Casa dos Contos Eróticos

Feed

Algemada, nua e humilhada por estranhos e sua melhor amiga

Autor: max
Categoria: Grupal
Data: 12/11/2007 03:22:19
Nota 7.00
Assuntos: Grupal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

fato verídico, havendo apenas trocas dos nomes.

Era meio dia, quando Silvio (esposo de ligia)retornou ao trabalho, Ligia a convite de Márcia foi até sua casa, ambas ficaram deitadas na cama de casal assistindo televisão, Ligia admirava a cunhada(ligia era irmã do marido de Marcia) pelo belo par de seios que tinha, Márcia não conseguia esconder sua tara pelas pernas e bunda de Lígia, mas nada disto as levava a prática sexual, mas neste dia algo de diferente esperava a tão bem casada Ligia, uma surpresa a aguardava...

Márcia transava com um moleque vizinho da sua casa, ele corpo magro, nada de boa aparência, mas tinha uma pica muito diferente do seu marido ao qual até então tinha sido o único macho com quem transara.

Nada havia contado para Ligia, mas como estava muito calor ficou apenas com um minúsculo short e uma blusa bem solta que seus belos mamilos parecem que se saltariam daqueles panos a qualquer momento. Ligia bem composta, mas vendo os seios da amiga tão a vontade resolveu se exibir um pouco ficando apenas de blusa de malha pois tirara a saia que até então cobria sua discreta calcinha.

Márcia por ser mais atirada, perguntou à amiga se ela não usava umas tanguinhas mais indecentes e ela confessou: ___Não uso porque o meu marido me proíbe, pois por mim gostaria de andar seminua na rua para os homens me desejarem gostosamente. Márcia mais que depressa disse: ___Vou te dar um presente, mas tem que experimentar agora, vista este fio dental.

Ela ficou de boca aberta ao ver aquela bunda maravilhosa a sua frente, bucetinha com os pelos bem aparados, e uma pele morena que almejou muito beijar.

E disse: __Ligia você é muito gostosa seu marido deve te comer todos os dias pois eu que não sou lésbica fiquei tarada em te ver assim, tens uma bunda tão gostosa que desapareceu com o fio dental você é demais!

Ligia meio que tímida agradeceu o elogio e disse que seu marido a procura muito pouco pois ela até se masturbar precisa por sentir falta de uma bela pica, Márcia então te propõe conhecer o Luiz, aquele garoto bem dotado,que era seu vizinho, ela nega e diz que seria problema, e que não pensa trair seu marido com outro homem que o muito que aceitaria era brincar com ela se tocando e masturbando juntas, Márcia então se conforma com a idéia e diz que vai ao banheiro primeiro, de lá ela liga para o celular do seu amante e o convida a traçar a amiga.

Tudo estava armado, porta aberta, Ligia seminua na cama e macia com a buceta já escorrendo de tanto tesão, Ligia começa a sugar os belos seios da amiga enquanto é tocada em todo corpo, Márcia venda os olhos da amiga e lhe chupa gostosamente, muito tesão e um belo 69 acontece. Márcia diz que quer brincar um pouco mais e amarra com um par de algemas sua amiga casada, após estar amarrada e vendada ela explora cada centímetro daquele corpo, Ligia urra de tanto tesão, o que não contava era com o calor de uma nova boca sugando seu peito esquerdo enquanto outra sugava o seu direito, ela tenta impedir, mas Márcia a controla e diz que estava tudo bem, ela perguntou se era o marido de Márcia quem estava ali e Márcia negou e disse que ele não poderia nem sonhar com o que estava a acontecer,visto ser ele seu irmão, sendo sugada violentamente por aquelas duas bocas ela se deixa levar pelo desejo louco de sexo.

Ligia sabia que havia um homem naquela cama e implorava por sua pica, ele colocou todo aquele pau na sua boca e ela a chupava com muita ânsia, novamente sente seus seios sendo sugados agora os dois estavam sendo mordidos lentamente por duas bocas quentes e macias, sua mente agi rápido e lembra que o homem que ela chupava estava de pé ela deitada e seus dois seios sendo chupados, quando tenta afastar-se para dizer algo sua cabeça é segura e o pau vai mais profundo ainda, Márcia larga o peitinho e chupa aquele grelinho que esta ensopado almejando um vara bem dura,ela sabia que havia uma quarta pessoa a lhe fuder, mas nem imaginava quem seria.

Os dois machos começaram a meter-lhe, tanto na buceta quanto no cú, ela contorcia pedia clemência, mas eles não tinham dó, gozou várias vezes no pau daqueles estranhos, onde se ouvia apenas seus gemidos e respiração ofegante. Foi currada, mordida e chupada por aquelas três bocas.

Largada em cima daquela cama despida, buceta e anus escorrendo porra, podia agora ouvir os dois homens metendo em Márcia ao seu lado, pediu para tirar a venda dos olhos mas não foi atendida, apenas sentiu a buceta quente e arreganhada de Márcia ser encostada na sua boca para que bebesse toda porra que de lá saia, meio que sem jeito e com nojo chupou e limpou tudo, quando acabou, Márcia se levanta e porra é atirada sobre o rosto de Ligia, os dois machos gozavam nos seios e a fizeram sugar os dois paus ao mesmo tempo.

Os homens se vão, Márcia com temor limpa sua amiga que cheia de indagações queria saber desde quanto tempo que ela era puta daqueles homens. Ligia implora para saber quem era aqueles que a fuderam ea fez ter orgasmos múltiplos, coisa que não acontecia quando transava com o marido, mas tudo Lhe foi ocultado.

Nunca mais se esqueceu daquela tarde, em que ficou algemada, nua e humilhada por estranhos e por sua melhor amiga.

Aconteceu outras vezes e de formas diferentes, pois a puta que Márcia era, ela quis ser também, mas prefiro relatar em conto posterior, isto se vocês me mandarem bastante e-mails e votarem neste conto.

Maxuel07@gmail,com

Ma_xu_el07@hotmail.com

Desculpem, mas querem saber quem era o segundo homem que lá chegou?

Façam suas apostas e me escrevam rsrsrsrsrs

Comentários

22/11/2007 16:15:49
É, aposto como o autor desse texto é......
12/11/2007 13:47:39
Gostei. Principalmente por já ter passado por situação idêntica. De cara tapada é do melhor que há!
12/11/2007 12:46:07
Kkakakakak, esse é o seu fetiche seu frustrado, mais um que nunca transara com uma mulher de verdade e fica em sua casa imaginando-se tendo uma verdadeira transa... Mas isso não será possível meu caro, além da sua cara ridícula e seu pintinho menor do que de uma criança, suas tendências são homossexuais, então vai dar sua bunda porque é isso que você gosta...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.