Casa dos Contos Eróticos

Feed

Foda com priminho gostoso - Despedida

Categoria: Heterossexual
Data: 28/02/2010 16:14:04
Nota 9.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Como eu havia prometido vou contar como foi minha foda de despedida com o primo!

Em casa não tínhamos oportunidades, então meu primo inventou uma festa, na casa de um amigo e disse que ele queria que eu fosse, que o amigo dele havia me convidado. No dia da festa, uma sexta-feira, me arrumei, coloquei um vestido apertadinho e uma sandália de salto, que ele tinha me dado no Natal, e que caíram perfeitamente em mim, coloquei o perfume que ele mais gosta e uma langerie que eu havia comprado especialmente pra ocasião. Quando saí do quarto ele nem pode disfarçar, me olhou dos pés à cabeça, com uma cara de malícia, como se quisesse me fuder ali mesmo. Entramos no carro e ele logo me elogiou, disse que eu tava perfeita naquele vestido. No caminho ele passava as mãos nas minha coxas, virilha, e começou a massagear meu clitóris, minha biceta já estava molhadinha, querendo ser fudida. Chegamos ao motel, e logo que desci do carro ele me pegou de costas e começou a beijar meu pescoço enquanto passava a mão na minha buceta por cima da calçinha. Tava louca de vontade de ter a pica dele na minha buceta, tava com saudades de ser fudida pelo meu primo. Entramos no quarto e ele se deitou, sentei em cima dele e comecei a tirar sua roupa enquanto o beijava. Começei pela boca, pescoço, peito, barriga, virilha, até um oral delicioso naquele cacete gostoso. Eu labia, chupava, punhetava aquele cacetão com vontade. Mamei gostoso até ele gozar, lambi tudo, ele ficou doido vendo aquilo, me chamava de putinha, dizia que só eu mamava no cacete dele do jeito que ele gostava, qu eu era a melhor naquilo. No quarto em que estávamos tinha um cano daqueles de pole dance, não domino a técnica, mas algumas coisas faço bem. Fui tirando meu vestido, enquanto rebolava pra ele, fiquei só de calçinha e salto, rebolava, dançava pra ele, subia e descia naquele cano. Via nos olhos dele o quanto ele queria me fuder, ele se levantou, me pegou no colo e começou a chupar meus peitos enquanto percorria todo meu corpo com as mãos. Ele me deixava louca de tesão, querendo cada vez mais ser fudida por ele. Ele me jogou na cama, e começou a beijar meu corpo, tirou minha calçinha com os dentes, fui no céu quando ele começou a lamber minha buceta, chupar, ele fazia de um jeito que me deixava em extase, homem nenhum fez desse jeito. eu gemia e pedia mais, e ele falava que ia me dar tudo que eu quisesse, que o homem que me fode, conhece de verdade uma mulher. Quando ele falava isso ficava ainda mais excitada. Ele me chupou até gozar e lembeu tudo, ele fazia com prazer, ele adorava lamber meu gozo. Queria dar tudo de mim pra ele naquela noite, afinal, não sabia quando nos veríamos de novo, no outro dia eu iria embora. Começei a chupar seu cacete, massagenado seu saco, lambendo, deixei do jeito que eu gosto, explodindo, duro. Sentei no pau dele e começei a cavalgar gostoso naquela pica, que delícia, rebolava e colocava tudo dentro de mim. Virei de costas pra ele, pra que ele pudesse ver minha bunda, e sentei com meu cuzinho naquele cacete, ele ficou louco -"Vai priminha, senta com esse cuzinho lindo no meu cacete, vai fica arrombadinho!"- Ouvir ele falando assim me deixava com mais tesão ainda, dizia que eu era a putinha dele, e que todo homem deveria ter uma prima como eu.Fiquei de quatro e falei pra ele: "Fode priminho meu cuzinho apertadinho, fode gostoso que eu quero gozar bem gostoso. Ele me pegou pela cintura e enterrou aquele cacetão no meu cuzinho e bombava forte enquanto massageava meu clitóris, eu gemia alto, tremia com aquele cacete dentro de mim, gozei várias vezes, até ele gozar. Ficamos ali deitados, exaltos, mas com vontade de quero mais. Fomos pro banho e começamos um oral, e mais uma vez transamos, deliciosamente de baixo do chuveiro. Deitamos e pegamos no sono. Já de madugada, o acordei com beijos e mãos percorrendo seu corpo, queria mais foda, ele dizia que eu era insaciável e que ele adorava isso em mim. Fizemos um 69 durante uns minutos, ele me deitou e começou a me fuder, fudia gostoso, bombando forte minha buceta, depois meu cú, até que ele gozou tudinho dentro dele, senti aquele leitinho quentinho escorrendo na minha bunda enquanto ele lambia minha buceta molhadinha. Gozei na boca dele, como ele gostava. Voltamos pra casa e fomos durmir, no outro dia ele me levou no aeroporto e disse que aguardava minha volta, que todos os dias ia bater uma pensando em nossas fodas.

Comentários

13/07/2010 21:56:11
enquanto ele nao volta oq vc acha de transar cmg gato100gata@hotmail.com

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.