Casa dos Contos Eróticos

Feed

dedo no cuzinho da sobrinha dentro do onibus lotado

Categoria: Heterossexual
Data: 18/02/2008 11:14:48
Nota 8.14
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Olá pessoal! vou contar pra voces uma loucura que aconteceu comigo e minha sobrinha gostosa. na época ela tinha 15anos e era virgem.Bom vou usar o nome de paulo e darei a ela o nome de mel. estavamos na casa da minha mãe em um belo dia de domigo e resolvemos ir para a casa de meu irmão o pai de mel ele estava de carro, mas tinha 8 pessoas para ir pra sua casa e ele levou minha cunhada minha mãe ,tia e mais um sobrinho e nós iriamos de onibus.Bom, entamos no onibus lotado e o nibus demoraria em torno de uma hora pra chegar.Ficamobricando e conversando quando a dona na cadeira em minha frente se levanta e eu assentoe falo:que pena que voces vão em pé .Mel me olhou e disse:eu não vou tio, pois vousentar no seu colo. E veio coorendo e se assentou e eu sem nenhuma maldade me posicionei melhor para ela se sentar mais confortavel.Ai que a coisa começou a rolar ,pois elaao se ajeitar deu uma mechida gostoza e minha mente pervertida já foi logo imaginando aquele lindo bumbum peladinho na minha rola que logo cresceu.Tentei disfarsar, mas ela percebeu e me olhou sorrindo.Notei que a safadinha começava a mecher e fazer força pra sentir meu pau em sua bunda. Como ela estava de saia ela selevantou um pouquinho e quando se sentou novamente deixou a parte de traz saia livre.quado percebi desci devagar minha mão e deixei encostada em sua bunda que sorrindo pra mim deu uma chegada para tráz deixando toda bunda em minha mão quecomeçou a alizar disfaçadamente.olhandobem em volta vi que ninguem notava e resouvi ir mais longe.Peguei sua calcinha tentado afasta-la pra sentir aquele cuzinho no meu dedo.

mel colaborou fingido se ajeitar e conversando com os outros primos dela. Então comecei a dedilhar aquele cuzinho fechadinho,note que seria dificil enfiar o dedo seco em seu cuzinho e procurei sua bucetinha. Nem precisei enfiar o dedo pois ela estava toda melada e meu dedo ficou umido só passando na porta de sua bucetinha.Ai procurei de novo seu cuzinho e comecei a forçar. meu dedo começou a entrar e eu comecei a gozar deliciosamente.fiquei com o dedo em seu cuzino até sair a ultima gota de porra do meu pau, depois passei em sua buceta que parecia uma picina de tão molhada. mel sorria tão gostoso e me disse:vamos preparar pra decer? Estamos chegando.nos ajeitamos e eu tive que colocar minha bolsa na frente da minhcintura pra ninguem ver as marcas de molhado em minha perna.Bom pessoal essa foi apenas a primeira experiencia com minha deliciosa sobrinha voces não imaginao o que tenho pra contar,mas só na proxima ocasião.fui!!!!!!!

Comentários

05/12/2013 20:56:56
Que delicia de conto, gostei do seu jeito de escrever, vai direto no ponto,sem muitas voltas,fiquei com tesão,por isso a nota é 10.
05/12/2013 01:11:34
mt bom..
03/06/2008 20:02:09
Ai que nojo vc tem jeito que come até bosta
26/02/2008 11:53:02
legal para o começo,espero para ler o proximo
23/02/2008 02:44:16
Eu goszeitei.Quer dizer gozei e gostei.Gosto dessas sacanagens discretas.
21/02/2008 16:37:46
no popular burrão!!!!!
19/02/2008 10:31:00
Seu conto está repleto de erros gramaticais. São tantos erros que o prazer da leitura fica comprometido. A excitação diminui. Amamos o sexo e a língua portuguesa.
18/02/2008 13:20:28
Realmente, seus erros gramaticais são muitos, mas, o conto apesar d pequeno foi excitante
18/02/2008 11:39:35
Só um toque: na próxima ocasião, como vc diz, se referindo a intenção de nos contar outras aventuras suas, tome cuidado com os erros gramaticais e de digitação. Isso faz muita diferença para deixar seu conto gostoso de se ler. Esse aqui, tão pequeno está recheado de erros: entamos, bricando, coorendo, mechida, gostoza, quado, resouvi, alizar, cuzino, decer, picina, etc. Pode também extender um pouquinho mais, valorizando mais a história e os detalhes.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.