Casa dos Contos Eróticos

Feed

Alex, o namorado da minha irmã, arrombou o cuzinho dela

Autor: RianDragon
Categoria: Heterossexual
Data: 29/12/2009 20:41:53
Nota 9.40
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu contei a história em que o namorado da minha irmã enfiou a rola na minha mãe, na época o meu pai estava viajando e a veia estava na maior fissura. Eu trabalho e estudo e por isso não sei dizer se o moleque continuou comendo ela, o fato é que eu não vi mais nada e ele só aparece por aqui no fim de semana para ver a minha irmã. De qualquer forma meu pai voltou e parece que apagou o fogo da minha velha.

Em todo caso minha mãe e meu pai foram comprar umas coisas para a casa juntos e ficou eu e minha irmã sozinhos em casa outro dia. Eu estava no sofá assistindo a TV quando a campainha tocou. Fui atender e quando abro a porta adivinha quem estava lá!! Ele mesmo o Alex, namorado da minha irmã, quem leu os contos anteriores sabem que o cara é um jumento, e até hoje não entendo como um carinha daquele tem um pau daquele tamanho.

Eu atravessei a porta para o cara não entrar de primeira e fui logo largando – A Carla não está! Não esperei nem o moleque pergunta. O safado estava de moletom e uma blusa de toca, não sei como ele esconde aquele trabuco ali, mas não dava muito para ver que o garoto era superdotado.

Quando eu disse isso ele só olhou por cima do meu ombro e a Carla já estava lá olhei pra traz e ela com um olhar irado foi dizendo – Deixa ela entrar Rian, deixa de ser chato. Puta que pariu me veio na cabeça logo, esses dois armaram alguma coisa. O Alex entrou, só que não ficou na sala, foi logo passando para o quarto da Carla.

Da sala eu só ouvia o barulho de risos e de travesseiro sendo jogados, mim levantei e fui ver o que estava acontecendo, eles estavam sentados na cama batendo um no outro com os travesseiros. Certo momento o Alex fez um movimento que deu pra ver que ele estava de barraca armada. Então ele si jogou em cima dela e encaixou aquela tora no meu das penas da Carla e ficaram fingindo que estavam brigando e o Alex se aproveitando da situação para dar o maior amasso nela. Nisso ele suspendeu a blusinha dela e passou a mordiscar o biquinho do peito da Carla, e ela só falava para seu louco. O Alex mordia o bico do peito dela e esfregava seu caralho na sua chotinha, ela estava com um shortinho e ele passava a mão no grelo da Carla.

Não agüentando mais o Alex levantou ela, encostou na parede do quarto abaixou o moletom e enfiou seu pau no meio de suas pernas. O pau dele atravessava as pernas de Carla e ralava no seu reguinho. Ele metia e olhava nos olhos dela, que estavam fechados sentido o pau passar na sua buceta. Ele empurrava o pau com tanta força que a Carla ergui e voltava nas pontas dos pés. Então ele se afastou um pouco encheu a mão de cuspe e passou na chana da minha irmã, nesse momento ela disse que não mas ele mordiscou a orelha dela falando que não tinha problema e foi encaixando sua tora no buraquinho da Carla.

O cara era rápido, foi na brincadeira e num instante já estava com a rola travada na grutinha da minha irmã, mas foi ai que veio a surpresa, minha irmã Carla deu-lhe um sopapo que o jumento magrelo não teve nem tempo de consumar o encaixe em sua buça. Parecia que não era a primeira vez que ele tentava aquilo e eu acho que ela vinha caindo fora toda vez. Aí então ela soltou – não você sabe que eu sou virgem e não vou fazer isso!!!

Nossa!!!! Só não dei uma gaitadas para não ser notado, mas foi difícil segurar. Porém o Alex nem se importou, colou nela e foi logo encaixando aquela bengala no meio das pernas da Carla que voltou a se encostar na parede. O moleque foi beijando o pescoço dela e se esfregando. Dava até pra ouvir a respiração da Carla que acelerou. Então ele falou no ouvido dela - então deixa eu comer sua bundinha deixa. Dessa vez a Carla exitou e ele aproveitou para esfregar o pau no rego dela. Ai eu ouvir ela responder, é muito grande Alex.....

Ele olhou nos olhos dela e falou você acha que eu te machucaria? E passou cuspi na mão e começou a enfiar o dedo no anelzinho dela. A Carla foi pega de surpresa e fez um movimento pra frente, só que o pau dele estava no meio de suas pernas que chegava até o rego de sua bundinha, nisso sua bucetinha ralou naquela vara e ele aproveitou aquele momento e meteu seu dedo mais fundo no cuzinho dela. – dar pra mim dar carlinha. O garoto foi falando isso e forçou sua tora na rachinha dela, a Carla vencida falou ta bom mais só um pouquinho porque o Rian esta la na sala. Eu juro nesse momento ele olhou pra porta e deu uma risadinha como se soubesse que eu estava ali, saquei também que ele parece que deixou a porta semi aberta de propósito. Miserável!!!!! Ele falou pra ela não esquenta não que ele não vai notar nada e riu de novo.

Ele não tirava o dedo da bunda dela e continuou esfregando seu pau em sua buceta. Então ele ergueu sua blusa e começou a chupar o biquinho do peito dela. A Carla foi a loucura, o Alex aproveitou para rapidamente virar ela baixar sua saia e em um estante já estava com a língua atolada no cu da Carla que já não reagia, só gemia baixinho enquanto era chupada. Alex não perdeu tempo pra nada, quando a Carla começou a mexer a bunda em sua boca ele imediatamente si ergueu com a rola em riste e foi logo encaixando no anel de minha irmã. Ele colou só a cabeça daquela estaca e minha irmã já estava tão excitada que recebeu aquele cogumelo de boa, só que ele não meteu mais que isso. Alojou a cabeça do pau no cu dela e só ficou alisando a bundinha da Carla que foi ficando louca com isso. O cara era mesmo o cão!!!!

Alex alisava a bundinha da carlinha, beijava seu pescoço, mordiscava sua tetinha e de vez em quando fazia um movimento sutil com seu pau. O moleque sabia comer um cu, minha nossa parecia um filme pornô aquilo. Ele com um pau daquele tamanho e tão duro, as veias estavam saltadas, dava pra ver as veias do pau do cara e a bunda da Carla estava toda aberta pra receber o pau do cara. Eu ouvir ela dizer bem baixinho “ai meu deus o que é isso o que você está fazendo, ai que gostoso...” gente vou confessar, eu esta com o short do melado e o pau chegava doía vendo aquilo.

O Alex parou um pouco e sem tirar a cabeça do pau do cu da minha irmão pediu pra ela deitar na cama, ela obedeceu é lógico, o cara tinha dominado ela totalmente, pra falar a verdade se ele quisesse comer a bucetinha dela naquele momento ele tinha conseguido. Mas parecia que agora ele só queria arrombar aquele cuzinho. Quando ela deitou ele si ajeitou e começou a forçar levemente seu pau em direção a bunda da Carla que não oferecia mais resistência e foi recebendo aquela vara pouco a pouco. Ela só gemia baixinho e o pau do Alex já estava na metade dentro dela ele não tirava nem um centímetro, empurrava, parava e ficava mexendo devagarzinho, sem voltar nada. Quando ele via que o cuzinho dela estava folgado ele empurrava mais um pouco e assim já ia mais da metade.

Carla começou a gemer sem parar. Ai ai Alex ai que gostoso ela dizia e ele dava uma olhadinha pra traz em direção a porta e ria e continuava a meter nela ele queria por aqueles 23 cm de rola todo dentro dela, queria arrombar o cuzinho da minha irmão e queria que eu visse tudo o puto do caralho. A rola foi entrando e eu juro eu vi o saco do moleque encostar no rego da Carla. Ele tinha metido tudo sem tirar um centímetro. Só enfiando, parando e enfiando. A Carla começou a gozar no pau do namorado e eu não agüentei e gozei também vendo minha irmãzinha sendo fudida daquele jeito. Quando ela estava gozando o puto começou a socar a vara nela. Socava forte e ela parece que começou a sentir dor com aquelas estocadas. Ele tirava tudo e enfiava novamente até o fundo e depois tirava rapidamente pra em seguida meter de novo. Carla começou a sair lagrimas dos olhos ai ou ouvir um urro vindo do Alex. Ele tinha gozado dentro do cu da carlinha.

Gozou tanto que quando tirou o pau pra fora saiu um monte de porra e sangue da bunda da Carla. O filho da puta tinha arrombado minha irmã literalmente. Ficou o maior buracão aquele cuzinho. A Carla tinha gozado na vara dele mais iria sentar de lado por um bom tempo. Sair dali e fui sentar na sela, como quem não quer nada.

Alguns minutos depois o Alex apareceu, indo em direção a porta, o bicho parecia que tinha uma pochete nomeio das pernas dado o volume que tinha o moletom. Deu um alô pra mim e pegou sutilmente no cacete ajeitando o bichão na calça. Fui abrir a porta pra ele e filho da puta soltou um “agente se vê” do caralho que me deu nos nervos. Só fechei a porta e voltei pra o sofá, meu short todo babado. A Carla eu não vi mas sei que ele deixou ela quebrada com aquelas bombadas. Falou agente se vê no próximo conto!!!!!

riandragon@gmail.com

Comentários

26/08/2013 08:31:41
muito bom seu conto. Passei pela situação que sua irmã passou. leia meus contos é verás. dez p vc.
30/12/2009 23:34:42
Tu quer é dar para o namorado de tua irmã. Não perde tempo não! Vá devagar e... Quem sabe o próximo conto não será o seu dando pra ele?
30/12/2009 17:05:03
Só vou votar porque pelo jeito sua irmã deve ser muito gostosa. Fala para ela me escrever valeu! taradopbundas@ig.com.br

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.