Casa dos Contos Eróticos

♥ GOSTOSONA DO CARNAVAL

Categoria: Heterossexual
Data: 16/03/2009 21:36:29
Última revisão: 30/01/2018 16:35:12
Nota 9.24
Ler comentários (61) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oie galera,

Quando meus primos que moram nos EUA me ligaram dizendo que não poderia vir passar o carnaval comigo na pequena cidade onde nasci, em Minas Gerais, relutei em ir, achei que seria o pior carnaval de toda minha vida com pouca emoção, galerinha, que grande engano a minha!

Meu noma é Monique, sou cheia de fogo. Tenho 21 anos, 1.72 altura, 59 quilos, cabelos no momento castanho escuro quase na cintura. Sou uma magra falsa, bunduda, peituda e bastante gostosa de acordo com as cantadas que ouço por onde passo. Não suporto puritanismos cínicos. Sempre fui muito pervertida, cheia de malícias, mente poluída e uma curiosidade incontrolável quando o assunto é o desconhecido.

♥ Mas vamos lá a mais um conto do meu Diário:

(A GOSTOSONA DO CARNAVAL)

Então, fui para tal cidadezinha histórica de Minas Gerais curtir o carnaval. Viajei com minha Mãe e meu Padrasto, no qual mantinha um caso ás escondidas mas estava mesmo louca pra dizer pra ele bye, bye, até nunca mais. Ficamos na casa da minha avó, apesar de já ser bem grandinha para viajar com a família estava conformada pois encontraria a galera do Rio de Janeiro que tinha alugado uma casa bem pertinho da nossa.

Logo no primeiro dia de carnaval assim que chegamos corri para república onde estava rolando uma festinha organizada pelos estudantes. De vestidinho e chinelo de dedo fui ao encontro dos meus amigos. A bagunça já estava rolando, muitos gatos sarados, e bebidas de todo o tipo no embalo da batucada que fazia as pernas mexer e o corpo suar. Comecei trocar olhares com um garoto moreno, não era tão magro e nem muito malhado. Perguntei a Paty (uma amiga da faculdade que está em vários contos meus), de quem se tratava.

__ Amigaaa, quem é aquele gato que tá nos comendo com os olhos?

__ Sua viadinha, ele "tá é ti" comendo com os olhos...! (risos) Aquele ali e o Ricardo, tem uns 25 anos, ele é daqui de Minas mesmo, filho do atual Prefeito. O cara tem fama de ser o maior pegador local, já comeu quase todas as garotas da região.

__ Aff...! Meu deus...! O cara é o comedor da região? (risos)

__ Olha só...!Tá vendo aquela ruiva de cabelos nos ombros, ali...! passando pela churrasqueira... presta atenção... tá vendo?

__ Tô...! O que tem a vagabunda? (risos)

__ Você não presta Môh!(risos). Essa menina também mora no Rio. Antes de você chegar eles estavam no maior amasso. Ontem ela me disse que tem ficado com ele e que treparam algumas vezes. Falou que está amarrada na dele, só que o cara entrou numa de querer comer sua bunda e ela vinha negando mas pela agarração de hoje acho que vai rolar.

__ E amiga, olhando para a bunda tesuda dela não é difícil entender o porquê da vontade do cara(risos). Mas deixa comigo, eu vou deixá-lo louco de vontade pra me comer e quando ele estiver perto de alcançar seu objetivo, vou esnoba-lo.

Logo em seguida a Paty me chamou para ir com ela pegar mais bebidas. Foi quando passando pelo corredor da república alguém me puxou pelo braço para dentro do quarto. Era o Ricardo que com um beijo me deixou sem fala. Suas mãos percorriam meu corpo suado sem pedir licença levantando meu vestido na cintura deixando amostra meu bumbum que já tinha devorado a calcinha para dentro dele e era devidamente apalpado pelas mãos do rapaz. Me sentia pelada com o atrevimento do garoto. O tesão era tanto que nem percebi que no quarto havia outros casais se pegando, se beijando no maior amasso.

__ Que isso garoto...! Eu tô sendo estuprada...! Violentada...! (risos)

__ Mais não é assim Mônique que as cariocas gostam? Vocês gostam de homens safados, com pegada, mais atitude do que palavras, não tô certo moça?

__ Você sabe meu nome. Eu não sei o seu (dando uma de difícil), e também não sou carioca filhinho. Eu moro no Rio é diferente, sou mineira uai! (risos)

__ Humm! Humm...! Você é muito gostosa, me apaixonei quando coloquei os olhos em você...! Ai...! Que delicia...! Que raxa suadinha.

__ Para vai...! Me larga, não enche. Me deixa, eu não quero porra!

Eu me soltei do Ricardo. Fiquei nervosa e assustada com o atrevimento do rapaz e também com receio da Fernanda aparecer. Já bastante tonta da bebida e com a boceta encharcada fui ao encontro da Paty e Ricardo foi cambaleando procurar sua ficante que o tinha o largado possivelmente para ir ao banheiro.

No auge dos meus 21 anos tudo era motivo de festa e tudo acaba em sexo. Antes de fazer alguma besteira, achei melhor ir para casa descansar e depois encarar a noitada que prometia. Ao chegar em casa tive que escutar sermão da minha mãe pois tinha passado a tarde toda na rua e não tinha ido falar com meus familiares. Pedi mil desculpas. Abracei e beijei tios, primos e minha vozinha linda que eu amo tanto. Todos entenderam menos meu padrasto que me olhava com olhar de raiva. Tomei uma ducha, coloquei um shortinho larguinho e uma blusinha, enquanto almoçava conversava com pessoal.

Fui descansar um pouco mais logo a galera veio me chamar pois a batucada ia sair pelas estreitas ladeiras do bairro. Corri para o banheiro para fazer xixi e coloquei uma minissaia jeans e uma blusinha do bloco, no qual, tratei loco de dar um nô no meio para deixar minha barriguinha bem a mostra. Ao sair fui segura pelo braço pelo meu padrasto que falou:

__ Que falta de vergonha, chega com bafo de álcool. Só falta ter fumado e trepado.

__ Me larga seu grosso, eu não lhe dou esse direito de falar assim. Que raiva...!

__ Você não sabe nada da vida mesmo, criança!

__ Não dei não mais tô louca pra dar minha bucetinha pro primeiro que aparecer seu escroto, mas tem que ser homem e não um babaca como você. Te odeio.

Nesse momento Otávio largou meu braço e eu corri ao encontro do pessoal que estava na maior animação. O clima estava bem festivo e eu seguia dando toco um atrás do outro nos foliões mais audaciosos, até que Paty me cutucou:

__ Môh, olha o Ricardo ali com a Nanda!

Falou apontando para o cara que estava dando uns bons amasso na ruiva, visivelmente embriagada.

__ Nossa, ela é um mulherão amiga, e ele um feioso (feioso agora porque eu estava com raiva!).

Os dois se pegando bem na minha frente. Notei que suas mãos eram mesmo ágeis e passeavam sem bloqueio pelas bem delineadas cintura e bunda da Nanda, mostrando inclusive que não trajava nada por baixo de sua minissaia. A ruiva era realmente muito bonita. Mais de 1,75 de altura, rosto lindo e um corpo esguio de abrir apetite e deixar qualquer marmanjo doido com seus seios volumosos realçados pela ausência de barriga, além de ser dona de longas pernas malhadas.

Seguimos eles até a concentração do bloco e logo ao som da batucada percorremos várias ladeiras da cidade que estava muito cheia de foliões. Muito samba, sexo, alegria, paquera, cerveja e pouca roupa. Tudo isso estava presente nesse carnaval aqui de Minas. Beijo na boca, então nem se fala. Apostei com a Paty e com as meninas quem ficava com mais meninos. Que sensação legal! Curti a noite inteira e beijei uns 10 carinhas. Minhas amigas colocavam o chope numa mamadeira e eu só entornando.

Estava agarrada á um rapaz que nem sabia o nome. Me falava dos nossos futuros filhos. Nossa que horror! Percebi que Fernanda havia se largado do Ricardo e ido em direção a casa que tinha alugado com uma turma. Me aproximei dele que logo me puxou para conversar e perguntou se queria dar uma volta para pegar algo para beber. Disse pra Paty que quando voltasse iria procurar por ela. A Paty rindo falou baixinho no meu ouvido para não abrir as pernas para ele e fez sinal de ok.

Entramos em uma conversa bem tranquila e o sorriso dele era cada vez mais encantador. Paramos em uma tenda que vendia vodka e tomamos uma dose da bebida, ele começou a falar que aquela república estava muito divertida e que era uma diversão diferente já que estava olhando e desfrutando nesse momento da beleza da sua noiva. Eu rindo disse que não via uma aliança de noivado no seu dedo. Ricardo rindo tirou do bolso duas alianças, colocou no dedo dele e a outra no meu dedo falando que também não tinha visto no meu.

Com isso fiquei com a mente à mil, que me causou mil arrepios. Ricardo era um sujeito bastante carismático e eficiente nas abordagens. Não era nem tão bonito assim, mas era extremamente sedutor.

Com a bebida na mão fomos em uma das tendas que tocava regue, bem agitada. Eu segurei a garrafa de vodka para ele dançar melhor mas logo deixei de lado pois vi que ele estava louco pra me ver dançar. Começamos a ficar mais juntos com uma vibe positiva bem legal que estava rolando. Como se fosse um desejo mutuo, dançamos e nos esfregamos bastante. Ricardo tentou falar alguma coisa, que eu não ouvi devido ao barulho. Foi quando me puxou bem junto à ele e colando seu corpo no meu ameaçou falar algo mas hesitou. Rolou um momento de silêncio, então falei:

__ Achei que você fosse me dizer algo, Ricardo!

__ É que fazia tempo que eu não sentia todo esse tesão por alguém.

__ Com certeza eu acredito! Ahh...! E a Nanda? (perguntei com cara de deboche).

__ A Fernanda? Que bobagem a sua...! A Nanda é uma grande amiga. Mas tô perdendo essa amizade para cachaça! Ela já entornou todas essa noite.

Em seguida Ricardo foi para trás de mim e forçou seu corpo contra o meu colocando a mão em minha nuca. Beijava e lambia minha orelha, arrancando suspiros baixinhos de mim. Ricardo me chamou para ir para um lugar mais calmo. Aceitei de imediato. Logo puxou-me pelo braço me levando para atrás de uma tenda onde fica o backstage e os cabos e equipamentos de som da tenta eletrônica. Havia uma porta aberta então entramos. Lá conseguíamos ouvir a música bem alta, perfeita! Um som excitante e animado. Na sala havia uma mesa com algumas cadeiras, prateleiras e armários com equipamentos de som e vários cabos.

Ricardo encostou-se na prateleira ficando de frente para mim. Avancei em cima dele, beijando e entrelaçando minha língua na dele. A temperatura estava à mil naquela sala. O suor já escorria molhando nossos corpos colados. Suas mãos alisava meu corpo entrando dentro da minha blusa tocando meus seios que foi logo retirado para fora. Ele me agarrou e começou a lamber e chupar meus peitos com tanta força que parecia que ia arrancar meus mamilos. Apoiei-me na mesa com os braços e então me ofereci de frente para ele.

Ricardo já sem camisa, colocou o pau para fora da bermuda me encoxando pela frente, chupando meu pescoço e apertando meus seios. Eu gemia alto de tanto tesão. Subiu minha saia na altura da cintura e ajoelhou, ficando mordendo minha xoxota por cima da calcinha umedecida. Lambeu minhas coxas e minha virilha. Me arrepiei toda quando ele afastou minha calcinha penetrando minha xota com língua e dedos. Quanto mais eu gemia mais ele chupava meu clitóris e girava os dedos dentro da minha raxa com movimentos suaves. Eu gemia chegando a tremer as pernas, tentando fechá-las prendendo sua cabeça entre minhas coxas. Na hora achei que fosse gozar de tanto tesão.

Sem conseguir controlar o tesão fomos para um canto da sala. Queríamos trepar de qualquer jeito, ainda aos beijos e amasso Ricardo levantou minha saia novamente afastou minha calcinha e meteu seu pau grosso e duro na minha xaninha me comendo, sem ter a noção de que poderia aparecer alguém a qualquer momento. Ricardo metia sua rola com força ao mesmo tempo me beijava e chupava meu pescoço. Dizia que era meu homem e que eu o tirava do sério. Até que senti aquela fraqueza nas pernas. Meu corpo começou a tremer a esquentar tanto que gozei como nunca. Ricardo gozou em seguida jorrando porra sujando minha calçinha.

Ficamos um tempinho trocando carícias até que a vontade voltou. Ricardo beijava, apertava meu bumbum e colocava o dedo indicador no meu anel forçando a entrada. Senti piscar e procurei relaxar. Sem mostrar hesitação, tirei a calcinha suja de porra, abri a xaninha comecei a passar os dedos circularmente e rapidamente pelo meu clitóris enquanto ele chupava e enfiava um dedo e logo em seguida dois dedos no meu cuzinho. Com um jeitinho todo sutil ia insistindo até que chegou aonde queria. Eu comecei a pedir para ele me comer e gritava que queria seu pau que latejava nas minhas pernas dentro do meu rego!

Não costumo fazer sexo anal na primeira vez que saio com um cara, mas ali, não sei por que, eu estava numa sintonia bem afinada com ele e, como me fizera gozar gostoso, a reciprocidade até que não custava muito.

Ricardo colocou-me de quatro na cadeira. Abriu bem o meu bumbum e começou a chupar e enfiar a língua na minha rosca, logo senti seu cacete encostar e penetrar no meu cu rasgando as minhas pregas uma por uma, me abrindo por dentro. Eu gritei alto quando ele cravou a rola no meu cuzinho e bombou rápido. Enquanto eu encostei o rosto no encosto da cadeira, Ricardo forçou seu pau no meu cuzinho apertando bombando com força.

Já estava bem relaxada e aquela foda tava boa demais. Pedi pra ficar por cima dele. Louca de tesão e querendo sentir mesmo o gigante nas minhas pregas. Ricardo deitou no chão, pus meus peitos médios na boca dele para ele chupar e ajeitei a xaninha na sua rola. Com um jeitinho todo gostoso, mas só até entrar, depois comecei a cavalgar forte e sem parar, rebolando e descendo no seu pau. Ricardo foi se ajeitando no chão e pediu o meu cuzinho novamente, eu sem pensar segurei o cacete e coloquei na entrada do meu rabo mandando cravar. Ele enfiou e gritamos alto, eu comecei a mexer com todo o tesão do mundo. Subia, descia e rebolava, ele me xingava de puta, de minha piranha, de cadela no cio. Ricardo falou que ia gozar, retirou rápido a camisinha ficando de pé na minha frente.

Eu mamei e bati uma punheta para o rapaz que gemeu soltando o primeiro jato nos meus peitos, em seguida eu abocanhei seu pau e engoli uns dois jatos até que Ricardo tirou a minha boca do seu membro e esporrou o resto na minha barriga suada. Eu me limpei com alguns papéis que tinha no meu bolso e com a calcinha que acabei esquecendo com o Ricardo. Nos vestimos e voltarmos para o bloco. Eu só não sabia mais aonde a galera estava.

Fernanda, uma das ficantes de Ricardo se aproximou. Confesso que gelei na hora mais Ricardo me tranquilizou falando que ela sabia e que isso estava sendo normal entre eles. Foi quando percebi que a batucada estava passando enfrente da janela da minha avó e que meu padrasto estava me olhando. Fiz questão de abraçar o Ricardo para deixá-lo ainda mais puto. Minha mãe estava sambando e todos acenavam para mim.

Bem mais tarde, já bem bêbada me via com Ricardo que reservava seus beijos entre mim e Fernanda. Não demorou muito estávamos nos duas se beijando.

Ricardo e Fernanda quiseram me levar para continuar a festinha na república mais Paty vendo meu estado completamente embriagada me puxou com a ajuda do Victor meu primo, um caso antigo dela e me levou para casa.

Paty e Victor me deixaram no portão e voltaram. Ao entrar em casa dei de cara com meu padrasto. Com um copo de whisky na mão, falou:

__ Môh, não faça barulho pois o pessoal esta dormindo.

__ Otávio, vai a merda... mas você é um covarde mesmo. se um dia você for meu eu vou te chifrar muito seu corno.

Meu padrasto me agarrou e calou minha boca com um beijo de tirar o fôlego. Ali mesmo tentou afastar minha calcinha e meter seu pau duro e grosso na minha vagina. Dei inicio a um revezamento entre tapas, arranhões e puxões de cabelo. Até que escutamos um barulho de alguém caindo da escada. Assustado, Otávio me largou e se escondeu atrás do sofá. Era meu outro primo Guto irmão Victor de treze anos que tinha tropeçado nos degraus da escada. Fui com ele até a cozinha, tomamos água. Na verdade não sei se ele viu alguma coisa, só sei que eu estava acabada.

Já amanhecendo, subi, tomei um banho e comi alguma coisa. Antes de dormi pensei... Nossa meu padrasto me beijou... ai...! O Ricardo gozou na minha boca... erck!!!

No dia seguinte só acordei no final da tarde cutucada pela Paty. Tomei um banho rápido, coloquei uma bermudinha com um top. A Paty quis saber de tudo que rolou. Claro que contei!

__ Sua doida me conta...! E ontem você e o Ricardo?

__ Ahh...! Rolou...! (risos)

__ Como assim rolou? Quero detalhes amiga!

__ Ah Paty nós ficamos...! Daí eu dei pra ele...! Dei tudo, a xaninha, o cuzinho...! Dei tudo pô...! Ahh...ele é muito gostoso! A Nanda que é boba! (risos). Amigaaa me ajuda...! O que fazer com essa ardência no reto?.(risos)

__ Definitivamente você e doida. Porra Mônique, se não quer ficar com o cú ardendo não deixe que fodam a sua bunda, né??!. Ainda mais com quem.

__ Ahhh Paty não briga comigo...! Ele insistiu até eu ceder. Poxa Paty, a insistência dele não foi aquela coisa chata. Ele foi pelas beiradas, sutil, até chegar aonde queria. Quando me dei conta, já era!

__ Ontem você se livrou de boa mulher! Ricardo e Fernanda estavam tão loucos que veio ambulância socorrer.

__ Caracas sério?

__ Os caras não estavam só bêbados não, eles estavam cheirados!

Tempos depois fomos para república. O pessoal havia feito um churrasco. Ficamos bebendo e comendo esperando a hora da batucada sair. Logo Ricardo se aproximou e perguntou se eu já sabia? Respondi que sim e ele ficou um pouco sem graça mais mesmo assim me beijou. Fernanda que estava pegando comida nos olhou com sorriso na cara.

Estar ficando com o Ricardo e a Nanda querendo ficar comigo me deixava ainda mais excitada.

Ricardo me chamou para dentro da república e logo que chegamos no quarto começamos a nós pegar. Podia sentir seu pau duro dentro da bermuda forçando minhas coxas. Fernanda veio logo depois e Ricardo deixou agente conversando e foi pegar bebidas. Fernanda falava de um jeito que me deixava molhada de tesão, sempre olhando nos meus olhos e acariciando meus cabelos. Fernanda revelou que ao longo dos seus 26 anos jamais sentiu algo assim por nenhuma mulher e que queria me sentir. Sentir meu cheiro, meu gosto. Ela então, aproximou mais ainda e me beijou na boca demoradamente. O pessoal que estava no quarto começou a aplaudir, assobiar...! Era perfeito, duas mulheres bonitas e desejadas se desejando. Ela falou em um DP á noite na casa dela quando a galera estar na rua. Eu não aceitei fiquei até acanhada, mas continuamos conversando normalmente, ela disse que o Ricardo tinha adorado a ideia do DP e que tinha falado maravilhas deu transando.

Corri para casa com a cabeça rodando com tudo que estava acontecendo e com a maldita da cachaça que me deixava louca das idéias. Fui tomar banho para refrescar um pouco. Nua no banheiro tive a impressão que alguém me olhava na abertura da fechadura. Por um instante pensei que era o Otávio mas para minha surpresa ao abrir rápido a porta dei de cara com meu primo Guto correndo pelo corredor. Pensei comigo mesma: O danadinho anda me espiando...! Ele deve saber de tudo...! Putz que merdaaa!

Coloquei um shortinho minúsculo e justo na bunda com uma mini blusa que deixava aparecer minha barriga brozeada. Fiquei esperando a batucada da sacada da janela com meus primos. Minha mãe e meu padrasto tinham ido para uma cidade vizinha.

Quando a batucada passou pela minha janela eu corri para casa que a Nanda havia alugado. Fui até a porta do quarto dela e comecei a ouvir barulhos. Resolvi conferir. Entrei sem fazer barulho. Ricardo estava em pé com a calça e a cueca no tornozelo e Fernanda sentada na beira da cama totalmente despida chupava babando o pau dele. Na hora fiquei estática por causa da cena e também muito excitada. Como não consegui me mover a tempo Fernanda acabou me vendo. Ela continuou mamando o cacete do Ricardo só que agora olhando para mim com aquele olhar que me perturbava, me deixando doida de tesão e com as pernas bambas.

Ricardo me viu e com seu jeito cafajeste mandou eu me juntar a festa. Ricardo tirou minha blusinha e chupou meus peitos, passando a língua bem devagarinho nos mamilos já duros de prazer. Em seguida foi tirando meu shortinho com dificuldade pois estava muito justo, me deixando apenas de calcinha para que pudesse lamber minhas coxas. Fernanda estava mordendo os lábios, nitidamente excitada e ao me ver delirando resolveu vir pra cima também se ajoelhando atrás de mim alisando e mordendo meu bumbum.

Ricardo pediu para ver Nanda chupando a minha boceta. De jeito nenhum eu quis aceitar isso. Eu não sou lésbica apesar de já ter ficado com uma amiga! Mas depois, com jeitinho ele foi me convencendo. Por que não? O máximo que poderia acontecer era eu não gostar. Não ia me tornar lésbica por causa disso, até porque não imagino minha vida sem uma pica gostosa na medida certa para a minha boceta.

Então começou uma verdadeira putaria. Ela tirou minha calcinha com violência e começou a chupar minha boceta. Nossa, eu senti um prazer imenso. Ela me chupava como homem nenhum chupara. Entendia perfeitamente o que eu queria. Ia direto ao ponto mais vulnerável, escondido entre meus pequenos lábios. Ora fazia movimentos circulares com a língua, ora chupava tão forte, que parecia que ia arrancar um pedaço da minha boceta para ela. Às vezes os beijava, como se beija uma boca, às vezes enrijecia a língua e enfiava na minha vagina. Eu arquejava, tremia. Nanda me proporcionava prazer e me deixava louca, cheia de tesão, querendo mais, e mais, e mais.

Ricardo me vendo delirar se juntou a Nanda e os dois ficaram me estuprando uns quinze minutos. Ela percorria meu corpo com sua mão e depois lambia a entrada da xana batendo uma siririca com o dedo. O rapaz me colocou de quatro e os dois se alternavam para lamber minha xana e meu rego. Nanda ainda alisava o caralho do Ricardo. Isso me deixava louca e implorei para ser fodida.

Ele então pegou sua vara e socou sem dó na minha boceta. Ricardo metia com violência enquanto tapeava minha bunda. Fernanda sentou-se na minha frente arreganhando as pernas para mim e puxando meus cabelos de forma que ela pudesse esfregar aquela boceta na minha cara. A sensação de um caralho grande e extremamente duro entrando e saindo da minha xoxota enquanto eu chupava uma xana deliciosa, raspadinha era simplesmente maravilhosa.

Ricardo ia enfiando rápido, cada vez mais rápido na minha raxa. Eu já estava ficando louca e Fê não parava de forçar sua xaninha na minha boca, muitas vezes me deixando sem ar. Aquilo estava me deixando louca de tesão, eu estava fora de mim. Então acabei gozando junto com a Fernanda.

Ricardo colocou a Fê de quatro e a pois lamber bastante seu cuzinho passou um gel lubrificante no pau e no rego dela e foi enfiando devagar no cuzinho da moça. A Nanda soltou um berro, ela gritava e gemia muito. Enquanto isso eu fui por baixo e comecei a tocar no clitóris dela e enfiar meus dedinhos na xereca. Fernanda gritou, gemeu e até teve um orgasmo e o Ricardo enfim comeu e gozou muito dentro do cuzinho dela.

Super cansados fomos os três para o banheiro, lá começou toda a provocação novamente. Eu e a Fê chupamos de novo o pau do Ricardo que logo voltou a ficar duro, então enquanto ele me comia, ela me lambia. Enquanto ela me beijava, ele me chupava.

Ricardo pediu para gozar em nossas bocas. Ficamos chupando, mamando e batendo punheta até ele gozar encharcando nossos rostos, engolimos tudo num frenético beijo e lambidas entre nos duas.

No final Ricardo e Fernanda se abraçaram comigo no meio, como um sanduíche. Ele atrás e, ela na frente roçando seu corpo no meu, seus seios nos meus, sua boca na minha. Passeava com a língua pelos meus lábios, por dentro da minha boca, depois as mordia suavemente entrelaçando sua língua na minha.

E assim foi o carnaval inteiro, eu, Fernanda e Ricardo, com um baseado e uma Vodka na mão, abraços apertados, declarações de Amor e muitoooo sexo.

FIM

FIM

Aí galera, votem e comentem !

BEIJOS

Moh Lyndinha ♥

Comentários

22/03/2014 10:25:38
eu não era tarado mais agora sou por ler suas histórias. Contato: nunes_personal@hotmail.com
18/02/2012 18:45:18
adooooooorei minha linda
24/01/2010 10:25:46
show de bola
29/09/2009 18:58:52
muito bom,Very God... vc é dez sempre
27/09/2009 10:55:00
moça voce me deixou com muita tesão por favor manda mais historias pra mim e no meu e-mail para trocarmos experiencias. martinhogabriel@live.com.pt
27/09/2009 05:22:27
Moça que conto! Vc é espetacular...simplesmente nota 10! Tb n sou lésbica, mas gosto d euma suruba com ambos os sexos...ai se ti encontro por essas ruas!
25/09/2009 18:31:12
Omelhor ocn to q eu ja vi... Contos grandes nao sao um problema qdo sao bons
24/09/2009 20:00:59
grande pra caralho, mais bom pra caralho também, gozeiii. que tal uma trepada cmg?
23/09/2009 19:49:47
amamos,vc é uma verdadeira puta entre em contato com nos se for possivel. matttos21@hotmail.com
23/09/2009 18:02:03
uma porcaria muito escroto horrivel
23/09/2009 10:52:39
HAAAAAAAAAAAAA GOZEI!!!!!!!!VC É UM TESÃO!!!ME ADD E VAMOS BATER UM PAPO bigloversexy@hotmail.com.bjsssssssss!!!
22/09/2009 17:42:11
impossive3l ñ gozar lendo seus contos!!
22/09/2009 07:00:47
mô tenho q falar com vc pega meu msn bruno_52@yahoo.com.br
22/09/2009 07:00:03
mô querro falar com vc meu msn é:bruno_52@yahoo.com.br me add..
22/09/2009 05:28:12
gostei,parabens
21/09/2009 19:08:25
Ualll Amigah NotaAmeiiii
11/09/2009 19:31:11
só pode ser 10 né, moh me passa seu msn ou add o meu marcelo_mrcl-@hotmail.com bjs
09/08/2009 08:34:32
Bastante excitante
04/06/2009 15:48:20
Muito bom. Nota dez
31/05/2009 11:06:32
Você é fantástica. Deu nota dez para timesmo. Eu dou zero.
15/05/2009 21:26:11
Onde está vc musa inspiradora de meus sonhos?? Faz tempo que não posta nada , né? Espero q volte com novidades.. Bjo na boca!!!!
07/05/2009 17:56:03
maravilhoso,quer saber,me apaixonei por voce.rs
07/05/2009 15:09:18
Monique , adorei seu conto! Já virei fã!!!
21/04/2009 09:38:16
Bastante excitante essa sacanagem
21/04/2009 09:20:19
mais um conto com a marca moh de qualidade. soh faltou o negão
21/04/2009 08:29:10
ohhh monique!!! como queria fazer parte dos seus contos, que delícia de mulher.
07/04/2009 18:33:12
que conto gostoso de ler, eu gostei muito. continue postando e naum se importe com certas criticas detrutivas. beijo
Ale
07/04/2009 15:37:45
Uma merda!!!!!!!!!!!!11
03/04/2009 03:05:32
nossa moh,excelente,vc é a melhor.como sempre adorei e espero ansioso pelo prox.sem dúvida nota 10 como em todos os outros de sua autoria .me passa o seu email,o meu é cassiodiv@gmail.com parabéns...
26/03/2009 00:58:35
Sem comentáriosDemais .... "Môh" conversa comigo; fbrancopuc2009@gmail.com
26/03/2009 00:54:53
Sem cometários.... Demais......."Môh" conversa comigo
25/03/2009 17:09:01
Gostaria de comer vc tambem, chupar vc ate gozar na minha boca tem um dote de 23x6cm
25/03/2009 02:45:41
ADD NO MSN HEBINHODEFE@HOTMAIL.COM
25/03/2009 02:44:03
COM CERTEZA VC É DEMAIS GOZEI SÓ DE LER E PENSANDO EM VC AMOR BEIJAO !!
25/03/2009 02:42:33
VC COM CERTEZA É O MAXIMO MEU ANJO !!!
25/03/2009 01:55:37
nossa sou seu fã sempre leio seus contos..__queria q me add no msn...seria uma honra......__bruninho__777@hotmail.com..__xau...
23/03/2009 22:03:14
Mônique , sou seu fã. Bjos!!!
23/03/2009 19:21:42
garota, vai ter um fogo assim longe muito bom seus contos, se for verdadeiros vc e foda mesmo rs
22/03/2009 07:46:32
Nossa deves ser uma delicia guria, fiquei muito excitado e tive que me masturbar pensando em tu.
22/03/2009 07:33:13
Parabéns pelo relato minha linda, espero que nos envie mais, vc foi maravilhosa na desenvoltura do mesmo. Beijos minha linda.
21/03/2009 23:35:26
Muito bom... vc tem jeito pra coisa...
21/03/2009 02:35:17
Seu conto foi incrivel não só esse mas os outros tb, sua nota é 10.
20/03/2009 21:53:25
Mais um conto excitante de Môh> Já estou ficando repetitiva, mas, mesmo assim, não posso deixar de te dar os parabéns.
20/03/2009 08:44:29
Very God...
20/03/2009 08:37:18
adoro muito a maneira q vc relata suas historias, queria mto t conhecer.
19/03/2009 20:30:46
Sou uma fã de contos, sempre leio os teus, estou aguardando o proximo
19/03/2009 17:48:08
muito bom 10
19/03/2009 17:28:56
passa seu msn, por favor
19/03/2009 17:27:51
ai que delicia garota, adorei
19/03/2009 13:29:49
uma desgraça de conto é uma porra mesmo vem bater uma para mim
19/03/2009 10:44:26
porra batir ate uma punhetinha, nota 10
18/03/2009 21:52:39
adoro seus contos por favor publique como foi sua primeira vez dev ter sido interessante vc é muito detalhista parabens
18/03/2009 09:45:23
ÓTIMO CONTO!!!ME DEU MTO TESÃO...t´´a de parabéns...tenho alguns contos tbm...SE QUISER DAR UMA PASSADA LÁ...MEU msn(lipinhoulipe@hotmail.com)
17/03/2009 20:38:00
Perfect,bem escrito e gostoso.
17/03/2009 17:14:18
adoreiii,esse carna foi mesmo fofa
17/03/2009 11:54:29
po que delicia,da uma lida nos meus,acho que vc vai gostar
17/03/2009 11:18:18
carnaval da hora mesmo , adorei embrotau@ig.com.br
17/03/2009 06:33:02
mto bom moh,vc fode mto bem.Gozei so em ler
17/03/2009 03:13:03
Sem dúvida uma verdadeira puta! Bom conto..
17/03/2009 01:44:31
"Môh" Ppra mim pro seu conto ser melhor , só se eu participasse da sacanagem sem dúvida 10
16/03/2009 23:37:35
Bastante excitante seu conto.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.