Casa dos Contos Eróticos

Feed

Transa nos jogos

Autor: Chapocando
Categoria: Heterossexual
Data: 27/06/2008 14:42:42
Nota -
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Isso aconteceu em 2004, Eu tinha uma funcionária de 26 aninhos, casada, que é simplesmente uma delicia.

Fiquei paquerando ela por uns dois meses. E cada dia progredia mais.

A transa rolou assim

Temos sempre nos meses de Nov ou Dez uns jogos pelo interior e que naquele ano foi realizado em Cascavel num hotel fazenda e consegui incluí-la na programação, já que eu sempre vou sozinho a esses jogos, pois ninguem da minha familia me acompanha.

Nessa altura eu já tinha conseguido dar uns beijos nela e tinha certeza que ela também estava a fim de dar uma trepada comigo.

Ela era linda. Tem mais ou menos 1,67, pesa uns 56/57 quilos, seios médios, uma bundinha deliciosa. Muitas vezes comi minha esposa pensando nela, sem contar as inúmeras punhetas que bati para ela.

Logo na primeira noite fiquei grudado nela durante o jantar e depois ficamos bebericando no bar do hotel até quase meia noite. Gentilmente acompanhei-a ao seu quarto e não resisti. Quando ela abriu a porta abracei a e tasquei um beijo em sua boca.

Ela correspondeu e logo deixei-a peladinha na cama. Meu pau estava duríssimo só de ver aquele corpo maravilhoso. Aqueles pentelhinhos ralinhos e bem aparados. Uma bundinha de dar água na boca.

Me aninhei no meio de suas coxas e chupei gostoso. Lambia entre os lábios da bucetinha dela, chupava o grelinho. Ela gemia. Eu lambuzei meu dedo em sua xaninha e comecei a brincar no cuzinho dela. Ela foi a loucura. Começou a gemer bem alto e se contorcer dizendo que ia gozar e foi o que acabou acontecendo. Chupei até ela se acalmar. Depois me deitei ao seu lado e ela logo procurou pelo meu pau que estava inchado e pulsando.

Foi quando o telefone tocou e ela comentou comigo :

- Deve ser meu marido querendo saber se já estou no quarto. Ele é hiper ciumento. Preciso atender.

Ela então pegou o fone, mas continuou segurando meu cacete. Eu só ouvia o que ela falava:

- Alô.........oi amor.............cheguei faz pouco tempo aqui.................estava jantando com a equipe toda.

Ela falava com naturalidade e mexia lentamente o meu pau, acariciando-o.

- Verdade amor?................tbem to com saudades................muita.............

Nessa altura ela começou a apertar meu pau com mais força.

- E ele ta durinho, amor?.......eu?.........de calcinha e camiseta já estou deitada.......

- Hum..........quer que eu tire tudo?.........espera.........

Ela me deu um beijo na boca e continuou.

- Pronto amor.............estou peladinha pra vc...........

Ela falou isso e olhou pra mim. Se comportava como uma putinha.

- Chupo claro.......me dá ele amor............na minha boquinha.......

Ela abaixou do meu lado e começou a chupar meu pau. Quando ela falava com ele no telefone era pra mim que ela olhava.

- Nossa amor......que delicia...........ele está parecendo maior e mais grosso hoje amor.........que tesão......

E como ela chupava gostoso. Eu me segurava pra não gemer.

- Hummm........delicia............que pau..........

Ela me olhava com uma carinha de safada, de vadia.

- Vai me dar seu leitinho pra eu beber, amor?..........não?.........na minha bundinha?..............vc quer?..................claro.......

- Vou ficar de quatro pra vc amor........

Ela então ficou de quatro e eu fui por trás e ela:

- Mete amor.............meu cuzinho ta bem arreganhado pra vc...........

Eu lambuzei o cuzinho dela com a cabeça do meu pau e seu próprio liquido da buceta que estava encharcada e enfie. Ela gritou alto. Achei que ele fosse perceber.

- Aaaiiiii...........doe amor...............seu pau tá muito grande.......

Eu parei um pouco pra ela relaxar mas ela logo pediu no fone:

- Enfia amor.........come meu cuzinho..............me enraba bem gostoso..........isso......

Eu comecei a socar meu cacete naquele cuzinho apertado, segurando a cintura e os cabelos dela.

- Hummm........delicia............mete tudo.......isso............me da sua porra amor.........enche meu cuzinho de porra.........

Nossa , eu não estava aguentando de tesão. Ela se portava como uma bela vagabunda.. Não imaginava que ela pudesse ser tão putinha.

- Vem amor..............me dá...............vou gozar........mete............vou goz.....aaaaaiiiiiiiiiiiiiiii

Ela gemeu muito. Gozou feito uma cadelinha no cio. E eu enchi o cuzinho dela com minha porra. Deitamos de ladinho, ainda com meu pau enterrado nela e ela falava pro marido:

- Gozou amor.........tá todo lambuzado..............eu também.....encharcadinha.......

- Vai se lavar amor .......também vou..........sonha comigo................também te amo........

Fiquei com meu pau no cú dela até ele amolecer. Naquela noite trepamos até quase 4 da manhã. Comi gostoso sua bucetinha e ainda dei minha porra pra ela beber.

Ela era uma delicia.

Comentários

09/09/2009 16:10:25
quem fez isso deve ter gostado ei voces que comentaram tem algum menino que quer fazer isso comigo naum?
16/07/2009 15:40:04
se isso fosse verdade keria tar no lugar dela.
24/10/2008 17:03:18
COM CERTEZA VOCÊ DEVE VIVER NO MUNDO RATI-BUNDA, POIS NÃO É POSSÍVEL QUE UM UNICO IDIOTA COMO VOCÊ CONSIGA ESCRVER TANTA BESTEIRA, CARA VOCÊ É O PIOR QUE EXISTE NESTE MUNDO, ALÉM DE BURRO E CORNO, COM CERTEZA DEVE SER, VOCÊ É POLÍCIAL, QUER UM CONSELHO SE MATA SEU LAZARENTO. SUA NOTA PARA QUE EU NÃO ESQUEÇA. ZERO
14/09/2008 22:03:09
Daí vc acordou.....não existe hotel fazenda em Cascavel.......ldjfemmvmks......

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.