Casa dos Contos Eróticos

Feed

COMEDOR DE PORCA.

Autor: Marmanjo64
Categoria: Zoofilia
Data: 15/11/2008 01:11:26
Nota 10.00
Assuntos: Zoofilia
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quem dizer que nunca praticou pelo menos uma vez na vida zoofilia esta mentindo a não ser que foi criado em cidade grande, eu nasci e vivi minha adolescência toda no interior, digo que é difícil alguém que viveu no interior que nem eu, que nunca fodeu uma égua, eu por exemplo, fodi cadela, égua, novilha, galinha, ovelha, mais minha preferência era as porcas, nos éramos criador de suínos e na nossa pocilga tinha aquelas porcas bem grande de raça duróque com quase um metro de altura de pelos vermelhos, elas tinham umas bocetas bem vermelhinhas, tem mulher por ai que tem bocetas bem mais feia que as das porcas que nos criava, difícil mesmo era fode uma leitoa, eram muito ariscas, não ficavam paradas mas as porcas parideiras eu sabia dominar, pegava uns quilos de ração concentrada e colocava no coxo, durante o tempo que as porcas levavam para comer a ração eu ficava de pau atolado nas suas xanas, sem querer desprezar as mulheres frias que a gente de vez enquanto encontra por ai, as porcas tem umas vaginas das mais quente que já penetrei meu pau.

Certa vez compramos umas leitoas da raça landrasta, aquelas que têm seus pelos brancos, suas bocetas são rosadinhas, logo no primeiro dia fui tentando amansar uma delas, coloquei concentrado no coxo e fui abolinando sua xana com os dedos, era arisca toda mas com o passar dos dias fui fazendo ela gostar de um dedo dentro da xana, aos poucos a leitoa foi aceitando que eu ficasse a traz dela, quando eu encostava a cabeça do pau ela rebolava e sai, já estava com raiva de tentar e quando pensava que ela iria aceitar dava uma rebolada e se virava, até que um certo dia fiquei sozinho em casa e tive a idéia de amarrar a safada, tentei amarrar com uma corda mas foi sem sucesso, tive outra idéia de fazer um brete de madeira, não demorou nem meia hora eu já estava dentro do chiqueiro com ela dentro do brete, não deixei chanse nem uma dela sair, foi difícil poder penetrar na sua boceta, a armação de madeira que fiz tampava seu trazeiro, coloquei bastante ração na sua frente e peguei o martelo e despreguei a parte de traz do brete, ela quis sair para traz mas eu segurei e empurrei para frente, baixei meu calção e meu pau duro saltou, penetrei de uma só vez naquela boceta rosadinha, ela rebolou tentou sair mais não tinha jeito, fui enterrando e tirando de dentro de sua vagina quentinha e gostosa, apertava meu pau, sentia aquela bocetinha virgem acomodar meu cacete, aos poucos fui socando com força, meu saco chegava doer quando batia na bunda dela, não demorou eu gozar, enchi a boceta rosadinha de porra, depois daquela dia ela ficou viciada, quase todo dia eu dava uma trepada com ela e não era só eu que gostava de fode porca não, tinha vários amigos que participavam, pensem o que quiserem, fui um dos maior comedor de porca, que isto é verdade, não tenha duvida.

Deixe seu comentário.

Obrigado.

Comentários

09/08/2009 01:32:55
oh loucura
18/05/2009 22:46:00
10
03/12/2008 23:35:53
huhuahsuahsa FooodA 10
03/12/2008 19:01:32
gostei ! o povo adora falar legal para as mulheres que deixam os caezinhos comerem..Adoro ler relatos de homens que fodem cadelas... com porca nunca tinha lido. Primera e me deixou com minha buceta bem molhadinha !
16/11/2008 14:43:47
tosco...
15/11/2008 18:20:21
Doidaço!!!!!!!!!!!!!!!!!! Rsrsrsrsrsrsrs!!!!!!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.