Casa dos Contos Eróticos

Feed

Graças a " casa dos contos" comi minha sogrinha!

Autor: binho007
Categoria: Heterossexual
Data: 03/01/2008 00:38:32
Nota 6.92
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Existem dias em que a gente se acorda para ser feliz...E foi neste dia em que eu fui feliz ate não poder mais...Era domingo, me acordei lá pelas 10:00 horas da manhã, minha mulher tinha ido passear em uma cidade vizinha, aonde tem umas tias, pois bem, me levante, escovei os dentes, lavei o rosto e quando abro a porta do banheiro me deparo com minha sogra, pois ela mora com nós, minha sogra nunca teve jeito de ser safada, pelo menos nunca me deu nenhum motivo para pensar isso, mas neste dia, mudei muito minha opinião sobre ela.

Sempre que me acordo nós domingos já vou direto para o pc, me sentei liguei o pc e ela sentou no sofá, bem perto de mim, ela começou a puxar assunto de como é que podia eu ter tanto interese nesta " tal de internet", eu lhe disse que gostava, pois ezistem muitas coisas interesantes na net, ela me perguntou o que por exemplo, eu lhe respondi que eu não tinha coragem de lhe mostrar, mas ela insistiu no assunto e pegou umna cadeira e sentou-se ao meu lado, para que eu lhe mostra-se o que era tão bom assim, pois bem, lhe mostrei este sait " casa dos contos", começamos a ler um conto bem sacana, e eu fui me exitando muito, me deu uma vontade de agarar ela que não era brincadeira, ela começou a dizer como que pode as pessoas ter uma imaginaçao dessas, e eu fui tentando lhe mostrar a verdadeira inteção das pessoas, ela foi entrando no clima e me pediu que eu mostra-se outro conto, escolhi um bem safado, e ela começou a dizer que estava esquentando a coisa, eu me levantei fui até a cozinha tomar um copo de aguá, voltei, tomei corragem e levei minhas mãos até seus ombros, ela me olhou meio esquizito mas não me deteve, comecei a massagear seus ombros, sua nuca, então ela se levantou e me pediu que eu para-se de lhe acariciar, pois eu era casado com sua filha e que seria muito desconfortavél se alguma coisa acontece-se entre nós dois...Mas eu não estava convencido no que ela falou e comecei a forçar a situação, lhe peguei pela cintura e lhe disse que eu jamais deixaria isso interferir em nossas vidas, ela me disse que não era certo mas não tentou me afastar do seu corpo, ela estava usando uma bermudinha e uma blusinha bem apertadinhas, lembrei ela de que estavamos sozinhos e que ninguem poderia nos dar um flagrante, foi quando ela me disse que pelo menos eu facha-se a porta e as janelas da casa!

Fechei tudo bem rapidinho, fui ate ela, mas ela não estava querendo ceder muito, continuava com medo, mas eu estava com tanta tesão que não ia deixar esta chance escapar, ela sentou no sofá eu sentei ao lado dela, comecei a cariciar sua coxas, fui passando minha mão no seu pescoço, e bem de vagar lhe dei um beijo na boca, dai em diante não teve mais erro...ela sentou no meu colo enguanto nos beijavamos, fui tirando sua blusinha, lambendo seus seios, apalpando sua bundinha que era muito gostosa, ela até dava uma levantadinha na sua bundinha para que eu pude-se passar melhor a mão na sua xoxóta, então sentei ela no sofá tirei sua bermudinha e me deparei com aquela calsinha pequinininha...começei a lhe chupar por cima da calsinha, dava umas mordidinhas no seu grelinho, puxei aquela calsinha para o lado e minha lingua começou a esperimentar o gostinho da bucetinha da minha sogrinha, ela acariciava meu cabelos, gemia bem baixinho, enguanto eu me fartava com aquele bucetão gostoso, não era totalmente raspadinha mas era muito gostosa...

...Fui tirando meu calsão e ela me surpreendeu com uma chupeta, parecia que ela esta cheia de fome por uma pica, chupava que era de amolecer as pernas, passava a lingua na cabeça do meu cacete, nas minhas bolas, estava uma loucura, levei ala para o seu quarto e deitei ela de brusos, abri bem sua bundinha e fui passando minha lingua naquele cuzinho apertadinho, ela se torcia toda gemia gostoso, mas me disse que o cuzinho ela não me daria, fiquei um pouquinho dessanimado mas ainda tinha aquela buceta gostosa para foder bem gostoso, e toda vez que eu me lembrava que era minha sogra ali deitada na cama, eu me enchia ainda mais de tesão, ela se virou abriu bem as suas perninhas e eu cai de boca mais uma vez naquela xaninha gostosa, eu lhe chupei ate sentir o gozo daquela safadinha escorrendo na minha boca, quando eu encostei meu cacete na bucetinha dela senti mais tesão ainda, e ficava melhor quando eu via ela toda gostosa se abrindo para mim, fui enfiando todo meu pau nela, a safada apertava minhas costas e me arranhava com suas unhas, fiquei metendo naquela xaninha por um bom tempo, em varias posições...ate que na hora do gozo ela me pediu que eu derrama-se meu leitinho nos seus seios...agente ficou um bom tempo deitados na cama conversando, ela me pediu que jamais conta-se isso para ninguém, em especial claro para sua filha, minha esposa, que com certeza jamais contarei, pois não sou louco nem nada...nós ate hoje somos amantes e eu sou mais doido pela minha sogra do que por minha mulher!

Comentários

25/03/2010 10:17:28
É de fato, erros ortográficos comprometem as vezes até uma bôa estória! Mas,isso me fez lembrar com tesão, que também comi gostoso minha linda sogra! Era uma cinquentona linda, gostosa, pernas bonitas, bundão etc. Só, que ela também me disse que não me daria o cú, e que ninguem nunca havia comido seu cú, dizia isso com orgulho, mas, ela não sabia com quem estava lidando! Depois de eu a deixar louca, de foder sua buceta até ela dizer chega, peguei ela na márra, a pus de quatro, ela querndo se desvenciliar, eu já passando vaselina em seu cuzinho, ela lutando pra sair fóra, ai eu àmeacei, dizendo que já estava de sáco cheio de sua filha, e contaria tudo pra ela, assim ela se separaria de mim, e me deixaria solteiro de novo pra mim enrabar todas as mulheres que quizesse! Ah!, ai ela amançou e pediu por amor de Deus, que eu não largasse sua filha, eu, ta bom, mas fique quieta que eu vou foder seu cú, e assim eu enterrei meu páu no cuzinho dela, arrebentei-lhe suas prégas, enchi seu cuzinho de pôrra, ela acabou gostando, e assim foi, sempre que minha mulher saia, eu a comia todinha! Gostei do conto, nota 10
09/06/2009 12:41:58
isso mesmo nao pode dar boi pra elas essas safadas temke levarem rola se vc nao comer outro kome né nao fui
28/08/2008 20:35:35
cara vc é muito ruim com as palavras o conto tava ate legal mas a dimensão de erros tira o tesão de qualquer um pelo a mor de deus.. existe um programa chamado word, faz o texto la e edita da proxima vez nota 7
29/06/2008 23:27:37
Esta gente não sabe o que é contar uma experiência de vida real. Os contos em que tem muita descrição normalmente são contos ficcionados. Eu amei o conto. Ler essa experiência me excitou. Sempre tenho vontade de voltar a namorar. E quem não tem vontade de ter uma sogra gostosa. Quem sabe até de conhecer a filha já depois de ter transado com a mãe. Eu amo mulheres mais velhas. Mas tem muitas mulheres mais velhas que não se dão com homens mais novos por causa do preconceito social. Se essa coroa tivesse uma filha, eu com certeza ia querer namorar a filha só para poder trepar com a mãe sem dar nas vistas! Não importa se uma mulher é alta, baixa, gorda ou magra, mamuda ou não, o que importa é o que ela nos faz sentir! Tem mulheres que eu acho gostosas e que muitos outros homens não achariam! Por isso... quando uma conto não tem descrição, por amor ao conto imaginem alguém que até gostavam de possuir e continuem lento. Assim, aposto que vão amar mais as vossas leituras!!!
13/01/2008 01:42:46
Bom conto cara!
06/01/2008 17:56:40
É falta de prática, minha gente. Não de comer a sogra, mas de escrever. Minha sugestão é que reescreva o conto até deixá-lo bem legal. http://ana20sp.sites.uol.com.br
05/01/2008 01:39:59
Concordo com o Julião Padeiro ele não falou nada da sogra acho que ele devi conta outra aventura com a sogra mais falando um pouco de como ela é
04/01/2008 18:37:36
Mto sem graça. Fora os erros de português que acabam com qlq um!
04/01/2008 16:53:36
Contozinho sem pé nem cabeça, qual é?
03/01/2008 18:58:20
Neste conto, o que atrapalhou foram os erros de portugues,nao custa nada antes de postar os contos fazer um a pequena revisão.
03/01/2008 10:57:19
Ruim,faltou criatividade da tua parte para comer o cuzinho dela,já que ela estava entregue a você.Resumindo, tú é mole mesmo
03/01/2008 03:20:15
Concordo com uma coisa de cada um de vcs, concordando mas com satiro7, é isso ai meu irmão continua a escrever, vai fundo, parabéns sendo verídico ou ficção, não é todo mundo que tem sorte de ter duas bucetas em casa ao preço de uma.
03/01/2008 02:51:06
O texto é legalzinho...Sente-se um pouco de excitação nele apesar de td...Mas seria legal continuar c/ os relatos entre vc e sua sogra...
03/01/2008 01:34:59
Concordo com o satiro7..
03/01/2008 01:28:21
Discordo um pouco do juliao Padeiro. Sogra pode ter cuzinho e xaninha, como não? Tem sogras que competem tranquilamente com as filhas. De outro lado, é mesmo um pouco infantil. Mas, até que foi bem bolado, apesar de muitos erros. Mas, acho que o autor deve continuar contando suas aventuras com a sogrinha.....
03/01/2008 01:14:58
conto mal contado, português mal escrito, sogra não tem cuzinho, sogra não tem xaninha...lógico que ela pediria para que os outros não soubessem, inclusive sua filha. resumindo: texto muito infantil.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.