Casa dos Contos Eróticos

Feed

O Patrão da Minha Mãe .

Autor: Mia
Categoria: Heterossexual
Data: 26/09/2009 21:08:28
Nota 8.80
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Como essa é minha primeira publicação irei começar com um conto verídico pretendo postar aqui contos reais e fictícios para o delírio dos punheteiros de plantão. Bom tenho 19 anos, 1,65 de altura 59 Kilos morena de sol coxas grossas seios bem fartos bunda grande e impinadinha pelos dourados cabelo castanho na altura dos ombros

sintura bem desenhada quadril largo e muitas marquinhas de biquine (adoro). Essa historinha que vou contar aconteceu quando tinha 14 anos morava com minha mãe, tive uma educação bem severa vivia praticamente presa saia apenas para o colegio. Minha mãe que é do interior é bem rígida,concervadora e muito religiosa mal deixava eu soltar os cabelos que na época tava na sintura, me obrigava a usar saia muito abaixo do joelho e blusas enormes cobrindo todo meu corpinho adolecente em plena puberdade,com 14 anos eu já tinha um corpo bem saliete melhor falando já era bem gostosinha ,mais devido as exigências da minha mãe mal dava pra notar minhas curvas.Eu era bem bobinha nessa época minha mãe me protegia de tudo que se referia a sexo namoro e coisas do tipo,nunca tinha dado se quer um Celinho, só pensava em brincar de boneca coisa de criança mesmo. Uma amiga da minha mãe trabalhava numa casa de família de classe media alta, família de um advogado. Amiga da minha mãe engravidou e quando tava perto de ter o bebê indicou minha mãe para ficar no lugar dela enquanto ela estava de licença maternidade.era para morar La passava a semana e podia vir pra casa nos fins de semana, minha mãe logo aceitou o emprego e nos fomos morar nessa casa. Chegamos numa segunda, era uma casa enorme com piscina jardim e tudo mais tudo que eu só tinha visto apenas pela televisão fiquei encantada com tudo aquilo, assim que chegamos conheci a dona da casa,ela era um encanto de pessoa uma loira muito linda e educada um pouco metida mais faz parte, eu e minha mãe passamos a manhã conhecendo a casa ate que a filha do casal chegou era uma menina chatinha tinha mais ou menos uns 12 anos como ela era sozinha e não tinha muitas amigas por perto logo ficamos grandes amigas brincávamos muito eu amava todos os brinquedos dela. Á noite chegou e foi a fez de conhecer ele o dono da casa o Dr. Paulo era um homem de mais ou menos 38 anos era bem alto e bem forte tinha os cabelos meio grisalhos hoje pensando bem ele era um tesão de homem tinha um charme que deixava qualquer mulher louca quando ele chegou fomos apresentados ele passou a Mão no meu rosto e me chamou de lindinha eu como era toda tímida e boba fiquei logo envergonhada mais pudi sentir o peso da mão daquele macho era uma mão enorme mão de homem mesmo uma loucura. A semana passou rápido, chegou o sábado eles sairão ficou apenas eu e minha mãe naquela casa enorme e como todo sábado minha mãe inventou de lavar meus cabelos me deu uma camisola branca enorme pra vestir e me levou pra área que tinha nos fundos da casa e começou a me jogar água fiquei toda molhada e a camisola transparente no meu corpo e como eu não estava com nada por baixo ficou desenhando todas as minhas deliciosas curvas adolescente meus peitinhos durinho bem pontudos ficaram muito marcados o biquinho todo desenhado na camisola molhada, ate que o Dr. Chegou derrepente.tinha esquecido algo em casa e ouvindo barulhos nos fundos entrou pra ver o que era foi quando ele me viu ficou um tempo me olhando ate que minha mãe jogou uma toalha ensima de mim pedindo desculpas ele sorriu e saiu .Na semana seguinte o Dr. Paulo ia ter folga 4 dias da semana e como á esposa dele trabalhava e a filha estudava e fazia um monte de cursos ia ficar apenas eu ele e minha mãe em casa boa parte do dia, minha mãe pediu para que eu fosse passar roupa enquanto ela ia no mercado, comecei a passar roupa ele apareceu:

- Menina quem esta em casa ?

- Ninguem Dr. Minha mãe foi no mercado estamos sozinhos.

ele me olhando de sima a baixo com um olhar de interesse disse:

- Vc é tão linda por que se veste assim? Se vc usasse roupas de acordo com a

sua idade iria ficar mais linda do que já é.

eu timidamente e de cabeça baixa respondi:

- Minha mãe gosta que eu me vista assim eu apenas obedeço, mais eu gostaria de me vestir diferente usar roupas que não faça tanto calor.

então ele disse:

- Hum intão vou li dar um presente vc ira usar para mim

so para eu ver como é que vc vai ficar e depois um dia

quando vc achar que deve vc poderá usar de novo mais não conte pra ninguém

ok ? Eu ainda de cabeça baixa respondi:

- Esta bem senhor mais não precisa.

- Precisa sim vc ira ficar muito linda, levente a cabeça olhe pra mim.

Intão ele levantou meu rosto me deu um Celinho na boca e disse:

- Quando todos estiverem dormindo de madrugada me encontre na cozinha

que eu vou li dar o seu presente esta bem? Mais não conte pra ninguém viu.

Eu timidamente balancei a cabeça em sinal de sim.

De madrugada eu levantei bem devagar para não acordar minha mãe levantei e fui para á cozinha ele já estava La com um pacote nas mãos, eu perguntei se a esposa dele não tinha visto ele levantar intão ele me contou que á esposa dele e a filha tinham ido dormir na casa da mãe dela devido á uma pequena discussão como eu so vivia nos fundos da casa no meu quartinho não tinha percebido nada, ele me entregou o pacote e pediu para que eu vestise, fui no banheiro e quando abri o pacote levei um susto era uma calcinha fio dental branca tinha apenas um fio atrás uma blusinha bem curtinha que mostrava á parte de baixo dos meus peitinhos e um micro shortinho rosa que ficava socado na minha bundinha muito envergonhada eu vesti e sai do banheiro tentando me cobrir com as mãos de cabeça baixa voltei para a cozinha:

- Nossa vc esta maravilhosa! Muito linda, uma delicia.

Ele pegou na minha sintura me virou de costas pra ele ficou adimirando a minha bunda

me pedio pra ficar avontade e perguntou o que eu tinha achado:

- á Calcinha esta incomodando um pouco arde muito as minha partes Doutor

eu não estou me sentindo á vontade.

Ele logo disse.

- Vou te deixar vc avontade minha princesa vem comigo.

Pegou na minha mão e foi me levando para o quarto dele, sentou numa proltona que tinha no quarto me pegou pela sintura e me sentou no colo dele de costas para ele quando sentei logo senti o enorme pau daquele macho fazendo pressão na minha bunda o pau dele era enorme e parecia ser muito grosso fiquei assustada aquela rola enorme estava ficando cada vez mais dura pedi para voltar pro meu quarto ele disse que não

que antes ia brincar comigo, pois ele gostava muito de mim e queria me fazer carinhos.

Ele começou á passar aquela mão enorme e grossa na minha bocetinha por sima daquele shortinho minúsculo eu senti uma sensação gostosa uma mistura de medo duvida e prazer, ele ia esfregando aqueles dedos cada vez mais rápidos na minha bocetinha á calcinha que ele tinha me dado já estava ensopada e o pau dele estava cada vez mais duro fazendo pressão na minha bunda, intão ele disse :

- Minha delicia vai pra frente e pra traz vc vai ver que gostoso.

Ele foi me empurrando pra frente e pra traz eu fui pegando o movimento e logo eu estava rebolando naquela pica enorme. Eu parecia mais uma bonequinha sentada num urso enorme ele me carregava com facilidade, pois eu era miudinha. Ate que ele me levantou e tirou a roupa eu fiquei assustadíssima pois nunca tinha visto uma piroca ainda mais daquele tamanho e grossura era gigante aquele pau, ainda não encontrei pau nenhum daquele tamanho e olha que depois de perder meu cabacinho já tive varias trepadas.Ele pediu para que eu tirace meu shortis eu sem pensar muito obedeci mesmo assustada foi quando ele viu que minha calcinha estava muito melada.

- Gostou ne putinha ficou toda meladinha já já vc vai gosta mais ainda quero sentir o gostinho do teu mel escorrendo na minha boca.

Eu de cabeça baixa disse :

- Minha mãe vai me bater doutor .

- Vai bater não ela não vai ficar sabendo de nada é só vc ficar quietinha

vc não esta gostando do meu carinho?

Fazendo sinal com a cabeça eu disse que sim.

Então ele me deitou na cama abriu minhas pernas e ficou cheirando minha bocetinha molhada e virgem, cheirava minha xana sem tirar a calcinha e se punhetava como louco.

- aaa Que delicia esse cheiro de boceta virgem, o gosto deve ser melhor ainda eu vou te fazer mulher minha linda, eu vou ti ensinar tudo vc vai ser minha putinha.

Eu de olhos fechados sentia uma sensação maravilhosa algo que eu já mais pensei em sentir comecei a apertar a cara dele com minhas coxas salientes, ele ficou ainda mais louco. Tirou a cara e deu um tapa na minha boceta e tirou minha calcinha, Confesso que fiquei muito assustada ele parecia descontrolado e me chamava de putinha a todo momento mais estava tão gostoso meu grelinho estava durinho e minha boceta tão molhada minha curiosidade falava mais alto que meu medo.

Ele disse: aaa Putinha gostosa vou tirar seu cabaço com minha língua.

Dr. Paulo começou a chupar minha boceta como louco, me lambia enfiava o dedo de uma so vez no meu boraquinho virgem sem nenhuma delicadesa acho que ele penssou que eu era realmente uma puta acostumada a trapar daquele jeito, eu sentia um pouco de dor com aquele dedo enorme entrando e saindo da minha bocetinha pequena pedi varias vezes para, parar mais ele dizia que não que aquilo era um carinho e que ele já tinha feito com a filha e umas amiguinha da filha, ele me chupava como louco metia a lingua cada vez mais fundo na minha boceta, ate que eu não guentei mais e soltei um liquido branco na cara do Dr. Paulo foi um alivio tão gostoso que eu tive que colocar um pano na boca para não gritar:

- Sua Putinha não era pra vc gozar agora, fica de joelhos que eu vou te ensinar uma coisa bem gostosa.

Eu fiquei de joelhos no chão com tanta vergonha que mal olhava pra ele, o Doutor tirou minha blusa tão rápido que quase lasca e disse:

- Abri bem a boquinha que vc vai ver que delicia é minha vara.

Então ele enfiou a cabeça do pau dele na minha boca pegou minhas mãos e colocou nas bolas enormes mandou eu ir apertando devagarzinho, enquanto ele fazia movimentos de vai e vem com aquela cabeça enorme na minha boca, cada vez empurrava mais aquela rola grossa na minha boca mais não cabia tudo e ele forçava me fazendo engasgar varias vezes. Chupei aquele pau por um bom tempo fui pegando o jeito e apertando e chupando cada vez mais rápido e gostoso, o medo aumentava cada vez mais,eu tava tão curiosa e com tanto tesão que não tava nem ai pro medo. Ele me carregou e me colocou novamente deitada na cama com as pernas abertas, e começou a pincelar a minha buceta com aquela cabeça enorme passava bem devagar e ia almentando aquela piroca na minha xaninha alisando meu grelinho com a cabeça da pica, aquilo era muito gostoso se ele ficase so assim. Mais ele parou e colocou a cabeça no buraquinho ficou fazendo pressão ate que começou a enfiar devagarzinho mais doeu muito e eu implorei pra parar: - Para Por favor, esta ardendo muito doutor eu não vou agüentar eu vou acabar gritando de dor.

E ele dizia metendo o dedo na minha boquinha:

- Calma: Minha putinha a dor é so no começo depois vc vai ver que delicia chupa meu dedo que ta com o gostinho da sua virgindade que esta indo embora chupa bem gostoso meu dedo minha puta safada. E eu obedecia chupava o dedo dele que estava com um gostinho azedinho mais gostosinho,mais a dor so almentava e a cabeça da pica ia entrando cada vez mais na minha boceta ate que estava toda enfiada eu não guentei doía muito e gritei, Doutor Paulo infiou um lençol na minha boca e disse pra eu ficar queta que já já ele deixava eu ir, intão ele foi metendo o pau cada vez mais na minha xaninha senti areder sangrou um pouco, o movimento de vai e vem começou e foi ficando cada vez mais rápido eu gemia e chorava com o pano infiado na boca, Doutor Paulo me fodia cada vez com mais força e dizia :

- Eu vou te arregaçar sua puta, vou te deixar arrombadinha com 14 anos, vou te foder com tanta força que suas pregas vão se arrombar, geme putinha, chora minha vadiazinha eu sei que vc esta gostando da sua primeira trepada, Olha pra mim putinha olha pra mim. No fundo ele tinha razão eu estava gostando, apesar do medo e do meu choro eu estava achando aquilo tudo uma delicia e queria mais e mais, ele me carregou sem tirar sua pica de dentro de mim me virou e me colocou de quatro em pé com as mãos na cama, agarrou meu quadril segurou meus cabelos e me fodeu com tanta força que eu gritei e chorei muito apesar de ser uma delicia estava doendo muito, pedia implorava para ele parar mais ele so fodia com mais força batia na minha bunda, apertava o bico dos meus peitinhos e me arrombava, Derrepente doutor Paulo ficou mais ofegante do que estava e acelerou ainda mais os movimentos de vai e vem ficou louco e deu um grito, Senti um Liquido quente dentro de mim, minha buceta ardeu um pouco mais logo aquele liquido escorreu pela minha coxa, Doutor Paulo tirou o pau de dentro de mim me colocou de joelhos e enfiou aquela pica enorme e ainda um pouco dura na minha boca:

- Chupa todo o meu leitinho misturado com o gostinho da sua bucetinha gostosa minha putinha, agora eu vou deixar vc descer, vc vai se limpar e vestir sua camisolona deitar e dormir esse vai ser nosso segredinho se vc contar pra alguém eu vou ter que demitir sua mãe e ninguém vai acreditar em vc, minha putinha deixe á roupinha que eu ti dei aqui dessa nua e va se limpar, da próxima vez é seu cuzinho que eu vou querer vou te transformar numa putinha perfeita.

Eu fiquei muito assustada com tudo aquilo que não pudi falar pra ninguém guardei pra mim, minha mãe ficou naquela casa por 5 meses e todo esse tempo eu aprendi muita coisa com Doutor Paulo perdir todo meu cabaço com ele, sai de La uma verdadeira puta. Breve postarei outras historias “verídicas” com Doutor Paulo.

Comentários

18/10/2009 21:03:59
Muuito exitante mesmo me deixou de pau duro onde posso ler á continuação ?
28/09/2009 23:49:43
boa
27/09/2009 19:37:55
Muito exitante!!otimo conto!! me add william-mega@hotmail.com gostaria de saber mais sobre vc!
27/09/2009 10:44:22
POXA EXITANTE E MARAVILHOSSO,,NAO TEM COMO NAO LER E NAO FICAR COM O CARALHO EM PEDRA DE TANTO DURO.. ME ADD NO MSN.. MANTEREMOS CONTATOS... carlos.calcado@hotmail.com
27/09/2009 00:08:53
legal
26/09/2009 22:47:23
muito boa a historia, pena ñ curto pedofilo mas se vc gostou é outra historia hoje sao outros tempos muito bom o conto.....

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.