Casa dos Contos Eróticos

Feed

ARREGAÇANDO O VIADO DO CINE DA GUAICURUS

Autor: Snoid
Categoria: Homossexual
Data: 27/12/2006 19:43:20
Nota 8.31
Assuntos: Homossexual, Gay
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Vou contar o que me há um tempo atrás em um cinema de Belo Horizonte. Vou quase todo mês a Belo Horizonte a trabalho, chego bem cedo e quando termino de resolver as coisas volto para minha cidade. Como costumo terminar logo, para esperar o horário do ônibus, e também para relaxar, costumo dar um passeio pela zona do baixo meretrício próxima à rodoviária. Na rua Guaicurus e adjacências existem centenas de puteiros, os “hotéis”, onde as putas ficam nuas com as portas abertas, às vezes de quatro, com o cu arreganhado... Algumas vezes peguei umas putas, mas quase sempre me arrependi... chupada com camisinha, cheias de nove horas e fazendo doce para dar o cu... que, afinal, era o que eu queria, pois sou casado e minha mulher não dá o rabinho... Essas putas quando dão o cu, geralmente cobrando mais, ficam pedindo pra tirar logo, pra pôr na frente... é um saco. Desisti então e ficava só olhando... Às vezes entrava em um cine pornô, e descansava vendo o filme e tocando uma punhetinha... Num desses dias, entrei num cinema da rua Guaicurus todo azulzinho, nº 519. Entrei e fui andando pelo canto do cinema, acostumando com a escuridão... Fui chegando ao meio do cinema e vi um movimento atrás de uma das pilastras que existem ao lado das cadeiras. Era um crioulo muito forte, parecendo um peão de obra, até pelo modo de se vestir, de pé, sendo chupado por um cara de uns 45 ou 50 anos, de cabelos e cavanhaque grisalhos. O cara estava sentado na cadeira do corredor e mamava o negão em pé ao lado da pilastra... Encostei na parede e fiquei olhando, impressionado com a fome do viado... Ele mamava a pica do negão com um gosto que só vendo... deslizava os lábios e engolia a rola todinha... que saía babada e brilhando de saliva... O criolo pegava a cabeça do viado pela nuca e socava até a garganta, fazendo-o engasgar e depois o viado voltava a mamar com gosto... às vezes o negro ficava bombando a boca da bicha, como se fosse uma buceta... Cheguei mais perto e pude ver que, quando o cara socava com força na garganta, corriam lágrimas na cara do boiola... O crioulo ficou alternando socadas, até engasgar, bombadas e as chupadas babadas e carinhosas do viado por uns quize minutos, acho... Não aguentei e, encostado na parede, comecei a tocar uma punhetinha... nunca tinha visto, e muito menos levado, uma mamada tão tesuda... Depois de arregaçar a boca do viado, o negão estremeceu e socando a pica na garganta da bicha, segurando sua cabeça pela nuca, esporrou... fez o viado engolir tudo... Mas acho que ele engoliria de qualquer jeito... A bichona apertava a pica do crioulo da base até a ponta... espremendo as últimas gotas de porra e lambendo com sofreguidão... e continuou chupando a pica do preto enquanto amolecia... teria continuado a mamar até endurecer de novo, acho, se o crioulo não tivesse empurrado sua cabeça e guardado a pica, já limpinha e brilhante de saliva na calça. O negrão foi embora sem dizer nada e o viado respirava fundo... Pensei que o puto ia descansar, mas ele já estava de olho na minha pica... e começou a passar a língua nos lábios... Eu estava doido de tesão... e não resisti... me acerquei da bicha e pus a pica na sua cara. Ele começou aquela mamada babada que eu já tinha visto... Nunca vira nada igual... era uma delícia... nenhuma mulher que já tinha me chupado podia comparar-se... Resolvi experimentar a sensação de socar a pica na garganta e bombar sem dó a boca do viado, coisa que nunca pude fazer com ninguém..., e foi uma delícia... segurava a nuca da bicha e metia até os ovos encostarem no queixo... o nariz no meio dos meus pentelhos... Ele engasgava, fazendo um ruído desesperado, sem ar, mas logo que recuperava o ar voltava para a minha pica com mais fome... Engolia o caralho todo, lambia as bolas... As lágrimas desciam pelo rosto do viado... Como gosta de rola! Mas, nisso, já tinha uns três caras nos observando... Fiquei meio incomodado e, abaixando um pouco, falei no ouvido do viado: - tem muita gente olhando..., e ele respondeu: - vamos para o banheiro... Ele levantou e foi na frente... Quando cheguei no banheiro, achei minha bicha já sentada numa das cabines, entrei e soquei a rola em sua boca... No claro do banheiro pude ver melhor, era um cara de uns 45 anos, um pouco gordinho, mas bem forte, e peludo... Jamais teria tesão naquilo... mas estava morrendo com aquela boca... Continuei a bombar e socar naquela boca deliciosa, e a receber aquela mamada bem babada... O viado levantou-se um pouco e, sem falar nada, arriou a bermuda e a cueca até os joelho... voltando a sentar-se na beira do vaso e a dar a melhor chupada da minha vida... Eu estava louco de tesão e fiquei com uma vontade enorme de meter no cu do viado... Em parte pela delícia de chupada, que estava me fazendo subir pelas paredes, em parte porque sabia que com ele poderia fizer o que quisesse... sem as frescuras da minha mulher ou das putas da Guaicurus... Falei pro viado: - vira que vou comer teu cu... Ele terminou de babar o meu caralho e virou-se abaixando-se e abrindo o cu com as duas mãos... Era uma bunda branca e carnuda, com uma penugem que, àquela altura, já estava me dando tesão... Quando abriu o cu, vi uma olhota vermelhinha e brilhante... Encontei a cabeça no cu da bicha e senti o porquê do brilho... já estava meladinho, lubrificadinho.... Cravei a chapeleta no viado e ele soltou um suspiro profundo e, incrível, jogou-se para trás engolindo a pica toda... era todo o que eu queria... um cu para socar sem dó... Meti no viado até cansar.... alternando estocadas violentas e metidas lentas... A bicha ficou quietinha, só curtindo a rola no cu... O cu dele era larguinho, mas quente e macio... uma delícia. Depois de muito meter, enchi o cu do viado de porra, outra impossibilidade com as putas das redondezas, e tirei o caralho... Pensei que tinha acabado, mas o cara pegou na minha pica e começou a lambê-la, chupando-a em toda extensão... Não sei se ele queria que ela ficasse dura de novo... com aquela boca acho que conseguiria, mas eu estava cansado, tinha que viajar e me deu vontade de mijar... Disse então para o puto: agora eu tenho que mijar... Eu queria sair fora, também, mas nunca vou esquecer o que ouvi: - pode mijar na minha boca... Nunca tinha visto aquilo... aquela bicha é muito depravada... mas, como queria arregaçá-la de todo jeito, dei uma mijada na boca do viado... Ele engoliu o primeiro jato, mas não aguentou e direcionou o resto para o vaso sanitário... aparando com boca e a língua ante do mijo chegar ao vaso... Depois ele chupou a pica todinha... deixando-a limpinha... Antes de sair da cabine, perguntei a ele como ele tinha aprendido a chupar daquele jeito e ele disse, de olhos baixos: - faço isso desde garoto... Perguntei a ele se ia sempre alí, já pensando em gozar mais outras vezes, e ele disse que não era de Belo Horizonte e que só ia ali de vez em quando (coincidentemente como eu). Saí então do banheiro, deixando aquele viado lá com o cu cheio de porra e boca mijada, com certo nojo, mas, não posso negar, uma vontade enorme de arregaçá-lo de novo...

Comentários

10/09/2012 17:35:45
que interessante esse conto.
23/04/2012 19:55:20
Otimo Conto : ) Le o meu tbm' e deixa la sua opinião
12/09/2011 13:29:28
04/08/2011 00:12:32
Novinho, branquinho, 16 anos, 1,65 alt, 60 kg, magro, lisinho, moro em Ilha Comprida litoral de SP, procuro homens + velhos que tenham carro e venham me buscar, só acc + velhos, contato: lian_oi@hotmail.com
27/02/2011 01:36:37
Vou sempre no Marabá. Já tive meu pau chupado deliciosamente e já comi muito cu ali também. Quem quiser usufruir do meu pau e leitinho e só entrar em contato pra marcarmos encontro: taradao.ativo@hotmail.com
27/02/2011 01:33:16
vou sempre ao Marabá e ja tive meu pau chupado deliciosamente e já comi muito cu alí tembém..quem quiser usufruir do meu pau duro e cheio de porra entre em contato para marcarmos encontro: taradao.ativo@hotmail.com
emy
29/11/2010 14:56:41
leo nossa coroa negro, vc n sabe o quanto eu amo um coroa negro. imagino a delicia q vc deve ser!!hummmmmmmm. vc poderia me dar seu email. o meu e emy_leandro@mail.com. podemos nos encontrar la. adoraria te chupar todinho etbm ser chupado por vc.
emy
29/11/2010 14:55:49
leo nossa coroa negro, vc n sabe o quanto eu amo um coroa negro. imagino a delicia q vc deve ser!!hummmmmmmm. vc poderia me dar seu email. o meu e emy_leandro@mail.com. podemos nos encontrar la. adoraria te chupar todinho etbm ser chupado por vc.
04/11/2010 15:22:05
Muito bom.
28/07/2010 17:22:37
Às vezes vou ao Maraba. Gostaria que aqueles que curtam uma gostosa brincadeira com um negro grisalho, que gosta de uma sacanagem, nao necessariamente envolvendo penetracao, mas uma boa troca de caricias orais entre em contato e quem sabe podemos nos deliciar, chupando e sendo chupados?
14/03/2009 12:19:42
Adoro cacete negro, se for grande, grosso e duro, hum, dou tudo. gregoriantunes@hotmail.com
14/03/2009 12:18:18
Adoro rola negra grande e bem dura. Sou de BH e dou tudo pra voce quando quiser. gregoriantunes@hotmail.com
06/03/2009 20:13:52
Acho que este é o melhor cinema de BH. Pelo menos lá a gente pode se divertir sem ninguem enchendo o saco. pelo menos tres vezes ao mes vou até la, mas tem um problema. o que me chamar a atencao primeiro prevalece. Já teve vez de eu ir e ser chupado e gozar numas tres bocas, e tambem ja chupei e bebi muita porra. Nao sei qual das duas coisas é melhor, mas vale a pena ir até o Marabá de vez em quando. e se voce quiser ir até lá, e tiver um pouco de paciencia, com certeza alguem vai se aproximar. é prazer pra todos os gostos. Se estiver em duvida, me envie um e-mail que lhe esclareço melhor sobre o " paraiso "
27/12/2006 23:52:01
Acho que esse viado era eu. O relato me lembra muito uma foda que dei nesse cinema. E nesse dia ainda levei outra pirocada... saí descadeirado...

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.