Casa dos Contos Eróticos

Feed

A Mulher carente

Autor: Patricia
Categoria: Zoofilia
Data: 23/03/2006 01:02:02
Nota 9.33
Assuntos: Zoofilia, Gang bang
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Eu era uma mulher muito infeliz com meu marido por causa de sua profissão, pois ele é petroleiro e trabalha embarcado há bastante tempo, há quase 10 anos desde quando casamos. Ele nunca fica menos do que 14 dias embarcado na plataforma. Eu sou funcionaria pública da prefeitura de Macaé. Eu o amo muito, mas desconfio que ele é gay, pois no período de folga dele, só fica bebendo com os amigos e quase não me procura . Eu tenho um fogo incontrolável na minha xana e não tenho coragem de traí-lo com outro homem. Antes de tudo, eu vou me apresentar. Eu sou branca, tenho 32 anos e 1,75 m de altura, sou uma loira fogosa, olhos verdes e tenho um corpo e uma bunda escultural.

Este relato é verdadeiro. Tudo aconteceu num domingo. Tem uns dois anos mais ou menos. Eu estava sozinha em casa de noite, pois meus dois filhos pequenos ficaram com a minha mãe, pois eu tinha marcado para ir num cinema com minha amiga, que não via há algum tempo para colocar as "fofocas" em dia. Meu marido estava embarcado na plataforma. Ele fica 14 dias embarcados trabalhando como fiscal e faltavam apenas três dias para ele cumprir a escala para desembarcar. Neste dia eu estava com um tesão imenso. Eu estava menstruada e quando estou assim fico com um desejo sexual imenso, muito receptiva e louca para transar. Como eu não traio meu marido, nestas situações, vou à locadora e pego umas fitas ou DVDs de filmes pornôs bem pesados, tipo "gang bang girl", com vários homens transando com uma mulher, me imaginando no lugar delas e também vou para as salas de bate-papo ou sites eróticos na Internet e faço down load de vários filmes pornográficos. Então foi o que eu fiz nesta noite, depois de chegar do cinema e de um bar que tinha ido com a minha tal amiga. Eu tinha bebido bastante e me confidenciado com ela sobre os meus problemas conjugais com meu marido e a falta de atenção dele nos seus períodos de folga. Ela me aconselhou a arrumar um amante. Hora, hora, vejam se este é um tipo de conselho que se dá para uma amiga??? Eu disse pra ela um pouco chateada que nunca trairia o meu marido. Ela me deu uma carona e cheguei era quase meia-noite. Eu fui direta pro meu quarto, um pouco alta das taças de vinho tinto que tinha bebido. Eu tirei a roupa, ficando apenas de calcinha e resolvi me masturbar olhando fotos de sacanagem na Internet. Comecei a navegar pelos sites e de repente comecei a entrar em sites de zoofilia, pois na verdade nunca me interessei por este tipo de sexo, mas acho que movida pela curiosidade comecei a navegar neste tipo de site. Aquilo no início me deu um pouco de nojo e asco, mas ao mesmo tempo me atraia bastante à medida que eu me masturbava e via mulheres sendo penetradas e fodidas e gozadas por dogs e cavalos. Resolvi baixar um filme pornô de zôofilia com mulheres transando com cachorros bem grandes de várias raças. As bocetas eram dilatadas impiedosamente por pênis que tinham um tamanho descomunal com uma bola enorme na base do pau. Neste momento, eu comecei a ter pensamentos insanos e as minhas pernas começaram a ficar trêmulas de tanto tesão. Meu coração disparou e a minha xana começou a piscar e a ficar completamente ensopada, pois eu me lembrei do meu dog, da raça dog alemão de cor preta que é muito dócil e manso. O nome dele é Rick. Eu sempre brincava muito com o meu cão, principalmente quando dava banho nele. Às vezes ele ficava muito excitado e o pintão vermelho saía da capa. Uma vez quando eu o lavava, “sem querer” toquei os meus dedos da maõ direita no pinto dele, porém foi só isso, mas sem pensar em qualquer intenção erótica. E agora eu estava embriagada querendo segurar e masturbar de verdade o seu pênis vermelhão e cheio de veias. Naquele momento ele estava no canil sozinho e desamparado e precisando de uma cadelinha, e então pensei: "pobre cãozinho. Se ele é o meu melhor amigo, porque eu não podia ser a sua melhor amiga naquela noite".

Neste dia eu tinha dado um banho de xampu nele e o escovado bastante. Ele estava bem limpinho e cheiroso. E agora no meu quarto eu queria que ele apenas estivesse comigo e chupasse minha boceta que latejava de tanto tesão. Então me levantei da cadeira com o coração disparado, com a mente nas nuvens e me dirigi até a cozinha meio que inebriada e extasiada com aquela situação toda. Aí então eu abri a porta da cozinha e chamei-o com a voz meia rouca e cheia de desejo: Rick..... Ele prontamente atendeu ao meu chamado e veio fazendo festa, abanando o rabo para mim. Eu estava de calcinha e o levei imediatamente para o meu quarto. Ele olhou nos meus olhos famintos de sexo e parecia que ele estava sabendo o que iria acontecer naquela noite. Mas sinceramente, não sabia qual seria a reação dele. Ele era novinho com apenas um ano e meio e nunca tinha cruzado. Eu sentei na cadeira e voltei a ver o filme pornô zôo. Abri as minhas pernas e deixei o Rick somente me cheirar. Ele veio com um instinto animal e começou timidamente a me lamber, no início bem devagar e logo depois furiosamente. Como eu estava menstruada ,ele agiu de uma forma completamente diferente comigo, pois aquele cão dócil estava se transformando em um amante fervoroso e cheio desejo, querendo cruzar com sua cadelinha no cio. A língua dele varria a minha calcinha que estava totalmente ensangüentada e ensopada com o meu fluido sexual e sua saliva canina. O tecido da calcinha tinha amolecido e se tornado um pano masturbador que roçava harmoniosamente com a boca do meu dog na minha xana, completamente excitada e entregue ao prazer, aumentando ainda mais a minha sensação junto com sua língua áspera e quente que atingia e varria facilmente os lábios inchados e o grelo durinho da minha xana. Eu estava fora de mim com a boceta pegando fogo que acabei gozando rapidamente. Ele fazia um sexo oral formidável. Naquele momento eu estava mergulhada numa luxúria intensa e resolvi me levantar e tirar de vez a calcinha para facilitar as coisas. Ele voltou a me lamber e começei novamente a ter gozos, múltiplos gozos na cara dele. Observei o pinto dele que começou a sair da capa e estava inchando de forma descomunal. O pau dele estava enorme de uma forma como eu nunca tinha visto antes, irreconhecível. Era incrivelmente grande, muito maior que o do meu marido, acho que media uns 20 cm. Então eu me abaixei da cadeira e peguei-o com a mão direita e comecei a acariciá-lo e a masturbá-lo delicadamente no início e depois com mais rapidez. A minha mão era pequena segurando aquele mastro. Não resisti e me ajoelhei e comecei a fazer sexo oral nele. Comecei a lambe-lo e depois o abocanhei o seu cacete. Neste instante começou a sair pequenos jatos de um liquido tansparente, que encheram minha boca e engoli deliciosamente. Eu achava que era esperma, mas na verdade era fluido lubrificante que os dogs ejaculam antes da penetração. Ele estava tendo espasmos, com movimentos pélvicos querendo subir em mim para cruzar. Naquela hora eu estava totalmente descontrolada e resolvi ceder aos desejos do meu amante canino. Eu me levantei e fui até o armário e coloquei uma jaqueta jeans para ele não me arranhar. Eu fiquei de quatro na minha cama com bundinha bem empinada para cima, receptiva, esperando receber aquela rola maravilhosa. Ele subiu na cama e ficou encima de mim com movimentos rápidos e frenéticos. Ele queria cruzar. Seu corpo peludo cobria todo o meu corpo, me fazendo sentir fêmea, com ele tentando acertar o alvo, seu penis batia descontroladamente na minha bunda e escorregava no rego. Minha boceta voraz queria sugar aquele membro montruoso de qualquer jeito. Com a minha mão direita para trás guiei aquele cacete louco para dentro da minha buceta que desta vez acertou e penetrou rapidamente o alvo com muita potencia. Não tive forças para segurá-lo, sendo que meu rosto deslizou no travesseiro e quase minha cara bateu na cabeceira da cama. Era difícil manter a minha posição parada. Apoiei os cotovelos na cama, pois foi assim que consegui aguentar meu macho na posição de 4. Ele segurou com força na minha cintura com suas patas, o que permitiu manter a foda. Ele me apertava com muita virilidade. As estocadas eram ferozes e rápidas. Cada vez mais vigorosas. Sentia dor e prazer ao mesmo tempo. Não sei descrever a sensação. Era uma loucura. Minha boceta estava sendo dilatada elasticamente até o seu limite por aquele macho desproporcional e insaciável. Ele babava todo meu rosto com a língua toda de fora e lambia minha face. Eu estava gostando e beijava sua lingua e engolia sua saliva. De repente senti algo inchar dentro de minha buceta. Eu sabia que o nó tinha entrado. Comecei a gozar intensamente e incontinentemente com aquela pica monstruosa dentro das minhas entranhas. Eu sentia uma sensação de completo preenchimento. De repente ele parou de me socar e os movimentos ficaram lentos até parar. Eu comecei a sentir um jato quente lavando o interior da minha buceta até o meu útero. O semen dele vazava para fora do meu sexo, tamanho era a pressão do seu gozo. O esperma escorria pelas minhas pernas junto com o meu fluido e sangue menstruado. O quarto estava impregnado com cheiro de nosso sexo. Eu gozei novamente, com ele parado sem ele precisar fazer qualquer movimento do seu abdomem, pois o seu penis latejava dentro de mim, num ritmo harmonioso e perfeito, numa dança dos sexos que só os casais apaixonados sabem fazer. Desta vez, foi um gozo prolongado e profundo como nunca tive antes, pois com nenhum homem antes eu tinha tido orgasmo tão intenso. Fiquei desfalecida na cama e tentei retirá-lo de mim, mas parecia que estavamos grudados. Não insisti, pois a sensação era maravilhosa, parecia que eu estava sonhando. Sim, eu estava engatada com o meu amante canino. Mas logo o nó começou a desinchar. Incrivelmente a minha xana ainda tentava succionar para dentro aquele penis indecente. Quando ele se soltou da minha xana dilatada, saiu uma cachoeira de esperma que lambuzou todo o lençol e a colchão da cama. Eu não tive forças para me levantar para tomar um banho e fui dormir completamente saciada da minha fome de pau, sentindo o dog lambendo com sua língua quente a a minha buceta lambuzada e encharcada de tanto esperma. Ele me lambia como que agradecendo a sua cadelinha, por ter lhe dado tanto prazer e amor. Hoje em dia eu sou uma mulher muito feliz e realizada amorosa e afetivamente, pois toda vez que meu marido vai trabalhar embarcado, eu faço amor, sexo e orgia com o meu dog várias vezes na quinzena até a minha completa exaustão. E voces sabem o que eu faço depois de fazer amor com o Rick ??? eu entro na sala de bate-papo de zoofilia da UOL com o nick , "mulher de petroleiro" para narrar como foi a transa. Os Hs ficam loucos. Agora eu coloco o seguinte questionamento: O que eu faço é traição? é adultério? Na minha opinião não é, pois não faço sexo com humanos. Eu entendo que a minha pratica sexual é sexo animal, animalesco no mais puro sentido. Mas deixo a resposta com vocês.

Comentários

17/07/2011 08:39:04
que dog sortudo queria estar no lugar dele
06/01/2010 14:34:11
tem aguma gatinha que queria trepa
17/09/2009 16:58:18
QUER VER SUA ESPOSA TRANZANDO COM UM HOMEM MADURO, RESPEITADOR, CARINHOSO, EDUCADO, E OUTRAS QUALIDADES, SE GOSTA DE VER SUA ESPOSA COM OUTRO HOMEM ,EU SOU O CARA CERTO ME PROCUREM, eduardo40maduro@hotmail.com
31/05/2009 11:13:17
sexo e uma delicia vale tudo
09/03/2009 20:35:23
Respondendo sua pergunta é não, é apenas prazer e sexo c/prazer seja da maneira que for é muito bom!.........
09/09/2008 11:56:19
Amei seu relato, você tranzou com muita vontade. Um dia tente transar com um cavalo caso você tenha um ou conheça alguém que tem é uma delícia também, mas você precisa de um baquinho e um colchão pra por em cima a pica do cavalo é mais grossa do que a de qualquer cachorro, e você pode pôr até perto do seu útero, você pode colocar e tirar ou deixar ele fazer o serviço só que aí precisará de algum lugar para apoiar e muita força nas costas. Eu já esperimentei e adorei. Eu nunca transei com um cão mas tentarei hoje a noite. Obrigada por me dizer como fazer.
08/08/2008 03:43:16
gostei muito me deixou com muito tesão,gostaria de participar com vc e gozar gostoso na sua bunda fale comigo no MSN tesão bjs mande teu MSN
19/05/2008 20:53:31
nossa!!!! nojo
26/04/2008 19:05:34
gostei tanto da sua transa que assim que terminei de ler fui bater uma punheta.
bvs
01/02/2008 09:46:28
adorei,vc tem msn?
Roger
08/05/2006 20:04:36
Adoraria ver voce fazer amor com o cachorro e ao mesmo tempo chupando minha pica. Me escreva quem sabeesta ideia te deixa com mais tesão. Me mande fotos caso voce tenha. Bjs.
Jaunzim
25/03/2006 16:03:47
Se você tomou a pílula do dia seguinte então não tem problema, lembre-se que animais de espécies próximas (você é uma cadela) podem ter descendentes. Se nascer alguma aberração você pode tirar uma foto e mandar pro meu imail? vou rir pra caralho. Flws
paulo
23/03/2006 18:06:19
Vou responder sua pergunta, é sim, vc está traindo seu marido do mesmo jeito, se bem que ele merece mesmo, parabenz
23/03/2006 17:42:54
que bosta.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.