Casa dos Contos Eróticos

Feed

Trepada no Ônibus

Autor: Felina
Categoria: Heterossexual
Data: 24/08/2006 15:31:38
Nota 6.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Quando eu era casada tinha um vizinho (também casado), que era cobrador de ônibus, um micro-ônibus pra ser mais exata. Sempre que eu ia trabalhar, ia na frota que ele trabalhava, por causa dos horários que coincidiam, tanto na ida quanto na volta.

Certo dia, saí mais cedo do trabalho e quando fui pegar o ônibus pra ir pra casa, por volta das 15:00hs adivinha qual era? Exatamente. O dele.

Nesse horário, o movimento de pessoas nos transportes coletivos é bem menor, quase nenhum. E como o que ele trabalhava era mais caro, andava sempre vazio na parte da tarde.

Há muito tempo ele vinha me dando cantadas, pois via como meu marido era grosso comigo, e dizia que eu não era mulher pra ele. Que eu era muito bonita e precisava de um homem que desse carinho, amor e mais atenção. Apesar de me balançar eu nunca havia dado ouvidos. Mas nesse dia eu estava carente e fogosa, e tudo ficou tão excitante, resolvi deixar ele sentar ao meu lado. E falou mil coisas gostosas pra mim. Dizia que eu era muito gostosa, que ficava só me observando de shortinhos andando pela rua, que era tarado em mim. Começou a falar bem perto do meu ouvido passando a língua na minha orelha e pescoço. Nossa!!! Que loucura! Aquilo me deixou muito molhadinha. O papo foi ficando mais picante, falou que estava de pau duro só imaginando como seria minha bucetinha, meus seios, minha bunda. Começou a passar a mão naquele mastro grande e duro que quase saltava das calças e falava: - Quer provar, quer? Eu boto onde vc quiser e te faço gozar muito. Estava quase pulando em cima daquela rola.

Ele fechou as cortinas do micro-ônibus que estava em movimento a caminho do bairro onde morávamos, e colocou a mão por baixo da minha saia. Minha calcinha já estava úmida. Eu nunca tinha sentindo tanto tesão.

Quando chegamos ao terminal, ele falou que tinha uma pausa de 20 minutos para o lanche, e que o motorista iria estacionar o ônibus na rua de trás na sombra, e pediu pra que eu não descesse, e eu obedeci. O motorista foi lanchar e ficamos lá dentro sozinhos, ele fechou todas as cortinas e me chamou pra última poltrona. Já foi logo levantando minha saia, puxou minha calcinha de lado e caiu de boca. Se deliciou em matar a curiosidade de como eu era sem roupa e babou me deixando ainda mais molhada.

Chupei o pau dele também. Que delícia de cacete aaaiiiiii! Não agüentávamos mais de tanto tesão. Ele abaixou a calça e sentou, e eu fui por cima e saboreei cada centímetro daquele mastro duro. Deixei ele bem molhadinho com o meu mel. Depois eu me sentei de pernas bem abertas pra ele apreciar minha xaninha e dar estocadas com seu membro. Estocava até o fim e com força, eu gemia como louca delirando de tanto tesão até que gozei, e que gozada gostosa viu!!! Ele me pediu pra ficar de quatro e não demorei, pois adoro dar de quatro depois que gozo, fica ainda mais gostoso, parece que estou gozando várias vezes. Alisou minha bundinha, chupou meu cuzinho e mandou ver na minha buceta. Ele estava com tanto tesão que gozou logo, deixando escorrer sua porra até pelas minhas pernas. Nos limpamos, vestimos as roupas e saímos. Eu pra casa e ele para uma nova viagem. Foi uma experiência deliciosa, gozei tão maravilhosamente, que quando cheguei em casa ainda estava com tesão e me masturbei duas vezes pensando naquela loucura que eu tinha feito.

Comentários

15/04/2010 10:44:17
adorei o seu conto nota dez se quiser marcos40DF@hotmail.com conheço um micro onibus legal que faz uma rota ate o CCBB topas??
17/05/2009 01:30:47
Adorei o conto! Adoro contos em q a historia se passe dentro de onibus... mande mais contos ai pra galera e nao dê ouvidos a esses caras q estao aki pra bagunçar e so criticar!! bjos
28/08/2006 13:20:50
Minha cara "felina", não tem como eu deixar de ler as "MERDAS" por que para classifica-la como uma "MERDA" eu infelizmente tenho que ler, senão estaria sendo injusto....- Quanto a vc "Dotozinho" não entendí o motivo de sua revolta, a não ser que vc seja o cobrador do ônibus onde passa toda essa aventura..
28/08/2006 12:43:47
Sacaninha. Pq vc não arruma uma mulher pra dar pra vc em vez de ficar lendo contos e batendo punheta na frente do computador??? Todos vcs que criticam contos são verdadeiros frustados pq não têm uma mulher pra se satisfazerem, por isso não teem histórias pra contar.
28/08/2006 12:40:11
Caro Sergio-DF, por que vc não deixa de ler essa "MERDAS"???
28/08/2006 10:25:54
Sérgio-DF Vai te catar, seu mala sem alça, vc não é de verdade seu polha, só critica, não escreve porra nenhuma, só critica. Quando Você ver um conto escrito por Dotozinho, passa direto cara, não faço questão que você leia nem opine. O mais vai encher o saco da tua mãe seu merda!! Ops Desculpe a tua mãe não tem saco e sim um buraco do tamanho de um túneo por onde já passaram vários metrôs... ou seria metros??? sei lá num sei inscrivinhar dereito.
25/08/2006 17:03:16
Cocordo contigo sergio essa vaca fica com vontade de dar no onibus e não consegue, ai fica inventando Historia!
25/08/2006 14:01:51
Minha cara "Felina" vc que deveria ler melhor o seu próprio conto, vou copiar extamente o que vc escreveu em determinado trecho "Começou a falar bem perto do meu ouvido passando a língua na minha orelha e pescoço." "Nossa!!! Que loucura! Aquilo me deixou muito molhadinha.Ele fechou as cortinas do micro-ônibus que estava em movimento a caminho do bairro onde morávamos, e colocou a mão por baixo da minha saia. Minha calcinha já estava úmida. Eu nunca tinha sentindo tanto tesão.".. Agora se vc escreve uma merda dessa e depois nem sabe o que escreveu não é minha culpa.
25/08/2006 11:18:53
Caros Leitores, esse conto é verídico. E respondendo ao colega Sergio-DF: Se vc não leu direito, vou te explicar. Enquanto o motorista dirigia, o meu amigo cobrador me falava coisas sacanas, só transamos depois de chegar no terminal e estacionar o õnibus na rua de tras, o motorista foi lanchar e ficamos só nós dois. Entendeu??? Agora se vc não acredita nesses conto pq entra nesse site lê todos? Sim, pq eu já vi seu nome em um monte de comentários. Vc deve ser um psicopata traumatizado sem vítmas....rs
24/08/2006 18:16:16
É claro q isso aconteceu! E ñ sei se vc reparou mas o cobrador era um alienigina do planeta muito pequeno chamado "Penisis".
24/08/2006 17:40:37
Gostei do conto DONA DA LOTAÇÃO! Extremamente arriscado e excitante! Adorei!
24/08/2006 17:23:18
Felina, acredito no teu conto, pois antes de entrar para o Corpo de Bombeiros, fui vigiliante aqui no rio de janeiro, no centro, para ser mais direto, e numa tardezinha, vi um ônibus parar perto da guarita onde eu estava... como demorou um pouco o ônibus parado ali, estranhei e fui dar uma olhada, para minha supresa, estavam a cobradora e o motorista no banco de trás, que alías colocaram no chão, e o motorista mandando ver nela... ótimo conto o seu. Beijos.
Dan
24/08/2006 16:59:43
É cada uma q me aparece!
24/08/2006 16:37:14
felina voce é mesmo uma putinha nem tava ai se entrasse alguem no busão hein, o negociomsmo é gozar
24/08/2006 16:35:11
poo falando em onibus essa babacera é mesmo uma viagem hehe
24/08/2006 16:17:24
Eu não sei que milagre não veio com aquela história de que o motorista não aguentou ver e já veio com o pau na mão e que como ela não é boba já foi colocando o pau do motorista todo na boca....
24/08/2006 16:10:55
sergiod.f se vc nao acredita..porque le esses contos.
24/08/2006 15:50:02
Delícia de conto. Me deu muito tesão. Nota 9

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.