Casa dos Contos Eróticos

Insexo! O Fruto do amor entre parentes

Autor: FoFoDiNhA
Categoria: Heterossexual
Data: 18/08/2009 17:33:45
Nota 6.40
Ler comentários (6) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Cintia, uma loira à la Mari Alexandre, de 39 anos, casadinha e um casal de gemeos, Talita e Junior, tinha como amante o sócio e melhor amigo de seu marido!! Ele a completava em todos os sentidos sexualmente, nunca deixando Cintia ficar sem sentir profundos prazeres. Ela agora imaginava o quê Rafer, seu amante, poderia inventar para continuar com seu libido aceso. Só em pensar no que Rafer tinha proporcionado a ela naquela tarde, a fez estremecer de volúpia enquanto espalhava um cheiroso creme anti-rugas em volta de seu cuzinho, todo inchadinho devido a enrabação maravilhosa que ela teve há uma hora atraz! Cintia se entregava a todo tipo de volupia a que Rafer lhe sugeria. Só não havia praticado incesto, coisa que ela achava sem sentido. Mas até uma espécie de zoofilia ela fez. Bom não houve um coito completo , nem mesmo penetração. Houve sim o prazer de segurar com duas mãos o muscúlo rígido e ao mesmo tempo aveludado do cacetão de um ponei e depois um boquete culminando com uma fracassada garganta-profunda!! Mas Cintia conseguiu seu orgasmos enquanto Rafer penetrado em seu cuzinho, segurava os seios dela em volta do cacetão do animal, fazendo uma tremenda espanhola, enquanto ela se masturbava, chupando metade da imensa cabeçorra!! O gozo foi tão intenso, que Cintia se lembra como um dos inesquecíveis de sua vida de femea de Rafer!! Nesta tarde, Cintia tinha se encontrado com um jovem executivo que representava uma firma que Rafer achava que não seria bom para o complexo de empresas da familia. Rafer tinha seu próprio candidato, mas não queria que Tadeu, seu marido e o resto da presidencia soubessem. Assim uma semana atrás, na recepeção após o lançamento dos editais, Rafer indicou a Cintia a quem ela tinha que seduzir!! Essa coisas há muito já eram rotina entre Rafer e Cintia. E ela adorava isso, se realizava completamente. Se dava até desmair de tanto gozo! Cintia sabia que Rafer a protegeria de todas as maneiras, portanto o risco que havia era somente se o macho falhasse!! Toda o glamour da traição ao maridinho, associado aos enredos maquiavélicos de Rafer para conseguir mais poder, sendo ela o instrumento desta maquinação, eram a gloria personificada do orgasmo!! O belo e jovem executivo não soube esconder sua arrogancia, embora de modo discreto, por ter conquistado a maravilhosa esposa de seu futuro sócio!! Ele se julgou the king of the world quando Cintia concordou em se deixar enrabar!! Ela lhe disse que esta seria sua segunda vez, pois a primeira tinha sido um desastre e nunca mais ela deixou seu marido fazer de novo!! Quando Cintia realmente gozou com aquela torona todinha dentro de seu tunelzinho anal, o jovem tinha certeza que nada neste mundo lhe seria impossível! Até aquela fantastica mulher, famosíssima esposa do Tadeu, o presidente de um dos maiores conglomerados industriais do sul do país, estava alí se contorcendo com aquelas rechenchudas nádega sugando seu caralho com o cuzinho!! O jovem executivo gozou tanto que não teve forças para mais nada! Mesmo quando Cintia retirou a camisinha com quase tres colheres de sopa de semem dentro e lhe fez um boquete, sem resposta! Era nisto que ela estava pensando enquanto sentia a ardencia de seu anelzinho na ponta dos dedos!!

No jantar, estava Cintia, o marido Tadeu e o filho Junior, que ela julgava como um zero a esquerda! Talita, a formosissima filha estava ausente. Tadeu mencionou qualquer coisa de que fulano de tal chegou quase três horas depois da reunião marcada e que por isso a diretoria teve que assinar a parceria com outro representante... e coisa e tal!! Cintia fingia não se interessar, mas por dentro se sentia em estado de pré-orgasmo, por saber exatamente o que tinha acontecido "por detrás dos bastidores"!!Súbito, seu filho Junior lhe pergunta como foi o jogo de tenis naquela tarde. Cintia estranhou a pergunta, pois normalmente ninguém se interessava pela rotina do outro naquela casa, e o encarou interrogativamente com a bela face e as sobracelhas contraidas. Junior a encarou. Tadeu nada percebia, pois estava envolto com a refeição. Junior ainda encarando sua mãe, lhe diz que conhece seu parceiro de jogo. O alarme soou pra Cintia, mas experiente como era, simplesmente balançou a cabeça olhando-o dentro dos olhos, como se lhe estivesse dizendo que sabia o que ele queria dizer e que iriam conversar no momento oportuno. A ousadia de Junior se baseava no medo que sua adorável mãezinha iria ter quando ele lhe dissesse que a vira chupando a pica de alguém no estacionamento do escritório das empresas, naquela tarde!! Caso ela negasse e o fizesse passar por louco, ele tinha em mãos cópias das fotos que havia tirado, especialmente uma em que ela, sua querida mãezinha lambia o resto de esperma que escorrera pela rola do amante!!Acabado o jantar Cintia e Tadeu foram até o amplo terraço e sentaram-se em espreguiçadeiras, contemplando o céu. Tadeu pensava em como era feliz por ter tudo aquilo, esposa, filhos, vida maravilhosa. Cintia com um leve sorriso de Mona Lisa no rosto estupendamente belo, acentuado pelas sombras e o luar, concordava bebericando sua infactível taça de vinho. Junior tentava disfarçar seu nervosismo e por fim disse que ia sair Cintia lhe disse: não! Junior ficou estupefato. Nunca tinha acontecido aquilo desde seus 16 anos! Em outra ocasião ele ignoraria sua mãe, mas agora lembrava-se que eles tinham o que conversar. Portanto, pianinho Junior ficou vendo televisão. Passaram-se as horas e Junior chegou a cochilar no sofá. Ao acordar e olhar para o terraço notou que seus pais já tinham ido dormir. Puta que pariu! rosnou Junior. Sua mãe o prendera em casa e agora fora dormir. Bom, amanhão seria o dia "D" pensou Junior, e foi para o quarto se trocar e sair, pois a balada deveria estar começando. Ao entrar no quarto levou um tremendo susto. Cintia, de pernas cruzadas, mostrando boa parte delas, lia qualquer coisa. Ela levantou os olhos pra ele e ordenou que fechase a porta. Junior num ato reflexo obdeceu. De repente se lembrou de tudo que ele sabia e tinha em seu poder. Após trancar a porta, se virou lentamente e encarando a mãe com um sorriso sarcástico, que parecia tão falso quanto sua coragem, e de uma vez só disse tudo o que sabia para sua bela mãezinha, que aparentemente mostrava-se apreensiva. Cintia sabia que estaria nas mãos daquele fedelho se ele fosse mais experiente. Assim, de começo ela faria o jogo dele, que não era nada mais nada menos, que o deixase em paz. Até aí estava barato pra ela. Portanto ela fez cara de arrependida e que só concordava por que não tinha outra saída, mas que lhe era muito caro para ela lhe conceder toda esta "liberdade". Cintia julgava que estava tudo resolvido e que afinal saíra ganhando, desde que Junior cumprisse o prometido. Junior então começou a fazer umas pequenas exigencias, tais como não ser chamado mais atenção, não ser mais comparado a ninguem e principalmente a Talita sua irmã e que ela concordasse com a viagem a Fernando Noronha para mergulhar! Isto era o terror para Cintia. Ela sabia de casos de tubarões atacando pessoas lá! Não de jeito nenhum...ia Cintia dizendo quando escutou ao mesmo tempo a exigencia seguinte..."quero que voce se dispa agora!" Cintia levou as mãos a boca, os olhos arregalados e parecia que não tinha escutado direito! Quando se deu conta, ela se transformou em uma fera e partiu com as mãos em riste para matar Junior, seu filhinho! Ele levou o primeiro tapa no rosto e logo uma joelhada que era para pegar nos culhões! Junior instintivamente se defendeu agarrado os pulsos de Cintia, e que ela num esforço pra livrar-se, acabou de costas para Junior, com os braços entrelaçados a frente do corpo. Quanto mais Cintia se mexia para livra-se daquele abraço, mais Junior a imobilizava!!Ele era um rapaz de quase 1,90m e perto de 100 kg de puro músculo!! O próprio Junior estava petrificado de medo com a reação da mãe. Ele não sabia o que fazer no momento, o que faria a seguir ou o que faria depois!! Ele não sabia de nada. Junior queria que tudo voltasse a meia-hora atrás. Que tudo fosse esquecido! Mas sua mãe estava alí se contorcendo, se esfregando...se esfregando? Logo um banho de água fria tomou conta de Junior, e pouco a pouco ele foi se acalmando ao ritmo que a carnuda e firme bunda de sua mãezinha se esfregava em seu pau! Cintia estava completamente fora de sí! De repente ela não entendeu porque estava tão possesa! Junior estava sendo tão canalha quanto qualquer homem que deseja uma mulher proibida, pensou ela. Mas, por cargas d´água, esse babaca fedelho foi logo achar ela, sua mãe, a mulher proibida de seus desejos??!! Ela odiava essa falta de respeito pelo sagrado! O inviolável deveria permanecer inviolado. Era esta a filosofia de Cintia quanto o que seria a essencia espiritual do ser humano. Portanto era por isso que ela se debatia inultimente contra aquela parede humana de 100 kg de muscúlos! Súbito, Cintia parou porque sentiu que era em vão toda aquela filosofia vã, e desabou em choro. Junior, tentava por todos os meios se condoer de sua mãe, mas mais para fazer seu pau amolecer, mas cada convulsão de choro que Cintia dava era como uma carícia celestial em todo seu corpo! Por mais que tentasse não encostar em sua mãe, seus braços não a largavam e a sua rolona tomou proporções gigantescas finais que fez Cintia levantar a cabeça assustada com aquele volume pressionando bem no meio de sua nádegas!! Inacreditável estar acontecendo aquilo com ela, pensava Cintia!! E num último arroubo de dignidade disse firmemente: Me solta! Junior obedeceu, embora seus braços não! Foi preciso que Cintia os tirasse de cima de seu corpo!! Junior começara a sentir uma tremenda frustração quando sabia que até poderia morrer depois, mas queria gozar alí com a rola entre as bandas das nádegas de sua maravilhosa mãe!! Assim ao vê-la afastar-se dele, se dirigindo pra porta, Junior num último acesso de extrema ousadia, a puxou pelo braço bruscamente fazendo Cintia perder o equilíbrio e antes que ela tombasse ele a amparou nos braços e trouxe aquele estonteante corpo maternal para colar-se ao seu, fazendo o mesmo com seus lábios nos dela!! Cintia ao sentir a boca de seu filho na própria boca teve um mometaneo espasmo de nojo! Mas alguma coisa começava a acontecer com seus hormonios e, em desespero, para lutar contra o que ela sabia que era inevitável, esbofeteou com toda força o rosto de seu belo filho!! O tabefe ao mesmo tempo que o assutou, também o excitou, porém Junior permaneceu inerte! Cintia, com lágrimas nos olhos, puxou o rosto de Junior para perto do seu, e com a vista turva pelas lágrimas ainda pode encontrar aquela pequena mancha de sangue que saía dos lábios de seu filho e a amparou com a ponta da língua!

Comentem, espero que leiam minhas outras histórias...

Comentários

20/08/2009 12:32:45
Obrigado, pelos votos! Prometo a vocês que já estou escrevendo a segunda parte. Espero que leiam meus outros contos. =]
19/08/2009 17:10:57
lixo que não serve nem para limpar a bunda. Lembre-se criança, o site é proibido a menores de 18 anos. Cresça mentalmente, vá a um psicólogo resolver sua patologia mental e só depois venha escrever algo.
19/08/2009 10:43:36
No conto Ingrid teve de tudo, neste já começou bem, aguardamos a continuação, não dá para deixar de elogiar o nível de qualidade do conto, nota MIR!!
18/08/2009 18:19:17
muito bom, alma poetica. espero a segunda parte
18/08/2009 18:12:51
conto bom gostei
18/08/2009 17:51:52
Esse conto foi o arrêto! /gostei bastant... voc merece mil

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.