Casa dos Contos Eróticos

PERDI MINHA VIRGINDADE COM MEU PROFESSOR DE MATEMÁTICA

Autor: Sophiazinha
Categoria: Heterossexual
Data: 27/10/2008 22:18:00
Nota 8.92
Ler comentários (14) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

PERDI MINHA VIRGINDADE COM MEU PROFESSOR DE MATEMÁTICA

Esta história é verídica. Tinha 16 anos quando tudo aconteceu. Estudava numa escola muito conhecida na minha cidade, sempre fui uma garota um pouco tímida, mas nem por isso deixava de chamar atenção, sou alta tenho 1.73m, magra 48 kg e modéstia à parte tenho um belo corpo, bumbum empinadinho, peitinhos pequenos, durinhos, coxas não muito grossas, mas bem torneadas e um belo rosto, meus cabelos são longos castanhos e pele clarinha e sempre fui estudiosa. Nunca fui de me relacionar com professores mas aconteceu algo em especial com um de meus professores da escola.

Uma professora de matemática da escola ficou doente e com isso teve de ser substituída, então coloram um novo professor. Renato um homem de 41 anos, charmoso, alto, cabelos lisos, negros com alguns fios brancos aparentes com um ar despenteado, mas bonito. Não ligava muito para ele, mas com o passar do tempo e com o jeito simpático de chamar a atenção dos alunos ele começou a atiçar minha curiosidade.

Comecei a sentar na frente e não faltava nunca as aulas dele. Minhas colegas de classe no intervalo sempre comentavam sobre o novo professor e eu sempre ficava escutando sem ter coragem de confessar que a cada dia que passava eu me interessava por Renato. Eu ia tirar duvidas com ele no final das aulas e com isso comecei a criar confiança em ir mais adiante.

No final da aula era sempre a mesma coisa, ele me recebia com um sorriso e falava “que foi agora Sophia?”. Ficava um tempão ao lado dele inventando um monte de duvidas, em certos momentos me aproveitava para sentir o cheiro dele e como era bom o seu cheiro, gostava de ficar olhando seu rosto e me excitava só em pensar ele encostando-se ao meu. Sempre me despedia sorrindo e olhava fixo nos seus olhos como se quisesse deixar claro minhas intenções.

Acho que de tanto investir nesses finais de aulas para tirar dúvidas notei Renato olhar mais para mim nas aulas e até o notei mais sem jeito, quando eu mexia o cabelo, colocava o lápis na boca ou fingindo que não sabia que ele estava me observando passava as mãos nas minhas pernas por baixo da carteira.

Um dia só para deixá-lo mais nervoso fui sem sutiã para escola e deixei dois botões da blusa abertos, fui na mesa dele tirar uma dúvida enquanto ele esperava a gente resolver os exercícios que ele tinha passado. Me inclinei e disse que estava com dificuldades para resolver os problemas com maior cara de inocente, percebi a reação de Renato de imediato, seus olhos foram direto para meus peitinhos, ele ficou um tempo olhando e quando percebeu olhou para mim, fiquei um pouco sem jeito mas fiquei forte e pedi ajuda a ele, o professor voltou a atenção aos problemas suando um pouco e eu fui ficando cada vez mais excitada imaginando que meu plano de sedução estava dando certo.

Na aula seguinte não fui tirar minhas dúvidas no final da aula, mas quando ia para casa resolvi passar pelo estacionamento da escola e andava bem devagar, pois sabia que Renato ia pegar o carro, fui me aproximando do carro dele e senti que alguém vinha atrás de mim. Não parei, continuei andando bem devagar, então senti um carro vindo, eu já estava saindo do estacionamento quando Renato parou ao meu lado. Baixou o vidro da porta de seu carro e falou “quer carona Sophia?”. Estremeci com sua voz e seu convite, ainda pensei em recusar, mas algo falou por mim e aceitei. Entrei no carro quase tremendo, ele perguntou onde eu morava, mas com um jeito normal, sem nenhuma malicia na voz, falei onde morava e ele seguiu caminho, falava sobre as aulas, perguntava se eu estava gostando... Também perguntou se eu era filha única se morava com meus pais, falei que tinha um irmão mais novo e morava com meus pais. Então perguntei: “o senhor é casado, tem filhos?” Ele respondeu que era solteiro, mas tinha uma namorada quase da idade dele e não tinha filhos. A conversa foi tranqüila até chegar à minha casa. Ele parou o carro e disse “pronto mocinha”. Sem pensar dei um beijo na bochecha dele e apertei sua perna. Saltei do carro e falei “tchau professor obrigada pela carona” e sai correndo para dentro de casa.

Segui nesse mesmo esquema por umas duas semanas, sempre avançando um pouco mais. Pegava no seu braço de leve, roçava minha coxa na sua perna, sempre quando ia tirar duvidas. Um dia ele rápido pegou no meu braço e o alisou elogiando meu desempenho nos exercícios. Saia sempre muito louca e percebia Renato quase perder o rumo também.

Então um dia resolvi na volta para casa passar mais uma vez pelo estacionamento e não deu outra, Renato parou ao meu lado ao final do estacionamento e falou “Sophia quer carona?”. Olhei para seu rosto e percebi um ar de nervosismo. Entrei no carro e Renato começou a falar, “Sophia, não agüento mais, você está me deixando louco, estou quase perdendo a cabeça, só penso em você, tenho sonhos malucos, fazendo coisas que não devo, por favor, pare de me torturar”. Falou quase gritando.

O pior é que fiquei mais excitada com isso e disse “mas professor estou apaixonada por você, não posso te deixar em paz quero você, quero que me possua na sua cama, tire minha virgindade, me ame loucamente, me deixe sentir seu corpo no meu, sinta o meu calor, ninguém irá saber, juro”. Renato ficou mais atordoado ainda e disse que ia me levar num local para conversarmos melhor. Ele me levou para o apartamento dele, chegando lá dei um abraço nele e comecei a beijá-lo na boca, ele me beijou, mas me soltou falando para ter calma. Disse que poderia ser preso se descobrissem. Disse que me desejava muito, mas não era certo fazer o que ele queria fazer.

Falei que ele poderia ficar tranqüilo que ninguém ia saber e o abracei de novo. Ele sem pensar me levantou nos braços e começou a me beijar, me mordia, chupava minha língua com força, então entrelacei minhas pernas na cintura dele e ele me levou até o quarto. Jogou-me na cama e deitou em cima de mim ainda me beijando loucamente. Tirou minha blusa e minha calça jeans, ficou falando coisas quase num sussurro “como você linda, minha ninfetinha gostosa, te quero tanto, vou te comer todinha, que loucura...”. Eu estava tremendo, não podia acreditar no que eu mais tinha desejado estava prestes a acontecer. Renato tirou meu sutiã suavemente, olhou para meus peitinhos e começou a acariciá-los, eles ficaram mais durinhos, então ele colocou a boca e ficou chupando muito gostoso, enquanto isso deslisava as mãos pelo meu corpo, alisava minha bucetinha por cima da calcinha e eu ficando cada vez mais louca, então ele tirou minha calcinha e passou os dedinhos no meu grelinho e dizia “que bucetinha linda, quase não tem pelinhos, está molhadinha que delicia...” E colocou um dedo dentro dela. Nossa foi uma loucura, ele começou a masturbar minha bucetinha bem devagar, eu gemia baixinho me contorcendo, sentindo o dedo de Renato deslizando dentro de mim, ele me beijava passava a outra mão nos meus peitinhos...

Gozei na mão de Renato, estremeci toda, era uma sensação muito gostosa. Ele então começou a se esfregar em mim enquanto me beijava, sentia seu pau duro passando por mim e ele perguntava “quer que eu te coma todinha quer minha gostosinha?” eu dizia que sim gemendo baixinho. Então ele abriu minhas pernas e segurou minha nuca, disse que iria doer um pouco, mas que eu agüentaria, me beijou mais forte, segurou o seu membro e começou a esfregar na minha bucetinha, falava que ela era uma delicia, bem rosadinha e pequena, senti a cabeça do pau dele na entradinha da minha bucetinha, gemi mais forte e ele avançando, então ele começou a sugar minha língua e segurar forte minha nuca. Senti ele entrando, me rasgando. Nossa foi uma dor fina, gritei, Renato parou quando enterrou o pau todo na minha bucetinha, comecei a chorar, ele me beijava, dizia para relaxar que a dor ia passar, beijava meu rosto me lambia e começou a estocar o pau na minha bucetinha bem de leve. Eu chorava e gemia, ele dizia que eu era uma delicia, que minha bucetinha era apertada demais e me beijava muito, ficou entrando e saindo de mim bem devagar um bom tempo e eu quase berrando... Então ele disse que ia gozar, tirou o pau da minha xaninha e gozou na minha barriguinha e nos meus peitinhos, fiquei espalhando a porra dele com minhas mãos, gemendo ainda e ele gemendo também, esporrou umas três vezes em cima de mim.

Então ele me levou para tomar banho, estava suja de sangue, mas sentia um prazer indescritível, sentia minha bucetinha toda rasgada por dentro. Renato me lavou no chuveiro passava as mãos no meu corpo todo, abaixou-se e lavou minha bucetinha delicadamente, então de repente ele começou a passar a língua nela, chupava meu grelinho, enfiava a língua dentro da xaninha... Era uma sensação maravilhosa, quase escorreguei até o chão de tão excitada, ele chupava minha bucetinha como se a beijasse, dizia que era muito gostosa, gozei de novo enquanto forçava a cabeça de Renato na minha xaninha. Olhei para ele enquanto me dava banho e olhei para seu pau, ainda estava duro, ele percebeu e perguntou se eu queria colocar minha boquinha nele, disse que sim, então ele me colocou de joelhos, segurou o seu pau e eu coloquei só a cabecinha na minha boca e comecei a chupá-la, era grande, nem sabia o que fazer, Renato ficou gemendo e disse que eu poderia pôr as mãos também, fiquei alisando o pau dele e chupando bem devagar... Renato gemia muito e dizia que eu era uma ninfetinha muito gostosa e que tinha uma boca muito macia... Ele perguntou se eu queria que ele gozasse na minha boquinha, falei que sim, então ele gozou... Quase me engasguei com tanta porra, ele gemia, sentia o pau dele pulsando na minha boca, a porra escorria no meu queixo, então ele me levantou e beijou minha boca, lambendo a porra dele e minha saliva, alisava meu bumbum e passava o dedinho no meu cuzinho, abri minhas pernas e ele ficou alisando meu cuzinho e minha bucetinha, me encostou na parede e colocou minhas pernas na sua cintura, estava com a bucetinha toda aberta, então Renato colocou o pau dele bem devagar de novo e me fodeu mais uma vez embaixo do chuveiro mesmo com a bucetinha toda dolorida, dessa vez ele me fez gozar enquanto chupava meus peitinhos e foi uma delicia...

Hoje tenho 18 anos. Fiquei com Renato até terminar o ensino médio, quando acabavam as aulas, ele me pegava num local mais afastado e me levava para seu apartamento, passávamos a tarde toda nos amando, ele ficou louco por mim, não queria mais me deixar, terminou até o namoro. Renato também tirou a virgindade do meu cuzinho e me ensinou muitas coisas na cama. Tive que me mudar, pois passei numa faculdade em outra cidade. Falamos-nos por telefone e pela internet, até eu arrumar um namorado, mas quando vou visitar meus pais e meu irmão sempre ligo para meu ex professor de matemática para matar a saudade e quando podemos nos divertimos muito...

Comentários

07/05/2015 02:33:52
Lol
16/12/2011 21:27:39
muito bom!!!!!!!!!!!!!!!
17/01/2010 22:19:40
Adorei seu conto, os detalhes mto bom mesmo se kiser me add pra gente tc meu msn é orfheu1@hotmail.com , 1001 BJOKAS com mto carinho fica com DEUS !!!
16/10/2009 09:15:37
Lavvínia, foi vc que escreveu o conto "na fazenda, além do limite"? Amei o que li. Onde está o conto? Entra em contato "please". zasstrass@gmail.com
16/10/2009 09:14:52
Lavvínia
12/05/2009 17:22:58
oi. sou de SV tbm. add h_putinha@hotmail.com ou email sitele@bol.com.br Aguardo vc
02/02/2009 12:19:58
gosto quando as pessoas contam os fatos preliminares, a sedução. não é como esses contos que já vão direto ao ponto. nota 10. mas revise alguns errinhos ortográficos.
21/11/2008 16:25:52
Bacana..! Gostei..! Meu adiciona: brenopalheta5@hotmail.com
13/11/2008 13:11:09
eu tenho um método de ensino bom pra vc é só me add..rangelleme@hotmail.com
10/11/2008 15:35:20
Gostei muoto! Vc deve ser muito gostosinha, se quiser tc comigo manda um e-mail com teu msn. Beijos em sua xaninha!! O meu e-mail é: eduf7_1010@hotmail.com
28/10/2008 21:49:03
Qual matéria vc sugere hein Borg1?
28/10/2008 20:08:44
Vc precisa de uma outra matéria...Chega de matemática...Quer aprender legal? Quer?
28/10/2008 10:13:16
Oi gata me diz uma cosia isso foi veridico mesmo ?? Vc poderia entrar em contatos pra gente tc mais sobre isso amei seu conto meu e-mail é contatosibracs@ig.com.br
28/10/2008 10:12:37
Olá gatinha, me passa seu msn pra gente tc melhor ou me add wagner-diretoria@hotmail.com, to esperando em gata. bjos

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.