Casa dos Contos Eróticos

Feed

dominada e humilhada pelo inimigo do meu marido 1

Autor: submissa
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 28/05/2005 10:39:23
Nota 6.00
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Fato ocorrido no começo de 2005. Meu nome é M...tenho 23 anos de idade. Sou morena pele bem branquinha cabelos pretos compridos tenho 1,67m, bonita e um corpo de chamar atenção dizem que pareço com a atriz MEL LISBOA. Sou casada há 3 anos com um homem que amo muito, ele me trata como uma rainha. Meu marido é funcionario de uma empresa ex estatal em SP ocupando um cargo de direção. Por esse fato,e tambem por ter um temperamento forte de direção acabou se desintendendo com outro funcionario da empresa que se chama SAUL um homem forte e dominador gerente de uma outra área da empresa os dois ja trocaram desaforos em reuniões e não escondem o ódio de um pelo outro. SAUL estava se divorciando da mulher meu marido disse que o canalha não cansava de trair a esposa e até batia na mulher que motivou o divorcio não tinha um dia que meu marido não reclamava de SAUL para mim arrogante prepotente mal educado meu marido dizia indiguinado o que tem de feio tem de canalha, mesmo sem conhece lo eu o odiava de tanto que meu marido falava. Em fevereiro desse ano a empresa convidou seus empregados para um curso de gerenciamento a ser dado no litoral paulista, tendo a opção de levar a familia para aproveitar as "ferias" de uma forma diferente. Tanto meu marido quanto SAUL foram a esse encontro.Quando chegamos no hotel eu estava curiosa para ver a cara do tal sujeito que o meu marido tanto odiava.Ali mesmo na recepção os funcionarios se cumprimentando SAUL veio até meu marido e disse que ele precisava mesmo de uma reciclagem profissional me cumprimentou e saiu rindo meu marido ficou vermelho de ódio mas se segurou. Ele era bem moreno tinha bigode largo era um pouco calvo o que me chamou atenção além do sutaque nordestino(ele é baiano) e da arrogancia era de como ele era peludo estava de bermuda e camiseta regata parecia um macaco de tão peludo e feio. Meu marido muito preucupado com seu aprendizado motivado com a rivalidade entre ele e SAUL na empresa pois brigavam por espaço e cargos superiores na empresa, meu marido não queria aproveitar o passeio e ficava em suas horas livres revendo o material do curso. Eu não queria ficar o tempo todo no quarto vendo televisão e por isso eventualmente saia para passear sozinha. Foi em uma dessas saidas que encontrei SAUL aquele homem esquisitissimo devia ter seus 45 anos 1,70m. Eram 20:30 da noite eu estava andando pela praia deserta quando parei em um quiosque para tomar alguma coisa, enquanto eu tomava um suco. Foi nesse momento que SAUL apareceu no lugar estava só de sunga me olhou de forma sacana nunca tinha visto um homem tão peludo quanto ele, se colocou ao meu lado despreucupadamente enquanto esperava pela cerveja que tinha pedido em um determinado momento olhou para mim de cima a baixo e perguntou: -CADE SEU MARIDINHO:- eu estava com raiva daquela sujeito e respondi rispidamente trabalha para pagar seu salario a risada dele foi cínica. Deu uma bebericada na bebida e me respondeu olhando de uma forma penetrante:-PELA SUA RAIVA ACHO QUE SEU MARIDINHO TEM TRABALHADO DEMAIS,ACHO QUE NÃO TEM DADO MUITA ATENÇÃO A VOCE,SE VOCE QUISER POSSO TE AJUDAR A FICAR MAIS CALMINHA:-. Fiquei com ódio quando escutei aquilo joguei o dinheiro no balcão e sai daquele lugar sem falar nada. Quando cheguei no hotel meu marido ja estava dormindo e me deitei com raiva lembrando do cinismo daquela monstro. No dia seguinte durante o café SAUL veio até a nossa mesa e pergutou ao meu marido se estava tudo bem ou se ele teria que dar umas aulas particulares para ele entender melhor o curso. Meu marido ficou puto da vida e jurou para mim que quando chegasse a São Paulo faria uma reclamação formal na presidencia da empresa. No fim do dia durante minha caminhada encontrei SAUL no mesmo lugar do dia anterior sentado em uma mesa, ele perguntou de uma forma ironica se eu havia voltado por causa dele, sentei me na mesa e falei de forma dura esta na hora de crescer velho feioso não há mais lugar para essas bricadeiras na sua idade, a resposta dele foi nojenta:-VOCE É MUITO FRESCA PRECISA DE UM MACHO PRA TE DOMAR CADELA:- fiquei um pouco assustada na hora mas repondi seu porco machista se olha no espelho seu velho nojento qual mulher vai querer uma coisa tão ridicula voce me da nojo parece um macaco seu velho peludo.Ele riu e falou:- VOCE TA LOUCA PRA SE ESFREGAR NOS MEUS PELOS EU VOU TE COMER SUA VACA VOCE AINDA VAI SER MINHA PUTINHA TEU MARIDO É UM IDIOTA UM TROUXA QUANDO EU ENFIAR MEU CACETE NA TUA BUCETA VOCE VAI VER A DIFERNÇA QUE É UM MACHO DE VERDADE NÃO O MERDA DO TEU MARIDO:- Ele começou a passar a mão em minhas pernas assustada e tentei sair ele subiu as mãos até o meio das minhas coxas e encostou de leve em minha chana levantei me e sai correndo enquanto escutava as risadas do crápula. Quando cheguei ao hotel queria contar tudo pro meu marido mas fiquei com medo de sua reação dele matar o cara sei lá... entrei no banho para me acalmar foi então que percebi que estava com tesão aquele homem bem mais velho que eu, tão peludo, grosso ,estupido me ofendendo xingando meu marido não pude me conter acabei me masturbando e quando gozei comecei a chorar de culpa. No dia seguinte durante o café da manhã fui ao banheiro do hotel quando sai dei de cara com SAUL me olhando com aquela cara de sacana pegou rapidamente na minha mão e colocou sobre o volume de suas calças dizendo:- OLHA COMO VOCE ME DEIXOU ONTEM CADELA:- o volume parecia enorme sai correndo assustada com tesão e com medo de alguem ter visto cheguei na mesa abracei meu marido como se pedindo sua proteção, antes de eu falar alguma coisa ele começou a reclamar do SAUL que estava puxando saco da diretoria, não tinha mais paciencia para ouvir suas reclamações fiquei trste mas não reclamei. Na hora do almoço, alguém bate na porta do meu quarto,quando abro a porta dou de cara com SAUL que me empurra e fecha a porta eu estava no banho e por isso só vestia um roupão ele me olhou com tesão e falou:- VIM TE COMER CADELA:-fiquei louca e falei que ia gritar se ele não saisse dali, ele riu e deu dois passos em minha direção chegando bem perto de mim comecei a chorar falando para ele não fazer aquilo, que eu amava meu marido. Ele abaixou o ziper e pos um pau enorme para fora respondendo:- ODEIO SEU MARIDO E NÃO TEM HUMILHAÇÃO MAIOR DO QUE COMER SUA MULHER GOSTOSA E TRANSFORMA LO EM CORNO MANSO CHUPA:- dei dois passos para tráz e cai em uma poltrona. Ele veio em minha direção com aquela coisa enorme nas mãos chegou com ela a dois centimetros de minha boca e repetiu de forma dominante:- CHUPA CADELA :- não sei o que deu em mim tinha que obedece lo peguei aquele pau bem torto em minhas mãos batia uma punheta bem de leve para ele ainda chorando enquanto ele falava:-SEU MARIDO É MESMO UM CORNO VOU TE ARREGAÇAR TODA CADELA SE ELE TE VISSE ASSIM MAMANDO NA MINHA JEBA VOU TE FAZER CHORAR DE PRAZER SUA PUTA:- comecei a chupar aquela jeba com força ele gemia muito e falava:- ISSO PUTINHA CHUPA VOCE GOSTA QUE TE DOMINE, MULHER NASCEU PRA SERVIR O HOMEM ISSO BEM SUBMISSA AGORA VOCE ENCONTROU UM MACHO QUE TE DOMINE SUA VAGABUNDA SUA PIRANHA VE SE ME FAZ GOZAR:- Em um determinado momento ele me levantou abriu com força meu roupão começou a me beijar com força e pegar na minha buceta enfiando dois dedos nela. A sensação era maravilhosa ele me jogou na cama e começou a me chupar que lingua entrava quente em mim como um pinto e me fazia gemer como uma piranha SAUL me colocou então de quatro e começou a brincar com o pinto na porta da minha chaninha foi quando ele falou:- PEDE SUA VACA:- eu pedi baixinho e com vergonha mete em mim por favor ele deu uma estocada e começou com movimentos ritmicos era uma sensação de humilhação e prazer mútuos eu chorava e gemia enquanto ele me comia com força e brincava com meus seios ele falava:- SUA PUTA QUE TETAS GRANDES VOCE TEM QUE BUCETINHA APERTADA O CORNÃO TEM PINTINHO PEQUENO RESPONDE PUTA:-tem é pequeno:-VOU TE COMER MUITO VOCE VAI SE ACOSTUMAR COM MEU PAUZÃO:- eu não conseguia falar nada me limitava a gemer. foi quando o telefone tocou eu não queria atender mas ele me obrigou era meu maridinho falando que me amava muito e que quando esse curso chato acabasse iriamos sair para nos divertir. SAUL me comia com movimentos lentos e não sei como consegui conversar meu novo macho me falava no ouvido:- SUA PUTA FALA PRA ELE QUEM ESTÁ TE COMENDO FALA PARA QUEM VOCE ESTA PRESTE A DAR O CU:- Eu desliguei o telefone e quis brigar mas ele aumentou a velocidade das estocadas e me fez gemer alto batia em minha bundinha e falava que eu era uma vaca que botou chifre no maridinho:-SUA BUCETINHA GOSTOSA AGORA É MINHA SEU CUZINHO VIRGEM TAMBEM É MEU:-Tirou o pinto da minha buça e enfiou com violencia em meu cu eu chorava enquanto ele me comia com força virou me para ele antes de gozar e prendeu minha cabeça entre suas coxas começou a bater uma punheta e apontou o pinto pra minha cara tentei sair mas não consegui por causa de seu peso recebi aquela porra toda no rosto ele se levantou pos a roupa e com o celular tirou varias fotos minha nua com o rosto melecado de porra e disse:- ME DA SEU TELEFONE DE SÃO PAULO:- sem saida tive que dar o telefone, ele me deu um beijo na boca e disse:-A PARTIR DE HOJE VOCE É MINHA ESCRAVA MINHA PROPRIEDADE VAI FAZER TUDO QUE EU MANDAR NOS VAMOS HUMILHAR MUITO O IDIOTA DO SEU MARIDO:- e foi embora, isso é só o começo do tormento que vivo meu marido é um homem maravilhioso não merece isso mas o poder que o SAUL tem sobre mim é total não consigo me libertar adoro ser humilhada, dominada por aquele homem que odeia meu marido não sou mais dona das minhas vontades sou um capacho nas mão do SAUL, fico arrependida com minha falta de carater, tenho muita pena do meu marido,coitado mas o prazer que sinto nas mãos daquele crapula são indescritiveis vale tudo no proximo relato termino minha história sordida

Comentários

25/02/2013 07:25:54
ola gata gostava mt de teclar contigo cera k me podes adicionar para teclar? nuno.85@hotmail.com
06/12/2010 01:31:31
É incrível como as pessoas se preocupam se o conto é real ou não... É óbvio que 99% dos contos daqui não são reais... E isso é que é o legal... É como cinema, teatro... é tudo imaginação... quem quer realidade compre um jornal e leia
06/12/2010 01:29:11
23/09/2009 11:54:01
Muito bom, embora não acredite que seja totalmente real!!!
29/10/2008 19:38:39
meus amigos acreditem, há mulheres que adoram fazer seus maridos de corno, mas essa história ñ me parece totalmente real!
djw
04/06/2008 10:37:22
sua puta vagaba, vc e uma vadia, vc num foi dominada porra nenhuma, vc poderia ter muito bem ter evitado isso, vc deu por que quis sua puta
CORNO
25/07/2005 13:29:28
como adoraria que vc fosse minha esposa e desse para o ex-noivo. Iria ser um corninho bem humilhado.
CORNO
25/07/2005 13:29:26
como adoraria que vc fosse minha esposa e desse para o ex-noivo. Iria ser um corninho bem humilhado.
jhoe
30/05/2005 21:56:48
e....... infelizmente a galera tem razão .... plagio e crime...... entao para de copiar os outros sua vagaba
PIRANHO
30/05/2005 20:21:16
PLÁGIO PURO. E ACIMA DE TUDO, DIZ QUE ACONTECEU EM 2005 QUANDO JÁ EM 2003 LI ESSA(S) ESTÓRINHAS. NA TERCEIRA, QUANDO DIZ QUE FOI COMIDA NUMA SALA EM QUE DAVA PRÁ VER O MARIDÃO CORNÃO ENQUANTO DAVA PRUM MONTE DE GENTE, NO ORIGINAL FOI EXCITANTE. NESSA "CÓPIA" MAL FEITA, VAI DAR SONO. TENTE CRIAR, SEU PLAGIADOR.
Pafer
30/05/2005 08:33:50
Sim, é uma bela trama este conto. A segunda parte é mais excitante e degradante. É uma pena que o autor sai punindo todo mundo na terceira parte. Por quê? Sexo tem que ser voraz, intenso e cômico. Quem se dar mal, tem que sacudir a poeira e seguir em frente! Noto que o autor fez algumas mudanças, quanto a descrição da personagem. Minha marca registrada.
Romário
29/05/2005 03:46:56
Concordo com o Bebeto, afinal, somos parceiros.
bebeto
28/05/2005 18:25:41
estória bem escrita, excitante mas já publicada várias vezes, onde a mulher tem várias idades, e é em 3 partes.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.