Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comendo a mulher do melhor amigo

Autor: Maskara 2012
Categoria: Heterossexual
Data: 10/01/2010 05:54:55
Nota 9.50
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá, mim chamo Marcio e o conto que vou escrever agora aconteceu comigo a 09 anos atrás. Hoje tenho 31 anos, 1,73 m de altura, 72 kg, moreno claro e as mulheres dizem que sou muito bonito, sempre tiver bastante falicidade em conseguir namoradas. O conto que passo a relatar agora é totalmente verídico.

Os Nomes que usarei são fictícios para preservar a imagens de outras pessoas, inclusive a minha. Meu melhor amigo, Paulo, era casado com uma mulher muito bonita, a Claudia, corpo bem distribuido nos seu 60 kg, aproximadamente, cerca de 1,69 de altura, belas formas, seios no tamanho ideal, bem empinadinho e uma bunda redondinha. Eu sou amigo do Paulo desde a infancia e sempre frenquentei a casa dele, mesmo antes dele se casar com a Cláudia. Após o casamento de Paulo e Claudia continuei a ver o Paulo, passei a frequentar a casa do casal, para mim sentir mais a vontade eu levava algumas namoradas para mim fazer companhia na casa de Paulo, assim minhas namoradas conversavam com a Cláudia enquanto eu e Paulo botavamos o papo em dia. Mas acabei notando que Cláudia não se deu bem com nenhuma de minhas namoradas, e que pouco conversavam, depois de um certo tempo passei frequentar a casa de Paulo sempre sozinho, assistiamos filmes juntos, tomavamos cerveja e conversavamos muito.

Algumas vezes eu dormia na casa de Paulo pois eramos bastante íntimos, um dia quando estava dormindo na casa de Paulo, acordei por volta das 02 horas da madrugada e resolvi ir ao banheiro passando pela cozinha para beber água, quando encontrei a Cláudia na cozinha de camisola, era uma camisola transparente que deichava transparecer sua calcinha de renda e o rosado dos seus mamilos bem durinhos e apontando pra mim. Cláudia ficou um pouco sem graça com a minha presença, acho que ela não esperava trombar comigo aquela hora da noite naquele traje. Mas ela tentou disfaçar seu nervozismo quando perguntei se ela tb estava sem sono, confesso que naquele momento fiquei muito excitado ao ver a mulher do meu melhor amigo naquela camisola tão transparente. Conversamos um pouco e depois voltamos para nossos quarto, não consegui dormir mais naquela noite. Três dias depois voltei a casa de Paulo e tinha mais alguns amigos, ficamos bebendo cerveja até tarde, aos poucos todos foram embora e eu acabei ficando, Paulo não deixou que eu fosse embora, pois morava um pouco longe e tinha bebido muito para dirigir, então Paulo, Claudia e eu continuamos bebendo, gostavamos muito de farra e sempre tomavamos de tudos que aparecia, misturavamos muitas bebidas. Paulo colocou um filme para assistirmos, não mim recordo mais que filme era, Paulo estava caindo de bebado, aliás todos nós, inclusive a Cládia, mas Paulo é quem estava pior dos três, deitamos num colchão na sala de tv e ficamos assistindo ao filme e bebendo, estava Paulo de um lado, eu do outro e a Claudia no meio, daí a pouco Paulo começou uma brincadeira, jogando uma meia suja sua na cara de Cláudia que revidou jogando de volta, eu cai na risada, então Cláudia jogou a meia na minha cara, aquela hora ninguem mais tinha noção da realidade, começamos uma guerra de travisseiro e na brincadeira passei minhas mão meio que sem querer em algumas partes do corpo de Cláudia, todos muitos bebados aquilo mim deu muito tesão e começei a ficar de pau duro, quando paramos a brincadeia voltamos a deitar no colchão e continuamos assistindo o filme, Paulo acabou apagando primeiro, e começou a roncar como um porco, tentamos acordá-lo mas não tinha jeito, parecia que ele tinha entrado em coma, logo depois Cláudia tb pegou no sono e só eu fiquei acordado, estava muito excitado para dormir, pensei em ir ao banheiro bater uma punheta para Cláudia, aos tropeços apaguei a luz da sala diminuindo bastante a claridade do ambiente, deitei-me ao lado de Cláudia e começei a acariciar seu corpo levemente, estava muito excitado e muito nervoso, tremia muito e não conseguia parar, com medo de que ela acordasse, fui acariciando mais e mais, depois passei a acariciar seus seios, enfiei minha mão por debaixo da blusa dela e começei a tocar seus mamilos, então descir minha mão por sua barriga indo até o umbigo e com jeitinho fui enfiando minha mão por dentro do seu short e acariciando sua bucetinha, tocando em seus grelinhos, então sentir ela começar a fazer movimentos com o quadril, ela estufou a bunda para trás encostando contra o meu corpo, peguei na sua cintura e pressionei sua bunda contra meu pênis, ela começou a rebolar esfregando sua bunda em mim, aí não resistir, começei lentamente abaixar o seu short e a sua calcinha, tirei o meu pau para fora e começei a pinçelar na sua bunda, com a mão levantei um pouco sua perna encaixei o meu pau na sua bucetinha e começei a estocar lentamente, Cláudia ainda parecia que ainda estava dormindo, e eu fui fudendo aquela gostosa sem saber se ela tava dando pra mim por que queria ou se estava dorminho e sonhando com o Paulo, pois ela soltava pequenos gemidos, depois de comê-la bastante por trás, a virei de frente para mim, deitei por cima dela, abri suas pernas e enfiei meu pau na sua bucetinha com muita vontadade, abaixei a blusa dela e chupei como um louco aqueles peitos durinhos, comi aquela gostosa com o meu melhor amigo Paulo domindo ali do lado, a casa podia até cair que o Paulo não acordaria, a Cláudia estava tão bebada que nem sabia o estava fazendo, eu estava tão excitado que acabei gozando dentro da bucetinha da Cláudia, quando terminamos, Cládia virou para o lado, lhe abracei por trás e ficamos ali quietinhos, daí pegamos no sono, eu fui o primeiro a acordar, quando vi que a Cláudia estava nua e com a blusa no meio da barriga, fiquei apavorado, uma dor de cabeça tremenda, levantei sorrateiramente e fui para um dos quatos e mim deitei lá fique fingindo que estava dormindo, dai cerca de uma hora ou mais depois percebi que Cláudia acordou, ela foi até o quarto onde eu estava fingido dormi ficou em pé junto a porta por um tempo e depois saiu, foi para o banheiro e tomou banho, acordou o Paulo e tomo mundo estava rachando de dor de cabeça, então fingir que estava acordando aquela hora, Cláudia mim perguntou se eu tinha dormido no quarto e eu disse que sim, quando fui ao banheiro tomar banho escutei Cláudia perguntar para o Paulo se eles tinha transado a noite, Paulo disse que estava tão bebado que não se lembrava de nada, desse dia em diante Cláudia ficou um pouco estranha comingo, ela ficou na dúvida se tinha transado comigo ou com Paulo naquela noite, eu preferir não falar nada, mas não estava arrependido apesar de Paulo ser meu melhor amigo.

Esperem que tenha gostado, depois farei a continuação...

Comentários

10/01/2010 16:19:46
Beleza adorei, não demore pra postar o resto...
10/01/2010 15:02:45
parabens muito bom o relato
10/01/2010 12:12:36
uma parada assim aconteceu com meus cunhados, os dois sao irmaos e o mais novo comeu a mulher do outro depois da bebedeira hahahaha é so por a culpa no alcool q nao tem grilo nao.
10/01/2010 11:45:05
vc é foda em cara , abusando da mulhr do seu melhor amigo, eu no seu lugar, tambem tinha tentado comer o cuzinho dela tambem, dorei o conto casalbertor15@hotmail.com
10/01/2010 08:12:50
Aconteceu algo semelhante comigo,só que eles eram namorados e foi numa excursão à Santos. Ela abraçava o namorado e dava o fiofó pra mim
10/01/2010 07:59:16
muito bom

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.