Casa dos Contos Eróticos

Feed

A ANOS EU OLHAVA MINHA VIZINHA DANDO PARA SEU MARIDO AY

Autor: Marmanjo64
Categoria:
Data: 19/08/2008 20:44:57
Nota 9.33
Assuntos: Vizinha
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ainda garoto com apenas 13 anos, eu já era safado, gostava de espiar a vizinha tomar banho nua, trepava num pé de manga que tinha no quintal e por cima do murro olhava os demorados e exitantes banhos de dona Ivonete.

Dona Ivonete tinha uns 25 anos era recem casada com seu Junior, era um domingo a tarde meus pais estavam durmindo, escutei as conversa do quintal vizinho, curioso subi no pé de manga, quando olhei para o quintal vizinho quasse despenquei lá de cima da arvore.

Dona Ivonete estava de quatro na grama do jardim feito uma cadelinha e seu Junior com o pau enterrado na sua buceta por traz, dava tapas no seu bum bum, ela gemia e hurrava de prazer.

Quando desci da arvore o canal do meu pinto estava todo dolorido, de tanto socar punheta lá em cima olhando os dois trepar.

O tempo passou eu já estava com 16anos, de vez enquando eu flagrava os dois metendo no quintal e quasse me acabava na punheta.

Fui ficando com tesão por dona Ivonete, quando ela vinha na nossa casa, eu disfarçava, mas sempre que pudia não tirava os olhos do seu lindo bundão e da quelas coxas, seios, dava uma olhada geral na coroa, já conhescia seu corpo todo, depois de seu marido, eu era o macho que mais conhecia suas partes intimas.

Minha imaginação ia ao estremo, ficava exitado só de olhar seu corpo e me imaginar trepando com ela, chegava sonhar com isso, as vezes acordava de madrugada todo melado, gozava nos sonhos, fui ficando com uma tara inesplicavel por aquela mulher.

Ela sempre brincava comigo, certa vez na frente dos de casa , perguntou se eu já tinha tranzado, fiquei irritado e quasse disse que em sonhos eu me imaginava lhe comendo, ela sorria e me tratava como menino, não sabia ela que eu estava doido para lhe cantar.

Certo dia tive uma surpresa, ela entrou lá em casa e pediu para meus pais, se eu poderia lhe fazer companhia por uma semana durante as noites, seu Junior teria que ir ao seu estado de origem, porque seu pai estava com problema de saude.

Comemorei a ordem de papai, quando me chamou e disse você vai fazer companhia para dona Ivonete durante as noites desta semana. se mandasce escolher naquele momento entre ir ao rodeio de barreto, que era o sonho meu na época e ficar com dona Ivonete, sem duvida que eu ficaria com ela.

A noite chegou, estava só com dona Ivonete de porta trancada, ela foi banhar e voltou enrolada em uma toalha, passou por mim toda cherosa, meu pau ficou duro na hora, na minha cabeça um monte de imaginações, todas de sexo entre eu e ela.

Era hora de durmir ela arrumou um colchão no chão de seu quarto pra mim, fui ao banheiro, voltei ajeitando o pau que não amolecia, estava vidrado, durão, entrei no quarto ela já estava com uma camisola de renda, preta, curta, só cobria a metade de suas coxas, sem deixar ela perceber dei uma olhada, senti tesão, fiquei exitado, desejei aquela mulher como nunca.

Deitei no colchão, ela apagou a luz, deitou e comecamos conversar sobre vários assuntos mais ela recatada não levava a conversa pro lado que eu queria, não sei de onde saiu tanta coragem, resolvi a pimenta na conversa.

>Seu Junior o unico homem que você teve até hoje,

Não era pra menos ela sobresaltou na cama, sentou,

>Claro que sim eu casei virgem, porque você me perguntou isto.

>Por nada, é que você é uma mulher bonita e.

Ela me cortou e disse.

>Eu bonita, seus olhos estão ruim Ricado(meu nome) você tem que fazer uma consulta com um ocúlista.

Não tinha nada a perder mesmo e estava afim dela, fui cada vez mais diréto.

>Você tem um corpo perfeito.

>Você acha.

>Seu bumbum, seus olhos são lindos, você tem um sorriso bonito, seus seios são maravilhosos.

>O que, Você nunca viu meus seios como pode dizer isto.

Notei que tinha dado um fora, neste instante ela sentou com as pernas pra fora da cama, estava escuro mas entrava um pouco de claridade da luz da cosinha por uma pequena janela de vidro, olhei no meio de suas pernas deu pra notar que ela estava sem calcinha, eu só tinha visto um homem chupar uma buceta nos filmes de video, mas me deu vontade de infiar minha cabeça no meio de suas coxas. ela estava curiosa e resolvi deixar ela mais curiosa ainda.

>Tenho algo pra dizer para a senhora mas não sei se devo.

>Não vai dizer que você Ricardo já viu meus seios.

>Já sim.

>Ta mentindo nunca fiquei nua na sua frente.

>Eu já olhei a senhora nua sim.

>Onde.

Tive que ser inteligente e inventar um pouco. mas disse o que eu queria dizer.

>À uns três anos atraz foi por a caso, estava trepado no pé de manga para apanhar umas frutas e olhei vocês tranzando ali no quintal.

>aaaaaaaaaaaaammmmmmm.

Ficou toda envergonhada colocou as mãos no seu rosto.exclamou.

>Meus deus, você ficou espiando nos.

>Bom foi sem querer, mas vocês estavam tranzando tão gostoso que não teve jeito de não olhar.

Dona Ivonete colocou as mãos no rosto e abaixou sua cabeça entre as suas pernas, ficou em silêncio, pensei que ela iria chorar, fui mais para o lado do colchão que estava encostado na cama e coloquei uma das mãos em sua perna.

>Fique calma dona Ivonete eu nunca contei para ninguem o que vi.

Ficou ali paralizada, ajoelhei entre suas pernas passei a mão no seu cabelo, fiquei com meu rosto quasse colado no seu, dei um beijinho carinhoso no lado de seu rosto, deslizei as mãos uma cada coxa dela e falei tudo de uma vez.

>Depois daquele dia eu sempre olhava vocês tranzar, por isto eu fui ficando louco para fazer com a senhora o que seu Junior fazia, chego a sonhar contigo, me masturbo sempre pensando na senhora, o que mais quero e fazer sexo com a senhora, estou a anos esperando isto acontecer, quero que a senhora não fique zangada por isto que estou lhe dizendo.

Ela ficou só me ouvindo sem dizer nada, com sua cabeça no meio das pernas, imaginei que ela estava com vergonha por saber que eu tinha olhado ela nua dando pro marido, mas minha tesão era tão grande que eu nem medi as consequençias,

Passei a mão tirei o cabelo que cobria seu rosto, dei um beijinho na sua face, ela aos poucos foi levantando seu rosto, senti que ela estava exitada, seu olhar era carinhoso, coloquei minha boca na sua, ela deu um beijo molhado gostoso, eu até aquele momento só tinha dados uns beijinhos em uma ex namoradinha, dona Ivonete estava sentada bem na beira da cama, passei as mãos por suas coxas e empurrei o vestido junto, sua xana ficou na frente de meu pau, neste momento ela me abraçou forte, me puxou contra ela minha boca ficou colada no seu pescoso, senti sua respiração ofegante no meu ouvido, meus pelos ficaram em pé, arrepiei todinho, puxei as alças de sua camisola pra baixo, ela tirou os braços deixando ela cair até a sua cintura, seus seios saltaram, baixei a boca neles, que sensação gostosa quando coloquei eles na minha boca, beijei, chupei os biquinhos lindos deles, dona Ivonete gemia baixinho, desci a boca até sua buceta.

>Ricaaaardo nos não podemos fazer iiiiisto.

Fiz de conta que nem ouvi, minha boca já estava na sua buceta, senti aquele cheiro gostoso, que sentia pela primeira vez na vida, era alusinante, uma exitação me dominava, meio que sem jeito começei a passar a lingua na parte de cima daquela buceta cheirando sexo, senti seu clitoris durinho na ponta da lingua, joguei a lingua pros lados e ela.

>Aaaaaaaaaiiiiiiiiiii que gostoooooso ricaaaardo.

Senti uma tesão maluca quando ouvi sua voz sexi, meti a boca com vontade naquela buceta toda molhadinha, enfiei a lingua com força na sua raxa, achei seu burraquinho e enfiei minha lingua dura dentro dele.

>Aaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ricardo esta me deixando loooooooca.

Suguei, chupei com força,

>Não para ricardo estou gozando meu amor continue vai me chupa todinhaaaaaa.

Deitou pra traz, encolheu suas pernas apoiou elas na beira da cama, levantei fui pra cima dela, me coloquei no meio de suas pernas, coloquei meu pau na sua raxa, enterrei tudo de uma vez, senti como esta quente sua vagina, metia e tirava rápido sentindo uma sensação gostosa, ela se encolheu e foi bem no meio da cama.

>Vem aqui muleque gostoso. quero ser fudida todinha por você esta noite, nunca tinha percebido tua tesão por mim, eu nunca trai o Junior mas hoje você esta fazendo eu perder a cabeça seu safado.

Subi em cima dela e fiquei bombando na quela buceta desejada por mim a anos, sentia cada vez mais meu pau ficar duro dentro dela, ela começou a retorcer seu corpo feito uma cobra, ficou molhadinha toda, escorreu até o tronco do meu pau, sua vagina iniciou uma contração demorada e gostosa, sua xana apertava meu pau.

>Ricaaaardo não para, eu tô gozando, enfie este pau em mim com força, vai meu gostoso vaaaaaiiiii.

Fiz o que ela mandava soquei forte, mais rápido, senti meu pau tremer dentro dela, gozei junto com ela enchi sua xana de porra.

Ficou calada por um instante e depois.

>Ricardo o que nos fizemos, nos nunca devia ter feito isto com o Junior.

>A senhora não gostou.

Um silêncio tomou conta daquele quarto, ela não disse mais nada por um bom tempo, me abraçou com força, ficou com seu rosto coladinho em meu peito, senti que ela estava feliz, era um sonho antigo ter aquela mulher nos meus braços.

Nos tranzamos aquela noite toda, de várias posições diferentes, comi sua bundinha, durmimos abraçadinhos como um casal, durante aquela semana nos se tornamos amantes feito um casal apaixonado, mas isto eu conto pra vocês outro dia.

Deixe seu comentário é importante para mim.

Desculpe pelos erros.

Obrigado.

Comentários

23/10/2010 16:56:53
Muito bom! me fez lembrar qd vi minha empregada com o namorado várias vezes até finalmente também ter minha oportunidade. viva as mulheres liberais..
23/08/2008 04:55:48
parabéns.... é o primeiro conto que vejo que valeu a pena ler! imaginei ate umas horas aquela cena! huahuahau
20/08/2008 17:39:48
PARABÉNS ... também já tive a minha MUSA nos meus 12 anos ... é muito BOMMMMMMM.
20/08/2008 14:52:27
Que sorte hein...Você realizou o desejo de todo homem que tem uma uma vizinha gostosa...E pular o muro pra chupar a filha?....um dia eu conto...ehehhe
20/08/2008 12:31:59
Muito bom o texto, gostoso de ler e de imaginar...
20/08/2008 11:58:49
Foi bem real seu conto, gostei...
20/08/2008 07:10:31
Muito bom... Deu muito tesao de imaginar voce, comendo a guria de 28 anos.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.