Casa dos Contos Eróticos

Feed

encoxada nas crentes no meio da multidão

Autor: Jr.
Categoria: Heterossexual
Data: 28/10/2006 23:02:03
Nota 8.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ola, meu nome é jr, como já contei em um dos contos anteriores, as crentinha adoram ser encoxadas, ai vai mais uma experiência com encoxadas em mulheres crentes, depois que descobri isso, tenho aproveitado o maximo, já que elas gostam. Certo dia fui uma festa que reunia muita gente, quando cheguei lá, estava entupido de gente, decidi entrar no ginásio, com a intenção de encoxar uma gostosinha, dessa vez foi uma senhora loira, cabelos loiros e liso, pele branca, dona de uma bunda espetacular, que vestia seu vestidinho branco de seda e dava pra ver a marca da calçinha preta enfiada naquela maravilhosa bunda, a safada já estava sendo encoxada por um senhor aparentando uns 60 anos, moreno, alto, que fingia esta prestando atenção no show, a safadinha, fechava os olhos se concentrando no que estava acontecendo atrás dela, e empinando cada vez mais aquele bundao, quando de repente, aquele senhor, faz um movimento meio inquieto, e sai, quando ele sai, noto que atrás do vestido da vadiazinha estava meio molhado, o taradinho tinha gozado nela, como notei que ela estava no clima, já cheguei por trás encoxando na cara de pau, ela deu uma olhadinha para trás, e decidiu deixa rolar , naquele momento meu tesão era tão grande que aproveitei a multidão apertando, tirei meu pau pra fora e comecei a roçar bem forte atrás daquele rabao, que retribuía empinando cada vez mais para sentir meu pau, comecei a puxar seu vestido para cima e falei no seu ouvido , já que estamos no clima deixe me lhe abraçar , ai niguem vai desconfiar, no começo ela tentou barrar a brincadeirinha, mas logo foi se acostumando, abracei aquela vadiazinha, e falei no seu ouvido que tinha visto o velho encoxa-la, e gozar na bunda dela, e que agora era a minha vez, ela fechava os olhos e gemia baixinho,passei meu pau naquela bundona,e ficamos ali agarrados sarrando, de repente ela diz que seu marido estava se aproximando no meio do povo, fastei sua calcinha e gozei bem na entradinha do rabinho dela, baixei seu vestido e me afastei um pouco dela, e guardei meu pau e fiquei observando a chegada do maridinho dela, quando ele chegou, abraçou ela por trás e ficou ali abraçado, enxugando meus esperma na bunda dela. Sai dali e parti para outra, sai fora do ginásio, e fui comer alguma coisa, quando cheguei numa barraca, estava uma aglomeração de gente, para compra sanduíche, devido a promoção, logo fui entrando no meio e procurando uma bundinha, quando olho,vejo uma irmãzinha de óculos,aparentando ter uns 20 anos, morena, gordinha, + ou  1,75m . Pensei comigo agora é hora de aproveitar, me posicionei atrás dela, e fingi está querendo um sanduíche também, ela deu uma olhadinha para trás ao sentir meu pau duro em sua bunda, e continuou, esticando o braço e pedindo o sanduíche, fiquei ali encoxando ela, e passando a mão no seu largo quadri, ela estava vestida com uma saia longa de cetim , e uma calcinha pequena, encoxei gostoso aquela safadinha, ela falava alguma coisa pra amiga dela, talves dizendo que tinha alguém se esfregando nela, a amiga dela só faltava empurrar ela entrar no lugar dela, eu fingia que nada estava acontecendo, minha pressão era tão grande naquele rabo que empurrava ela contra as pessoa na frente dela. no momento que levantei sua saia, com muita dificuldade, parecia que não ia conseguir, passei minha mão naquela bundinha lisa, ela deu um suspiro, e baixou o braço, e quis sai dali, mas como era muita gente eu pressionei mais ainda ela contra o povo, tirei meu pau pra fora e falei no ouvido dela, tenha calma que já vou lhe deixar em paz, ela pensando que se tratava de um tarado aramado, ficou quietinha e facilitou para mim, pedi para segurar sua saia enquanto eu comia sua bunda, ela estava tensa, não conversava mais com sua colega, e não via a hora de acabar aquele pesadelo, passei a mão em sua bucetinha, e enfiei o dedo dentro dela, estava bem molhadinha, ela começou a gemer baixinho, e fechava os olhos , coloquei meu pau na portinha do seu cuzinho, tava meio apertado, pedi pra ela abrir mais um pouquinho as pernas, ela abriu ,enfiei meu pau dentro daquele reguinho quente, e comecei no gostoso vai e vem, ate com poucas estocadas meti um jato de porra dentro daquele cuzinho, ela no momento que gozei fechou as pernas , ai senti que ela tinha gozado também, tirei meu pau, limpei em sua saia, ai falei pra ela: agora você esta liberada, ai ela saiu sorridente, como se estivesse ganhado um presente, e não quis esperar o sanduíche. Por isso eu digo que elas gostam de serem encoxada.

E-mail= mad.ro@hotmail.com

Comentários

06/07/2010 12:04:57
Gostei do conto. Nota 8, pois eu esperava mais;;;
11/03/2010 18:37:12
isso mesmo,tem que colocar o pau p fora e melar elas todas,eu tambem entro na net,so p veer onde tem show envangelico,so p ir com ma intençao.e na hora de digitar o teu conto, nao se preocupe com os erros de portugues,pois a net ta cheia de professor mas «nois´indenti.o que vale e sair feliz detras de uma bunda.
31/10/2009 14:49:04
só um idiota acreditaria em vc !!!
18/12/2008 04:54:37
Mano, a agora tem varios sites que agendam encoxadas, vé esse ae http://lotadao.blogspot.com
23/07/2008 03:53:26
cara,se voce curte encoxadas, vai nesse site que agenda encoxada, funciona, elas ADORAM, é 100% anonimo... www.encoxada.websitewizard.com
25/08/2007 19:34:23
Acho que elas gostam sim...no onibus é mais gostoso
25/11/2006 02:11:35
GOSTEI DO CONTO! ESSAS CRENTINHAS FALAM Q SÃO VIRGENS E COISA E TAL, MAS FAZEM ATÉ BIRRA POR CONTA DE ROLA!!! NOTA 10
29/10/2006 01:45:42
dificil ler o conto ate o final. Mediocridade total, sem falar que a lingua portuguesa passou longe do nosso amigo.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.