Casa dos Contos Eróticos

Feed

EU,MEU MARIDO MEU CLITORIS E EU

Autor: Manoela
Categoria: Grupal
Data: 31/03/2006 13:01:23
Nota 8.60
Assuntos: Grupal
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Vamos entrar?Tal pergunta me pegou de surpresa, apesar de todas as tentativas vãs de sedução por parte dele em me trazer para esse novo mundo do sexo liberal sempre respondi de maneira muito objetiva e clara, afirmando que quando houvesse uma oportunidade não me faria de rogada e sem sombras de duvidas poderia levar adiante tal intuito, mas com a ressalva de que não haveria constrangimentos ou pressões...Sem medo. Não sei o que se passou em minha cabeça naquele instante, respondi que sim...E lá fomos nós.Pagamos o ingresso e adentramos a sala de projeção.Um cheiro de urina e calor foi o que de imediato sentimos.Quase às escuras procuramos nos localizar no ambiente.Tremula em face da situação vexatória e excitante, procurava não demonstrar a minha ansiedade, confiava piamente no meu parceiro, acreditando que algo de novo poderia rolar naquela situação inusitada.Sentamos na primeira fileira disponível.Quase que cair, assim mesmo após alguns minutos de assentamento de juízo passei a me dar conta de onde estava, como estava e qual era o meu objetivo ali.Tremi nas bases! Meu Deus que diabos estou eu fazendo aqui?Isto é lá lugar para mim?Indagações que pouco a pouco foram dando lugar à curiosidade de vislumbrar quem e como era o ambiente, as instalações físicas do cinema, as pessoas a minha volta e por fim o tipo de filme estava sendo exibido...Ao me fixar no filme o que via me deixou excitada, era uma cena de dupla penetração onde um homem negro, com um membro descomunal penetrava sem dó nem piedade uma japonesinha juntamente com um loiro de igual tamanho.Aos poucos senti dentro de mim uma mistura de desejo e calor interior.Percebendo o meu estado o meu marido deu-me um beijo suave e molhado. Fato que mexeu ainda mais com a minha libido...Fui às estrelas e que estrelas!De repente um susto!Ao meu lado, não sei de onde surgiu havia um homem se masturbando desavergonhadamente, vale a ressalva que o seu membro era ainda maior que o do negro do filme exibido...

Fique surpresa ante ao monumento que estava ao meu lado.Aí sim que fiquei mais excitada, cochichei ao pé do ouvido do meu marido: Bem! Olha que Pau grande! Ele respondeu: É mesmo?Gostou?Então se sirva!Nervosamente pulei para o lado do homem e não sabendo onde adquiri coragem segurei com força e desejo aquele pau descomunal que quase não cabia em minha mão e comecei a masturbá-lo.Não demorou muito e m jato de esperma quente jorrou, lambuzando a minha mão...Era algo novo, excitante, diferente e gostoso...Nada me cobrava, nada dizia, tudo me cobrava tudo me dizia com o seu olhar de aprovação e carinho o meu marido, o meu homem, o meu macho que sua benevolência e cumplicidade estava ali para me mostrar um novo de prazer e descobertas...

A essas alturas o meu clitóris já saia quase que todo pela calcinha, pedi ao estranho que percorresse com seus dedos a minha entranhas, que me levasse as estrelas...Pra minha surpresa ouvi por parte do estranho homem: Que pinguelão!Isto é uma pica em miniatura minha senhora! Deixe-me chupar...Deixe-me chupar, por favor!Por favor!Com um olhar de aprovação o meu Marido deu o Ok.Naquele momento percebi como Mulher o respeito, a consideração que havia por mim, era como se estivesse dizendo: Vá filha curta o teu prazer!

Abrir as minhas penas puxei a cabeça do homem para o meio delas, deixei as coisas acontecerem...Posso afirmar que nunca tinha sido chupada em tamanha intensidade e prazer...A língua do safado percorria a minha entranhas com uma intimidade de quem ha de muito fosse conhecida dele a minha vagina...Era sensações múltiplas de prazer, dor, gozo e desejo de quero mais, não me contive e gozei...Gozei...Gozei...E gozava...E me molhava...Mijava...Excitava-me. Que prazer!Pode até parecer inverossímil, mas acreditem que foi verdadeiro esse prazer esotérico e estranho.Mas aconteceu.Ao me recompor me dei conta do grupo de homens que estavam a minha volta, não saberia definir a quantidade, mas com certeza eram mais de dez...Fiquei com medo, receosa de um eventual estrupo, ou atitudes violentas generalizadas...Que nada...Educadamente quase que implorando como crianças frente a uma taça de sorvete, pediam para que me deixasse ser chupada por eles, eram sons baixos, quase que silenciosos a implorar um instante de prazer...O sucesso não era somente por minha causa...Dizia que o meu piguelo, grelo, pontinho era a coisa mais linda e grandiosa que já tinham visto, que desejavam apenas chupar, fora um mais afoito que afirmava que queria meter...Rechacei imediatamente tal proposta, o que gerou indagações e protestos de outros que concordavam comigo...Cara!Sai fora....Essa Mulher com um piguelo deste tamanho que lá saber de pica...Ela quer e merece e uma língua seu porr!Confesso que achei que haveria uma pancadaria generalizada...Mas felizmente o elemento afoito concordou e todos ficaram no aguardo da minha resposta...

Sim!Venha!Devagar e Sem pressa...Respondi!

E um após outro, metiam a sua língua, dedos, lábios me chupavam e eu gozava, alguns gozavam em vê outros me chupando, não havia de minha parte noção de hora, meu status social, o meu marido, o que estava fazendo, onde estava fazendo, nada disto me passava pela o meu senso critico e inquisidor, me postava como uma fêmea buscando o gozo, visando usufruir o prazer que o meu clitóris grande (do tamanho do dedo midinho) buscava e pronto...Já não tinha noção de quantas vezes tinha gozado, já beirava as raias da loucura e da inconseqüência, quando passei a me senti incomodada dei um basta...Não quero mais.Mais uma vez para minha surpresa houve uma compreensão generalizada, todos enceraram e me aplaudiram...Linda gente!Lindos...

Arrebentada, chupada, cansada, atordoada, doida, mas satisfeita.Gozada e ainda gozando, busquei voltar à realidade.A minha calcinha? tornou-se um troféu, simplesmente sumiu em meio à multidão...O meu marido?Cadê?Ao meu lado estava, sorrindo e feliz da vida, me acalmando afirmou que em nenhum momento saiu do meu lado, que também houvera gozado inúmeras vezes com o doce silencio ensurdecedor do meu prazer...E o me clitóris?Se já era grande...Acredito que deve ter dobrado de tamanho e volume ante a quantidade de línguas, dedos, chupadas e caricias que recebeu...

Saibam que a partir desta aventura responsável e excêntrica, resolvemos partir para novas descobertas que envolvem atualmente site de clitóris avantajados, fantasias sexuais em locais públicos, mulheres de clitóris fora do normal e tudo enfim que trate o clitóris como a oitava maravilha do mundo...

Estamos, melhor dizendo, estou aberta a novas amizades, conhecimentos e descobertas, pois um clitóris de tamanha envergadura como o meu merece todo o prazer e carinho do mundo.Concordam comigo? Beijos...! Manoela

gozoatres@hotmail.com

Comentários

28/07/2011 23:22:23
Adorei esse conto e diga-se de passagem, não resisti e me masturbei gostoso, por que já tive uma namorada com o grelo avantajado e até hoje ando a procura de outra, para que possamos pelo menos trocar e-mails sobre oque ela faz com homens e mulheres a bulinar seu grelo. Que delícia literalmente. Se tiver alguma gata de grelo grande assim, por favor me escreva. Vamos conversar e então vou contar o que fazia com o pinguelo de minha namorada. Hoje, sinto muita saudade e tesão só em pensar. Me escrevam greatbeny@gmail.com
19/07/2010 09:29:02
Adorei este conto pois tbm tenho uma tara por mulheres greludas,e é muito dificil encontrar uma se souber de alguma me avisa tega.
23/11/2009 15:08:07
Que coisa mais gostosa que um clitoris bem desenvolvido e com desejo de uma lingua bem humida fazendo movimentos de vai e vem ao ponto de homem e mulher gozarem perdidamente. Quem nao gosta de levar a sua partner ao extase. Gostei como homem ainda estou saboreando.
05/03/2009 20:28:32
Cara Manu, creio que seu Esposo concorde comigo, Não existe em uma mulher, nada mais excitante que um clitóris avantajado. Com ele podemos levar e ir as nivens. Pena que há quem não goste ou que ache que é anormalidade. Anormalidade seria você não desfrutar deste prazer. Assim com seu esposo, sou sortudo, minha esposa tem 03 Cm que ela só não usa de forma lésbica o que também me atrai, mas está fora de cogitação e mais sorte ainda, tenho em já ter usado (e usarei novamente) o de minha enteada que mede de 04CM a 05CM, Depois de umas tapas na vagina, cresce para uns 06Cm ou mais. È lindo ver (uma cabecinha) fora da vagina! Satisfaça-nos contando mais relatos. Roberto_monteiro@yahoo.com.br PS: Se quiseres, posso enviar para seu E-mail algumas de nossas experiências, inclusive com participação de mãe e filha; hoje proibido. Nota 10 pelo clitòris.
31/01/2007 19:01:52
Parabéns querida! Ótimo conto, fiquei até com uma pontinha de inveja hehehe
lua
14/09/2006 18:49:03
muito gostoso mesmo... até em mim deu vontade de chupar uma buceta grande... e olha que a minha é muito boa hein. um beijo gostoso
EROTICON
22/04/2006 11:58:01
PARABÉNS. Manoela, este teu relato está uma delícia. Responda-me, por favor, vocês estão em São Paulo? Gostaria de conhecê-los -eventualmente até- marcando nosso encontro em um cinema. Erótico, sem dúvida. Penso em uma coisa mais ou menos assim: escolhemos um filme e o respectivo cinema, a data e a sessão (horário). Combinamos que vocês sentarão o mais à esquerda possível da sala de exibição, na terceira fila de trás para a frente. E então -etc. . . . . . .!!! Fiquem tranqüilos que sou sadio, educado e agradável de ser visto. Aguardando. eroticon@terra.com.br

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.