Casa dos Contos Eróticos

Feed

Desta Vez a Gozada Foi no Cu! Lá dentro!

Autor: sandracasada05
Categoria: Heterossexual
Data: 19/05/2005 12:50:00
Nota 8.50
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Passamos mais uma semana ardendo de desejos, Celso havia mudado, me procurava todos os dias, com uma fome de sexo sedenta, passou a me chupar com maior freqüência e fazia com esmero, me deixando doida de prazer, assim foi a semana inteira, até que na quinta Leonardo nos ligou, em nossa casa, falou com Celso por uns instantes enquanto eu servia a janta para as crianças, logo em seguida Celso nos fez companhia, terminamos o jantar e Celso disse-me que Leonardo iria me buscar no escritório na sexta, iríamos realizar mais uma aventura, só de pensar minha buceta trançava de prazer, novamente pedi uma saída mais cedo e pelas quatro da tarde sai do trabalho, Leonardo estava perfumado e muito sorridente como sempre, dirigiu até um bar no centro da cidade, descemos e nos sentamos numa mesa no fundo, logo Celso chegou, eles haviam combinado naquele lugar, Leonardo nos olhou dentro dos olhos e disse que iríamos experimentar um tesão muito grande, sem ser interrompido perguntou a Celso: Então você quer ver ela dando a bunda, levando rola no cu na sua frente? Eu corei de vergonha e também de tesão, Leonardo sabia como pronunciar as palavras e como nos excitar! Celso não havia respondido e ele olhando pra mim disse: Prepara a bunda vadia, hoje você vai dar o rabo feito uma cadela sem vergonha, gosto de mulher que grita dando o cu, senão vou arrebentar seu rabo, putinha safada, falando isso levantou-se e foi saindo, eu e Celso nos levantamos e olhando um para o outro apenas o seguimos, entramos dentro do carro e seguimos para um motel na saída da cidade, entramos os três sem problemas, Leonardo parecia popular no local pelo modo como conversou com a recepcionista, um local muito requintado e uma suíte maravilhosa com espaço ao ar livre, Leonardo entrou em foi direto tomar um banho, Celso me abraçou e nos beijamos ardentemente, enquanto isso tirávamos nossa roupa, fui até Leonardo e terminei de tomar um banho com ele, nos beijamos e ele passou a mão pelo meu corpo, Celso assistia tudo de perto, logo em seguida saímos do chuveiro e fomos para uma área coberta ainda mas próximo de uma grama ao ar livre, o céu era de brigadeiro, azul e o dia claro como nosso tesão, Leonardo sentou-se numa poltrona e colocou as pernas abertas, pediu que o chupasse na cabeça da rola, me aconcheguei entre suas pernas e passei a mamar sua pica, Celso se sentou perto de nós e se masturbava, Leonardo de pau duro sendo chupado disse-nos: Vou transformar vocês numa puta e num corno manso bem safado, eu passei a chupar o cacete de Leonardo com maior intensidade, engolindo a pica inteira, Celso procurava o melhor ângulo para assistir a chupada, era delicioso ver o pai dos meus filhos se masturbando enquanto eu chupava pinto de outro, Leonardo pediu que chupasse suas bolas e assim o fiz, depois voltei para a cabeça do caralho e ele gozou se masturbando em minha boca, os jatos de porra foram todos engolidos por mim, Celso me abraçou e novamente nos beijamos gostoso na frente de Leonardo, Celso lambeu toda minha boca e molhou sua lingua na porra de Leonardo, aquilo me deixava muito excitada, Leonardo me deu uma palmada na bunda e me colou de quatro, se encaixou entre minhas pernas e passou a chupar minha buceta e meu rabo, eu gemia de tesão e Celso batia punheta, a lingua de Leonardo era maravilhosa, ele porém não me deixou gozar, passando o dedo no anel do meu cu, disse: Agora puta você vai dar a bunda, na frente do corno, ele ta louco para ver a esposinha querida tomar no rabo, me deu mais uma palmada na bunda e veio com uma algema, fiquei alucinada, ele atou minhas mãos numa argola presa no chão, e eu fiquei de quatro na grama, ao ar livre, Leonardo colou o caralho na minha boca e me mandou chupar seu pinto, fiz com gosto e me sentia uma vadia sem vergonha, pelada e atada com a bunda exposta, Leonardo pediu que Celso chupasse meu cu e me deixasse molhado, meu marido obedeceu imediatamente, me chupou gostoso, em seguida Leonardo saiu da minha boca e pincelou minha bunda: Pronto puta sem vergonha, é hora de levar ferro no cu, na frente do maridão, adoro comer a bunda de mulher casada, pode gritar vadia, grite bastante, essa suíte foi feita para foder rabo de cadela, portanto pode berrar e gozar gostoso que vou esfolar seu cu agora puta do caralho! Só aquelas palavras já eram suficientes para me deixar excitada, Leonardo pincelou o pinto na entrada da minha bunda, chamou Celso e disse: Corno abre o cu dessa vadia pra mim, vem cá e mostra o rabo dessa cadela pra mim, Celso veio e abriu minhas nádegas mostrando o cu da sua esposa para o amigo: Pede para eu comer a bunda dela! Fode essa vadia, come o rabo dessa safada! Quer que eu a faça gritar de tesão? Mete com força no cu dela, quero ver ela gritando e você comendo a bunda dela com força! Meu marido assumiu a condição de corno manso e obedecia Leonardo em tudo que ele mandava, enfim Leonardo apertou o cacete em meu rabo e a rola foi entrando com certa dificuldade, Celso acompanhava tudo de perto, estava doendo mas eu não me fiz de rogada, queria tomar no cu de qualquer jeito, a rola de Leonardo entrou até o talo, ele enfiou tudo e abria minhas nádegas: Vem cá corno, vem ver a minha rola dentro do cu da sua esposa, olha só que vagabunda, ela agüenta pinto no rabo cara, e gosta demais essa puta, vou fazer ela gemer! Arregaça Leonardo, faz ela gritar, por favor, quero a mãe dos meus filhos gemendo e dando a bunda bem gostoso! Não agüentei e relaxei, a pica de Leonardo começou a sair do meu rabo e logo entrou de novo, era a primeira estocada, seguida de um gemido meu, foi saindo de novo e novamente entrou com força: Toma puta, toma no cu cadela, toma safada, toma no rabo vadia, abre a bunda puta, para tomar no cu, sua vadia, toma caralho, toma cadela, toma safada, toma na bunda vaca do caralho! E metia a pica dentro do meu cu, eu só fazia gemer de tesão sentindo a rola de Leonardo me rasgando: toma prostituta do caralho, você merece levar rola no cu safada, vem ver corno manso, vem ver o cu da esposinha sendo comido, olha só que vadia, olha como ela geme ela quer pinto no rabo cara, ela ta gostando de tomar no cu, olha só a vadia que você se casou, ela gosta de dar o rabo na sua frente, corno manso, frouxo do caralho, bate punheta corno, bate punheta enquanto a mulher da a bunda para um macho de verdade! Leonardo fodia feito um touro, enfiava o pinto com força até o talo dentro da minha bunda, Celso se masturbava feito um puto com a rola dura ele pedia: come o cu dela, fode a bunda dela! Toma no cu cadela sem vergonha, você é a mãe dos meus filhos e por isso merece tomar na bunda na minha frente, sempre quis ver você dando o rabo vadia sem vergonha, goza pelo cu cadela safada! Celso estava descontrolado e eu excitada anunciei que gozaria, Leonardo passou a arregaçar meu cu, com estocadas fortes e vigorosas ele metia com força, como se quisesse me machucar, a cada estocada no fundo do rabo meu corpo estremecia, gozei como uma puta goza, na rola de um macho, tomei no rabo incessantemente, leoanrdo parecia uma maquina de foder quanto mais eu gritava mais ele enterrava a rola no fundo sempre falando sacanagens: toma na bunda cadela, puta que pariu como é gostoso arregaçar a bunda de uma mulher casada na frente do corno manso, toma cadela, toma no rabo vadia, goza pelo cu cadela safada! Eu perdi a conta de quantas vezes gozei, tanto era meu prazer, Leonardo gozou aos berros, cravou a rola no fundo da minha bunda e gozou dentro do meu rabo dizendo, toma porra na bunda cadela, cadê seu marido corno para te chupar vadia sem vergonha! Eu estava sem forças, de bunda pra cima com as tetas na grama e a bunda esfolada, gozada, Celso sentou-se na grma e senti sua lingua em meu cu, ele sugava meu rabo com a lingua, como era gostoso aquela sensação, ele foi colhendo a porra que escorria pelas minhas pernas e eu gemendo de tesão, não agüentando Celso colou o caralho na minha bunda e socou forte em meu cu, me dando palmadas na bunda me chamava de vadia e de amor da vida dele, tirava o pinto e estava cheio de porra de Leonardo, meteu e gozou dentro da minha bundinha também, cai desfalecida e com a bunda esfolada, mas alegre e feliz, era assim que tinha de ser dali para frente, ficamos um tempo sem falar nada, até que o silencio foi quebrado por Leonardo: Cara sua esposa é muito gostosa, tem uma boca, uma buceta e um rabo delicioso, como é gostoso comer o cu dessa vadia! Celso apenas me beijava, ele ficava um pouco tímido nessas horas pois já havia gozado! Leonardo disse uma frase que nos deixou alucinado: Precisamos arrumar mais machos para essa puta, ela agüenta firme, dois homens ao mesmo tempo, ai sim vamos arregaçar ela, deixar ela de pernas bambas de tanto levar pinto, no cu e na buceta! Celso ficou excitado na hora e pediu para que Leonardo comesse minha buceta e gozasse dentro para que pudéssemos ir embora, assim fizemos, Leonardo me fuzilou a buceta com sua rola grossa, gozou gemendo dentro da minha bucetinha e fomos embora, já em casa, deitei de costas em nossa cama, e Celso no meio de minhas pernas bebia a porra de Leonardo, mais um dia de foda, gostoso, Celso me comeu alucinadamente até me deixar desfalecida, estávamos felizes e tesos de prazer e assim foi prosseguindo nossa vida, agora Leonardo me comia até duas vezes por semana, sempre alternando entre minha buceta e meu cuzinho e eu sempre chegando em casa gozada, e Celso sempre me chupando e me fodendo como jamais tinha feito antes, era delicioso ver o Pai dos meus filhos, se transformar num corno safado e sem vergonha, vê-lo lamber minha buceta cheia de porra, passar a lingua e me lamber todinha, ver a lingua dele melada com a porra de outro homem é fantástico, é muito gostoso, depois que ele me dá esse prazer, faço o diabo com meu marido, deixo ele me arregaçar todinha, ele me come como se come uma cadela, uma vagabunda rameira, ou melhor o que sobrou dela, pois o Leonardo, me usa primeiro, depois que passamos a viver essas aventuras, Celso tem mostrado uma performance mil vezes melhor do que antes, e nós continuamos nosso relacionamento, cada vez melhor, cada dia mais intenso e gostoso e eu gozo dupalmente, quase morro de tesão sendo desfrutada por outros homens! No próximo relato nossas escapadas costumeiras para curtir um bom sexo e a entrada de outro amigo em nossas aventuras! Beijos!

E-mail= sandracasada05@yahoo.com.br

Comentários

29/06/2009 15:01:43
muito bom seu conto, fiquei com meu cacete td melado, tbm sou de blumenau e cazado c vcs ainda estiverem na ativa é só passar um contato
29/06/2009 14:58:25
muito bom seu conto, estou com meu cacete td melado de tezão, tbm sou d blumenau s cazado c ainda estiver na ativa aguardarei contato...
29/06/2009 14:56:28
muito bom seu conto
31/01/2009 17:42:58
Nossa... fiquei super excitada.. era tudo q eu queria... parabens...
04/12/2008 19:26:02
BOM CONTO. NOTA 7!
emerson
03/06/2005 10:09:53
v/c deve ser muito gostosa mesmo!!
ocaraju
21/05/2005 02:31:40
Um conto muito bom. Sou de Blumenau aguardo contatos.

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.