Casa dos Contos Eróticos

Feed

O caralhinho do meu marido

Autor: casadinha
Categoria: Heterossexual
Data: 23/08/2008 06:18:07
Nota 6.80
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi, meu nome é A. e meu marido querido é o J. mas chamo ele carinhosamente de João piquinha. Eu li algumas estórias de mulheres contando dos pintinhos de seus namorados e maridos e também quero deixar minha mensagem. Nunca fui uma mulher de muitas experiências, na verdade tive poucos namorados, dei a bucetinha para um antes de namorar e casar com meu marido. Meu maridinho é lindo, e temos três filhos, amo ele e o pauzinho fino dele. O engraçado comigo é que demorei a perceber que o pênis de meu marido é pequeno e fino, não muito pequeno, de pequeno pra médio, mas fino mesmo. Brinco com meu amor que ele tem tanta classe que até o pau dele é bem fino (rsrsrs). Ele meio não gosta, mas mostro que a grossura de dois dedos meus já é igual a do pintinho dele. Quando começamos a namorar percebi que o pênis dele gozava menos que os dos meus outros namorados. Saia muito menos porra, e a porra era mais rara que a porra dos meus outros namorados, mas o que eu achava mais diferente é que o pipiuzinho dele dificilmente gozava longe, só quando ele estava com muito tesão ou ficava uns dias sem gozar, a porra que saía ia escorrendo da cabecinha do pintinho (mas naquela época não sabia que o pau dele era pequeno). Notava que o pinto dos namorados que tive antes eram diferentes. Um namorado que tive antes tinha o pau de médio pra grande, uns 17 cm, com 14 de circunferência (lembro porque uma vez ele me fez medir com uma fita antes de chupar, medi o pau do saco até a cabeça e ao redor do corpinho) e eu vivia chupando o pau dele, mas não dava a bucetinha. Ele vivia dizendo pra tomar cuidado com os dentes pra não raspar na cabeça do pinto, e eu tinha que abrir bem a boca pra colocar a cabeça na boca sem arranhar com os dentes. Quando comecei a namorar com o J. e fui fazer depois de dois meses de namoro um boquete nele vi que o pênis entrava fácil na minha boca e apesar do bobinho falar pra ter cuidado com os dentes meus dentes passavam longe da pistolinha dele, achava diferente mas como estava apaixonada nem liguei. O namorado pra quem eu tinha dado antes também era médio dotado, tinha uns 16,5cm de cumprimento (medindo do saco) mas com o calibre grosso (15 cm de circunferência).

Durante as trepadas com meu maridinho quando éramos namorados reparei que ele vivia metendo e esfregando o pau no ladinho da bucetinha, mas não ligava muito e achava que era o jeito dele meter. Depois fiquei sabendo que quem tem pênis pequeno não alcança o fundo da buceta aí tem que ficar se virando no ladinho da bucetinha. Apesar de sentir que o pinto do meu amor não era grosso igual do meu ex, eu achava que o do meu ex era muito grande e do meu amor só grande (ah vida de ilusão – rsrsrs). Quando a gente ficou noivo eu já estava na faculdade de medicina, no 2º período, e casamos quando eu estava no 4º período (ele é 4 anos mais velho do que eu). Nas rodas de faculdade, eu vivia me gabando porque mesmo depois de transar, passados uns vinte minutos no máximo meu amor já conseguia meter de novo, e minhas amigas diziam que os namorados delas não conseguiam ficar com o pinto duro assim. E mesmo depois de gozar o pau dele ficava ainda duro um pouco (depois fiquei sabendo que pau fino fica duro mesmo depois de gozar). Mas o chato é que mesmo quando eu estava cansada meu marido brigava comigo para transar, às vezes eu abria a bucetinha e ele metia e saía saciado. Mas tinha dia que era porre, mesmo sem querer dar eu tinha que bater uma punheta pra ele, senão ele ficava puto porque queria gozar. Até aquele dia não tinha medido o pênis dele. Quando eu contei isto pra uma colega da faculdade, ela me perguntou se o pinto dele ficava ainda duro depois de gozar, e eu disse que sim, mas aí ela me fez uma pergunta que me travou: então ele tem um pintinho? Ela disse que pintinho fino fica durinho rápido e mantém um pouco duro depois de gozar. Então fomos estudar um pouco de anatomia dos homens (não sei por que nós mulheres nos restringimos tanto a olhar pintos se eles olham bundas e peitos em tudo quanto é lugar). E na hora em que íamos verificando os dados da anatomia dos homens eu fui descobrindo que realmente meu maridinho tinha um pintinho, de pequeno pra médio. Fomos vendo que homens de pintinho pequeno batem muita punheta, enquanto homens de pau médio e grande não. Pintinhos têm necessidade de gozar quase todos os dias. Como as bolinhas do saco de quem tem pintinho são menores, elas não conseguem armazenar muita porra, aí homens de pau pequeno e principalmente fino tem necessidade de gozar mais. O pintinho não comporta muita porra: se a gente bate um pouco de punheta e para, as bolinhas diminutas ficam até doendo, por causa da porra que volta pro saquinho que encontra com a que já está lá. Na hora que vimos sobre o saco dos homens de pauzinho, minha colega perguntou como era o saco de J. Aí eu saquei que quando chupava o saco dos meus outros namorados só conseguia colocar uma bola de cada vez na boca, e o saco enchia minha mão e até sobrava. Mas com o J. eu conseguia colocar o saquinho inteiro na boca e tampava o pinto todo com minha mão quando mole. Minha amiga disse que nunca tinha conseguido colocar na boca as duas bolas de um cara, mas aí eu vi algo no livro que me deixou na real. Desde a adolescência pintinhos pequenos têm muita irrigação, e como tem muita irrigação quando o machinho é novo, o caralhinho enche de sangue nas bolinhas e no saquinho. Mas quando o cara tem pauzinho e saquinho, o saquinho não comporta o sangue todo, assim, um tanto de veinhas ficam aparecendo no saquinho, e por causa disto as bolinhas vão ficando tortas (uma mais encima e outra mais embaixo, ou uma mais pra frente e outra mais pra trás). Aí lembrei de J. porque ele tem o saquinho torto, e minha colega disse que todo homem que ela via de saquinho torto era porque tinha pintinho (ela já tinha transado com mais caras). Aí fui ligando os pontos: meus antigos namorados, dois de pau médio e um de pau grosso logo que gozavam o pau amolecia, na hora. O J. não, com o pau fino, qualquer pouquinho de sangue que irrigava e deixava o pauzinho meio duro, e mesmo depois que ele gozava o pintinho ficava um pouco duro. Quando contei minha amiga deu uma risada, mas eu disse que pelo menos pau pequeno sempre levanta pra gente sentar, enquanto pauzão é uma dificuldade. Já sou casada há anos e meu caralhinho só falhou três ou quatro vezes (e mesmo assim porque J. estava meio bêbado). Ela ficou meio sem graça e disse que é mesmo. O namorado dela tem 20 cm (ela me disse que mediu do saco) e ela me disse que de vez em quando ele até brocha e é demorado pro pau endurecer. É difícil o namorado dela meter mais de uma vez no motel em uma noite, mas meu João piquinha consegue. Eu caí na real (dou pra um pauzinho) mas até me conformei. Como o pauzinho do J. é pequeno (14,5 cm medindo do saco) mas principalmente muito fino (13,5 cm de circunferência) qualquer lambida ele endurece (rsrs) e ele não me deixa na mão (o bom de pintinho fino é que fica duro mais rápido apesar de pintinho com bolinhas pequenas ter saquinho meio torto). Minha amiga diz que não acredita, mas o pauzinho de J. é tão fininho que na hora de chupar eu consigo ficar passando a língua ao redor do pênis dentro da boca, sendo que com meus outros namorados antes de J. minha língua ficava presa porque não tinha espaço entre ela e o céu da boca. Ela diz que só consegue engolir o pau do namorado até a metade, o do J. eu ponho inteiro na boca. Amo meu amor mas tenho vontade de sentir um pau grande. Minhas amigas contam que um pau grande empurra o útero da gente na hora de meter, além de que é mais fácil gozar em várias posições. O do J. fica com um espacinho na bucetinha que sinto quando passo o dedo na hora de meter, e o pauzinho dele é tão fino que sinto ele até meio rodar na bucetinha. Só acho que meu marido devia abrir o jogo pra mim e confessar que tem um pauzinho (pois é claro que eu já saquei). Na hora que vejo aquele saquinho torto, e falo que pintinho lindo ele até fala que o pau dele é grande, mas eu só finjo que acredito. Quando estou com sono deixo ele por o caralhinho que mal me acorda, ou então bato uma punhetinha no pintinho. É claro que sei que o esperma deixa o homem agitado (isto é coisa básica no estudo do corpo do homem), e como o pintinho e o saquinho dele são pequenos, ele fica nervoso se não goza, é porque a testosterona agita o corpo do homem, deixando ele mais agressivo. Se o pinto e o saco são grandes demora mais a fazer efeito, mas no caso de pauzinho a porra acumula fácil, mesmo sendo pinto pequeno, que goza pouquinho em relação a pau grande. A porra do caralhinho do meu amor sai meio escorrendo, no máximo com um ou dois jatos, mas devido ao tamanho mínguo do pauzinho é normal. Assim mesmo quando não estou a fim de dar pro pauzinho acabo batendo punhetinha (melhor punhetar a minhoquinha que ouvir reclamação no outro dia). Quando fico com raiva consigo colocar o pintinho dele entre o dedão do pé e o outro dedo, e devido à finura do pauzinho ainda consigo bater punheta, falo que o pau dele é tão pequeno que cabe no dedo do pé. Na hora ele gosta mas depois ele fica constrangido, bobeira né. Sei que ele sabe que tem o pau pequeno, mas não tem coragem de confessar (besteira né!) ele até só compra cueca samba-canção pra esconder o pintinho, porque a zorba delimita o pintinho diretinho e mostra o pequeno volume. Estou tentando tocar no assunto com ele, tenho vontade de trepar com um cara de pau grande, mas só se ele deixar, pra sentir minha buceta abrir e gozar (com o pintinho do meu amor só gozo por cima, esfregando o sininho). Estou tentando dizer isto pra ele, se puderem me ajudar.... (beijos, e se alguma mulher quiser trocar experiências me escreva – dispenso homens da internet).

Comentários

03/10/2013 16:27:10
Confesso que fiquei impressionado pelo que ela considera fino. Um penis de 13,5 cm de perimetro/grossura e quase um rolo de papel higienico, o que nao e algo fino de forma alguma. A grossura que ela disse que seria boa, a de 15 cm, e para mulheres muito largas. Acho que o autor do texto deve ser algum homem inseguro, que tem as dimensoes criticadas no texto querendo saber da opiniao das mulheres. O meu penis tem 16 cm, com 13,5cm de perimetro, e ate com garotas de programa as vezes tenho dificuldade, pois, por eu, alem de ser magro e atletico, tenho um tesao dos demonios, e as deixo assadas, com sensaçao de que estao cortadas por dentro. Gostaria ate de ter um penis menos grosso, com 13cm de perimetro, acho que ja diminuiria essa sensaçao nelas.
12/04/2013 22:46:57
Quero parabenizar quem escreveu este conto, tem talento com as palavras,Eu raramente vejo alguém escrever tanta merda, em tão poucas linhas, de forma tão boa.
29/07/2009 18:54:24
Nossa, adorei o texto, fez-me lembrar de quando transava com minha ex, ela nunca gemia, só gozava no oral ou dedada, mas na penetração nunca. De quatro ou de ladinho, então, parecia que nem sentia nada, perguntava se eu ja tinha "posto" dentro. Achava que era frigidez dela, ou inexperiência, pois fui o segundo cara dela, mas depois percebi que o problema era meu pintinho mesmo, eheheheh... sorte que ela era meio devagar pra dar abertura aos homens, pois se tivesse conhecido um pirocudo, ja tinha me dado o pe na bunda.
29/07/2009 18:51:30
Adorei o conto! Fez-me lembrar de quando eu transava com minha namorada e ela nem gemia
29/11/2008 19:08:24
Nunca vi tanta bobagem juntas em um só texto.nota 0
16/09/2008 16:07:14
Eu entro neste site há muito tempo, e adoro as historias os contos, cada um tem charme especial, eu sempre vejo, mas nunca postei nada, por preguiça ou desinteresse mesmo, porém, esse conto me fez inscrever-me no site só para comentá-lo. Nunca vi tanta bobagem junto, ainda mais de alguém que se diz estudante de medicina, onde provavelmente esteja até formada caso seja realidade o conto. Em defesa da medicina, não dos que tem paus pequenos ou grandes tive de intervir aqui para não cria mitos e fantasias equivocados por partes dos leigos, não existe estudo científico que comprove ou tenha tentado comprovar relação entre o tamanho de pênis com a capacidade ejaculatória e ou firmeza da ereção. O único livro escrito sobre a sexualidade de ambos os sexo foi de Shere Hite, em 1976, causou escândalo nos Estados Unidos ao lançar seu primeiro livro, Relatório Hite: um Estudo da Sexualidade Feminina, no qual derrubava o mito do orgasmo vaginal, numa época em que a sexualidade feminina era tabu, e dizia que a maioria das mulheres estava insatisfeita em seus casamentos. E pelo exposto acima da para notar que nossa amiga não tem muita experiência com homens para tirar conclusões, nem leitura para se informar com precisão sobre os fatos narrados. Lamentável.
16/09/2008 15:46:31
Puta que pariuu
30/08/2008 22:55:58
fraquinho... tamanho do pau não importa? Acho que não é bem assim. É bom sentir um pau alargando o cu.
26/08/2008 08:07:34
eu tenho o pau pequeno mas a cabeço parece um cogumelo minha mulher goza que falta é pirar. adrianogelada@yahoo.com.br
23/08/2008 17:10:13
Olha A., meu marido tem pau pequeno tb, mais prá médio, sei lá, não fico medindo e nem ligo muito prá isto. Mas, prá falar a verdade, um pau grosso é tudo de bom. Nem comprido precisa ser, precisa é ter calibre. Mas, sendo pinto, pintinho, caralho ou mandiocona, é sempre bem vindo, não é? eu gostei de saber estas coisas aí. vou te dar um dez.
23/08/2008 16:26:40
Impossível de deixar comentarios, pois mesmo sendo um comentario só, mas como esta na casa dos contos vou!!! A. assim que é seu nome. Olha eu achei interessante esse conto , pois está mais para um estudo de anatomia do que um conto. sei que policia e profissional da medicina dificilmente de conhecem, acho que por força de profissão. deve ser interessante vc não se sentir satisfeita, como mulher, numa relação. e eu não posso nem solicita-la para trocarmos ideias, e tentar me aproximar de vc, pois vc ja no final de seu conto,dispensa homens da net, o dificil vai ser vc ter esse fato a falar com homens no téte a téte, mas como eu disse que iria somente deixar a minha expressão, assim o faço, e espero que vc consiga um homem bem dotado, para te satisfazer. acstadeu@hotmail.com
23/08/2008 16:20:56
Que porre! que lixo! esse aqui foi violado por algum parente ou amigo muito próximo e ta traumatizado pro resto da vida! Sorte a dele q pelo visto o violador nao era bem dotado, daí esse monólogo sobre pau pequeno e fino, hahaha é cada um.
23/08/2008 13:19:35
Quanta bobagem.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.