Casa dos Contos Eróticos

Feed

A vizinha gatinha, virgem de uma boa foda

Autor: Terence
Categoria: Heterossexual
Data: 10/06/2005 12:57:01
Nota 9.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Minha vizinha de apartamento chama-se Patricia, 20 anos,tem os cabelos pretos, medios, ondulados, sedosos e perfumado.O Corpo é escultural delicado e gostoso! a pele de pêssego, levemente bronzeada! Simplesmente Linda!!!Moro sozinho no apto da frente ao dela mas ela, que tem o marido de 30 e poucos anos, nunca deu bandeira. No máximo gentil de dar bom dia quando passava por mim. A qualidade e bom gosto de suas roupas, faziam parecer ainda mais bonita. Até o perfume no corredor era de hipnotizar! Cada dia e semana que passava minha tesão subia aos céus...Desejava com todas as forças aquela mulher, sabia que estava acima das minhas possibilidades. certo dia, na Academia da Rua, eis que vejo Patrícia entrar..descobri o horário da aula e transferi o meu para coincidir. Dali em diante passei a fazer marcação serrada, esperando uma chance. Ela vestia aqueles colantes..que eu olhava e quase perdia a respiração. A cada aula, o chuveiro da academia ficava mais tempo ligado do que o normal. Eu sonhava, imaginava, planejava e nada. Até que um dia, uma luz no fim do túnel surgiu!!! Foi numa aula de sábado de muita chuva e poucas pessoas. Terminou a aula e eu fui para o chuveiro. Patrícia ficou esperando o tempo melhorar conversando com a professora. Percebi que do banheiro podia ver seu corpo. Ela estava de costas. Me veio a iéia, tirei toda a roupa e fiquei naquele local onde ela pudesse me ver. Não demorou ela ficou de lado e logo me viu, disfarçou e continuou falando com a professora... Minha pica estava uma loucura grossa e com a cabeça rocha como um cacho de uva. Ela começou a olhar...eu estava doido de tesão...movimentava de leve da ponta até na raíz..estava a mais ou menos cinco metros dela. A professora disse -vou fechar lá em cima e depois de dou uma carona... eu tinha alguns minutos..me aproximei da porta aberta e fiquei a menos de dois metros daquele corpo que emanava desejo puro..meu pau batia acima do umbigo ela olhou e ficou vermelha...eu sem falar nada e apertando com toda força masturbei com um leve gemido e gozei com força...eram jatos fortes de porra para todo lado..ela olhava sem nada comentar..voltei para o banheiro..e imaginei. Tô frito...vai contar para o marido! Tomei um banho e fiquei até sem tesão, preocupado com a reação que ela teria. E agora voltar para o apartamento. Fiquei dois dias entrando e saindo de fininho sem vê-la. No dia da aula da academia ela me olhou diferente, quando fui para o banho ela ficou falando com algumas pessoas alí perto da porta. Pensei...isso é coisa de minha imaginação, ela ficou mais tempo na academia por coinciência. Quando saí..ela não estava mais no local. Ao subir para meu apartamento..desci do elevador e olho para a janela ela estava no corredor, parada na janela. gelei o sangue com o que iria me dizer..quando coloquei a chave na porta ela me olhou e disse..a chave do apto ficou no carro de meu marido será que eupoderia usar seu telefone para avisa-lo. Fui o mais gentil possível ela ligou e confirmou que em meia hora ele estaria de volta. Ela agradeceu e estava saindo quando eu disse, com palavras em sílabas, desculpe por sábado, não consegui controlar... ela deu um sorriso e me olhou de um jeito que meu cacete deu um salto para a vida em segundos..acrescentei que não havia no mundo alguém igual a ela, mas q sabia q era casada. ela estava alí na porta me olhava e disse tudo aquilo era desejo..faria tudo para ficar com você...e emendei deixa eu ao menos te olhar mais uma vez..ela não disse nada e eu passei a mão sobre meu calção e ele estava como um bagual tentando escapar..aquele perfume misturado com suor e o rosto ainda vermelhinho pelo esforço deixavam Patrícia ainda mais fêmea. Tirei a pica para fora e comecei a masturbar..alí na frente dela...ela me falou meu Deus..aqui..e começou a entrar no meu apartamento..fechou a porta atrás de seu corpo e eu aproximei..meu pau tocou em sua barriga..estava com uma mini bluza...quando abracei já estava espirrando porra pra todo lado.melecou tudo ..ela me afastou e reprimiu...meu deus olha só...foi ao banheiro se limpar..fui ver se precisava de alguma coisa,a porta estava aberta..comecei a me desculpar e ela falou você é doido mesmo..ficamos nos olhando nos olhos e de repende chegamos pertinho e foi como um magneto nos beijamos...meu pau voltou a vida máxima e senti tocar entre suas pernas...movimentei.segurando sua bunda ela passou a mão no pau com vontade..desci pelo pescoço beijando... nos ombros... nas costas...ela se contorcia...beijavamos na boca de relâmpago..nos cabelos ... fui tirando sua roupa..e beijando baixei o calção e percebi que ela ajudava a tirar o colante...meu pau buscava o local para se alojar soltando liquido lubrificante..ela segurou ele e levantou uma perna sobre o vaso colocando a cabeça da pica sobre a chotinha molhada..comecei a estocar..ela gemia baixinho...fui colocando..mais e mais...beijava a boca e seus peitos..estava uma delícia.. meu pau foi deslizando.mas de pé não entrava tudo...deitei ali no chão do banheiro sem tirar o que já estava plantado..e ela veio sentando...foi cavalgando com mais gemidos...mais e mais até entrar até a a raiz e mexeu requebrou...e gemeu gozando..parou...desceu e disse meu marido...!!! eu falei só mais um pouquinho...vou gozar de novo..levantei ela contra a parede e segurei suspensa pelas duas pernas e martelei toda a pica..ela se pendurava no meu pescoço se mexendo como uma cobra...e gozei..gozei naquela bucetinha apertada e gostosa como nunca.....ela so me disse baixinho...que pau! meu marido nunca me comeu assim...

E-mail= terence-sc@bol.com.br

Comentários

29/10/2012 11:33:43
Uma maravilha para ser vivida com uma vizinha carente.
Anônimo
12/06/2005 18:04:08
Uma merda das grandes, desconfio dos caras que se elogiam demais fisicamente, homem que é homem não acha outro homem bonito, nem o que está no espelho na sua frente!
Raul
11/06/2005 16:44:12
Um conto relativamente bem escrito, embora já tivesse lido melhor. Parece-me que lhe falta um pouco de enredo e erotismo. De qualquer modo nota 8. Parabens. Continue a escrever

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.