e subi na cama e desci do outro lado e ele correndo atrás de mim. Eu sai correndo pelo quarto afora e ele sempre atras de mim e eu rindo e correndo de um lado pra outro só de calcinha. Num momento ele me alcançou e me puxou pelo lado da calcinha que arrebentou e caiu. Fiquei nua e continuei correndo pra todo lado e ele mais louco ainda tentando me agarrar. Entrei no quarto que estava antes e tentei fechar a porta, mas ele apesar da idade tinha muita força e entrou e prensou na parede e disse: "pronto, não adianta mais correr, agora eu vou chupar e comer minha sobrinha putinha, quem mandou ficar me provocando, agora vai ter que aguetar a rola do titio!!". Eu fingindo que estava apavorada pedia, por favor pra ele não fazer isso, mas na verdade estava melada de tesão.

Ele colocou as duas mãos nos meus peitos e apertava, apertava muito e dizia: "que tetas gostosas essa minha sobrinha tem, nossa que delicia de tetas sua safada, nunca vi isso, são gostosas de mais!" e começou a lamber, lambeu muito, chupou, chupou, chupou, mamou, mamou, mamou demais, e eu dizia: "por favor titio, deixa eu cuidar dos serviços da casa!" ele dizia entre as chupadas:" deixa os serviços da casa pra lá, agora vc tem de cuidar do titio, tem de dar de mamar pra mim como uma sobrinha bem obediente, temos o dia inteiro!!" Eu entregava meus peitos para aquela boca e falava bem putinha, isso titio mama gostoso na sobrinha mama, sou louca para ser mamada, chupada, adoro ter os seios todinhos na boca de um safado como vc, e esfregava os peitos na cara dele. Ele mamava com vontade. Enquanto ele me chupava, enfiou a mão na minha bucetinha que estava lisinha e, completamente molhada pelo tesão da situação, enfiava o dedo de leve até o fundo, depois caiu de boca e começou a chupar minha bucetinha, lamber e enfiar a língua dentro dela me deixado mais molhadinha chupou por um longo tempo.

Me ajoelhei no chão do quarto e disse que queria os pau dele, ele colocou o pau enorme pra fora e que pau era aquele, meu tio tinham um cacete enorme e delicioso, grosso, duro de tesão cheio de veias, a cabeça do pau dele eram bem grande um verdadeiro tesão e eu estava louca para chupar, e cai de boca naquela vara, chupava e punhetava lentamente o maravilhoso instrumento e logo comecei a punhetar mais rapidamente, e com as duas mãos, afinal tinha espaço de sobra pras duas mãos e ainda sobrava, engolia bem gostoso sentindo aquela vara dura na minha boca, meu tio me chamavam de puta de vadia e forçava minha cabeça contra seu pau que me deixava quase sem respirar, e enfiava fundo ate a garganta sentindo aquele saco melado de baba batendo no meu queixo. Quanto mais eu apertava o pau dele com os lábios, mais ele enfiava fundo, tirei a boca do cacete do meu tio, e mostrei pra ele que minha mão estava melada do caldo que escorria do caralho dele, lentamente comecei a lamber tudo, isso deixou ele maluco, pois começou a bater punheta mais rapido olhando para meu peitões e me vendo enfiar os dedos na boca e lamber engolir seu delicioso caldo. Eu olhei pra ele bem putinha e comecei a falar: Titio eu quero muita porra na minha boca,quero o máximo de porra jorrando dentro da minha boca. Ajoelhada comecei a lamber o saco do titio e batia uma punheta naquela vara dura e grande, ele dizia que a minha boquinha era de veludo e chupava muito bem o caralho do titio, lambendo a cabeça daquela rola melada. Ele empurrava minha cabeça e enfiava até o talo na minha garganta. Comei a babar sem parar, pois a rola dele era enorme. Passava minha baba no pau dele, enquanto ele ficava me olhando lamber a cabeça do seu pau. Quero gozar nessa boca tesuda da minha sobrinha, ele disse. Falei bem cadelinha que queria beber muita porra, que se ele gozasse pouco eu iria ficar triste. Ele olhou pra mim e disse, pode ficar tranqüila minha sobrinha, seu tio sabe gozar muito bem na boca de uma putinha, e em muita quantidade, vou fazer vc se engasgar com a porra do titio. Eu puxei aquela vara de encontro minha garganta sedenta. Atolada ate o fundo sentindo aquela rola bem fundo, eu tenho uma grande capacidade de fazer uma garganta profunda mas, como o pau dele é enorme eu me engasgo um pouco e começo a engasgar e tossir. Meu tio olha pra mim e diz. - Então sua putinha. Não agüenta com a rola do titio, e bate com o caralho babado na minha cara. Eu respondo. - Agüento tudo sim tio. Qualquer pica, de qualquer tamanho, por favor, goza na minha boca, eu suplico. Me ajeito um pouco melhor e abro bem a boca, então lentamente ele enfia o caralho todo na minha boca, até o saco bater no meu queixo, ele deixa alguns segundos o pau completamente intalado na minha garganta e vai tirando bem devagar, depois ele me olha perversamente, e enterra tudo de uma só vez na minha boquinha que agüenta tudo. Como uma cachorra com fome, sem dó abocanhei gulosamente aquele pau. A cabeça entrou pela minha boca deslizando pela minha língua, pude sentir bem o sabor. Segurei as bolas com uma mão, a base do pau com a outra e chupei deliciosamente. Subindo e descendo feito louca. Meu tio só se contorcia, quase sem fazer barulho. Tirei o pau de dentro da boca e comecei a brincar com aquilo: lambia, mamava, passava na minha cara, mordia e voltava a chupar devagar. Ele socava com força, agora era ele que não tinha dó de mim. Segurou minha cabeça pra ter mais firmeza e mandou o pau pra dentro. Por vezes fiquei sem ar pois ele estava socando tão fundo que eu não podia respirar. Mas ainda não estava entrando o pau inteiro, era muito grande. Ele começou a se contorcer de forma diferente, eu sabia que o gozo do titio estava vindo. Ele movia-se mais rapidamente e segurava meus cabelos com mais força. Estocadas violentas na minha boca, eu gemia sem ar, ele gemia com rosnadas graves, senti o pau latejar dentro da minha boca, estava vindo, um gemido mais longo dele, e eu acompanhei com um gemido abafado pelo pau que me engasgava. Na hora que ele falou que ia gozar, forcei mais a cabeça no pau dele dentro da minha boca, esperando o que ele ia me dar .LEITINHO. Nossa ele começou a gozar muito, como um cavalo enchendo minha boquinha, um grosso, forte e quente jato de porra no fundo da minha garganta, comecei a tossir e engasgar com a porra mas sem tirar o pau da boca, mais um jato e mais um, agora dentro da minha boca e começou a escorrer pelo queixo, ele jatos e mais jatos esporrados dentro da minha boca e depois escorrendo pelo comprimento do pau dele, pelo meu queixo e conseqüentemente, pelos meus seios, era tanta porra que minhas bochechas estufaram de tanta porra, fiquei com a boquinha cheia de esperma, começo a saborear aquela porra grossa e densa escorrendo pra minha garganta. Ele tirou aquela pica toda brilhante de gozo da minha boca, e ainda me acertou algumas vezes na cara, aquele leite branco escorrendo da testa até minha boca e pescoço, passando pelos olhos e nariz, sentir aquele leite branquinho era uma delicia, o meu rosto já estava quase totalmente branco, com o rosto coberto de porra e muita porra no estômago estava completamente satisfeita. Ele ainda bateu no meu rosto diversas vezes com aquele pau, que agora estava semi-ereto. Me xingou de cachorra e de vagabunda e eu delirando com aquilo. Meu tio não agüenta e cai na cama cansado, me levantei nua e com a cara cheia de porra do titio, falo pra ele, que caralho mais gostoso tio, é uma delícia a sua porra, , com a cara cheia de porra me despeço com um beijinho na pica do titio e voltei pra casa, deixando meu velho tio deitado na cama.

A partir do dia em que ele me descobriu, virou um perfeito tarado e como ficavamos só nós dois na casa ele vivia me encoxando e passando a mão. Eu sempre dizia: "para com isso tio, não fica passando a mão em mim!!!" ele ria e saia, mas na verdade eu não queria que ele parasse não, eu adorava quando ele vinha me perturbar. Todos os dias quando eu chegava de manhã, ele ficava escondido e quando eu me trocar ele entrava e me pegava quase nua,já ia me agarrando e me chupando os peitos. Quando ele demorava um pouco para aparecer, eu muito safada ficava só de calcinhas e quando ele entrava eu fingia surpresa e tentava me cobrir mas era em vão ele me descobria e me chupava toda antes de sair para a caminhada da manhã. Eu ficava fazendo os serviços só de calcinhas e um avental por cima, totalmente transparente com dois ou tres botões desabotoados que deixavam meus seios parcialmente a mostra. Eu andava pra lá e pra cá pela casa, rebolando e cada vez que passava perto dele ele me passava a mão. Muitas vezes ele não aguentava e pedia: "por favor sobrinha, deixa eu ver um peito, só um pouquinho" eu muito safada, afastava e tirava um seio pra fora e mostrava pra ele e ele gemia: "noooossa, não existe seios iguais aos da minha sobrinha putinha, é demais, eu preciso ver esses seios, como preciso de ar pra viver, mostra mais, mostra sua cadelinha...." eu ria e saia rebolando deixando o velho louco.

Uma tarde, chovia muito, ele estava na sala eu cheguei e uma parte do avental estava caida, mostrando meus ombros e parte dos meus belos seios e comecei a limpar a mesinha de centro e ele disse: " sobrinha senta nessa mesinha" eu sentei de frente pra ele e ele ficou me olhando e chegou mais perto e foi desabotoando meu avental e descobriu tudo eu tentei me cobrir e ele disse: "deixa, hoje eu quero olhar muito esses peitos, é tudo que eu quero, quero acariciar muito, deixa..." eu sentada ali, com os peitoes a mostra, que de tesão ficaram maiores ainda, empinados pra frente, duros e macios, os bicos ficaram enrigecidos pra frente, apontando para aquele velho que olhava maravilhado, como se estivesse vendo a oitava maravilha do mundo. Olhava, passava as duas mãos de leve me deixando toda arrepiada querendo ser chupada, segurava os dois bicos com as pontas dos dedos e ficava brincando, acariciava as aureolas, passava as mãos dos lados e dizia: "que coisa mais deliciosa, que coisa mais linda, nunca vi melões tão lindos em toda a minha vida, que bicos, que aureolas grandes, que peitões!!", eu estava molhadinha com todo aquele carinho.

Aquele temporal lá fora e eu com os seios, que é o que eu tenho mais tesão, sendo acariciados! eu me entreguei toda nas mãos daquele homem. Coloquei os braços pra tras e fiquei com os seios empinados pra ele e já gemia e dizia: "por favor tio, chupe meus peitos, mame muito, estou molhadinha, louca pra ser mamada!!" mas ele não tinha pressa e acariciava com calma. Foi chegando e começou a passar a ponta da lingua nos biquinhos lambendo suavemente. Aquilo me deixou louca. Ele lambia, molhava os biquinhos, lambia, molhava os lados, embaixo, em cima, lambeu muito e começou a chupar os biquinhos e ficou mamando, mamando, ora um, ora outro durante muito tempo. Começou a chupar com mais força, ele mamava, mamava, chupava, lambia..uma loucura!!! Eu esfregava os peitos na cara dele e ele gemia, falava muita besteira e eu adorando estar na boca daquele homem e disse: "estou com a bucetinha pingando" ele não pensou duas vezes, me colocou em pé em cima da mesinha, eu coloquei uma das pernas em cima do encosto do sofá e fiquei com a bucetinha na cara dele que atacou e lambeu, lambeu, chupou como louco, chupou muito, lambeu, mamou muito e eu gozei gritando de tesão, na boca, na lingua do meu velho titio. Ele estava trasntornado de tesão me virou de quatro e enterrou o cacete que estava duro como uma estaca, na bucetinha molhadinha e começou a socar, a meter com força e eu rebolava naquele cacete e ele socava com força, gemendo, gritando, até que gozamos juntos muito gostoso!! Saí cambaleando, já estava tonta de tanto gozar e ele veio tomar banho comigo.

Ele me chupou mais um pouco, os seios, a bucetinha, a bunda, fui comida gostosamente mais uma vez e tive que ir embora pra voltar com forças no dia seguinte. Ele foi me beijando a nuca, os ombros até a porta. Ao abrir a porta, estava passando um vendedor na rua, que parou no portão da casa, e começou a falar comigo,e eu fiquei segurando a porta (mechendo, como se estivesse tirando a chave)no meio dos seios (estava com um seio pra dentro da porta e outro pra fora). Enquanto eu estava conversando com o vendedor, ele por dentro da casa, tirou o meu seio pra fora e começou a chupar, a lamber e eu com a porta apertada entre os seios, ficava conversando e com a outra mão apertava a boca dele de encontro ao peito e ele mamava gostoso e o vendedor não percebia nada. Nos despedimos e ele foi embora. Meu tio mamou mais um pouco, agora nos dois peitos e eu fui embora.

Uns dias depois, eu cheguei cedo e logo na entrada meu já me esperava, ele era insaciável, nunca vi homem tão tarado! Me deu um beijo molhado na boca e eu muito safada correspondi me esfregando nele. Quando eu ia me trocar ele disse: "pode tirar a sua roupinha aqui mesmo, a partir de hoje você vai trabalhar nuazinha pra mim, não quero vc de roupa, vc não vai entrar se não estiver nuazinha". Eu adorei a idéia e imediatamente fui tirando a blusinha e deixando os peitões que pularam alegres e já com os biquinhos durinhos e ele começou a aperta-los, aí eu disse: "calma tio, o sr. não esta cansado de ontem, parece que não enjoa!!" ele disse: "eu não enjoo de nada, quero tudo de novo, quero mamar muito nesses peitões todos os dias" eu tirei a calça comprida e fiquei de calcinha e já ia saindo, ele disse: "eu não disse que vc não ia entrar se não estivesse totalmente nua, então o que está fazendo com esta calcinha?" eu rindo e safadamente fui tirando a calcinha e ele logo foi colocando a mão na minha bucetinha e viu que com esta situação, eu já estava molhadinha. Quando fiquei nua na frente dele, ele me olhava como se fosse a primeira vez, vidrado, veio me lambendo e chupando toda. Eu fiquei em pé,nuazinha, com as duas mãos na cintura e ele me chupando o corpo todo. Mamava nas tetas, descia pela barriguinha, lambia a bucetinha, chupava, descia pelas coxas, sempre lambendo e chupando, ia até os pés e subia novamente chupando tudo, quando chegava nos peitos me dava uns chupões que eu tremia de tesão e continuava lambendo, depois virava por tras, eu levanta meus cabelos e ele lambia meus ombros, mordia a nuca, descia mordendo as costas, os lados dos meus seios, chegava na bundinha, lambia, chupava mordia, descia pelas pernas até os pés e subia tudo novamente me mordendo chupando, lambendo e disse: "pronto agora vc está pronta pra começar os serviços da casa, pode ir sobrinha gostosa!" me dava um forte tapa na bunda e eu saia rebolando, rindo e ardendo de tesão e ia cuidar dos meus afazeres.

Eu passava o dia inteiro nua, andando pra lá e pra cá, e ele sempre me dando uns chupões, mordidas e passadas de mão violentas. Quando eu ia para a área de serviço, eu sempre conversava com uma moradora da casa vizinha, por um pequeno vão do muro, e como o muro era alto na altura dos meus ombros, ela não me via nua, e eu ficava com os braços levantados, e os peitos pendurados pra dentro, aí o titio vinha por baixo e ficava mamando, enquanto eu ficava conversando com ela, e ele dizendo que era pra eu continuar a conversa que ele precisava mamar muito. Eu ficava muito tempo conversando, e ele me chupando por baixo, as tetas, a bucetinha, e ela inocentemente não desconfiava de nada. Aquilo me deixava com tesão maluco e quando acaba de conversar, estava toda chupada e molhada de saliva e louca para receber o cacetão delicioso do tito, aí ele me comia ali mesmo, no chão. Hummm....que delicia, só de lembrar, fico doida, molhadinha.

Um dia, meu tio me disse que uns amigos dele viriam jogar baralho e que se eu poderia ficar até mais tarde para servir uns aperitivos, eu concordei, e a noite lá estava eu para receber os amigos que eram 5, todos com mais de 60 anos. Eu resolvi fazer uma surpresa,e coloquei uma roupinha toda especial,estava com uma roupinha erótica de empregada, a parte de cima era um tomara que caia que apertava bem meus melões aumentando eles ainda mais com um enorme decote, como sempre sem sutian e marcava bem as minhas tetonas deliciosas, e a saia era só um paninho fino curtinho jogado que deixava a polpinha da bunda a mostra, e sem calcinha. Eles chegaram e me olharam muito, principalmente para o meu decote generoso que apareciam boa parte dos meus seios, isso por ordem do meu titio que queria mostrar que sobrinha gostosa ele tinha em casa. Eles jogando e me olhando muito, cada vez que eu vinha servir alguma coisa. Eu passava pra lá e pra cá, porque meu tio mandou que eu desfilasse bastante na frente deles.

Quando eu estava na cozinha, preparando algo pra eles, um deles, com a desculpa que estava procurando o banheiro, chegou por trás e respirou na minha nuca e sussurrou:"nunca vi uma putinha tão gostosa, com tetas deliciosas" eu senti um friozinho de tesão, pois estava conseguindo provocar os homens, logo chegou outro com a mesma desculpa e vendo o parceiro de jogo, tão próximo, também chegou pelo outro lado do meu ombro e disse:"hummm...queria muito ter uma sobrinha tão gostosa como essa, e eles foram chegando bem perto dos meus peitos e um disse: “sabe que nunca vi um par de peitos tão bonitos na minha vida, eu não posso ver peitos que fico louco pra dar uma mamada”, e os dois já passavam a mão nos meus peitões, e meus peitos respondiam e ficavam durinhos, e eles seguravam os biquinhos duros com as pontas dos dedos e apertava só para me ver gemer e diziam, olha que delicia o biquinho durinho dessa safada, tira essa blusinha tira , nisso o meu tio gritou da sala para continuar o jogo, e eles saíram rapidamente.

Quando voltei para a sala percebi que eles falavam algo e olhavam pra mim. Meu tio disse:"querida, venha até aqui, senta aqui!", e me fez sentar no colo dele. Eu fiquei meio sem jeito e todos eles me olhavam. De repente o titio puxou um pouco meu tomara que caia, e disse:"agora vcs vão ver os seios mais lindos da face da terra, não existem outros iguais aos da minha linda sobrinha " e sem que eu falasse alguma coisa ele desceu o tomara que caia, e expôs meus peitos para os 5 velhos ficarem admirando. Eles gaguejaram, respiraram fundo, fungavam, engoliam em seco e ficaram com os olhos vidrados nas minhas tetas, sem acreditar no que estavam vendo. O tito ficou passando a mão e eu fiquei com os seios duros, os biquinhos endureceram e ficaram empinados e eles olhando. Em seguida ele começou a sugar, ora um ora outro e os 5 olhando e eu adorando ser exposta para os 5 velhos babando. Meu tio pediu que eu colocasse o peito um pouquinho na boca de cada um. Ahhhhh....aquilo me deixou com um tesão louco, e eu comecei a ir de um por um, e pondo o peito na boca deles que chupavam, chupavam, aí eu passava para o outro, teve uma hora que eu nem tinha tirado da boca de um e o outro já estava mamando. Eu ter dois homens me mamando e é uma sensação deliciosa, maravilhosa. Eu dava volta na mesa, esfregando os peitos na cara de todos eles, e eles vibravam, até que me puseram deitada em cima da mesa, arrancaram a minha roupa e os 5 mais meu tio, começaram a me chupar, lamber, morder. Eu com 6 homens me chupando em cima da mesa, estava realizada. Me chuparam muito, lamberam e chuparam cada centimetro da minha bucetinha e do meu cuzinho, tinha hora que eu tinha dois nos peitos e dois na bucetinha com a perna bem aberta. Gozei varias vezes naquelas linguas e bocas gostosas. Todos eles já estavam com os cacetes duros e pingando pra fora e eu cai de boca, chupando todos eles da cabeça até o saco. O titio sentou e eu sentei no cacete dele ficando com a bundinha arrebitada, onde um outro veio e meteu o cacete no meu cuzinho e fiquei sendo sanduíche dos dois e os outros mamavam nas minhas tetas e davam suas varas pra eu chupar. Foi uma tremenda orgia com a empregada puta e com os velhos safados, fui usada, lambida, chupada, sugada, comida, durante muito tempo, eles arregaçaram muito meu cuzinho estava todo dilatado de tantas rolas nele, me comeram de tantas formas não me ficava um minuto sem uma rola entrando em algum buraquinho, gozaram em todos meu buraquinhos, na minha cara e me fizeram beber muita porra . Depois todos resolveram me dar um banho, pois estava toda esporrada, e quase morri de tesão sendo lavada por varias mãos que me devoravam. Me chuparam muito ainda debaixo do chuveiro. Todos resolveram dormir na casa do meu tio, já que eu tinha dito, que hoje eu dormiria por aqui, pois era muito tarde. Passei a noite toda com os 6 aprontando de tudo comigo, mas adorei e senti muito quando eles foram embora, mas prometeram voltar!. Desculpe ficar muito longo, é que tenho muita coisa pra contar! Beijos. Deixe seu comentário pra mim.

Comentários

27/11/2012 15:53:20
Adorei este tb um tesão, vou deixar meu msn pra vc. bewolf0910@hotmail.com, se quiser trocar umas idéias, me add
20/05/2011 13:10:43
Com um cara igual eu, vc teria um parceiro e tanto prá te ajudar nessas fantasias e, picas eram o que não lhe faltariam sempre que quisesse...rs... uma delas claro, seria minha, pois adoraria ter uma esposa puta como vc aqui em Belo Horizonte/MG... umhomem45@hotmail.com
27/08/2010 17:54:30
Voce é uma gata gostosa... Das muita vontade de te comer. Adorava vier aventuras destas contigo. Adiciona-me no msn sempreakurtir@hotmail.com
27/08/2010 17:53:24
Que grande historia e tu tens mesmo jeito para provar... consegues mesmo deixar um homem cheio de tesão....
05/08/2010 19:55:22
maravilhosa seu conto, vc dá tesão só de imaginar
04/08/2010 14:22:01
a mulher dos meus sonhos,i como queria ter uma puta dessa em casa, chegando sempre quentinha, inchadinha e meladinha de outros machos, para eu comê-la dobrado... secretfantasy@bol.com.br
19/07/2010 22:09:09
Demais vc amei seu conto queria te ver e me deliciar.. msn:theman518@hotmail.com s2
17/07/2010 16:54:56
muito bom..me excitei muito...
10/07/2010 16:05:04
nossa delicia de conto em esse vale apenas parar p ler parabens
04/07/2010 08:02:07
Voce sabe o que faz! E a mais cruel, sadica mesmo, a que mais recebe comentarios, ja falei isso, e nao ta nem ai. Malvada. ali.matias@ig.com.br da uma chance de contato, da???????
01/07/2010 00:57:45
Por favor te imploro, escreve para mim louco para contatar com você. taradopbundas@ig.com.br
30/06/2010 12:32:28
já que te conhecer bem (seus contos) vamos nos conhecer melhor daerbster@gmail.com, tenho 38 anos
28/06/2010 08:38:42
Verdadeiramante você é uma baita puta, e agora o que faço toco uma punheta ou acordo Glorinha, vou pra cama fode-la pensando em você,puta que o pariu o pau chega a doer de tão duro.
28/06/2010 02:15:02
Muito boom quero te fuder tambem gostosa adoro mamar uns melões add aí ofcaio@hotmail.com
28/06/2010 02:13:24
Adorei muito boom. Me add aí estou louco por uma empregada ofcaio@hotmail.com
28/06/2010 00:49:48
esse conto foi muito bom,fiquei com a buceta molhada do começo ao fim,adorei.
27/06/2010 04:37:58
NOssa, nota 10! vocÊ deve ser uma delícia, manda uma foto desses seus belos pares de seios: j0rg3.ex@hotmail.com se quiser me add e quem sabe a gente não marca algo ou mesmo só apra eu ver essas suas lindas tetas. ótimo conto
26/06/2010 22:59:34
Conte outras transas suas pois você é muito putinha e eu adora mulher assim.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.