Casa dos Contos Eróticos

Feed

Papai rompeu meu cabaço na frente de meu irmão

Autor: Gatafabi
Categoria: Heterossexual
Data: 06/02/2006 17:42:30
Nota 9.67
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

O sino da Igreja batia 18:00 hs. Dentre de alguns instantes meu adorado pai deveria estar chegando em casa. Ansiosa pensava se o que meu irmão Gui planejara daria certo. Faziam 3 anos que papi nos criava sozinho, completados naquele exato dia, desde que minha mãe nos abandonara, a mim com 15 e Gui com 17 anos. Papai tentava ser um bom pai, mas ultimamente não reparava que eu crescia e minhas roupas cada dia mais velhas, paravam de caber em mim. Passara a ter corpo de mulher apesar de papi ainda me ver com criança... Naquele dia encontrara um baú com as roupas que foram de mamãe e dali tirara um monte de coisas bonitas. Gui achara que papi ficaria bravo, e me sugeriu fazer uma surpresa... escolheu uma camisola curta- um babydoll – branquinho quase transparente e me mandou esperar papi na sala a meia luz... As 18:15 hs papai chegou e como de costume me aproximei para saúda-lo, o corpo mal escondido pelo tecido fino.Abracei –o carinhosa e percebi que algo fez com que o abraço durasse tempo demais... o corpo apertado junto ao meu... pelo tecido fino da roupa, o biquinho de meus seios de endureceram ao sentir o contato com o terno másculo. Levantei o rosto e suave beijei o rosto com a barba por fazer, enquanto seus lábios encontraram meu pescoço e ali depositavam um , dois , três beijos... as mãos tocaram as pontas do babydoll e acariciavam meus quadris...”saudades da tua pele...” a frase sussurada no meu ouvido causou arrepios e involutariamente escorreguei minhas mãos pelos seu pescoço, abrindo lentamente a camisa e acariciando o tórax de pelos macios.. Os olhos rapidamente cruzaram com o de meu irmão que parara ao lado do sofá e sentado parecia assistir o desenrolar da história. Os lábios de pai continuavam em meu pescoço numa carícia suave, a língua tocando de leve a pele, enquanto as mãos levantavam o babydoll e encontravam a calcinha mínima que mal cobria minha bundinha empinada. Levei minhas mãos ao seu pescoço, levantando ainda mais a roupa, e abracei-o enquanto beijava o tórax amado. As mãos de papai naquele instante encontravam a calcinha e num movimento mais viril a forçava... o fino pano rasgou e escorregando pelas pernas ...A boca encontrava as alçinhas da camisola e uma a uma foram empurradas para o lado. A roupa escorregou pelo meu corpo e naquele instante eu estava nua diante de meu pai... o corpo estremecendo de uma forma que nunca sentira. A boca voltou ao meu rosto e encontrou a minha, a língua invadindo-a sem parar, os lábios grudados... um calor enorme percorria meu corpo... nunca sentira nada parecido com nenhum de meus namorados... As mãos forçavam caminho entre minhas pernas e afastei-as antevendo o prazer que estava por vir... junto a meu corpo senti que o prazer de meu pai também aumentava e delicadamente abri o cinto e os botões da calça comprida.Um só movimento a empurrou para baixo e pela cueca senti o pênis de meu pai crescendo ... empurrei a cueca para baixo enquanto os dedos acariciavam minha vulva coberta por pouquinhos cabelos dourados... O membro enorme, maior do que nas fotos que vira na Internet, encostou no meu corpo e instintivamente passei a toca-lo como lera nas revistas femininas... acariciando-o do início ao fim... A boca se separou da minha para gemer no meu ouvido”... gostoso.... mais... as mãos tocavam pontos do meu corpo que eu não conheci causando arrepios... O terno e a camisa também caíram ao chão e nossos corpos nus se abraçavam no meio da sala, sob o olhar atento de meu irmão... Suavemente meu pai me empurrava em direção ao sofá e quando deitei-me a boca desceu com lambidas ... pescoço... seios... cada um de meus seios foi envolto por aqueles lábios e os bicos róseos da adolescência lambidos e mordiscados suavemente.... barriga... ventre ... e finalmente chegava a minha bucetinha já úmida de tanto tesão...afastei mais as pernas e a língua encontrou seu caminho na entrada de minha grutinha,lambendo e invadindo-a... gemi e arqueei o corpo como se já tivesse sido acariciada assim... os olhos se levantaram um momento movidos por meus gemidos e novametente se concentraram em me dar prazer... a língua encontrara meu clitóris e chupava-o firme, enquanto dois dedos exploravam a entrada da buceta virgem... meu gozo molhava aqueles dedos assim como a língua e abri os olhos para apreciar aquela cabeça loira que me levava a loucura. Aos meus pés, Gui, sentado, já sem a bermuda acariciava ritmicamente seu pênis, extasiado com o que via...Os dedos forçavam entrada, acariciando e excitando...meu suco os encharcando.. “vem... por favor... VeM’’’’ Meu pedido foi aceito e a boca voltou até encontrar a minha, num beijo forte, onde o gosto do meu gozo se misturava a saliva... A mão entrava entre nossos corpos e o Pênis duro e muito excitado era encaminhado para a entrada de minha buceta molhada... escorregava fácil para dentro de mim até encontrar um obstáculo... uma membrana que garantia que nunca sentira tanto prazer...meu gemido foi abafado pelo beijo e o movimento do corpo continuou empurrando o membro para dentro de mim... uma dor aguda e forte mostrou que a barreira havia sido rompida, o cheiro de sangue se misturando ao cheiro do meu prazer... abracei mais meu pai, como se para unir nossos corpos e assim o membro invadiu todo meu corpo... iniciando um movimento rítmico de entra e sai... entra e sai... cada vez mais rápido... a dor dando lugar ao prazer...”VOU GOZARRRRRRRRRRR”... o berro de meu pai rompeu o silencio da sala, sobrepondo-se ao ruído da penetração ... O líquido quente explodiu dentro de mim, enquanto parecia que ia perder a consciência... Alguns minuto se passaram antes que papai abrisse os olhos novamente e encontrasse meu sorriso de mulher satisfeita... Mas algo despertou dentro dele, talvez a consciencia que desvirginara a filha... Apertando muito os olhos saiu de dentro de mim e correu para fora da sala, deixando e mim um vazio pelo lugar recém completado, o gozo escorrendo pelas pernas...

E-mail= gatafabi@sexo.zzn.com

Comentários

23/12/2011 15:55:24
bom]
17/12/2009 20:32:33
sensacional
07/09/2009 04:52:08
que coisa boa!!!!!uma buceta cabaço!!!! tou doido pra foder uma...se alguem quiser (se for cora melhor ainda
07/09/2009 02:03:28
gostei muito, vc me exitou o maximo,beijos
24/08/2009 06:00:17
Queria uma xana cabaço dessa. Ia chupar por horas pra depois foder gostoso. Se alguem quiser sentir minha pica, virgem ou não, com tesão e carinho meu e-mail é antongandini@ymail.com Se for coroa virgem, melhor ainda,gosto de mastigar carne dura, demora mais tempo saboreando...
daiane
20/02/2006 14:28:00
ai...coitadinho do pai dela...que triste e que falta de carater da parte do irmão e da menina também...do homem também, mas foi instinto...ainda bem que está bem na cara que eh mentira...
Beto Adm
18/02/2006 18:08:00
Bem se for real foi bom.. ou estrapolou um pouco??? bem entre em contato...Beto Adm da revista Abusada! e editora xanadu
Marina
16/02/2006 14:44:12
Acho hilário o modo como vocês se ofendem com essas estórinhas fantasiosas. Ou é tudo um bando de padre pedófilo pregando a falsa moral ou um bando de tonto de revoltar com essas coisas. Deixem de ser babacas, cresçam meninos!
wilton
14/02/2006 16:06:49
te confesso que fiquei c/ um tremendo tesão, teu conto foi muio exitante se foi verdade adoraria tc c/ vc wilton.p@hotmail.com
marcão
14/02/2006 01:43:26
um nojo? se fosse você no lugar dela não estaria achando um nojo sua bicha revoltada, vê se se toca o pederasta!
igor
12/02/2006 19:05:14
vc cara é muito safado seu pilantra se eu subaçe ond vc morava eu iria ti prassessar seu vido
Reginaldo Gadelha
11/02/2006 16:57:04
Bem contado, no entanto, é um nojo.......gadelhas_gadelhas@ig.com.br
lobão
10/02/2006 22:45:44
já deu a buceta para seu pai,agora vem dá seu cuzinho pra mim
juka
08/02/2006 19:53:37
sem duvidas vc e um cara doente. No minimo vai comer sua filha qd tiver uma. o caralho q vc e mulher. doente.
08/02/2006 02:32:55
MALUKU
07/02/2006 17:34:52
MASRCELO, TOMA JUÍZO, CARA. ELA GOSTA DE DAR EM FAMÍLIA!
07/02/2006 14:35:55
Sua puta safada. Fica dando pro viado do seu pai. Experimentar arreganhar pra mim, que você vai ver o que é bom
marcelo
07/02/2006 01:32:16
Seu conto, foi muito bom, e eu gostaria muito de trocar umas idéias com vc, e se vc puder, entre em contato comigo, pois, terei o maior prazer, em falar com vc. anote aí por favor, o meu imail: marceloclaudio15@terra.com.br e anote aí também por favor, o meu msn: mbebe31@hotmail.com tenho certeza, que vc não vai se arrepender em falar comigo. quando vc me mandar um imail, deixo pra vc o meu telefone viu?
06/02/2006 20:35:29
OLHA, USEM CAMISINHAS NESTA FODELÃNCIA AI. VAMOS LÁ; SE VOCÊ ENGRAVIDAR DO TEU PAI, TEU FILHO VAI SER FILHO DELE E AO MESMO TEMPO NETO. VOCÊ VAI SER A MÃE DO NASCIDO E AO MESMO TEMPO VOVÓ. O MENINO VAI SER TEU FILHO E AO MESMO TEMPO NETO. SE VOCÊ ENGRAVIDAR DO TEU IRMÃO, ESTÁ FEITA A LAMBANÇA. TEU IRMÃO VAI SER PAI DO TEU FILHO E AO MESMO TEMPO VAI SER TIO. VOCÊ VAI SER MÃE E TIA DO TEU PRÓPRIO FILHO. OS DOIS FILHOS SERÃO IRMÃO UM DO OUTRO E AO MESMO TEMPO PRIMOS. TUA MÃE VAI SER AVÓ DO TEU FILHO E AO MESMO TEMPO MADRASTA. VIU? JÁ QUE ESTA FAMÍLIA TODO FODE COM TODO MUNDO, UM DOS MENINOS AI CRESCER PODE FODER A VÓ DELES E NASCER UM OUTRO. ESTE VAI SER FILHO DA VÓ E AO MESMO TEMPO NETO. TU VAI SER IRMÃ DO NETO DA TUA MÃE E TEU IRMÃO SERÁ TIO DELE. SABEM QUE MAIS? VÃO PARAR COM ESTA MERDA DE FODA QUE EU JÁ NÃO AGÜENTO MAIS.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.