Casa dos Contos Eróticos

Culto ecumênico

Autor: KALLIGULLA
Categoria: Grupal
Data: 12/05/2008 17:19:32
Nota 7.80
Ler comentários (11) | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

OLÀ MEUS AMADOS IRMÂOS E IRMÂS MEU NOME É EDIII,SOU PASTOR DE UMA GRANDE E CONHECIDA IGREJA EVANGÉLICA ,QUE POR MOTIVOS ÓBVIOS NÂO SERÁ DIVULGADA NESSA INTRIGANTE HISTÓRIA... NOSSA IGREJA APESAR DE SER EVANGÉLICA MANTEM UMA RELAÇÃO ESTREITA DE AMIZADE E APREÇO PARA COM AS DEMAIS DENOMINAÇÕES,SENDO QUE PELO MENOS UMA VEZ POR ANO NOS REUNIMOS EM UM GRANDE CULTO ECÚMÊNICO ONDE TEMOS REPRESENTANTES JUDEUS,CATÓLICOS,BUDISTAS,MACUMBEIROS ,ETC.. COSTUMEIRAMENTE REALIZAMOS NOSSAS REUNIÕES EM UM FAMOSO HOTEL DE COPACABANA DESSA VEZ NÃO FOI DIFERENTE,ESTAVAM PRESENTES: MEU AMIGO HENRY SOPEL DA COMUNIDADE JUDAICA, PADRE MARMELLO DA IGEJA CATÓLICA, SS SOARES QUE JUNTO COMIGO REPRESENTAVA OS EVANJÉLICOS, MADRE TEREZZA,TONINHU EXUCOLA QUE REPRESENTAVA O CANDOMBLÈ E POR ULTIMO MEU GRANDE AMIGO BUDISTA DAYLHELAMA. TUDO TRANCORRIA PERFEITAMENTE TODOS FIZEMOS NOSSAS PRECES ,DISCURSOS,ETC,ETC,JÀ PASSAVA DAS TRÊS HORAS DA MADRUGA QUANDO UM GARÇOM JAPONÊS TROUXE PARA OS CONVIDADOS UMA ESTRANHA BEBIDA,QUE SEGUNDO ELE ERA UMA ESPÉCIE DE CORTESIA DO HOTEL,COMO ELE NOS GARANTIU QUE NÂO CONTINHA ALCOOL TODOS TOMAMOS VÀRIAS DOSES,DEREPENTE UM CALOR ESTRANHO TOMOU CONTA DE TODOS,ERA UM CALOR INSUPORTÁVEL,ENTÃO TODOS COMEÇARAM A SE DESPIR,MENOS O JUDEU QUE NÃO SEI POR QUÊ MANTEVE SUA GRAVATA,O CALOR SE TRANSFORMOU EM UMA ENORME E ÍNCONTROLÁVEL VONTADE DE FAZER SEXO : VEM AQUI MEU TESÃO DIZIA UMA FREIRA (MUITO GOSTOSA) QUE SE AGARRAVA AO PAU DO MACUMBEIRO, O BUDISTA POR SUA VEZ GRITAVA :BUNDA,BUNDA, EU AMO BUNDA,E FOI ENRABANDO UMA PASTORA DA IGREJA REAISTER QUE GEMIA DIZENDO "OH YES ,OH YES ESTOU SENTINDO O ESPIRITO ! OLHEI PRO LADO E NÃO ACREDITEI EM MEUS OLHOS O PADRE MARMELLO FODIA UMA BEATA DE APROXIMADAMENTE 70 ANOS E AO MESMO TEMPO SEGURAVA O MICROFONE DE UM COROINHA BEM DOTADO,PRA MINHA SURPRESA A ORQUESTRA DE MINHA IGREJA SE ESFREGAVA FRENETICAMENTE EM SEUS INTRUMENTOS,SENDO QUE A VIOLONISTA ENFIAVA O ARCO DE SEU INSTRUMENTO NO RABO DE UMA CANTORA,ERA UM VERDADEIRO PANDEMÕNIO,MEU PINTO ESTAVA TÃO DURO QUE PROCUREI A PRIMEIRA BUCETA E CRAVEI SEM DÓ ERA A BUCETA ANCIÂ DE MADRE TEREZZA,SANTA BUCETA,ABENCOADA SEJA QUE DELÍCIA,FOI UM DIA INESQUECÍVEL TODOS FODERAM POR HORAS A FIO É POR ISSO QUE EU DIGO MEUS AMADOS : O DIABO È SUJO !!!

Comentários

24/12/2016 17:12:20
Muito bom o conto por isso vou mandar um deis. Sou casado e morro de vontade de dar a bunda, apesar de não sentir atração por homem. Só sinto atração por picas. Gostaria muito de ser uma fêmea completa para outro macho e matar esse desejo escondido que tenho. Troca-troca tambem e bem vindo. Alguém interessado me mande mensagem... E-mail: gilvillamachado@uol.com.br
09/08/2009 02:40:35
gente nao tenho problema com religiões, mais é bom deixamos de lado, icones importante dela. voi pessimo em.
27/11/2008 06:39:42
sem centários
13/10/2008 20:47:37
muito loko hehehehheh que historia hilaria suruba pura
01/10/2008 23:40:11
muito bem... adoro eresias ...rsrsrs
26/09/2008 17:51:10
Muito bom. Bem melhor que as porcarias que escrevem aqui.
17/09/2008 11:05:01
rsrsrsrsrsrsrsrs muito legal parabens pela criatividade
09/06/2008 17:35:47
Cara vc tem que respeitar as religioes, esse conto foi o pior que eu já li em toda minha vidavc ta amarrado e acorrentado em nome de todos os leitores abestalhado e peristilo adorei sua piada vc é mara
18/05/2008 11:51:54
Vou parar por aqui porque meu dente arrancado ainda dói e não posso dar mais risadas!kkkkkkkk!Ai!Ai!
18/05/2008 02:13:48
muito bom adoro contos com humor ,naum ligue para os idiotas que o criticam continue assim escrevendo histórias originais e engraçadas,quanto ao perdedor aí de cima ,ele está com inveja pois só sabe fazer o que milhões de"autores" ja fazem ,ou seja histórias mentirosas e "sérias"
13/05/2008 22:24:05
Aos administradores do site: POR FAVOR EXCLUAM ESTE LIXO DO SITE!!!!!!!!!!! Obrigado

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.