Casa dos Contos Eróticos

Feed

A Calcinha rosa de florzinha da minha Sogra

Autor: maxzinho
Categoria: Heterossexual
Data: 01/10/2009 01:48:35
Última revisão: 19/07/2012 00:59:27
Nota 9.44
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

A Calcinha rosa de florzinha da minha Sogra

Nunca imaginei que pudesse acontecer uma aventura tão incrível comigo, ainda mais acontecer algo, entre eu e a minha sogra, ela não é muito linda, mais é bem gostosa e têm me proporcionado muitos momentos de prazer.

Tudo começou a acontecer, na segunda vez em que fui à casa de minha namorada, ao entrar, só estávamos, eu minha namorada, e minha cunhada, minha sogra, dona Dulce, ela estava na casa de alguma amiga, como eu havia ido pra lá para passar o dia com minha namorada (Aline), fiquei bem à-vontade com ela, pois nunca fui tímido por estar na casa de nenhuma namorada, e nem nunca tive medo de Sogro e Sogra, e por isso estava eu e Aline no sofá da sala em beijos ardentes e apaixonados, quando de repente ouvimos a porta da sala se abrindo, era dona Dulce a minha sogra, ela entrou, e nos pegou no maior amasso, e fez um comentário bem estranho pra se fazer a um genro, ela disse a seguinte frase, esse Genro vai me dá muito trabalho ainda aqui nessa casa, sorrio e foi em direção a cozinha, eu e Aline apenas riamos da situação achando que seria alguma brincadeira da minha sogra para descontrair o ambiente de susto que havia naquela sala, logo voltamos a nos beijar novamente. Já estava quase na hora do almoço e dona Dulce nos disse que logo que meu sogro chegasse, almoçaríamos, concordei e ela sentou-se no sofá que fica meio de lado do sofá em que eu e Aline estávamos, dali pude perceber que minha sogra era bastante gostosa, Baixinha, 1,59 de altura, mais em compensação tinha uma bela bunda enorme e arrebitada, e um belíssimo par de seios que fiz questão de secar no olhar que dei enquanto ela conversava ao telefone, pude perceber também, que a saia que ela usava era bastante curta, e estava cada vez mais subindo pelo seu corpo, não demorou muito e sua calcinha já estava a mostra, fiquei torcendo pra que ela abrisse só um pouquinho, pra eu poder ter certeza como era sua calcinha, e pra minha sorte isso aconteceu, não deu pra ver nitidamente, mais pelo que pude perceber, era uma calcinha dessas de tamanho normal e de algodão, de cor rosa, e vi também que haviam alguns detalhes, ou desenhos em sua calcinha, nossa, fiquei louco, logo apareceu um volume na minha calça, enquanto ela ainda estava ao telefone ela deu uma rápida olhada para mim e assim constatou o meu estado de excitação por alguma coisa, ela ficou procurando em mim e sua filha, alguma mão boba, ou alguma saliência entre eu e minha namorada, mais nada encontrou, e acredito que ela ficou se perguntando o porque que eu estava daquele jeito. Não demorou muito para que percebesse que ela seria o motivo, pois ela tentou ajeitar sua saia,e logo depois olhou pra mim sorrindo disfarçadamente, meio inocente, estávamos com muita fome e logo meu sogro chegou do trabalho para almoçar, fomos imediatamente para a cozinha almoçar, até aí tudo normal.

Depois do almoço minha sogra foi tomar banho para sair com minha cunhada, meu sogro já havia voltado pro trabalho e vi uma oportunidade de ficar a sós com Aline, minha sogra olhou para nós dois enquanto saia e disse pra mim, Aproveita genrinho uma oportunidade dessas não se tem todos os dias. Na hora nem me liguei, achei que ela tava dando carta branca pra rolar qualquer coisa entre eu e Aline ali na ausência de todos, mais foi aí que me enganei, havia mais outro motivo para aquela expressão dela, logo que saíram, eu disse pra Aline, viu só amor, não vamos perder tempo, vamos direto pro teu quarto e fazer tudo que tivermos direito, lhe dei um beijo longo, e nossos amassos começaram ali mesmo na sala, fui retirando sua blusa enquanto nos beijávamos, e percorri minha mão até seu seio, dei uma boa pegada, e desci minha mão até sua buceta, ainda coberta por sua saia e sua calcinha, levantei a saia dela e enfiei minha mão por dentro da calcinha, e senti que ela já estava muito encharcada, ajeitei ela no sofá, abri suas perna e caí de boca em sua bucetinha, depois de algum tempo lhe chupando, ela quis retribuir, e tirou toda minha roupa e chupou meu pau, mais não deixou que eu gozasse, em seguida ela veio até meu ouvido e pedio que fossemos ao seu quarto para uma tarde de muito prazer, assim que a coloquei deitada sobre a cama, não perdi tempo e já fui mirando meu pau em sua buceta, ela estava bem lubrificada de seu próprio tesão, e não foi difícil lhe penetrar, estava uma transa deliciosa, ela falava coisas sem nexo em meu ouvido, me chamava de cachorro, dizia que queria leitinho dentro dela, e depois de um tempo, ela se posicionou de quatro e me disse quero leitinho aqui dentro, e com uma carinha bem safada, olhou pra mim e com seu dedo, ela apontou para o seu cuzinho, passou o dedo nele e levou até a boca e disse prova com a sua pica, o gosto está uma delicia, nossa.. meu pau que já estava muito duro, ficou mais ainda com essas palavras, fiquei louco com aquilo e já posicionei meu pau na entrada do seu cuzinho, e lhe meti a cabeçinha dentro, ela sentiu muita dor, mais logo disse, pode continuar que eu agüento meu amor, e continuei metendo até o talo, ela parou, e pediu pra acostumar com ele, rapidinho ela já estava rebolando gostoso em meu pau, e lhe fudi com bastante vontade, ela gritava pedindo que metesse mais forte, pedia tapas em sua bunda, ela estava muito safada ela dizia, bate na sua putinha vai, bate, quero rola, muita rola essa tarde, ela estava insaciável, fodia muito, mudávamos de posição, e ela com o mesmo vigor, já estava sentindo que iria gozar, e anunciei, ela pediu pra que eu enchesse seu cuzinho de porra, queria ver minha porra escorrendo por suas perna e assim eu fiz, enchi seu cuzinho e quando tirei meu pau, minha porra escorria bastante em suas perna, ela passava o dedo onde escorria e colocava na boca, foi uma transa incrível, uma das melhoras que já tivemos, após tudo isso, me levantei e fui até o banheiro tomar um banho, e para minha surpresa quando eu entro no banheiro, adivinhei o presentinho que minha sogra deixou, a Calcinha dela, nossa, logo me veio na mente o comentário da minha sogra antes de sair, e percebi que o aproveitar que ela havia falado, era sobre sua própria calcinha, peguei ela e pude ver como era linda, era uma calcinha pequena, de algodão, cor de rosa e com desenhos de flores por toda a calcinha, e o cheiro era maravilhoso, que buceta cheirosa tinha a minha sogra, não resistir e comecei a bater uma punheta. Enquanto estava la, masturbando-me, minha sogra e minha cunhada chegaram em casa, dona Dulce percebeu que tinha alguém no banheiro e foi até ele, bateu na porta e disse: Quem está aí? Tomei um susto quando ouvi sua voz, respondi que era eu, e ela deu uma risada alta e perguntou se eu estava aproveitando o banho de flores que ela havia preparado pra mim,, lhe disse que estava aproveitando sim, e lhe agradeci por isso, terminei minha punheta, tomei meu banho, me arrumei e sai do banheiro, minha sogra estava na sala e quando me viu, se levantou veio até mim e me elogio dizendo que eu estava muito cheiroso e perguntou como passei a tarde com minha filha, lhe disse que havia sido tudo ótimo. Ela sorriu e foi até a cozinha.

Minha namorada veio também para a sala, ficamos de namorico um pouco e logo lhe disse que já iria embora, enquanto isso fui até o quarto de minha cunhada e me despedi dela, voltei, fui na cozinha e falei com dona Dulce, ela disse que assim que eu chegasse em casa, que ligasse para ela, pois ela queria me falar algo. Ela estava sentada numa cadeira, com as pernas abertas, olhou pra mim, abriu mais, e disse que era importante e tinha a ver com flores, novamente ela sorriu, se levantou, me deu um abraço, e passou a mão em meu pau, não acreditei que ela tava fazendo aquilo, ela me deu um beijo no rosto e me disse pra ligar mesmo pra ela assim que eu chegasse em casa, pois era de meu interesse. Voltamos para a sala, me despedi de minha namorada e fui embora.

Minha Sogra foi para o quarto dela e se trancou esperando minha ligação,. Assim como combinado, cheguei em casa fui para meu quarto, e fiz a ligação. Ao atender, ela perguntou se eu estava sozinho, e lhe disse que sim, e lhe fiz a mesma pergunta, ao que a resposta também foi a mesma, ela já foi indo direto ao assunto e me disse que quando ela estava ao telefone pela manhã ela percebeu que eu fiquei olhando pra calcinha dela que estava totalmente à mostra, minha resposta foi que se estava à mostra, então podia ser vista por quem quisesse ver:

Mais eu sou sua sogra, você tem que olhar pra calcinha de tua namorada, a minha quem tem que ver é meu marido,já que você olhou, resolvi te presentear, com uma tarde de sexo com ela, e deixei minha calcinha no banheiro de propósito, para você saber que eu estava com tudo sob controle, imagina se minha filha descobre uma coisa dessas?

Disse-lhe que ela só saberia se ela mesma contasse para a filha, que por minha boca nunca saberia.

Então vamos fazer o seguinte, vamos dar um tempo nessa história, minha filha mais nova percebeu tudo, e até comentou comigo, então já são duas sabendo disso, vamos deixar que as coisas aconteçam de forma bem segura, e quem sabe eu te dou dois presentes?

Quais são os presentes?

Eu, e minha filha mais nova, (detalhe, ela tem 17 anos, né tão novinha assim não ta) o que você acha? Tudo só dependerá de você.

Concordei, e ela disse que gostaria de me encontrar uma vez antes de tudo acontecer entre nós, para ela saber se eu vou querer mesmo foder ela e a minha cunhada.

Bom, depois dessa ligação, ela sempre me manda mensagens excitantes e sempre dizendo que nossa hora está chegando, ainda não aconteceu nada entre nós dois, e nem com minha cunhada, na semana seguinte que estive lá. Ela estava usando a mesma calcinha, a rosa, com desenhos de flores, foi tomar banho e em seguida me disse que tinha deixado um presente pra mim no banheiro, que eu deveria pegar e guardar, para que eu sempre me lembrasse dela, e de como tudo começou entre nós, quando peguei a calcinha, ela estava quentinha, e com um xerinho gostoso de buceta, depois ao telefone lhe agradeci, e ela disse que durante o banho se tocou pensando em mim.

Espero que minha oportunidade de comer ela chegue logo, e assim que acontecer,publicarei aqui no site com todo prazer.

Votem e comentem por favor, é importante, e por favor, apenas comentários construtivos, dispenso comentários de punheteros , se vierem com idiotices eu excluo.

Comentários

19/11/2010 11:57:23
este conto é mto bom!! é uma pena que não tenho essa oportunidade com a minha sogra! mas qdo ela toma banho eu fico olhando pelas frestas da porta do banheiro(sanfonada PVC) e qdo ela sai do banheiro eu entro para bater uma punheta para a calcinha dela (na verdade é calçolão, mas não importa, o que importa é o cheiro da sua buceta!!) eu sempre gozo no paninho onde fica em contato com a buceta!!!
uem
15/07/2010 05:40:40
muito bom seu conto nota 10 cara queria ter uma sogra safada assim
18/10/2009 16:27:14
q bosta isso nota zero pia de merda tu deve ter 12 e bater punheta pensando nessas veias
02/10/2009 02:02:03
CAra... Muito bom... Queria ter uma sogra assim: Gostosa e safada e além de tudo vem uma cunhadinha de brinde
01/10/2009 23:30:33
muito bom parçero manda logo a continuaçao
01/10/2009 17:18:41
PARABENS MANO ENTAO SOMOS DOIS EM COMER A SOGRA PENA QUE MENNOS A OUTRA FILHA DELA , ESPERO QUE CONTE ISSO LOGO E TIRE UMAS FOTOS COM ELA COMENDO ELA E UMA DELCIA ISSO E TIRADA SUA NAMORADA TBM EU TENHO UMAS ELAS FICAM LOUCAS DE TSAO COM ISSO
01/10/2009 15:20:46
queria uma sogra dessas, muito gente boa e ainda por cima vai liberar a cunhadinha!!! bom conto fera!
01/10/2009 14:57:49
me add no msn pra conversarmos... johnnyzinho_original@hotmail.com
01/10/2009 14:35:13
Achei seu conto muito bom, me excitou, fiquei molhadinha. Que peninha, que nao tenho genro. rsrsrsrsrsrsrs
01/10/2009 12:08:54
concerteza Brother, valeu ein...
01/10/2009 12:07:41
ei mano essa historia vai render muitos frutos bons ...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.