Casa dos Contos Eróticos

Feed

Uma vida de sexo - Voltando à filhinha

Categoria: Heterossexual
Data: 02/05/2010 11:51:58
Nota 10.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

-Seria bom que lessem os anteriores até mesmo para acompanhar a sequencia que vira a seguir que já terão alguns mais recentes por sugestão de Isabel e Juju.

levantei fui no banheiro lavei o pau que estava com aquele característico cheiro de uma relação anal, botei a calça do pijama sem cueca e fomos,

- a porta do barraco delas estava fechada eu bati pedindo para abrirem,

- Ressabiadas abriram a porta, entramos ao verem Isabel, ficaram assustadas, Isabel foi logo interrogando o que vocês estavam fazendo na minha área?

- -nós fomos chamar o Pedro ele ficou de vir aqui de manhã,

- É, e ficaram olhando pelo buraco?

- Elas não responderam,

- vocês viram o que? fala não vou brigar com vocês,

- nós vimos Pedro comendo você, Vocês não são irmãos e trepam também?

- -Bem agora vocês sabem e não vão contar pra ninguém, vocês duas são irmãs e também não se chupam, pronto. Não tem problema vocês só não podem contar pra ninguém, agora eu também quero ver vocês transarem e vou participar também, vem Juju chupa o pau do Pedro anda.

- - Agora prima?

- É agora anda Pedro bota o pau na boca dela eu vou em casa fechar a porta que deixei aberta já volto.

- Isabel saiu eu dei o pau pra Juju que começou me cheirando o pau, passou a língua e falou,

- - pensei que estivesse sujo você tava comendo o cu dela

- Chamei Filhinha, falando

- - vem Filhinha chupa Juju enquanto eu te chupo assim fizemos uma roda eu chupando Filhinha que chupava Juju, enquanto Juju me chupava,

- a coisa estava esquentando quando sentimos e vimos um clarão que continuou pelo menos umas cinco vezes enquanto nos recuperavamo-nos, quando olhei vi Isabel de posse de uma maquina fotográfica tirando nossas fotos,

- - agora suas putinhas se vocês contarem alguma coisa eu mostro as fotos de vocês se chupando, agora se não contarem fica um segredo só nosso, me aguardem que eu vou em casa guardar a maquina e já volto, quero participar desta sacanagem também,.

- As duas começaram a chorar,

- - nós não queríamos ver nada, vimos porque fomos te chamar e não vamos contar pra ninguém

- - eu sei que vocês não vão contar e vou dar um jeito de sumir com as fotos eu acho que nem tem filme na maquina, ela só fez pra assustar vocês,

- nisto Isabel retornou,

- - i que foi porque tão chorando eu não to com raiva de vocês não pra provar vê só o que vou fazer,

- e puxando Juju começou a lamber suas pernas mandando que ela as abrisse, meio sem jeito Juju foi abrindo enquanto Isabel ia subindo com a língua rodeou a virilha até chegar no grelinho Juju gemendo se escancarou, a língua de Isabel corria toda a buceta de Juju que se remexia gemendo dizendo estar uma delicia,

eu sempre soube que Isabel era bi , eu já tinha visto ela em suas brincadeiras com Marisa.

Puxei Filhinha para o sofá da sala, retirei sua calcinha e comecei a lamber sua bocetinha ela tímida ainda pelo acontecido foi se soltando aos poucos, logo estava rebolando em minha boca virando a puxei para o chão ficando por baixo num 69 ela chupando meu pau e tendo sua boceta chupada por mim, eu comecei a enfiar meu dedo em sua boceta socando vagarosamente, a senti congelar ficou paralisada, perguntei se estava doendo, disse que não voltei a chupa-la, virei-me procurando sua boca num beijo, murmurando em seu ouvido fui a alisando,seus seios moranguinhos, correndo minhas mãos por seu corpo cheguei ao grelinho o fui alisando devagar a beijando mamando em seus seios o dedo levemente adentrando sua bocetinha com a outra mão comecei a alisar sua bunda e seu cusinho, passei cuspe no dedo melei seu cu e comecei a enfiar o dedo, mandei-a

Melar meu pau com seu cuspe a virei de quatro e fui metendo meu pau em seu cu, ela sem reclamar começou a se mexer, comecei a meter com força, aquela bundinha branquinha recebia meu pau e sentia prazer em recebe-lo, parei por um momento lhe falando,

- está bom assim?

- Ta gostoso primo mete mais mete, É O QUE MAIS GOSTO

- Não agora vou lava-lo e colocar devagarzinho em sua boceta, vai brincando com ela enquanto vou no banheiro,

- Porque tem que lava-lo?

- Olha como ele está, você o colocaria na boca assim,

- Tirei o pau do cu dela o cheiro de merda encheu o ambiente

- Não ta cheio de coco, onde tu sujaste isto assim?

- No teu cu boba tu pensas que tem o que no cu, vai brincando com a boceta que eu já volto,

- Ao ir para o banheiro passei na porta do quarto para olhar Isabel e Juju,

- Isabel tinha Juju por cima e se chupavam e se penetravam com os dedos estavam se divertindo,

- De volta a sala encontrei Filhinha se masturbando,

- -Porra que demora eu estava quase gozando sozinha,

- deitei por cima dela em sentindo inverso, dando meu pau para ela chupar,

- -tu lavou isto direito?

- Começamos num 69 eu comecei a colocar meu dedo em sua buceta enquanto chupava seu botãozinho, seu grelinho era tão pequenino que quase não existia só uma pequena protuberância destacando-se acima da rachinha,

- Ela cheirou primeiro meu pau e com um pouco de nojo começou a coloca-lo na boca

- Ao senti-lo duro falou,

- vem de uma vez coloca este puto na minha boceta não adianta eu ficar com medo mesmo vem coloca logo,

- Me virei fiquei por cima dela comecei a beija-la pedindo,

- vai coloca você anda pega ele e esfrega em sua boceta assim menina assim quando estiveres pronta encaixa e manda eu colocar,

- Vai primo mete coloca este caceta em mim anda,

- Fui colocando bem macio a fazendo sentir milímetro por milímetro, ela parada com medo de sentir dor, quando coloquei todo o pau, fiquei parado a mandando sentir que estava tudo dentro,

- agora amor mexe devagar para senti-lo melhor vai assim mexe,recomecei vagarosamente meus movimentos, sua boceta recém deflorada apertava meu pau eu não ia demorar a gozar, aquela coisinha frágil debaixo de mim começou a gostar de se sentir preenchida começou a se remexer e a gemer tive que tampar sua boca com meus beijos, eu não iria demorar a gozar,

- Amor vira eu to quase gozando deixa eu gozar no teu cu anda, vira,

- Goza na minha boca vem goza na minha boca.

- Assim fiz coloquei o pau em sua boca que o engoliu e usando as mãos me masturbava enquanto chupava, ao sentir meu gozo enfiou os dedos na boceta se masturbando sem deixar eu tirar meu pau de sua boca,

- Logo a seguir pediu,

- da uma chupadela na minha boceta, dá, quero gozar na tua boca

- Fiz sua vontade só que colocando meu polegar em seu cu, gozou e eu sentia seu cu vibrar em meu dedo,

- Deitamos no chão ela parecia uma gatinha ronronando em meu peito e brincando com meu pau, comecei a pensar quem teria as iniciado e ensinado tudo que sabiam?

- .

continua

Comentários

28/02/2011 23:47:32
Muito bom...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.