Casa dos Contos Eróticos

Feed

Tirando o selinho da virgenzinha

Autor: furaxana
Categoria: Heterossexual
Data: 26/02/2009 00:19:15
Nota 4.33
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Veja bem colega, esse conto é verídico, então não me venha com mimimi, essa porra é mentira.

________________________

Eu conheço uma garota na internet desde o ano passado, essa garota é um pé no saco, não para de me ligar, não para de falar comigo no msn, eu posso ficar off-line que ela continua falando comigo, ta certo.

O fato que eu irei contar começa no fim de janeiro, apesar de não dar muita bola pra ela, um belo dia resolvo conversar com ela só pra trocar idéia porque era madrugada, ok. Conversamos de tudo, até que chegamos no assunto, sexo. assunto vai, assunto vem, matutando perguntei: mais cocota, pqp, vc ainda é virgem? Ela respondeu: é que não apareceu ninguém ainda pra transar comigo. faz comigo? Achei meio estranho, até cheguei a pensar: putaqueparil, é uma cilada bino. Disse pra ela que sim, porque não.

No dia seguinte, até o dia da trepada, rolou muita coisa, rs. Consegui arrancar dela fotos dela só de calcinha, sem sutiã, sem calcinha, sem nada, o rosto dela é bonitinho, mais o corpo nem é tanto assim, ela é meio gordinha. Pensei comigo:Ah, Ta rox vai cara, sempre quis comer uma gordinha.

Pensei que ia traçar a gordinha cocota na mesma semana, engano meu, ela disse que queria no carnaval. PQP carnaval, 1 mês, 1 MÊS. Fiquei meio, pra não dizer totalmente, puto, mais tudo bem.

E nesse 1 mês, só rolava umas conversas marotas no telefone, perguntei se ela já se siriricava, ela disse que não, e que achava uma besteira. Disse pra ela pelomenos experimentar. No começo ela disse que não ia fazer nem fodendo, demorei uns dias pra convencer ela a se masturbar, teve dias que ocorreu dela até dizer -vai, me come-, ou -vai, mete forte em mim mete- se masturbando.

E claro que isso me deixava bauduco (pau duro, rs), imagina, a cocota pedindo pra meter nela, comer ela, e você não pode fazer nada, e nada mesmo, já que eu fiquei 1 mês, 1 MÊS sem punheta, sem nada.

Foi chegando o carnaval, e o meu lado homossexual (HAHA brincadeira, sou sword rapaz) conversou com ela, e deu pra ver que ela tava bem iludida, eu disse pra ela pensar se queria perder o santo selo dela com um cara que nem namorado dela era, e nem iria ser depois do ocorrido. Ela disse que não, que tinha certeza absoluta que queria, ok. Ela disse que ia tomar banho, 1 hora depois, ela diz que pensou melhor, e que não achava certo um cara que nem namorado dela é, tirar a virgindade dela. Nem fiquei pra baixo, porque já esperava isso, na verdade fiquei porque fazia 6 meses que eu não transava.

Ficamos uns 2 dias sem nos falarmos, até que ela me liga, diz que pensou, e que mudou de idéia, e estava morrendo de vontade de trepar (true, ela disse isso).

O feriado chegou, fui viajar pra vera cruz, pqp, lá é interior mesmo, interiorrr com uns 3 érres no final (eu moro em campinas, um érre no final mesmo, rs), lá até esqueci que ia coitar nos próximos dias, peguei a cocota da sorveteria, bonitinha até :love:

Chegando em casa, entrei no mercado livre, comprei um relógio, um nike hammer laranja (bls, mais isso não vem ao caso). Algumas horas depois, disse a minha mãe que iria no mercadinho da esquina comprar alguma coisa pra comer, chegando no mercado, não entrei, continuei a andar até chegar na farmácia, bls. Entrei no recinto e pensei comprar apenas a pílula do dia seguinte e não comprar camisinhas, porque transar com a mesma não tem muita graça. Mais como sou um garoto prudente, comprei 2 pacotinhos de jontex, 1 jontex sensitive, e 1 jontex lubrifricado (mais isso também não vem ao caso, rs) e comprei a pílula do dia seguinte.

No restante do dia, fiquei conversando com a cocota, combinamos tudo direitinho e panz, o dia seguinte iria ser o dia da esperada trepada.

Como a casa dela ia estar vazia na parte da manhã marquei de ir até a casa , e assim fiz, preferi ir de ônibus, já que eu corria o risco da minha mãe desconfiar de algo. Nisso já perdi mais ou menos 1 hora até chegar no terminal ouro verde. Realmente fiquei meio assim por causa do lugar, parecia uma favela, só não é porque o lugar é asfaltado.

Cheguei na casa da garota, toquei a campainha algumas vezes, até que ela abriu, ela, meio envergonhada, eu abracei ela, e dei um beijo nela, até que ela beija bem, mais eu prefiro o beijo da cocota da sorveteria (lembram meus caros? vera cruz, interiorrr com 3 érres). Ficamos um bom tempo se pegando, até que eu tomei a iniciativa, deitei ela no sofá e comecei a despir a cocota, caralhões, abaixei o zíper da blusa dela, e como ela não estava de camisa, vi um belo par de seios bem grandes, mel dels, tirei o sutiã dela e comecei mamar naqueles peitões, fiquei uns 5 minutos neles, no minímo. Tirei a minha camisa, e logo depois, tirei a calça e a calcinha dela, mel dels, que bucetinha linda, depiladinha, comecei a chupar ela, ela nem gemia tanto, acho que estava meio envergonhada, depois de uns minutos, tirei a minha calça, a cueca, o tenis e a meia (é caras, eu não tinha tirado o tenis e a meia ainda), pqp, o meu pau tava quase explodindo de tão duro, beijei ela denovo. Depois de um tempo, pedi pra ela me chupar, no começo ela negou, disse que achava muito nojento esse lance de boquete, fiquei insistindo, e ela aceitou, no começo ela não chupava com muita vontade não, porém, foi se soltando, e começou a me pagar um boquete delicioso, mel dels, chupava muito bem. Ela ficou bastante tempo me chupando, pedi pra ela parar, deitei ela no sofá novamente, e comecei a chupar a bucetinha dela, aí sim, ela começou a gemer, não dava aqueles berros de atriz pornô, mais ficava ofegante e com os olhos fechados, fiquei um bom tempo ali e disse pra ela que era a vez dela, ela nem relutou, começou a me boquetar denovo, ela chupava tão bem, que tive de pedir pra ela parar, porque eu tava quase gozando na boca dela (o que provavelmente iria acarretar uma bela vomitada no meu pau, imaginem, porra já fede candida, imagina o gosto). Tive que esperar um tempo pra passar a vontade de esporrar. Passada a vontade, notei que ela meio chateada, quase chorando. Ela disse que estava com muito medo de doer, disse que eu ia fazer com carinho, e que não ia doer, logo, dei um abraço nela. Depois de umas pegações rox, Indo para o quarto dela, ela desvia, e diz: Não, vem aqui. E me levou para um quarto bem rox, camona, todo arrumado, comecei a beijar ela denovo, fizemos quase a mesma coisa da sala, mamei nos peitões dela, chupei a buceta dela, ela me boquetou denovo, ia começar a diversão de verdade, quando me lembro da camisinha, a maldita ficou no bolso da calça, que por sua vez estava na sala. Fui para a sala, peguei a jontex sensitive, voltei para o quarto, chupei a buceta dela novamente pra deixar ela bem molhada, fiquei uns 5 minutos chupando ela, a deitei, e disse que ia meter, ela nem disse nada, só afirmou com um -uhum- bem baixinho. Coloquei a camisinha, abri, coloquei as pernas dela por cima do meu ombro, e comecei a meter devagarzinho, tava difícil de passar, a cocota tava muito apertada, até que passou, ela gritou de dor, parei, limpei ela com o lençol da cama (lol), e comecei a meter nela denovo, no começo tava sux,mais passados uns minutos, depois que ela disse: Isso, vai mete em mim mete, foi ficando rox, não vou dizer que o meu pau tava deslizando na buceta dela porque eu estaria mentindo, mais tava indo de boa até, fiquei bastante tempo comendo ela deitada, logo, pedi pra ela sentar no meu pau, encostei na parede, e ela sentou, deu um urrinho, e começou aquele vai e vem bem gostoso, deitei ela novamente, comecei a meter nela denovo, uns 5 minutos depois, tirei o meu pau da buceta dela, tirei a camisinha, e gozei na barriga dela, pqp, gozei pra caralho, que delícia o_o depois do coito, desabei na cama, mel dels, parecia que eu tinha dado uma volta no taquaral a pé, Dormimos, ela fez uma lasanha rox (de microondas rsrrsrsrsrsrs), depois ficamos conversando e se pegando até umas 2 da tarde

ps:Dedico esse conto a minha cara amiga que adorou o meu relógio laranja, e não tem nojo de dar aquela chupada como essas virgenzinhas FALO MERMO rairairiariariairai ta certo, falow galere, beijos no coração

Comentários

22/02/2010 16:19:50
Aff, muito sem noção!
19/08/2009 17:42:59
um sonhador
11/06/2009 23:15:56
Sem graça.....faça sério.....se foi verdade,coitada da menina que teve sua primeira transa bem sem graça
26/02/2009 11:06:32
rapaz,e bem sem graça...
26/02/2009 00:25:11
editando para os que não entenderam o aviso: Veja bem colega, esse conto é verídico, então não me venha dizer que essa porra é mentira. beijos no coração.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.