Casa dos Contos Eróticos

Feed

safadinha da escola

Autor: Safadinha
Categoria: Heterossexual
Data: 02/02/2009 19:11:55
Nota 8.00
Assuntos: Heterossexual, Hetero
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu sempre fui precoce..inclusive em matéria de sexo. Arrumei meus primeiros namorados ainda no primário ... não era nada demais, andar de mãozinha dada, beijinhos roubados na buchecha...

Aos 12 anos arrumei meu primeiro namoradinho...se para a maioria das meninas da minha idade beijar na boca era o máximo eu já vivia de amassos nos cantinhos remotos da escola...aconteceram as primeiras passadinhas de mão e logo logo a minha fama de "piranhinha" tomou conta do imaginário da galera. Tinha qualquer menino aos meus pés afinal o máximo que eles conseguiam com as garotas era um beijo de lingua mal dado e babado. Eu não, já me aventurava a explorar o que havia atrás dos zíperes... e ja começava a explorar por baixo de algumas cuecas mais salientes. Os meninos ainda eram bobos e mal passavam a mão por cima da blusa..para apertar meus pequenos peitos que começavam a despontar.

Mas haviam os garotos mais velhos, do segundo grau ...menos bocós e apesar de ser considerada uma pirralha já chamava a atenção de alguns principalmente os safadinhos e cheios de más intenções. mas ainda assim a maioria ele boboca achavam o máximo chupar meus peitos dentro do banheiro e deliravam quando eu lhes chupava o pau...mas não rendia muita coisa, enquanto minha xoxota virgem ficava molhada o pau deles murchavam de nervoso.

Finalmente apareceu um carinha novo no colégio, fama de mulherengo, brigão diziam que havia tentado estuprar uma namoradinha..mas ele não confiava muito nos comentários que faziam sobre mim. pra ele eu era uma pirralha que beijava na boca.

mas numa festa junina lá estava ele rondando algumas garotinhas...elas babavam por ele mas conhecia cada uma e o máximo que ele chegaria era numa passadinha de mão e olhe lá...naquela noite levei um dos meninos para um local bem escuro...ente amaços e passadas de mão percebi que não estávamos sós...em um canto mais a frente ele agarrava uma menina, mas acho que tentou ir mais além pois ela saiu correndo ele muito sem graça passou por nós e nos pegou um pouco mais à vontade, minha blusa aberta mostrava os peitos de menina moça...meio sem graça saiu de banda. Eu continuei ali naquela ralação que me se resumiria na minha calcinha molhada.

Voltamos pra festa, meus pais nem sonhavam que a menininha passava mais tempo se esfregando com os garotos do que estudando para as provas.

Na saída da festa lá estava ele me olhando com um sorrisinho safado.

Era fim de semana e eu havia combinado de ir ao clube com minhas primas, para minha surpresa ao sair da piscina dei de cara com ele me olhando...apesar da idade meu corpo era bem detalhado...bundinha arrebitada escondida numa mísera tanga de lacinho, minha xaninha já tinha bastantes pelos e eu mandara depilar igual a de uma coelhinha da playboy...

percebi que ele me comia com os olhos e tratei de aproveitar a situação, havia uma espécie de cabaninha no alto de uma trilha, as crianças costumavam brincar por ali... coloquei uma kanga e passei por ele retribuindo o sorriso sacana...não demorou muito para que ele me seguisse. por milagre aquela hora não havia crianças no local ...entrei na cabana e fiquei num canto . Não demorou muito ele apareceu...a sunga preta não escondia o grande volume...era bem maior do que os que eu costumava tocar...a mão dele foi direto no lacinho da tanga...que foi ao chão quase junto com a parte de cima, era a primeira vez que ficava nua para um garoto...

A sunga dele também fora ao chão...agora eu experimentava uma verdadeira ralação o pau dele esfregava minha xana com muita vontade, a mão dele apertava minha bunda e a boca mordia meu pescoço... deitamos em um cantinho...ele esfregava a cabeça do pau na entrada da minha xaninha...esfregou, esfregou ...até gozar...fiquei ali melecada de leite...

depois mordeu meus peitos, chupou até abrir bem minhas pernas e me chupar com vontade...sei que molhei sua boca...

ele me colocou sentada em seu colo, de frente para ele, enquanto fazia carinho em meu rabinho apertado...percebi quando seu dedo começou a força-lo ele fazia um vai e vem na portinha...as vezes ia mais fundo e parava pois percebia minha carinha de dor...ficamos quase uma hora ali, fez com que eu pagasse um boquete e engulisse todo o leite...eu estava totalmente melada ele gozara por todos os outros com quem eu ja havia me esfregado.

percebemos um barulho e nos vestimos colocando um final naquela tarde quente.

Na segunda feira durante o recreio ele não parava de me olhar...o sorriso safado ainda estava em seu rosto. Não precisava ser muito inteligente para saber o que ele queria, na saída lá estava ele na esquina me entregou um bilhetinho com o endereço. Ele morava com o pai que viajava muito..aquela hora a casa estava vazia...eu apenas ri, como forma de concordar. A casa ficava a duas quadras da minha rua, eu passara em casa apenas pra tomar um banho e trocar de roupa. Lá estava ele, num shortinho largo que denunciava a falta de cueca. Eu havia colocado uma blusinha colada e um shortinho jeans...mas ele não queria saber desses detalhes ...arrancou minha roupa e me colocou no sofá...iniciamos a ja conhecida ralação...o pau dele parecia ainda maior e mais grosso...a cabeça já não se contentava em se esfregar agora ela forçava desisperada para entra naquela gruta quente...eu não queria outra coisa...e facilitava sua investida arreganhando bem as pernas...só me dei cinta do acontecido ao soltar um gritinho de uma dor prazeirosa...ele parecia alucinado enterrou tudo e iniciou um vai e vem que me fez rebolar ...era delicioso...percebera ali a diferença entre molhar a calcinha e gozar de verdade...ele estava insaciável...virou-me de 4 e passou algo em meu rabo aumentando o volume do som, eu berrava de dor, sentia meu cú sendo rasgado...ele parecia possuído...dizia que a vadiazinha da escola agora era dele...e metia sem dó. foram quase 4 horas...ele me botava em posições variadas e me comia. Eu já estava melada e dolorida quando ele finalmente deu sinal de cansaço...ficamos ali no centro da sala suados e melados

O banho foi rápido pois já estava ficando tarde...mesmo assim ele me comeu no chuveiro...saó de lá andando de pernas abertas enquanto ele limpava a prova da minha dupla virgindade no sofá.

Durante quase seis meses a dose se repetiu...eu namorava com outros garotos, apenas namorava...já não podia permitir maiores intimidades pois meu macho não deixava...terminamos após um flagra dado pelo meu padrasto, num vacilo ele nos pegou na cama dele. Depois disso, para que minha mãe não soubesse tivemos que terminar. Mas não pensem que fiquei a ver navios...na mesma noite do flagra, meu padrasto de madrugada enquanto minha mãe dormia, me enrabou na cozinha...mas essa eu conto depois.

Comentários

03/02/2009 03:12:32
Vadia!! =x
02/02/2009 20:12:39
Você sonhou legal, mas escreve razoavelmente bem.... (http://ana20sp.sites.uol.com.br)

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.