Casa dos Contos Eróticos

A boneca pauzuda me fez de fêmea (real)

Autor: Fredrio
Categoria: Homossexual
Data: 07/09/2009 21:24:01
Última revisão: 30/05/2011 23:18:38
Nota 9.33
Assuntos: Homossexual, Gay, Travesti
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Sou casado e já faz algum tempo comecei a sair com bonecas. No começo foi meio difícil, pois sempre pintava uma culpa. Com o passar do tempo, aprendi a lidar melhor com isso. Não que a culpa tenha desaparecido, mas aprendi a me soltar mais, o que faz minhas transas serem muito boas. Sou muito seletivo em relação às bonecas, pois evito ao máximo correr riscos. Normalmente, só saio com bonecas que conheço ou que são classificadas como “lista branca” em fóruns de bonecas que existem na internet. Isso faz com que só transe com elas de tempos em tempos. Essa transa que vou contar é real, aconteceu em junho de 2009, foi a última até o momento e foi uma das melhores porque pela primeira vez, paradoxalmente, me senti tratado como uma fêmea e simplesmente adorei. A boneca com quem saí é conhecida - ela é uma morena - quase negra - linda, coxuda, com uns seios maravilhosos e um rosto muito bonito -, tem perfil na internet e é uma boneca que visito sempre, a ponto de dizer a ela que atualmente meu cuzinho é só dela. Ela não acredita, é claro. Nesse dia – era um dia de semana, pois não saio com elas nos finais de semana, que são reservados para minha mulher – liguei para ela logo pela manhã, pois tinha passado parte da noite visitando sites de travestis e tinha ficado bastante excitado, o que me fez ficar com vontade de ser comido por boneca pauzuda novamente. Ao ligar, ela me disse que poderia me atender ao meio-dia. Quando chegou a hora, peguei um táxi e fui para o privê dela que fica em Copacabana. Ao chegar, encontrei-a como sempre bem vestida, cheirosa e com um sorriso maravilhoso. Disse a ela que estava com vontade de ser bem comido e queria ela bem ativa, socando forte minha bundinha. Ela disse que tudo bem, que ia me fazer de fêmea. Tirei minha roupa e ela, nesse meio tempo, ficou só de calcinha e com um salto alto. Ela, então, me botou de joelhos e mandou eu abaixar sua calcinha, o que fiz alegremente. O pau dela, então, saltou para fora. O pau dela, aliás, é tudo de bom: curvado para cima, grande e bem grosso, com uma cabeça grande e linda toda para fora. O pau dela ainda estava mole e eu comecei a chupar. Ela me mandou parar e me mandou tirar os sapatos dela. Ela estava adorando ser obedecida. Fiz o que ela mandou e voltei logo para o pauzão. Mamei ele por vários minutos até que ele ficou bem duro, com a cabeça brilhando, olhando para mim parecendo dizer: vou te comer. Nesse momento, ela começou a bater com o pau na minha cara, me mandando engolir ele, me dizendo para pegar nele, botar ele na sua boca e essas coisas. Em seguida, fomos para a cama. Ela ficou sentada e me mandou continuar chupando o pauzão. Eu ainda estava de joelhos. Continuei mamando até que ela disse: vem, eu quero comer sua bundinha. Gelei, como sempre gelo na hora de receber o pau, pois meu cuzinho é muito apertado e quando o pau começa a entrar – eu só gosto de dar para bonecas pauzudas e bem ativas – a dor é bastante grande. Ela, então, me botou de 4 e eu pedi a ela para me comer de franguinho assado, pois nessa posição a penetração dói menos. Ela então disse: cala a boca, hoje eu quero te comer de 4, pois eu quero ver meu pau entrando na sua bundinha branca. Não tinha o que fazer, estava dominado! Obedeci. Ela botou a camisinha, besuntou seu pau e meu cuzinho com bastante KY e começou a meter. Como eu esperava, a dor foi grande. Ela nem tomou conhecimento e continuou metendo até dizer: está tudo dentro. A dor era realmente grande, quase insuportável. Comecei a sentir prazer ao sentir o pauzão dela latejando dentro do meu cuzinho – o pau dela estava realmente muito duro. Ela, então, começou a socar. Eu pedi para ela ir devagar e mais uma vez ela me mandou calar a boca e socando o restante do pau de uma só vez, me fazendo enfiar minha cabeça no travesseiro e dar um gemido bem alto. Ela nem ligou e lembrou que eu havia pedido para ela socar bem forte. Foi o que ela fez. Socou realmente muito forte, abrindo bastante minhas pernas e minha bundinha, às vezes me fazendo deitar na cama e vindo por cima só para meter com mais força e depois me pegar pela cintura e me puxar em direção a ela, enterrando o pau até o talo. Aliás, nesse momento eu me virei e vi seu rosto cheio de tesão e suas mãos segurando minha cintura e vendo o movimento de vai-e-vem. Foi muito excitante. Nessa hora, eu já não sentia mais nenhuma dor, só prazer, e ela metia cada vez mais forte. Foi, então, que eu pedi para ela me botar de frango assado e comecei a sair do pau dela. Ela deu um gemido que só um garanhão sabe dar quando está comendo um cuzinho gostoso e disse nãããããoooooo e me puxou com mais força em direção a ela, socando o pau mais fundo e mais forte, me deixando siderado de prazer. Nesse momento, me senti sua menina. Curiosamente, apesar de ter transado com algumas bonecas, nunca tinha me sentido uma fêmea. Dessa vez, no entanto, foi diferente. Entendi o que é ser fêmea, entendi pela primeira vez o que é dar prazer a uma boneca, fazer ela gozar como um macho. Gostei, mas fique com alguma vergonha. No entanto, nem deu tempo de sentir o efeito da vergonha. Ela continuou socando forte e fundo e, então, colocou uma camisinha no meu pau e começou a me punhetar. Eu pedi para ela parar, pois queria gozar pelo cuzinho. Ela me atendeu e acelerou as estocadas. Foi maravilhoso. Pouco tempo depois, eu gozei pela minha bundinha, sem tocar no meu pau, como só ela sabe me fazer gozar. Então, caímos na cama esgotados. Passados alguns minutos, ela levantou, eu levantei e fui ao banheiro me lavar. Ela, então, me deu um beijo na boca. Desse momento em diante, sabia que seria sua menina para sempre. Não vejo a hora de voltar apesar da vergonha que ainda estou sentindo por ter sido feito de menina.

fredrio@bol.com.br

Comentários

16/05/2014 00:10:59
to armado.... bello conto
13/11/2011 13:40:01
Bom conto. Bem escrito e excitante. Nunca transei com uma boneca, mais com esta deve ser ótimo.
28/12/2009 19:16:31
Carol, é um prazer receber um comentário seu. Por que você não me escreve um e-mail para trocarmos impressões ou, quem sabe, fazer uma transa muito louca. Iria adorar.
26/12/2009 14:45:25
Você escreve bem! A história foi muito bem detalhada, você soube descrever as sensações quase que exatamente. Eu, como leitora, consegui identificar várias dessas sensações. Parabéns!
29/11/2009 16:00:17
Maravilhoso! Gostaria de uma traveca assim. comendo meu cuzinho! Bj
29/11/2009 15:59:08
Cra
08/10/2009 16:16:45
Caralho! Que tesão de conto! E bem escrito também, o que é uma raridade por aqui, hehe. Sou como você: casado que adora dar a bunda pra travecos. Homens não! Mas não gosto de me sentir fêmea não: gosto de me sentir viadinho. Bem viadinho. Adoro rebolar numa pica e mesmo quando saio com garotas de programa, peço para elas me enrrabarem e rebolo muito. Elas adoram sentir meu cú piscando enquanto gozo.
29/09/2009 20:55:18
muito louco cara.
26/09/2009 08:24:52
ALMx, que bom que vc gostou. Foi uma experiência fascinante
26/09/2009 08:14:32
Gostosa molhadinha, me manda um e-mail. Podemos conversar mais sobre isso.
26/09/2009 08:13:48
O curioso Moraes é que você leu o conto e pelo visto gostou
25/09/2009 09:41:11
Que viadinho...ainda acha legal escrever uma merda dessa aqui...não tem vergonha ? Tua mulher ainda vai descobrir a Gueixa que ela tem em casa......
08/09/2009 11:21:53
Sou mulher, adoro homem, mas nada me deixa mais excitada que uma transa entre homens.....
07/09/2009 22:24:26
bom onto fiquei de pai duro.....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.