Casa dos Contos Eróticos

Feed

Ensinando minha filinha a fuder (continuação)

Autor: Karol Guedes
Categoria: Heterossexual
Data: 25/11/2006 12:04:34
Nota 5.50
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Como disse no conto anterior eu e minha filha combinamos de não transar-mos mais juntas com o Guilherme, mas o Guilherme começou a insistir muito pra transar-mos os três juntos de novo, falou comigo enquanto transava comigo e fez o mesmo com minha filha, eu e minha filha sabíamos que era errado o que estávamos fazendo, depois que transávamos com Guilherme sempre batia um remorso muito grande, pois estávamos traindo o homem que mais amávamos na vida, como falei no conto anterior amo demais meu marido e minha filha e louca pelo pai, mas não conseguíamos parar, pois o tesão falava mais alto. Então resolvemos ceder as vontades de Guilherme e transamos os três juntos de novo e esses encontros a três foi se tornando freqüente, pela presença de minha filha em casa eu imaginava que nunca ninguém ia desconfiar de nada, foi meu triste engano. Como falei o Guilherme insistia muito pra transar outra vez nós três juntos a Larissa minha filha era mais aberta a essa idéia eu relutei um pouco mais acabei aceitando e começamos a transar os três com uma certa freqüência, sempre em nossa casa. Mas aconteceu que um vizinho atento as idas de Guilherme a minha casa sempre que meu marido viajava a escrever uma carta anônima que deixou meu marido desconfiado. Quando voltamos a nos encontrar os três foi muito gostoso, Guilherme me comeu e comeu minha filhinha de todo jeito, mas o mais incrível pra mim foi ver minha filhinha que eu achava tão sensível levando aquele cacete enorme de Guilherme no rabo, fiquei muito excitada vendo a cena, Guilherme começou a meter forte como fazia comigo e minha filhinha gritava de dor e tesão chegando ao orgasmo varias vezes depois Guilherme vinha e me comia da mesma forma me deixando totalmente preenchida por ele, depois ele gozava na nossa cara fazendo engolirmos todo seu esperma. Foi ai que aconteceu o pior. Ramon meu marido tinha viajado e quando chegou estava estranho, pensativo e distante ele não fez sexo comigo durante toda semana que ficou em casa, eu perguntava o que estava acontecendo e ele nada falava, mas nem imaginava o que estava acontecendo e ele acabou viajando de novo na semana que ficou em casa não transamos o que me deixou muito preocupada, cheguei a conversar com minha filha, que me confessou que também tinha achado o pai estranho, ainda conversamos e minha filha me falou que se sentia muito mal depois que transávamos, se sentia culpada por estar traindo o pai, pois ela adorava ele e chegava até a chorar quando acabávamos nossas transas eu falei que também não me sentia bem com tudo aquilo e depois de muito conversamos resolvemos acabar com o nosso caso com Guilherme que quando foi comunicado da nossa decisão entendeu mais pediu uma despedida, marcamos pra o dia seguinte e foi uma loucura cheguei a pensar em desistir da decisão que tinha tomado, mas já estava conformada. Dois dias depois Ramon voltou, quando ele chegou ele nem me beijou só me avisou que ia tomar uma banho e que queria muito falar comigo e nossa filha, achei estranho a forma que ele falou comigo e achei que ele tinha desconfiado de alguma coisa, se fosse isso o motivo da sua mudança negaria até a morte e tratei de combinar isso com nossa filha antes que ele termina-se do banho. Ficamos esperando ele na sala, quando ele desceu se serviu de uma dose de wisque e bebeu de uma só vez, coisa que chamou a atenção minha e de minha filha, porque Ramon raramente bebe, então ele se sentou e começou a falar, começou a falar calmamente como era seu jeito, era uma das qualidades que ele tem em nossas briguinhas ele nunca falava alto sempre se mostrava muito calmo. Foi quando ele me mostrou a carta anônima que tinha recebido, quando li gelei, mostrei a minha filha que leu em silencio, ai falei pra ele que aquela carta estava querendo colocar desconfiança em nossa família ai a Larissa falou também mostrando indignação que não acreditava que meu pai poderia acreditar naquilo, até ai estávamos atuando bem, foi quando ele falou que tanto acreditou que contratou um detetive particular e que esse tinha colocado escutas telefônicas e câmeras escondidas na casa, nessa hora o mundo caiu, eu e minha filha não sabíamos onde enfiar a cara, mas mesmo assim falei que ele estava louco, já não sabia o que falava, nesse momento ele tira uma fita de vídeo e coloca no aparelho de vídeo e aparece eu minha filha e Guilherme transando numa cena onde eu levava o pau do Guilherme no rabo onde ele me xingava muito de puta, safada, cachorra e eu gritava pra ele meter forte no meu cu e gemia alto, nesse momento eu fiquei me sentindo uma verdadeira puta eu não imaginava que era tão chocante a cena vista daquele jeito cheguei a ficar com nojo de mim ainda mostrava eu e minha filha de boca aberta e Guilherme gozando na nossa cara e nós duas disputando o pau dele deu até vontade de vomitar. Ele tira a fita e fala da sua decepção com nós duas, nesse momento eu me levanto e começo a dizer que aquilo foi só sexo que eu amava demais ele que ele me perdoa-se, ele olha pra mim agora eu via muito ódio nos seus olhos e falou que sempre achou que eu era a mulher da vida dele, mas eu não passava de uma vagabunda, puta safada que jamais ele me perdoaria por aquilo, nisso minha filha tentar interferir e ele manda ela se calar, ela ficou paralisada seu pai nunca falou daquele jeito com ela, ai ele começou a dizer que o pior não foi descobrir que a mulher dele lhe traia e sim saber que a filha dele que ele tanto amava também participava daquilo, minha filha começou a chorar e ele continuou a falar, disse que a partir daquele dia nos duas morremos pra ele que não queria nunca mais olhar na nossa cara e que o único sentimento que ele tinha agora por nós duas era nojo, eu falei que a culpa era toda minha pra ele deixar nossa filha de fora, mas ele virou pra mim e falou que não tinha mais filha nem esposa, que já tinha falado com um advogado e que já tinha resolvido tudo sobre nossa separação, ele ainda disse a minha filha que sabia que com a separação ele certamente teria que pagar uma pensão pra ela, disse que pagaria, mas o dinheiro seria depositado no banco, pois ele não queria olhar pra cara dela de jeito nenhum. Depois disso tudo ele foi embora, minha filha correu pro banheiro e começou a vomitar como se quisesse colocar pra fora todo o esperma que tinha bebido do nosso amante e deu uma crise de choro muito forte que tive que da um calmante pra ela, nos separamos dois meses depois ele foi morar nos Estados Unidos, minha filha ficou muito mal entrou em depressão tive muito medo que ela morresse Ramon continuou pagando a pensão até minha filha completar 21 anos, mas sem nunca a perdoa, isso era o que eu mais sentia, pois eu via todos os dias o sofrimento da minha filha sentindo a falta do pai, eu perdi o amor da minha vida e ela o pai que adorávamos tanto. Ramon ficou 5 anos fora do Brasil quando voltou fiquei sabendo através de amigos em comum que ele tinha casado e tinha uma filhinha, minha filha também casou e teve um filho lindo, mas até hoje não é feliz totalmente e sei porque, eu tive alguns namorados sem muito futuro ainda tinha a esperança de Ramon voltar pra mim. Até que um dia estava num restaurante almoçando quando Ramon entra com sua esposa uma loira muito bonita devia ter uns 28 anos e sua filhinha, nessa hora minhas pernas ficaram bambas, meu coração quase sai pela boca, minha vontade era de pular em cima dele e pedir perdão e voltar pra mim, quando ele me viu se assustou, mas depois fez de conta que não me conhecia, cheguei em casa arrasada e liguei pra minha filha e acabamos chorando muito. Esse relato é uma forma de desabafar, uma coisa que começou como uma forma de prazer acabou com minha vida, pois perdi meu marido, tive que conviver com os problemas da minha filha gerados pela nossa traição. E o Guilherme ??? Este sumiu contei a ele tudo que aconteceu e disse também que não sentia mais tesão por ele, com ele era só tesão não era homem pra mim, que era verdade, o homem da minha vida era Ramon e eu amava muito, alias ainda amo. Hoje vivo tentando encontrar a felicidade de novo, e acho difícil encontrar, minha filha vive tentando se aproximar do pai com vontade de conhecer sua irmãzinha e que o pai conheça seu neto, sempre vigiando ele de longe sem coragem pra se aproximar e Ramon todos me dizem que esta muito bem e feliz. Pelo menos ele esta feliz, acho que ele sempre mereceu ser feliz, pena que não comigo.

karolguedes@yahoo.com.br

Comentários

06/01/2013 18:30:49
Até que enfim leio um conto em que a vagabunda se fode no final. Parabéns por escrever uma história com final feliz. Nota 11.
11/08/2010 01:17:24
Começou bem, mas cada um conta da forma que deseja..
02/02/2009 20:33:33
Desejo que hoje você e sua filha estejam bem melhores e tenham consguido superar a situação. Engraçado; que todos nós traímos alguém alguma vez, mesmo que em pensamentos, Mas não aceitamos e raramente desculpamos a quem nos trai, nem tampouco, colocamo-nos no lugar do Traidor, se assim o fizéssemos, seria bem mais fácil desculparmos uns aos outros. Seu primeiro conto foi divino, excitante e estimulador, quase ou até mesmo masturbatório, já o segundo; retira toda a excitação do primeiro. Desejo que sejam só, contos e não relatos. Muito triste uma decepção depois de tanta excitação! Impossível de dar alguma nota, até mesmo, por que não saberei o que estaria pontuando. Até mais e que Deus as Perdoe. Roberto_monteiro@yahoo.com.br
24/11/2008 13:56:46
bom moça não sei o que mais se vc quiser conversar , mt coisas acontecem p/ amadurecermos doutro modo tem algo em nos que diz se não oassarmos pela experiencia estamos perdendo uma oportunidade mas isso não e verdade meu email silenciodeouro@hotmail.com
Le
14/12/2006 04:05:45
O tesão é uma arma perigisa. Quem se entrega sabe o quanto pode ser perigoso. Mas acho que o que pegou foi a traição. Se tivesse procurado o seu marido e confesado, ele talvez perdoasse. O que ele jamais perdoa é a traição é a mentira. POr isso fzemos tudo juntos e na maior sinceridade.
05/12/2006 03:24:15
putz!!olha vc tem noção do trauma que causou a esta garota?bom ela gostou porq era adolescente e adolescente nao pensa,mas vc anjo,uma mulher feita?olha cinceramente tou com pena de sua imbecilidade,aff parece criança né?olha se quiser tc..kise conversar ,me adciona?nao vou te criticar juro...queria apenas entender..tudo isso...bom fica com deus e ótima semana!!!aninha_galega25@hotmail.com..opsss dispenso curiosos me adcionando..sou xata pra cassete..nao aceito todo mundo!!!
27/11/2006 23:31:50
OLHA NO PRIMEIRO CONTO VC NÃO DIZ QUE TINHA CAMERA NO QUARTO,SÓ DEPOIS QUE RECEBEU A CARTA DO AMIGO? VC NÃO PARECE ARREPENDIDA,SE VÊ OUTRA PICA VAI QUERE SUBIR EM CIMA.PORTANTO SE QUIZER MAS PICA PARA PASSAR A SOLIDÃO TEM DE SOBRA SÓ ESCOLHER E RELAXAR..O TEMPO VAI PASSAR.CONTINUA SENDO IMPRESSIONANTE SEU CONTO CHEGOU PERTO DA REALIDADE , PARABENS..
26/11/2006 15:31:09
Acredito que todas as fantasias sexuais tem de ser realizadas, mas tem excessões, como o próprio nome ja diz, sao ''fantasias'', algumas valem a pena apenas ficar na imaginação, uma delas é esta!!!! Se sentia tanto prazer assim, em tranzar a três, ultilizasse outras formas de realizar, swingers é um exemplo, agora voce me faz uma dessa? ainda por cima coloca sua filha no meio? totalmente inconsequente!!! merece tudo isso e mais um pouco, tanto voce quanto sua filha!!!! tatiane_chagas1@hotmail.com
26/11/2006 12:25:24
Já havia expressado meu conceito no seu texto anterior...vc é uma pessoa má...sem vergonha, foi o que eu te disse..parabéns ao seu marido, agiu com dignidade...se vcs tivessem conversado sobre os problemas do casal,vá lá...mas envolver sua filha e agir desta maneira, tornou-a assim: má...deu no que deu...
Ale
25/11/2006 16:10:25
Por isso eu digo,mulher que não dá avoa... Vc mereceu isso tudo e mais um pouco sua biscate!!!
25/11/2006 12:35:22
Que data saiu o primeiro?

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.