Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comi a professora na sala

Autor: TommyBoy
Categoria: Heterossexual
Data: 27/10/2008 20:25:55
Última revisão: 09/01/2009 19:28:27
Nota 9.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi, este é meu conto de estreia, por isso vou-me apresentar, meu nome é Alex tenho 18 anos, 1,78m, loiro, olhos verdes e tenho um corpo atletico, as gatinhas gostam bem.

O que vou relatar passou-se o ano passado quando começaram as aulas, eu ia com meus amigos a entrar na escola quando vi uma garota ( mulher neste caso, mas parecia ter minha idade) bonita de mais, loirinha de olhos azuis lindos como nunca tinha visto, mais os labios dela é que deixavam qualquer um mortinho por dar uma trinca, carnudos e vermelhos, nossa, que delícia! Para além de ter uma cara maravilhosa tinha um corpo de deusa, elegante, morena, por detrás da t-shirt com um decote provocador se percebia que seu seios eram bem avantajados, já pra nao falar dee sua bunda fenomenal, trazia uma saia curta deixando expostas suas coxas largas, bem, uma daquelas mulheres que deixam qualquer um KO! Escusado será dizer que eu fui logo flertar com ela. Batemos um papo por algum tempo ela disse q tinha 25 anos, que era solteira (Como é que é possível?! pensei eu), a conversa ia animada e eu cada vez a picar mais, até que ela me disse que era professora na escola. Fiquei feito babaca a olhar pra ela sem nada para dizer. Nos afastamos até porque ela nao era minha professora, mas eu várias noites me masturbei só de imaginar alguma coisa com aquela deusa. Seu nome era Veronica. Passados umas semanas eu me inscrevi no clube de rádio da escola, e quem era a professora? Ela.... Eu nao conseguia evitar, sempre que ia nas aulas dela ficava com tesao, meu desejo por ela crescia cada vez mais, e ela notava isso e ainda provocava mais, começava empinando sua bunda pra mim enquanto explicava alguma matéria aos outros, começava chupando delicadamente a caneta e me lançando olhares ocasionais de provocaçao! eu tentava controlar ao máximo o tesão e o desejo que tinha por ela, mas era dificil. Um dia, ela tinha trazido uma sainha super curtinha, e, cada vez que ela se inclinava dava pra ver sua cueca, ai como eu ficava louco, só sentia meu pau crescer cada vez mais, e antes que algo de embaraçoso acontecesse na sala, pedi para ir ao banheiro e toquei uma punheta à custa dela. Isto continuou por algumas semanas e meu desejo de a possuir nao parava de crescer...

Até que num dia, eu pedi se podia ficar até mais tarde na sala porque tinha umas duvidas e precisava da ajuda dela. Ela concordou, mas ficou meia embaraçada. No final da aula todos os outros alunos sairam e eu fiquei na sala com ela, tava ja doidinho de tesao, reparei que, por sorte, ou talvez ja de proposito, a chave estava na fechadura da porta, eu me apressei a tranca-la, e me virei para ela.

Ela estava com ar um pouco assustado, olhando para mim e me perguntou:

-O que é que voce está a fazer?

-Aquilo que voce quer q eu faça ah muito tempo... - Disse eu completamente louco por aquela mulher maravilhosa.

Me aproximei e agarrei ela pela cintura encostando-a contra a parede. Comecei a beijá-la ah força, ela no inicio estava se debatendo tentando gritar para eu parar e lutando para se libertar, mas eu elevei os braços dela acima do nivel da cabeça e com uma mao os prendi, ela ainda tinha bastante força deixando-me com algumas dificuldades em manter seus braços assim... continuei a beijá-la e a roçar meu cacete duro nela e entao, ela começou me beijando de volta tambem. Desapertei as calças jeans que ela levava nesse dia e passei minha mao na sua bunda e senti que ela ja estava toda molhadinha, no entanto ela continuava pedindo para eu parar, mas dava pra ver que estava gostando bastante. Baixei sua calcinha, comecei acariciando sua buceta com uma mao. Arrisquei e lhe larguei os braços, esperei uma má reacção mas, pelo contrário, ela apenas me abraçou e tirou minha camisola. Aproveitei entao para usar a minha mao agora livre para lhe tirar a blusa branca que deixava visivel o sutian que me apressei tambem a desapertar, meu deus, seus seios ficaram agora totalmente expostos, como eram belos e tinham ja os mamilos todos durinhos. Eu beijei e mordisquei aqueles seios perfeitos, onde se notava a bem defenida linha do bikini. Olhei para cima enquanto continuava acariciando seus seios e vi que ela ja estava mordendo os lábios de tanto prazer, mas ela continuava sem dizer uma palavra... Vendo a loucura dela me ajoelhei e comecei lambendo sua buceta toda úmida e completamente depiladinha, logo ao primeiro toque da minha lingua ela libertou um gemido de muito prazer, tentando controlar o som, mas com pouco efeito, pois me suou bem alto.Continuei passando minha lingua na sua bucetinha e enfiar um dedo nela. foi entao que ela gozou, gemia muito gostoso me deixando ainda com mais tesao. Entao eu disse pra ela chupar meu cacete, ela obedeceu, sem dizer uma palavra se baixou em minha frente de boca aberta, tirou minhas calças e logo meu pau duro saiu para fora, pulsando com tanto tesao, vi que ela ficou gostou do mastro que tinha ali a sua frente. A professora logo começou a chupar-lo todo inteirinho.

- Vai... isso, engole tudo... hmmm... vai professora... me deixa louco! - Ia eu dizendo enquanto ela chupava meu caralho todo.

Esteve algum tempo chupando meu cacete, passando a lingua por minhas bolas às vezes e eu todo excitado tremendo, e fazendo pressao com as maos encostando sua cabeça a mim, obrigando ela a egolir meu pau todo.

Foi entao que ela pediu com ar de puro extase que eu a penetrasse, olhei ela nos olhos, daquela posiçao parecia que estava quase suplicando para que eu o fizesse, o só me fez meu cacete pulsar cada vez mais. Puxei-a pelos braços para que se levantasse,tirei uma camisinha das calças que estavam lá no chão pedi a ela para por, ela assim o fez aproveitando para beijar meu cacete sempre que podia, me deixando todo doidinho por ela. E entao a agarrei ela pela bunda, ela entraçou as pernas à volta de da minha cintura e encostei ela a uma parede e meti a cabecinha do meu cacete dentro da bucetinha dela, enfiei tudo de uma vez fazendo ela gemer tao alto que podia jurar que foi a melhor transa que ela ja teve. Comecei entao o vai e vem, primeiro de vagar, acelerando depois cada vez mais à medida que ficava mais excitado. Ela gozou umas duas vezes comigo dentro dela até que eu nao aguentava mais, disse a ela que ia gozar, soltei 4 ou 5 jatos de porra e ela gozou uma vez mais ao mesmo tempo que eu. Nos sentamos no chao da sala, encostados ah parede a contemplar o corpo um do outro, eu media cada centimetro seu com as minhas maos. Nos beijámos por mais uns instantes, e depois eu me levantei, e enquanto ela se recompunha ainda do que tinha acontecido eu me vesti e como ja estava ficando tarde saí da sala sem lhe dizer nada. Daí para a frente começamos a nos encontrar mais vezes, e termais aventuras que talvez conte para a proxima. Só para que saibam eu e ela continuamos ainda hoje a nos encontrar, mais esporádicamente pois eu nao estudo nessa escola mais, mas sempre que estamos juntos gera-se o clima!

Espero q tenham gostado, esta historia eh veridica. passar bem...

Comentários

30/01/2010 12:43:19
delicia de professora, taí um bom motivo pra ir pra escola
29/07/2009 14:49:29
Galera, acho que vcs não estão entendendo direito. Me parece que o colega que escreveu o conto é português. Lá, calcinha se diz cueca e, se não me engano, o "morena" diz respeito ao tom de pele, não da cor do cabelo. Pessoalmente achei um bom conto.
17/02/2009 17:50:00
querido... fantasia interessante a sua. Vc nao precisa jurar q é fato veridico. aqui é um site de contos. Na verdade não deveria fazer diferença, se é sonho, fantasia, realidade ou apenas mais uma história. Sinto dizer que os erros começaram já no inicio, quando a moça era loira e de repente virou morena. Mas a coisa fik mais intrigante ainda. Vocês trepam na sala de aula e ninguem ouve o escandalo que você descreve... Interessante seu ponto de vista, não acha? Mas não desanima! Tenta de novo! Com certeza se vc prestar mais atenção ao que escreve, como escreve e o q aconteceria caso aquilo fosse verdade, seu conto vai fik legal... Imaginação vc já provou que tem. Bjs Lorena
28/10/2008 00:52:12
Puta que o pariu vai ter imaginação assim la na casa do caralho !!!! vai se fuder seu porra junto com esse traveco que vc ama e ainda usa cueca !!!! rsrsrsrs toma no cú.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.