Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comi Minha Tia Carente

Autor: Mr. Thor
Categoria: Heterossexual
Data: 15/05/2006 16:10:57
Nota 9.40
Assuntos: Heterossexual, Tia
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Depois que se aposentou minha mãe adora ir para as fazendas dos meus tios nas proximidades da cidade onde eu moro, são duas tias uma de 48 anos e uma outra de 38 cujas fazendas se distanciam mais ou menos 4 km uma da outra. Minha tia Alice (nome fictício), a de 38 anos, vinha sofrendo muito com o marido alcoolatra, e já tinha tentado de tudo pra fazê-lo mudar e nada adiantou. Certa vez combinei com minha mãe de busca-la na fazenda à tardezinha, porém quando cheguei na casa de tia Alice, minha mãe se encontrava na casa da outra tia, me propus a ir busca-la, mas minha tia me pediu pra que eu a esperasse lá, uma vez que meu tio havia bebido e saído de casa e já ia escurecer, sem questionar, inocentemente atendi o pedido de minha tia que é muito bonita, morena de olhos verdes, pernas grossas lisinha e bem torneadas, uma bunda enorme redondinha, apenas seus seios eram bem pequeninos. Começamos a conversar e ela começou a reclamar da vida, pois meu tio fazia ela sofrer muito. Conversa vai..., conversa vem ela me disse que a mais de 1 ano não fazia sexo, pensei: "ELA DEVE ESTAR SUBINDO PELAS PAREDES", mas fiquei meio envergonhado e me calei diante do que tinha ouvido. Conversamos mais um pouco e eu sempre observando aquele corpo lindo, vestindo uma calça de malha coladinha o que acentuava o tamanho da sua bunda, quando dei por mim percebi que ela estava chorando. Sem segundas intenções abracei minha tia para tentar consola-la, ela se agarrou a mim com muita força, ficamos abraçados por um longo tempo e ela não me soltava. Eu estava sentindo sua respiração ofegande na minha orelha, com isso meu pau começou a se animar e involuntariamente começou a dar uns pinotes, o que minha tia percebeu e fez questão de me apertar mais. Pronto, minha benga estava a ponto de bala e minha tia sentia ela em toda sua extensão, num certo momento ela deslisou sua mão sobre meu peito descendo até meu pau, segurou firme, olhou pra mim e perguntou: "POSSO?" sorri pra ela e concordei com a cabeça. Ela me acariciu um pouco mais por cima da calça, depois se ajoelhou na minha frente, tirou meu pau pra fora, percebi nessa hora que ela ainda chorava, fitou minha pica por um bom tempo e engoliu deliciosamente aquela pica groça, chupava com tanta vontade que tive que me controlar para não gozar na boca dela. Como se não soubesse se teria um outra oportunidade de chupar uma pica novamente, durante uns 15 minutos minha tia chupou minha pica. Se levantou, me olhou e disse: "ME DESCULPE, MAS EU PRECISAVA FAZER ISSO", e eu a perguntei: "NÃO QUER PROSSEGUIR?", ela me disse "NÃO POSSO", segurei a mão dela olhei bem no fundo dos seus olhos e vi escrito em letras garrafais QUERO GOZAR, coloquei a mão dela no meu pau, ela começou um delicioso movimento de vai-e-vem, enquanto eu tentava tirar a roupa dela. No começo ela resistiu, mas depois arrancou com força peça por peça descobrindo aquele corpo escultural, me afastei um pouco para poder vê-la por inteiro, nessa hora ela começou a chorar novamente, voltei pra perto dela e pensei: "VOU TE DAR O QUE VOCÊ ESTÁ QUERENDO". Estávamos na sala até então, nos conduzimos para seu quarto, ela se deitou, abriu as pernas e me disse: "VEM!!!!" Aquela morena era realmente linda, esqueci completamente que era minha tia. Me deitei por cima dela e cravei minha pica num só golpe naquela buceta encharcada, ela soutou um berro de tesão e se arreganhou mais ainda para que eu pudesse ir mais fundo, comi com sofreguidão e com vontade fazendo aquela fêmea gozar desesperadamente. Tirei meu pinto de dentro dela e beijei aquele corpo inteirinho chegando àquela buceta quente, comecei a brincar com seu clitóris lambendo, mordiscando e ela, cada vez mais, gemendo, urrando de tesão, até que novamente ela gozou, e dessa vez na minha língua. Dei um tempinho pra ela se refazer, fiquei em pé, puxei-a pelo braço e a posicionais em frente a uma penteadeira com um espelho bem grande, nessa hora ela ainda estava de costas para a penteadeira. Fiz com que ela se virasse e quando ela se viu, nua, linda e prestes a ser enrabada ali, na frente do espelho, onde ela poderia se ver sendo comida, abriu um sorriso lindo, apoiou-se com as duas mão no mõvel empinou bem sua bunda e me disse: "VEM!!!", Agarrei-a pelas ancas e coloquei pinha pica todinha dentro daquela fêmea gulosa. Ela se olhava no espelho e soltava berros de tesão, olhava meu rosto pelo espelho e gritava: "MAIS.....MAIS.....MAIS....MAIS..." Uma vontade incontrolável me invadiu e tive que tirar meu pau de dentro dela, coloquei aquela cabeçona na portinha daquele cuzinho e perguntei: "POSSO?" Ela me disse: "VOCÊ VAI SER O PRIMEIRO", empurrei cuidadosamente minha vara pra dentro daquele cuzinho virgem, ela gritou mais alto ainda, só que dessa vez de dor, parei e imediatamente ela retrucou: "NÃO PARA.", metade do meu cacete já estava dentro dela, com carinho coloquei o resto e quando ela percebeu que já tinha entrado tudo me olhou pelo espelho e me disse: "AGORA COME. VOCÊ NÃO QUERIA?? AGORA COME TUDO. Dizendo isso tirou as mãos de cima da penteadeira, espalmou-as sobre aquele bundão e se arreganhou todinha e continuou: "COME... COME POR FAVOR", eu bombava aquela bunda arreganhada na minha frente e olhava para seu rosto no espelho, e novamente ela começou a chorar e gritar "COME MEU CUZINHO VAI!!!! COME MAIS... MAIS...... É SÓ SEU MEU CUZINHO". Suas mãos escapavam e ela novamente abria aquela bunda linda pra eu comer até que chorando, não sei se de tesão ou por outro motivo ela grita: "NÃO PARA QUE EU VOU GOZAR". Tirou uma das mãos da bunda e começou uma siririca o que não durou mais de um minuto e ela começou a se contorcer e urrar dizendo "TÔ GOZANDO", naquela hora não pensei duas vezes, acelerei o rítimo e gozei junto com ela dentro daquela bunda deliciosa. Quando tirei meu pau de dentro dela, percebi sua pernas molhadas de tanto gozo saindo daquela buceta deliciosa. Nos recompomos, esperamos minha mãe chegar com minha outra tia e fui embora. Na despedida ela falou baixinho no meu ouvido: "OBRIGADO". Confesso que foi uma das melhores transas da minha vida.

Comentários

14/08/2013 21:45:16
23/01/2010 09:59:33
sensacionalllllllllllllllll, essa titia é safadinha, o marido ñ aguenta , nois da um jeito, hehe casalbertor15@hotmail.com
14/04/2009 16:41:58
Poxa tinha tudo para ser um conto daqueles do pau doer dentro da calça mas você, somente despediu-se da Mulher e foi embora, deveria comê-la direto deixando o maridão com os goles rsss...
01/03/2009 00:36:02
conto ficticio!!
31/01/2007 01:12:24
esse conto e o melhor q ja li me apresenta essa tia tó querendo vazer ela chora na minha vara
13/11/2006 17:55:09
cara legal seu conto,mais não continuou comendo sua tia.uma tia dessa não pode perder.parabéns pelo conto
Rafa
19/07/2006 18:30:34
lol ao menos esse conto uma historia e não disse que tem a pica de 29 cm.... é que nos contos a maior parte não tem uma pica normal ou na media é tudo 20 pra cima lol
ed
22/05/2006 11:45:24
cara muito bom
Fireman
16/05/2006 19:33:11
Muito bom, que sorte a sua, queria ter uma tia dessas...
Flavio
16/05/2006 15:26:47
Muito bom o conto. Só tenho um comentário, talvez seja até uma crítica: porque o cuzinho é sempre virgem? Isso faz o cara se tornar melhor sexualmente? Amigos, sejam sinceros, é disso que a mulher gosta...
ARCANJO
15/05/2006 16:34:47
CARA ISSO É MUITO BOM COMER A TIA VC É UM CARA DE SORTE

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.