Casa dos Contos Eróticos

Feed

EU MEU MARIDO NO ÔNIBUS A NOITE

Autor: Bete
Categoria: Grupal
Data: 24/08/2006 17:22:02
Nota 6.33
Assuntos: Grupal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu tenho 40 anos minha mulher 35, ela é loira corpo bronzeado tem marquinhas de biquine por sinal mínimos só usa fio dental e Tudo começou quando fomos comprar passagens para uma viagem de vitória para s Paulo, a saída foi as 20:00 e a chegada as 10:00 da manha.

Não encontramos passagens juntos, consegui a cadeira 38 e a 40 ambas no corredor e contávamos que íamos trocar com algum passageiro para viajarmos juntos e embarcamos. Ao sentar, do meu lado na 38 estava um rapaz de uns 20 anos, pele escura, parecia alto e forte, pelo tamanho de suas pernas, estava sentado meio escrachado com as pernas meio abertas e do outro um senhor de aproximadamente uns 50 anos, um senhor escuro, forte eu e minha esposa pedimos a ele para trocar conosco, sentar do lado da mulher na 38 ele disse que não daria por que poderia passar mal, por este motivo viajava na janela e ele eu creio e ele notou que devido ter um rapaz no meu lado imaginou a mulher dele vai sentar comigo, ele não vai deixar ela sentar com o rapaz bem mais jovem e assim conformamos e viajamos um do lado do outro, poltronas diferentes, eram 20 h da noite, eu estendi meu braço e pequei na mão de minha mulher e viajamos assim por alguns minutos, mas o braço estendido começou a doer e como estávamos um pouco cansado, soltei o braço dela e ela disse que ia dar uma cochilada, ela estava viajando com uma calça jeans com lycra bem apertada e a danada é bem gostosa, para se ter uma idéia, ela tem 105 cm de quadris e loira e muito bonita, estava comum blusinha aberta na frente que fechava com fitas, ela sempre quando viaja desabotoa a calça para desapertar uma pouco a barriga e isto ela fez logo, desabotoou a calça, e virou para o meu lado, ficou uma pouco de lado com a bunda virada para o tal senhor que estava na janela. Ela logo adormeceu e o ônibus ficou escuro pois estávamos na estrada, as cortinas tanto do meu lado quanto do sr escuro que viajava do lado de minha mulher estavam fechadas, não estava entrando claridade. Fui tentar cochilar tb, apesar da perna do rapaz estar me incomodando um pouco, ela viajava com as pernas abertas e encostava na minha, bem, passando alguns minutos cochilei mas acordei com o balanço do ônibus e queria ver o que estava acontecendo com a minha esposa se o camarada não estava pertubando ela com alguma coisa, quando passava um veículo no sentido contrário fazia um pouco de luz lá dentro do ônibus, mas era rápido e pouco e eu notei que o camarada estava com a mão encima do encosto da cadeira, aquele que separa as duas no meio, parecia que era proposital pois a bunda de minha mulher estava encostada no encosto, vi de relance que ele mexeu uma pouco a mão e encostou sua mão na bunda dela, ela não acordava, então ele ousou mais, virou pro lado dela e com as duas mãos foi mexendo na calça comprida de minha mulher que já estava bamba, meio solta pois ela havia desabotoado no início, abaixou um pouco e ficou aparecendo a metade da bunda dela , dava para ver quando um carro passava, e o danado começou a aliza-la, pensei em acorda-la e acabar com aquilo, mas estava começando a ficar excitado e gostando da idéia pois algumas vezes já imaginava uma situação dessa com minha mulher, ela sendo molestado por outro homem. O camarada então alisava sua bunda e passava a mão mesmo e sua calcinha muito pequena ela estava adorando, e minha mulher aparentemente dormindo eu creio, o discarado então desabotoou a calça dele e tirou para fora a sua rola e para meu espanto devia ter uns 25 cm de pau e grossa a jeba do cara, e estava duríssima, pois com um avião daquele, do lado quem não ficaria, ele então virou mais um pouco e ousou mais ainda, levantou bem devagar o encosto que separava as cadeiras no meio e nisso ela parece que relaxou um pouco e arriou mais a bunda pro lado dele não tinha mais o encosto e ele aproveitou e foi colando o corpo nela, ele passava a mão em sua bunda e pegou o caralho que estava duro e foi passando na reguinho dela por cima da calcinha, eu então acendi a luz do meu lado, parecia que todos no ônibus dormiam, exceto eu e tal senhor e com isto eu tinha uma visual do que aparentemente estava acontecendo com minha mulher, o cara foi puxando a alça da calcinha de minha mulher para o lado e devagar pois parecia que ele fazia tudo com a maior cautela para eu não perceber e não acordar minha mulher e deu para ver nitidamente quando ele foi introduzindo aquela tora de rola dentro da buceta da minha mulher ela parecia que estava anestesiada não esboçava nenhum gemido, nada, ele então foi estocando sua rola bem devagar e ficou assim por alguns minutos até que notei que minha mulher se mexeu um pouco, o cara então tirou a rola de dentro dela e ficou na poltrona dele meio quieto, com o pau ainda duro e para o lado de fora apenas colocou a mão em cima dele para tapar um pouco e ela não notar e aconteceu o inesperado, ela foi se virando aos poucos para o lado do tal senhor e como se fosse comigo, ela deitou a cabeça em seu ombro e virou sua bunda pro meu lado, e deu mesmo para notar que sua calcinha estava na metade da bunda e aparecendo aquele visual lindo, eu imaginava se passar alguém aqui, vai querer até passar a mão na bunda de minha mulher e nisto o camarada que viajava comigo do meu lado, deu uma acordada e disse que ia ao banheiro e ,ele vai ver a bunda de minha mulher e não deu outra o cara ficou meio extasiado como visual, ele foi ao banheiro, não demorou muito, voltou e de propósito passou a mão na bunda dela, eu estava virado para ela mas como se tivesse cochilando, com os olhos meios abertos, so para ver o que ia acontecer, ai ele tirou o pau para fora e encostou em sua bunda e olhava para mim se eu estava olhando e batia uma punheta, o cara do lado da minha mulher tb parecia que estava meio assustado e cerrou os olhos tipo vou deixar como esta senão sobra para mim, e o rapaz do meu lado gozou rapidinho e lambrecou a bunda de minha mulher de porra e colocou seu pau par dentro da calça rápido e veio se sentar do meu lado na hora que ele foi passar por mim, pediu licença eu apenas me virei como se estivesse sonolento e ele passou e ficou quieto, a minha mulher por sua vez, encostada a cabeça no ombro do camarada, colocou tb suas duas mãos em cima do colo do sujeito que devia estar ainda com o pau duro o senhor que sentava na janela, ai ele provositadamente deixou o pau a mostra e ela colocou uma de suas mãos em cima do pau dele o cara quase foi a loucura, então ela começou a cair mais para cima dele e foi escorregando como se fosse deitar no colo dele e assim fez, bem devagarzinho deitou em seu colo e a sua cabeça ficou em cima da rola do cara ela a partir daí começou a chupar a rola , a tora do cara , foi lambendo e foi que percebi e confirmei que ela não estava dormindo nada tava é gostando da situação. Ela então chupava aquele caralho enorme, dava pra ver de onde eu estava e como tava olhando em sua direção, so que com os olhos semi abertos para ela não perceber e o rapaz do meu lado tb via tudo e começou a bater uma punheta, colocou seu pau para fora e batia uma dava para escutar, e o danado resolveu me encochar, encostou sua perna na minha bunda porque afinal eu estava com a bunda virada para ele e estava com uma calça de elástico na cintura, fica bastante bamba e confortável para viagem longa como aquela, ai ele virou o seu pau em direção a minha bunda e encostou a cabeça, tb dava para sentir que era uma rola grossa, e ficou apertando seu pau na minha bunda por cima da calça é claro, eu tava tão excitado com tudo aquilo, minha mulher levou na buceta, foi esporrada em sua bunda pelo rapaz e agora chupava a rola do senhor do seu lado e não demorou muito o cara gozou e esporrou muito na cara dela e em sua boca, ela continuou com o pau do camarada na boca e derepente ela levanta a cabeça e vira pro meu lado, devia estar com a boca toda cheia de porra, me chamou baixinho, querido acorda, eu abri os olhos e perguntei o que ela queria e ela disse quero um beijo seu, estou com saudades, eu então me levantei e fui beija-la e lasquei um beijo gostoso, demorado e a sua boca estava com gosto de porra, ela bebeu um pouco e deixou de propósito sua boca cheia ainda e eu a beijei assim mesmo e senti aquele gosto gostoso de porra de outro homem em sua boca e na minha. Disse pra ela querida vai dormir agora ta bom e assim ela fez, virou o bundão pro lado do senhor e este aproveitou denovo e encostou seu pau na bunda dela e dormiu com o corpo dele colado no dela por trás e quanto a mim que não tinha gozado ainda, fiquei na mão mas aproveitei tb do rapaz que sentava do meu lado, antes de sentar-me de novo, fui ao banheiro e tirei minha cueca, trouxe ela na mão e guardei na minha maleta em cima e dei uma olhadinha pro rapaz que estava com o pau dele para o lado de fora, era uma tora tb, devia ter seus 20 cm e grossa ainda por cima, quando me sentei dei logo um jeito de abaixar minha calça aparecendo minha bunda que diga-se de passagem é lisinha e gostosa, redondinha, estava com uma camisa solta por cima, ninguém via que tinha abaixado a calça, se o rapaz viesse a me tocar de novo ia ver ai era com ele, e passaram alguns minutos ele veio de novo na investida, encostou primeiro sua perna na minha bunda, eu estava de costas para ele, depois ele se virou mais e tirou o pau para fora que já estava pra fora, e duríssimo e me encochou ou melhor encostou aquele pau na minha bunda e levantou um pouco minha camisa e ai ele notou que eu estava sem cueca e com a bunda aparecendo, ele então por debaixo de minha blusa foi me alisando, a bunda e continuou a apertar seu pau na minha bunda e ai, só sentir ele cuspindo em sua mão e lambrecando sua rola, que ficou toda molhada ele então começou a encostar a cabeça de seu pau na entrada do meu cu e foi forçando um pouco e foi entrando a cabeça e eu sentindo ao mesmo tempo dor e prazer quase gozando so dele enfiar a cabeça em meu cu, ele foi forçando mais e entrou a metade ai ele forçou mais e encaixou sua rola toda dentro da minha bunda, eu gozei na hora, esporrei o banco todo e ele continuou a bombar seu cacete no meu cu e em alguns minutos ele gozou e senti descer muita porra no meu cu e na minha bunda e na minha perna, eu puxei ele para junto de mim e fiz ele ficar colado na minha bunda sem tirar o pau de dentro do meu cu, foi uma delícia. O que aconteceu depois eu continuo outro dia. Em outro conto.

Comentários

08/09/2009 13:04:42
ja ouvi falar q todo castigo pra corno é pouco mais isso é dimais pow maluco vai se tratar isso é doença vlw fui...haaa nota zero vlw.
11/08/2009 04:39:57
MOTEL GIRASOL
11/08/2009 04:39:23
Haaaaaaaaaa ia me esquecendo moro no RJ e frequento o motel com piscina coletiva em dias de sol forte
11/08/2009 04:38:08
Cheio de críticos, mas como teve gente que leu sua história, hehehe um bando de hipócritas, eu cheguei a tocar uma punheta e gozei gostoso, sou um cara de 40 anos bem dotado, cuido do meu corpo aparento menos idade, e adoro realizar fantasias de maridos e esposas, moro no RJ.. Me escrevam meu e-mail p/contato e dinhoembalo@gmail.com
14/01/2009 10:10:42
o cara é bissexual, e gosta de toras tambem, pego vc e sua mulher juntos.
16/12/2008 02:41:32
que cara mentirozo em primeiro lugar a mulher com uma calsa apertada como ele ia coseguir penetrar nessa mulher segundo numa plotona de onibus com muita gente rezumindo mo viado mentiroso
25/08/2006 20:17:49
Otário, pare de usar meu nick.
25/08/2006 15:33:37
Olá Elen. Descobri esse site via um amigo meu e passei a visitá-lo recentemente. Li seu comentário e devo salientar q ñ disse nada de tão negativo assim. Apenas acho q quem publica um conto deve ser fiel ao conto em sí, mesmo por uma certa consideração p c quem o lerá. Por exemplo, se a categoria do conto é zoofilia ou homo, eu ñ entro p ler pois ñ curto essas coisas. Isso é o mesmo q propaganda enganosa, rs. Mas ninguém vai morrer por isso e eu mesmo ñ darei maiores considerações ao tema. Há coisas mais importantes na vida vc ñ concorda?
25/08/2006 08:45:56
cara!não continua mais não,ninguem merece.tenho certeza que você vai contar que o buzão inteiro comeu você e sua mulher.tchau...fui!
25/08/2006 07:55:11
Confirma mesmo teu nome e Bete ou Beto. não consigo entender como uma pessoa fica passando horas e horas para escrever porcaria. Na proxima tem cuidado em não errar no nome.
25/08/2006 07:48:33
Só queria saber porque em quase todos contos e principalmentes os mentirosos como este, tudo é exagerado, mulher manequin da porra, o urso bem avantajado, e o marido que não é corno só uma fantasia em ser. Agora se quiser cair na realidade, ou seja ter uma boa fantasia sexual mim chama.
25/08/2006 06:49:15
Puta que pariu. Que viado mais mentiroso. Vai dar o seu cú para um cavalo seu cabra da peste safado. Pare de escrever qualquer coisa. Vc é um burro, viado, idiota e corno, se é que vc é casado. Só escreva bilhete de jogo do bicho.
25/08/2006 00:33:04
s. Aguardo manifestação de vocês no meu e-mail. Beijos da Elen... (usei um espaço a mais para poder completar a minha mensagem) desculpem se me alonguei!
25/08/2006 00:30:28
Puts!!! Sérgio-DF, Flavius & Neo... Meninos, parem com isso! Guardem suas energias para coisas mais construtivas. O espaço é livre. A imprensa é livre... o(a) autor(a) se chama Bete... é um nome feminino mas o relato/conto foi narrado no masculino... preencheu o espaço... tem gente que gosta! Eu sou da opinião que quando não se pode falar bem de alguma coisa, não se deve falar mal. O silêncio é a melhor resposta e o voto é a arma dos democratas. O Sérgio já começou um papo comigo através de e-mail... proponho começar um movimento para produzirmos neste site bons relatos e contos eróticos. Que tal se escrevêssemos um conto a 8 mãos? Vocês poderiam escrever para mim para, JUNTOS, tratarmos da ideação, ambientacão, figurino, enredo, escrita, revisão e lançamento de um relato erótico? Acho que seria muito bom pra todos nós. Melhor do que ficar destilando veneno em doses homeopáticas... vamos dar nossa cara a tapa, da mesma maneira que muitos já tiveram a coragem de fazer. Um bom exemplo vale mais que mil palavra
24/08/2006 18:48:56
Tá na cara q quem escreveu esse conto é viado. E só colocou o título q colocou e a categoria como grupal p enganar a galera. Isso ñ se faz, sua bichinha. Ñ é lendo um continho mentiroso desses q vc vai convencer alguém q ser viado é bom!
24/08/2006 17:55:28
vcs sao melhoresdo que atores de cinema...vai enganar o caralho..viadagem..
24/08/2006 17:41:12
O cara, além corno e viadão é mentiroso, duvido muito que tudo isso ocorra dentro de um ônibus e fique restrito aos pombinhos das poltronas 37/38 e 39/40.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.