Casa dos Contos Eróticos

Feed

Enrrabei a mulher de meu amigo bebado

Autor: AMIGÃO
Categoria: Heterossexual
Data: 20/05/2005 19:36:31
Nota -
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Ola meus amigos vou contar um caso que acontecel comigo no começo deste ano,estarei trocando os nomes apenas por sigilo.Meu nome é Marcos e tenho um amigo chamado Carlos que tem uma esposa linda e muito gostosa que se chama Marcia,Carlos é muito amigo meu mesmomja arrumou emprego p/ mim como não tenho carro ele sempre me convida p/ sairmos estamos sempre nos divertindo pois ele é um amigão.Um dia eu e Carlos estavamos num bar perto do campo de futebou onde estava tendo uma final de campeonato,estava-mos bebendo todas até que conhecemos duas minas da hora e ficamos no maior bate-papo onde não deu para dar nenhum beijimho pois tinha muitos conhecidos e Carlos ficara com medo de alguem contar para sua esposa.Marcamos com as meninas para sairmos á noite e elas toparam,então ficou tudo certo as 20:30 as pegaria-mos enfrente a padaria.Carlos disse que iria dar um perdido na esposa e sairia-mos com as gatinhas.Fui para casa e tomei uma ducha estava de pau duro so de penssar na putaria que seria aquela noite bati uma punhenta bem gostosa.Quando deu 20:30 Carlos não apareceu eu ja estava doido pois aquele filho da puta não viria,mas derrepente alguem busina em meu portão era Carlos que desce do carro e vem ate a porta de minha casa e me fala.Marcos sujou a Marcia quis vir junto pois eu falei para ela que iriamos no churrasco do time do caveira que avia ganhado o campeonato naquela tarde ´so que eu esqueci que o time é do irmão dela e ele ja avia ligado em casa e convidado eu e ela,por isso ela quer ir junto.Então combinamos que se as meninas estivecem por la eu as chamaria de canto e falaria que a esposa do Carlos estava com ele,fomos os trez para o churrasco ao entrar no carro vi marcia com uma bluzinha decotada e uma mine saia que deixava a mostra seu belo par de cochas Marcia me comprimentou com um beijinho e um sorriso meio sacana,sempre reparei que Marcia me dava umas olhadas meio estranhas mas nunca arrisquei nada pois ela é mulher de meu amigo.Ao chegar no churrasco marcia ficou junto de suas amigas e parentes e eu e o Carlos ficamos tomando cerveja e batendo papo com o pessoal,logo vem uma jarra de caipirinha e Carlos começa a beber bebe um pouco de caipirinha,cerveja,a marula e logo reparei que Carlos estava ficando bebado pois ja aviamos bebido aquela tarde.Quando deu meia noite Carlos estava ruim não aguentava ficar de pé então Marcia pediu para que eu os levace embora pois ela não sabia dirigir e Carlos não tinha condisões,coloquei Carlos dentro de seu carro e o levamos para casa.Chegando em casa ajudei Marcia leva-lo até o quarto onde ele ficou deitado e roncando igual a um porco,me despedi de Marcia que para minha surpres me disse? Não senhor você não vai sair tarde assim tem um quarto de ospedes e voce vai dormir la,amanhã voce vai bem nesta hora eu imaginei? Se fosse para dormir com voce eu nem imbora iria mais.Marcia me levou até o quarto e disse onde tinha uma cama de casal então ela disse que esperace um pouco pois iria buscar um travesseiro,demorou uns 10 minutos então ela vem com dois travesseiros nas mãos e não vestia mais a quela mine saia e a bluzinha e sim com um camisão curtinho e quando ela foi ajeitar a cama eu reparei que estava sem calcinha,nesta hora meu pau endureceu como uma rocha e não tinha reparado no volume que tinha formado em minha calça pois estava vestindo uma calça de agaslho e aqueles panos são bem molinhos,Marcia virace para mim e sem mais nem menos me pergunta?Porque esta de pinto duro nesta hora eu não conceguia responder pois Marcia era a mulher de meu melhor amigo então ela sentou-se na cama e eu fiquei ali mesmo de pé a sua frente e ela começou a dizer que embora gostase muito de Carlos ele não estava tratando ela como merecese pois ele não a procurava mais na cama e ela não aguntava mais tocar uma ciririca disse que Carlos era um bom marido mas na parte sexual ele pisava na bola,não deixava ele assistir filme porno com ele,não chupava sua buceta,não deixava ela chupar o pau dele pois dizia que estas coisas era so mulher da rua que fazia.Eu fiquei admirado com aquilo pois Carlos na rua e taradão.Diante daquela situação eu fiquei sem saber oque fazer ate que Marcia ainda sentada na cama me dis que estava decidida a transar com outro homem pois estava com muito desejo acumulada e sempre tinha reparado em mim disendo que eu era um cara muito legal então eu disse a ela que seria dificil pois eu era amigo de seu marido então ela me disse? Voce pode até não transar comigo mas por favor deixe eu realisar um grande desejo que tenho , eu logo perguntei qual era e ela respondeu,deixe eu dar uma chupada em seu pau pois o Carlos jamais vai deixar eu faser isso e voce é de minha confiança,deixe so para eu ver que gosto tem.Gente eu juro que tentei ser fiel a meu amigo mas nesta hora,tambem oque teria de mais sua mulher dar uma chupadinha em meu pau.Tirei meu pau para fora e nem precisei falar nada ela ja o a bocanhou na hora chupava como ninguem nunca tinha chupado antes e enquanto chupava foi tirando minha roupa,quando reparei estava pelado de frente a uma femea louca para dar então Marcia tirou o camisão e deitou-se na cama com aquele corpo lindo seus seios eram durinhos e enormes uma bucetinha depilada so com aquele bigodinho de Ritrer ela abre as pernas e pede para que eu a chupa-se não pensei duas vezes cai de boca chupei gostoso,não penssava mais em nada so em satisfazer a mulher de meu amigo,levei meu pau ate sua buceta e ela me disse que não gostaria que eu enfiace pois era casada a 16 anos com Carlos e a 16 anos levava pau na buceta e so deixaria eu enfiar o pau em sua buceta se eu quebrace o cabaço do cu dela pois Carlos nunca tinha enfiado nem um dedo naquele cuzinho,escutando aquilo fiquei com mais tesão ainda e pedi para que ficase de quatro e ela obdece-ra na hora.Gente se voceis imaginace como esta mulher de quatro é linda aquela bunda bem redondinha uma bucetinha linda o cu bem apertadinho onde logo passei a lingua deixando bem molhadinho e enfiei um dedo fazendo movimentos de entra e sai Marcia estava louca me pedindo a todo momento que enfiasse o pau,ageitei a cabeçona naquele cuzinho e coloquei a cabeça,quando a cabeça entrou Marcia deu um pulo para frente dizendo que avia doido então tentamos de novo e mesma coisa ao entrar ela dava um pulo para frente e a cabeça saia coloquei ela mais para frente perto da parede pois assim não teria como pular e fui de novo coloquei a cabeça e parei disse a ela que abrice as bandas da bunda e que deixaria meu pau parado ali pois assim conceguiria gozar sem me mouver,a bobinha acreditou e abriu a s bandas de sua bunda onde neste moumento eu com as mãos em sua cintura dei uma entocada de uma vez entrando tudo senti as bolas batendo em sua buceta,Marcia deu um grito alto que fiquei ate com medo de Carlos acordar,comecei um movimento de vai e vem no seu cu que agora não era mais virgem Marcia relachou e começou a pedir para que eu socasse pois queria ficar arrombada,não resisti muito e logo gozei,gozei tanto que ao tirar meu pau começou a escorrer porra daquele cuzinho maravilhos,Marcia foi ate o banheiro e logo que veio deitou-se ao meu lado onde conversamos um pouco ate que meu pau estivesse duro novamente,então ela falou que deixaria eu meter em sua buceta agora mas que eu teria que gosar em sua cara pois queria sentir a porra em seu rosto,do geito que estava-mos deitados eu so passei uma perna dela por cima de mim e enfiei meu pau Marcia rebolava gemia,depois ficou de quatro e eu socava o pau em sua buceta onde ao mesmo tempo enfiava um dedo em seu cu.Quando vi que não aguentava mais disse que queria gozar então ela se posicionou em minha frente para que gozace em sua cara Marcia chupava meu pau ate que a porra vinha vindo e eu disse tire da boca que vou gozar ele sorespondeu hum,hum,enchi sua boca de porra depois de umas tre esporradas ela tira o pau da boca e passa por todo seu lindo rosto.Foi de mais,fui tomar um banho e Marcia vei atraz tomamos um delicioso banho juntinho e ela disse que teria que ir deitar-se com seu marido.Logo amanheceu levantei-me e Carlos ja tinha até ido comprar pão Marcia coava o café e Carlos arrumava a mesa,tomamos café juntos eu meio sem geito ela com um sorriso que não cabia no rosto.Fui para casa e depois deste dia ja transei com Marcia mais quatro vezes e sempre de uma maneira diferente.Meus amigos quando sair para beber lembre-se desta historia e bebão pouco.

E-mail= oamigocerto@ig.com.br

Comentários

Comentarista
07/08/2005 07:42:34
Burrice excessiva é brochante! O excesso de erros acabou com um conto até interessante!
Pafer
27/05/2005 16:07:02
Estou com Race. É um bom conto. Não existe mais ou menos língua portuguesa. Existe o idioma português, que é a condição única de se escrever o que se tem na cabeça, portanto se a pessoa não tem o mínimo de conhecimento do idioma, por que tentar escrever? Não se defende aqui o idioma de um academico de letras, mas convenhamos que se vamos a um bar beber, esperamos que a bebida venha num copo, mesmo que seja de plástico, mas nunca que a bebida nos seja derramada nas mãos. Eu considero este autor bem criativo e técnicamente um chimpanzé amestrado como escritor.
barrilete
22/05/2005 07:28:56
Amigão, Você notou que esse bando de leitores fica preocupado em saber se você teve muitos ou poucos erros de português. Deixam de lado o conto, a forma como você comeu a tal de Márcia e a alegria que proporcionou a ambos. O negócio, meu caro, é continuar escrevendo e não dar bola. Quanto a mim, estou deixando de beber a partir de hoje, pois quem tem ...., tem medo. E você sabe que o de bêbado não tem dono....
Porto
22/05/2005 02:52:13
O importante é gozar na cara da mulher do amigo...
Race
21/05/2005 23:08:08
Ed, não é bem assim. Quando o texto tem muitos erros, algumas passagens ficam um pouco confusas. Como eu queis ressaltar, como história, é legal, sim, até um pouco cômica. Mas dar 10, por exemplo, na minha avaliação, não seria coerente.
PEDRO
21/05/2005 12:44:13
FALTOU TU DIZER QUE DESTE O CU PARA O CARA TAMBÉM
JOSÉ
21/05/2005 12:43:21
TU TAMBÉM ERRA PORTUGUÊS PRA CARALHO. VAI ESTUDAR, VAI
ed
21/05/2005 09:23:10
conto bacana achei legal voce considerar o cara mas se ele nao come meu amigo alguem tem que comer e e melhor tu do que qualquer oreia da vida ne nao agora fico puto com as pessoas que lem os contos so pra ficar verificando erro de portugues vai tomar banho pô..
Race
21/05/2005 02:54:57
Vai atacar a úlcera do professor Pasquale. A história até que é curiosa, mas a curiosidade se desfaz em meio a tantos erros

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.