Casa dos Contos Eróticos

Feed

Enteadinha maravilhosa

Autor: Julinho
Categoria: Heterossexual
Data: 25/06/2010 00:27:57
Última revisão: 27/06/2010 03:45:45
Nota 9.83
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Hoje vou contar a situação deliciosa que passei com minha enteadinha.

Eu tenho 30 anos e jamais tinha vivido algo parecido antes. Sou bem posicionado e estava namorando com uma bela mulher, dedicada, gostosa, e estava satisfeito com o relacionamento. Minha namorada tem uma filha que atualmente está com 1X aninhos, mas tudo começou quando ela tinha 1X.

Nós sempre brincávamos de fazer cócegas um no outro, e com a minha enteadinha nao era diferente, sendo que quando começou a ficar mocinha eu até me sentia constrangido de algumas coisas, do tipo dormir na mesma cama com ela, pois as vezes acabávamos dormindo todos na mesma cama, seja em minha casa ou na casa dela.

Com o tempo nossas brincadeiras e intimidades foram aumentando, e apesar de meu constrangimento nao tinha como resistir às investidas com certa dose de ingenuidade misturada com a fase do descobrimento.

Muitas fezes brincando eu acabava passando as mãos nos peitinhos dela, por cima da roupa, e eu percebia que ela gostava, o que me motivava a fazer ainda mais. Ela ja estava grandinha e por isso nossos abraços estavam na autura ideal pra uma boa encochada, que ela sempre buscava, em especial quando sua mae nao estava por perto.

Como nossa intimidade estava ficando cada vez maior, em algumas vezes, quando estávamos dormindo na mesma cama, ela fazia algum movimento pra eu acordar e então começar uma brincadeira disfarçada de carinhos, que ia de passar as mãos no cabelo dela até chegar nos peitinhos, que no inicio me deixavam receoso, mas quando eu demorava pra chegar lá ela forçava minha mão. Nossas brincadeiras nao tinham passado disso até uma noite em que eu estava no meio das duas (mae e filha) de lado e atrás dela, com a mão na barriga dela, estávamos acordados, e ela empurrou minha mão pra baixo, ao que fiquei meio que sem ação, mas continuei, e ainda por cima da calcinha acariciei a menininha dela, que a deixou trêmula, e eu também, porém ja que tinha chegado nesse ponto eu nao tinha mais como parar, pois naquele momento o tesão saiu do controle e me deixou meio alucinado por ela.

Fui acariciando aquela delícia até que forcei a entrada da minha mão por baixo da calcinha dela, o que ela nao resistiu, e a coisa foi ficando melhor a cada instante. Tudo era feito com muita sutileza pra que a mae dela nao acordasse. Cheguei onde eu queria, e tava uma delícia, quente, molhadinha e com medo, o que dava um toque todo especial de tesão nos dois.

Ela se mexeu na cama e eu aproveitei e me ajeitei encochando ela, com muito medo da mae dela acordar, mas continuamos e eu me senti mais a vontade pra brincar com a bocetinha dela e os peitinhos que ja eram bem formados e deliciosos.

Neste dia nao passou muito disso, mas brincamos bastante, eu nao coloquei o dedo dentro dela com medo de machucar, mas deixei ela com muita vontade de brincar novamente.

No dia seguinte eu estava com um pouco de vergonha, mas ela agiu como se nada tivesse acontecido e no momento que sua mae nao estava presente aproveitava pra me abraçar e me puxar pra que eu abraçasse ela por trás. Humm que bundinha gostosa ela tinha. Eu ja estava vendo essa menina de uma forma diferente, estava desejando ela mais do que nunca. Quantas vezes com minha namorada era inevitável pensar nela, o que me dava muito mais tesão e eu chegava a gozar só de pensar.

Com o tempo passando creio que a mae dela tenha percebido algo, no entanto acabou tendo a situação como uma excelente fase de relacionamentos, o que nos incentivou mais ainda.

Eu ja tinha a liberdade pra abraça-la como quisesse e até pra pegar os seus peitinhos nestes abraços despropositados, dando encochadas fortes e bem encaixadas, demoradas e ja até ameaçávamos um beijo, o que me deixava ainda mais louco. Na sacada do apartamento era o lugar preferido, pois com o proposito de olhar o visual sempre dávamos um jeitinho de eu ficar atrás dela, em especial quando estávamos sozinhos ali.

Nas brincadeiras o foco era só esse, as pegadas, passadas de mãos, beijos por cima da roupa nos peitinhos dela, entre outras tantas delícias até o dia em que eu estava deitado em minha cama e ela deitou sobre mim, o que me deixou assustado ja que estávamos a sós. Imaginei o que iria acontecer, mas eu nao queria forçar as coisas, e deixei rolar. Começamos num rala e rola inesquecível, carinhos nas costas, cabelos, passadas de mãos na bundinha dela, e até que nao aguentei e fui levantando a camisetinha dela na intenção de alcançar os peitinhos deliciosos. Ela estava de sutiã, que soltei com facilidade e ela nao reclamou. Continuamos e eu tentava pegar os peitinhos dela, queria beijá-los, pois isso ainda nao tinha acontecido, e ela estava me deixando louco. Como ela me abraçava forte nao tive como fazer o que eu queria mas acabou acontecendo coisa melhor. Eu estava louco de tesão e então a apertei pela cintura contra o meu corpo ao que ela apenas suspirou e cadenciou os movimentos com os meus, e assim ficamos até eu perceber seu corpinho ficar mais quente, ritimado, arrepiado e percebi ela perder um pouco os sentidos, ao que nao aguentei e deixei acontecer, gozei deliciosamente apesar de estarmos de roupa. Foi o primeiro gozo da vida dela, e mesmo de roupas foi maravilhoso pra ambos. Ficamos ali deitados mais um tempinho, mas logo ela se levantou, sentou sobre mim, daquele jeito, fechando seu sutiã e baixando sua camisetinha. Eu que ainda estava sob os efeitos do delírio tentei disfarçar, e levantei junto com ela. Nos abraçamos e fomos pra cozinha sem dizer nada a respeito. Eu tive de ir ao banheiro dar um jeito na situação, pois estava uma meleira só, mas foi uma das gozadas mais deliciosas que ja tive. Inesquecível !!

Comentários

25/06/2010 20:43:30
muito excitante, gosto desse tipo de contos, contos que estigam os paraceiros da mais vontade de ler, bjs
25/06/2010 13:06:22
eu tambem !!!!!
25/06/2010 00:52:35
Ja estou gozando só de pensar !!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.