Casa dos Contos Eróticos

Feed

Meu amigo comeu minha mulher bêbada

Autor: SAFADO
Categoria: Heterossexual
Data: 14/11/2009 16:50:33
Nota 9.75
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Um dia fizemos uma festa em casa, e sabe como é final de festas, todos vão, menos um, neste dia ficou um colega meu que é chegado, nós estavamos já meio bebados inclusive minha esposa, mas continuamos a beber, lá pelas 10 h minha esposa disse que ia dormir - já bem bebada. Cochixei em seu ouvido "hj vou lhe comer" ela riu e disse "nesse estado", e foi dormir, eu e meu colega - Thiago, continuamos bebendo e conversando. Passou uns 40 minutos fui ver se a esposa estava dormindo, entrei no quarto e vi que ela tinha se cobrido apenas com um lençol, mexi nela para ver se ela realmente dormia, ela nem se mexeu, tirei o lençol de cima dela e vi que ela estava só de calcinha, ao sair do quarto que da pra sala DEIXEI A PORTA ABERTA - de propósito, meu colega ainda não tinha notado, mas derrepente ele levantou para pegar um cigarro e parou meio atonito, ai perguntei a ele - gostou? Neste instante ele meio que recuou mais depois respondeu é claro, afinal de contas vc tem uma mulher muito gostosa, perguntei a ele se ele gostaria de deitar ao lado dela, ele questionou dizendo que ela não aceitaria, ai disse a ele, ela esta bebada nem vai notar a diferença entre eu e vc, ele deu uma risadinha e disse será, respondi Tente. Dai pra frente só fiquei olhando, ele deitou ao lado dela e já se encaixou em sua bunda, nesse momento ela suspirou, ele tirou a calça e ficou só de cueca, já dava pra ver o volume - enorme. Minha esposa nem se mexia, então o Thiago começou a alisar a bunda dela, como ela não reagia ele baixou a calcinha dela e tirou a zorba, começou a pincelar a rola na buceta dela, que mesmo bebada ainda assim dava uma reboladinha, nesse momento ele socou toda a rola na buceta dela e começou a socar, ela meio que desmaiada gemia, acho que tava sentindo o tamanho da rola dele. Thiago ficou mais ou menos uns 10 minutos socando, quando então deu um gemido e gozou, quando ele tirou a rola da buceta dela, deu para ver a porra escorrendo, mas pasmem, o pau do carra ainda tava duro, e ele continuou esfregando o cacete nas nadegas dela,a hora que ele lambuzou a bunda dela, vi que ele levantou a perna dela, procurando seu rabinho, ja havia comido seu cuzinho varias vezes, mas o pau do cara era grosso demais, pensei que ela pudesse acordar - puro engano, o camarada começou a enfiar no rabinho dela e ela nem se mexia, vi que ele tinha dificuldade de enfiar tudo, por causa da grossura de sua rola, mas derrepente ele puxou a cintura dela e cravou toda a pica em seu rabo, fez um vai e vem e gozou novamente. Depois da segunda foda, onde ele arrombou o rabo dela, fiz sinal pra ele parar, ele se vestiu, perguntou se podia tomar mais uma ceva e foi embora. Tomei um banho sossegado e deitei do lado dela, meti a noite inteira, outro dia quando acordei, ela já tinha tomado banho e estava fazendo um café, levantei e fui até a cozinha, dei um beijo nela, e ela perguntou o que vc fez comigo ontem, estou toda doida, respondi que não fiz nada que ela não gostasse, ela deu rizinho, que juro que deu a impressão que ela sabia o que havia acontecido. Agora quando fazemos festa, não sei por que ela gosta de ficar bebada????????????

Comentários

j.a
23/05/2014 03:59:23
tenho uma tara em comer a mulher assim, mas é dificil.
07/08/2011 22:06:45
Belo conto. Adoraria admirar sua bela esposa e traçá-la enquanto ela imagina ser o corninho do marido.
28/02/2010 02:42:15
Me convide para sua próxima festa! Promete que como sua mulher bêbada com gosto para encerrar bem a noite. E ainda faço ela chupar minha pica para ela guardar para sempre o gosto da minha porra!! Beleza de conto!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.