Casa dos Contos Eróticos

Feed

A ENTEADA

Autor: J.C
Categoria: Heterossexual
Data: 31/05/2005 16:18:59
Nota 4.33
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Na verdade eu ñ aconçelho casamento com mulheres que ja tenham filhas com 14 anos ou nessa fachetaria pode ser um sacrificio ou um preço a pagar.Podem ñ acreditar mas essa historia e veridica.

Meu nome e J.C em 1994 eu conheci a minha ex-mulher(o nome ñ importa) foi paixão a primeira vista (ñ amor!!!)e um fogo sem tamanho,ela uma morena 1,69 +ou- resumindo muito gostosa,passamos a nos encontrar mas so no segundo encontro conseguimos transar fui a casa dela e ela estava usando um short onde realçava toda a sua boa forma na epoca ela com 36 anos e eu com 26 (ia me esquecendo tenho 1,70 sou moreno sempre adorei esportes por isso tenho um corpo sarado faço capoeira e malho muito),de repente entra uma moçinha e um gurizinho na casa brigando,ela me apresentou as crianças e logo sairam foram dormir na casa da tia,eu fiqeui louco,eu como se diz sou um voyeur,fiquei apreciando aquela bunda e transando até de madrugada.Conclsuão passou 4 meses e estavamos morando juntos.

Viviamos muito bem eu trabalhava das8:00até16:00,minha esposa trabalhava em dois serviços por isso chegava muito tarde tipo22:00hs,por ai.O menino tinha 8anos e me adorava,comecei a dar aula pra ele de capoeira(modestia parte nunca mais parou e manda muito bem)pera ocupar seu tempo,quanto a menina(vamos chama-la de jack)ela aos 14anos ja namorava muito e era um rebelde sem causa,mas com essa idade ela tinha certos atributos que deixariam qualquer homem louco,uma verdadeira ninfeta.

Passou-se certo um ano de convivência,e começou o meu martirio,no seu aniversario de 15anos foi um linda festa,e como tinha muitos amigos,colegas e familiares a festa foi ate tarde minha esposa apagou,bebeu muito,ficamos poucos maiora solteiros e as coleguinhas da minha enteada,em um certo momento começaram a me tirar para dançar(danço muito bem),mas a jack entrou numa crise de ciume e num canto me disse que só me perderia para sua mãe, pra mais ninguem.A partir desse dia as amigas dela do colegio começaram a frequentar la em casa,e eu em casa fico só short e as vizinhas e as meninas ficavam so olhando,ñ vou dizer que ñ gostava,qual homem ñ gostaria de ser desejado.

Em 30 de junho de 1996 em uma sexta-feira a coisa mudou,sempre respeitei minha enteada desde o primeiro momento,contrariando até os seus familiares que me olhavam de forma diferente,ñ vou negar que nunca a observei,como ñ reparar uma menina de 16 anos dentro de casa de short curto mini-saia ou tomando sol no fundo de casa.Um dia cheguei em casa mais cedo e ela estava converçando com a amiga,e dizia a ela que ñ sabia o que fazer com o tesão que sentia por mim,meu coração quase saiu do peito,e disse tb que eu estava louco pra transar com ela mas ñ sabia como e ñ podia,me senti um canalha,naquele momento acabou todo o respeito mas! ficou a conciencia e a culpa.Depois desse dia ficou mais dificil,o tesão estava a flor da pele os olhares um simples andado,e quando estavamos só em casa eu queria morrer eu saia.Um dia cheuei em casa ela estava deitada na sala,pareceu de proposito,com um saia quase na cintura deixando a mostra sua calcinha preta nesse momento ela se contorceu e coçou a bunda dando um tapa em alguma coisa,meu pau queria explodir,realmente ela era bem safada eu ja tinha flagrado ela com putaria com meninos a noite perto de casa e o dia que chegamos em casa a sorte dela foi que a mãe enrroscou na vizinha entrei pelo fundo quietinho entrei em casa escutei barulho e pensei, essa safada ta fodendo aqui dentro fui sondar,naquele momento tive a visão mais linda desse mundo,ela estava de perna aberta com a saia pela cintura e com a calcinha afastada se masturbando eu ñ sabia se continuava a olhar ou saia la pra fora,eu sei que a sensação do perigo me dava um tesão que meu pau doia foi a primeiravez que bati uma punheta em honra a ela quando tive a oportunidade fui no banheiro e a calçinha estava lá nesse dia bati umas três.

Mas saibam leitores convivi 5 anos com essa minha ex-mulher nunca chegamos a transar mesmo sabendo que a vontade e o tesaõ exalavam por todos os cantos da casa.

Passados um ano da separação,eu a jack sempre nos viamos apesar do tesão,eramos muitos amigos,evitavamos ate de dançar porque o desejo era tanto que meu medo era ñ poder resistir e o pior que as pessoas percebiam chegaram a comentar comigo que o dia que gente ficasse junto ia sair fogo,quem me disse isso foi a prima dela........!

Meus pais viajaram para recife e eu fiquei so em casa,FESTA,convidei a galera,muita cerveja musica e mulher quando foi la pelas 3:00 da madrugada o pessoal começou a debandar quem arrumou bem,quem ñ arrumou cama.De repente quem entra,jack e sua amiga,meu coração disparou cerveja daqui converça dali me chamou para dançar reparei que tinha pouca gente tão bebados nem iriam reparar,começamos a dançar a nos roçar e o calor começou a subir,nossas mãos ja ñ tinham mais controle a vontade falava mais alto,fomos para um canto escuro eu pegava naquela bunda como se fosse a ultima,subi a sua blusa e fiquei louco lindos meios avantajados ela me oferecia com loucura,resolvemos ir p/o quarto,la chegando ela ficou de quatro na cama e me disse"vc sempre quis passar a mão na minha bunda ñ é?sempre quis toca-la então vem"quase gozei ali mesmo, levantei a saia fiquei vislumbrando e ela me pediu para passar a lingua afastei a calçinha e mordi lambi chupei por um longo tempo ela gozou umas duas vezes,ela tirou minha roupa e caiu de boca(ela gostava muito de filmes pornos portanto sabia muita putaria)modestia parte meu pau e bem avantajado a mãe ja havia comentado com as amigas e ela tinha ouvido ou mesmo quando eu estava deitado no sofa ela ñ tirava os olhos,ela chupava meu pau como se estivesse fodendo com a buceta,logo ela pediu para comela penetrei ela com força ,ela começou a me xingar e dizer que estava a cinco anos esperando por esse momento,eu peguei ela de quatro ñ muito tirei o pau pra fora gozei em cima dela 5 anos de tesão,dei um banho nela,tomamos banho,mais uma cerveja e o tesão de novo,transamos durante o dia ate ficarmos exaustos.Hoje ela e casada com um conhecido meu,mas ainda nos encontramos.A vida nos reserva grandes surpresas.

Comentários

30/07/2009 05:57:13
Tudo o que foi contado poderia ser narrado em 01 linha. Muito blá-blá-blá para pouca ação. Prefiro nem dar nota!
BY
23/06/2009 10:48:25
Q bobo em VC é muito besta mesmo!!!!!__Comeu a enteada !!!__e o menino tbm!!!!! RSRSRS conta outra!!!!
13/03/2007 04:03:53
o meu e ai c acordou né? tenha asanta paciencia, me fazer perder tempo com um delirio destes!se é que vc comeu mesmo a putinha,pq enrrolou a narrativa inteira?
21/11/2006 11:29:22
Vc escreve um troço desse tamanho para no último parágrafo contar a transa. Uma verdadeira bosta.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.