Casa dos Contos Eróticos

Mãe e Filha(continuação)

Autor: Henrique
Categoria: Heterossexual
Data: 27/07/2009 05:04:22
Nota 10.00
Ler comentários (3) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Obrigado a galera que gostou do primeiro, vou finalizar a parada.

Então, o entedimento que tive com Vivian foi o mesmo que tive com sua mãe, afinidade e tesão a primeira vista. Sempre procuro um bom entendimento com uma cliente, mas nem sempre isso rola, já deixei de atender uma segunda vez pelo simples fato do "santo não bater"

Naquele dia tomamos quase duas garrafas de vinho, é bem verdade que muito do líquido eu usei pra rega, e depois chupar, seus peitões bicudos e sua buceta carnuda esparramado nas almofadas.

Foi tb nas almofadas laranjas e vermelhas que comi sua bunda morena, grande e dura. Coloquei a Vivian de bruço nelas e passei a beijar, mordiscar e lamber toda extensão daquela maravilha. Por fim, passei minha língua no seu cu, ela gemeu como uma gatinha, acho que nunca tinha levado uma linguada no cuzinho. Antes de enfiar o dedo com KY tb fiz do seu cu uma taça de vinho.

Era um cuzinho virgem e tive o maior cuidado e zelo com ele. Ficamos de ladinho e toda vez que em empurrava um pouquinho meu pau dentro de sua bunda, eu lhe dava um beijo.

Assim como sua mãe, Vivian da primeira vez só aguentou metade do meu caralho.

Gozamos e ficamos conversando abraçados, falávamos e elogiávamos a Andréia.

Depois me vestir e ao se despedir me encheu de beijos no hall do apt, adorei isso, era carinhosa como a mãe.

Disse que queria me ver de novo, mas ia ter que juntar uma grana e tal.

Falei rindo que faria um belo abatimento.

Não estou nesse ramo só pela grana, tb gosto muito de conhecer as pessoas, é uma profissão que vc conhece as pessoas a fundo(sem trocadilho, por favor), conhece suas taras, seus desejos secretos...

Passou-se uma semana e Andréia me ligou(nunca passava mais de 10 dias) pra marcarmos um encontro no apt dela.

Blim blom, bato na porta dela, ela já atende peladinha, me abraça me beija com força. Tomo um susto, dou uma cargalhada, mas logo entro no ritmo enfiando minha língua na sua boca e acariando sua bunda. Agarrados e nos beijando entramos no apt e batemos a porta.

Andréia se ajoelha na minha frente e tira meu caralho pra fora, chupa com fome de sexo na retina. Me encosto numa cadeira e começo a esfregar meu caralho no seu rosto, ela geme e me chama de meu macho.

Tiro minha camisa, minha calça e com fome de buceta a coloco curvada na mesa e com a bunda empinadinha pra mim.

Passo a cabeça do meu pau na entrada da sua buceta algumas vezes e finalmente a penetro fundo.

Andréia suspira e eu meto forte, segurando suas ancas bombo com força sua buceta molhada. Passo a segurar-lhe os cabelos e viro seu rosto pra beijar sua boca e tb olhar no seu olho.

Puxo o corpo dela pra mim e sem tirar de dentro caminho o um pouco até a parede da sala aonde encoxando e metendo gozo como um cavalo.

Rimos, nos beijamos e nos abraçamos. Sexo bem feito gera felicidade.

Caio no sofá cansadão e ela vem por cima, é dengosa sempre gosta de "namorar" depois. Damos alguns beijos e tal.

Depois de algum tempo vou ao banheiro dar uma mijadinha. No caminho, vejo o quarto da Vivian fechado, mas nem imagino que ela possa estar lá, penso que o vento bateu, enfim...

Chego a sala de volta e a Andréia diz: Menino, coloca uma calça.

Eu digo: Por que? Não vamos dar outra?

Ela diz: Vc sim, mas eu não.

Eu falei: Anh???

Ela disse é isso mesmo e me pegando pela mão me levou até o quarto fechado da Vivian. Ao abrir a porta falou: Faça com a minha filha o que vc já fez, Henrique.

Vivian apareceu de camisola transparente e risonha como sempre. Eu já tinha visto e participado de algumas loucuras nesses anos de putaria, mas confesso que fiquei surpreso e sem reação.

Andréia falou: Perdeu a língua? Vai, ela é sua, quero para minha filha o melhor.

Entrei no quarto com um sorriso de orelha a orelha e a Andréia fechando a porta disse: Divirtam-se, vou dar uma saidinha.

Olhei pra Vivian e falei: Tua mãe é doidaça!

Ela respondeu: Vc ainda não viu nada, cara.

Cheguei perto dela e beijei-a lentamente, sugando sua língua e passando a mão na sua bunda. Depois baixei os beijos pelo pescoço e com os dentes abaixei alça da camisola, surgiram os peitões grandes, duros, bicudos e macios que eu tanto tinha gostado.

Caí de boca neles chuapando novamente com força e devagar, era o tipo de peito pra mamar desse jeito. Não cabiam inteiro na boca, gostosos demais!

Vivian gemia e acariciava meu pau por cima da calça. Abri ela e coloquei meu pau pra fora, ela passou a punhetá-lo enquantos nos agarrávamos.

Tirei completamente sua camilosa e virei-a de costas pra mim.

Queria admirar seu bundão moreno, duro e redondinho.

Puxei novamente a calcinha pra dentro da sua bunda, pra que ficasse fio dental.

No momento que estava apalpando seu bundão gostoso a porta se abre e Andréia diz: Não aguento! Quero participar!

Sorrio e digo: Bem vinda, putinha mãe.

Ela entra e logo me beija, enquanto tira novamente roupa, sento na cama e com a bunda da Vivian na minha cara passo a beijá-la.

Mordo devagar e lambo as "polpinhas", puxo a calcinha para o lado e enfio a língua no seu cu. Vivian geme alto e a mãe se masturba ao lado.

Tiro a calcinha da Vivian e constato que, como eu havia pedido, ela tinha raspado seu bucetão. Fiquei tão feliz que lhe dei um beijo carinhoso, foi uma baita homenagem. Havia pedido, pois como sua buceta é super carnuda, queria vê-la peladinha.

Galera, ficou um coisa de louco!

É claro que não resistir e cai de boca naquelas carnes.

Nunca chupei uma buceta com tamanha fome e vontade, sugava seu clitóris, enfiava a língua dentro, lambia seus pequenos e grandes lábios.

Dava verdadeiros beijos de língua nela. Delícia de bucetão!

Nisso eu chamo a Andréia que só estava se masturbado pra ficar tb de perna aberta ao lado da filha.

Mando bala com a língua na sua buceta, que ao contrário da filha estava peludinha.

Tiro o resto da minha roupa, me deito na cama da Vvian e peço pras duas mamarem meu cacete.

Elas pulam nele e se revezam entre o sapo e o pau, bom demais!

Quis ver quem conseguia engolir mais e a Vivian ganhou da mãe!

Ela quase o abocanhava todo, era duas putinhas de primeira.

Troquei de lugar com Vivian e na posição de franguinho assado meti fundo no seu bucetão apertado.

Andréia acompanha excitada eu meter em sua filha, puxe a mãe e a beijei forte.

Estava enlouquecido com as duas. Pedi pra Andéia ficar de 4 a lado da filha, ela ficou e eu então tirei da buceta da filha pra colocar na da mãe.

Vivian dessa vez é quem olhava, puxei-a pra perto de mim e sem parar de meter na mãe mamei seus peitões macios.

Estava quase gozando, parei um pouco, puxei as duas pra mim e as beijei simultaneamente.

Pedi pra Vivian ficar de 4 e penetrei seu bucetão peladinho, com poucos vais e vens naquela massa de carne molhada e quente e eu explodi num gozo.

Foi demais!

Ficamos os três estirados na cama. Eu beijando, agradecendo e curtindo as duas.

Andréia se levantou e e fiquei namorando com a Vivian.

Era um sarrinho gostoso, leve. Basicamente mamando seus peitos e beijando sua boca.

Falava macio no seu ouvido, agradecendo a buceta peladinha. Ela disse; Vc merece, Henrique

Sorrindo dei uma última massageada no seu volumoso grelo, dei-lhe uma bitoquhha e saltei da cama.

Era hora de ir, senão ainda estava por lá.

Andréia chega e me dá o checão.

Olho pra ela e sorrindo rasgo.

Disse: Dessa vez quem tem que pagar sou eu.

Esse lance aconteceu em janeiro desse ano, e está rolando até hoje.

Muitas putarias já aconteram. Andréia chegou a guiar, a meu pedido, meu pau pra dentro da bunda da Vivian.

Eu barbarizo com elas, porque sei que elas gostam.

Sexo bem feito e sem culpa gera felicidade.

Estamos felizes!

Um beijo pra meninas e um abraço pra rapaziada

Henrique

Comentários

27/07/2009 10:54:09
Já comi muitas irmãs (até hoje tenho um caso com minha cunhada) e já comi mãe e filha também, mas nunca juntas. É meu sonho de consumo. Espero que seja verdade pois voce tem vários outros contos nesse pseudonimo. De todo modo o conto faz o que se propõe: deixar o leitor excitado. Nota 10 com louvor.
27/07/2009 09:56:39
HENRRIQUE MUITO BOM,NESTA VIDA NEM TUDO E DINHEIRO E TRABAHO,GOSTEI DO SEU GESTO DE TER RASGADO O CHEQUE,,,COMO ANTECIPEI NO ULTIMO COMENTARIO DO PRIMEIRO CONTO,,ESTAS DUAS IRIAM VIRAR SUAS PUTYNHAS,,E AGORA JÁ VIRARAM,,MUITO BOM ISSO..PARABENS PELA BELA AQUISIÇÁO DESTAS PUTYNHAS..E PELO BELO CONTO..CONTINUE A NOS AGRACIAR COM SUAS AVENTURAS..ABRAÇOS
27/07/2009 08:02:38
meus parabens, gostei muito. faça elas felizes q retribuiram bem. mulheres gostam de serem amadas e bem cuidadas

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.