Casa dos Contos Eróticos

Feed

Comi a Empregada da Minha Namorada!

Autor: Comedor de Empregadas
Categoria: Heterossexual
Data: 19/10/2005 14:42:04
Nota 4.00
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Bem, é a primeira vez que conto algo que aconteceu comigo, tudo começou assim: A namorada estava precisando de uma empregada, pois ela trabalha muito e não tem tempo pra cuidar dos afazeres domésticos, e contratou essa empregadinha muito da gostosa, vou descrevê-la, ela é morena, 21 aninhos, cabelos pretinhos e escorridos até a metade dos ombros, mede aproximadamente 1,65 e deve pesar uns 55 kilos, bundinha empinhadinha e uns peitinhos que cabem na palma da mão e dá pra colocá-los todo na boca!

Certo dia, vou dá um nome fictício, Paula teve que ir trabalhar no Sábado e havia combina com a sua empregada para fazer uma faxina neste dia e esqueceu de me avisar! Só que Paula esqueceu de um detalhe, que eu ia ficar dormindo na sua casa, e eu costumo dormir só de cueca! Beleza, até aí tudo bem! Ela saiu para trabalhar, me deu um beijo e foi embora, continuei dormindo.

Alguns minutos se passaram e eu escuto a porta se abrindo, me levanto e vou ver o quem era, pensei que Paula tinha esquecido alguma coisa, quando vi aquela morena gostosa só de shortinho e uma top, meu pau ficou duro na hora, mas pedi desculpas e fui para o quarto, só que eu deixei a porta entreaberta de propósito.

Ela começou a limpar a casa, eu na cama virando de um lado para o outro pensando como eu faria pra cantar aquela mulher maravilhosa, mas ao mesmo tempo ficava meio com medo de Paula aparecer, ou da empregada contar alguma coisa, sei lá!

Levantei e ela estava lavando a o quintal, tirei a cueca e coloquei um short, ela me deu uma olhada de cima em baixo e continuou lavando o quintal, então comecei a puxar assunto, logo estávamos descontraídos, ela terminou e perguntou se eu queria tomar café, falei que sim, então ela foi pegar um copo e eu parado olhando ela ir pra lá e pra cá!

Pra minha surpresa ela começou a me dizer que seu namorado era meio bobo, não gostava de sair, tomar cerveja, dançar, só queria ficar em casa, então eu perguntei, ele é bobo só por causa disso? Ela olhou pra mim de um jeito que meu pau ficou mais duro do que já estava e falou: Não ele é fraquinho! E eu perguntei fraquinho? Não entendi! Ela me disse que não tem intimidade pra falar comigo sobre essas coisas, então pedi desculpas e fiquei quieto, mas ela falou assim: Mas eu preciso falar com alguém eu gostaria de falar com a Paula, mas ela não para em casa, posso falar com você? Eu na mesma hora pode claro! Ela puxou a cadeira pra perto de mim e disse: Eu sou meio tarada! Gosto de transar de dia, de tarde e de noite, eu acho que sou doente! Aí eu não dei mole, e falei: que nada, se for assim eu também sou tarado, por que que gosto de transar de dia, de tarde, de noite e em qualquer lugar que der pra fazer! Ela me olhou novamente daquele jeito que a pouco tem havia me olhado, e disse: Paula que me desculpe, mas eu não vou perder essa oportunidade! E me puxou pelo pescoço e me deu aquele beijo gostoso! Delirei, levantei e comecei a agarrar aquela morena gostosa pela cintura, puxando-a bem forte pra mim, ela falou assim: quero ver se você é forte mesmo! Comecei a tirar o top e fui beijando ela todinha, o pescoço, a barriguinha, o peitinho, e que peitinho, tirei o shortinho e estava lá o manjar dos deuses todinho pra mim... uma bucetinha toda depiladinha, pra eu chupar, quando vi comecei a cair de língua e a cada lambida ela pedia mais, e pra eu não para de chupar, derrepente estávamos num 69 gostoso, como ela chupava gostoso, fiz ela para e pronto, me preparei para entrar naquela buceta careca, olhei pra ela e falei agora você vai ver! Meti sem dó nem piedade, num vai e vem sem parar, ela gritava feito uma louca! Fique meio preocupado de alguém ouvir, mas o prazer era maior que logo esqueci, e virei ela de quatro e meti bem gostoso, então ela falou de que quatro era o jeito mais gostoso pra ela, e que gostava de tomar uns tapinha, que foi logo atendida, fui dando uns tapinha e chamando ela, de cachorra, puta, vaca, piranha, vadia e tudo mais! Quando ela falou que ia gozar eu disse então goza agora que eu gozo contigo! Ela começou a estremecer e gritar alto dizendo que estava gozando e comecei a gozar junto dom ela, gozei tampo que a porra ficava pingando no chão! Fiquei agarrado com ela mais ou menos um minuto, então me separei e falei que quando ela quisesse era só me chamar que como ela direitinho! Ela falou que me avisaria! Saímos outras vezes, mas isso eu conto depois. Até hoje Paula não desconfia de nada! Ainda bem!!! Obrigado!

Comentários

17/02/2013 02:23:43
cara, vc é um coitado
05/04/2010 15:24:50
é realmente precisa de mais conteúdo para nos escitar,mas no outro vc arrebenta okkk??
04/04/2010 21:28:56
e querido ta fraco . mais vc pode melhora beijão ...
03/04/2010 09:49:57
vai se lascar bando de noia hahahah
03/04/2010 09:49:23
vai se lascar, seus bando de noia
18/04/2009 02:10:50
¬¬ vc precisa de ler uns contos pra fazer um direito ;)
08/02/2009 22:22:58
MUITO FRACO MSM !!!
27/04/2008 22:23:00
vc e muito farquinho se fosse que tinha comido o cu dela e botao pra ela chupar meu pau...
Alceu
26/10/2005 14:22:33
com uma empregada dessa, eu dispensa até a minha mulher.
Sonkaya
21/10/2005 09:46:45
E eu quero de comer.
kero ser comida
20/10/2005 12:27:16
muito fraco! queria uma coisa mais excitante
Sonkaya
20/10/2005 10:57:24
ganda noia
Flavio
20/10/2005 08:20:26
Muito fraco, sem imaginação e mentiroso. Acho que as pessoas deviam tentar inventar coisas que ao menos nos deixem excitados, esse não consegue nada.... nota 0.
Janaina
19/10/2005 19:38:04
fraco hein!!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.