Casa dos Contos Eróticos

Feed

CÚ DE MÃE É INESQUECIVEL

Autor: BIROTERROR
Categoria: Heterossexual
Data: 27/04/2005 12:32:04
Nota 9.86
Assuntos: Heterossexual
Ler comentários | Adicionar aos favoritos | Fazer denúncia

Oi vou contar uma historia que me aconteceu a pouco tempo, já faz cinco anos que eu moro somente com minha mãe pois ela se divorciou do meu pai.minha mãe é uma morena de 38 anos 1.72, cabelo cacheados cintura fininha cochas trabalhada na academia já faz 3 anos que ela esta malhando com isso ela ficou mais gostosa do que já era, ficou com uma bunda que já me arrumou muitas brigas na rua. Meus amigos e vizinhos sempre jogavam piadinhas elogiando a excelente forma física de minha mãe. Por causa desses elogios comecei a ver minha mãe com outros olhos, percebi que apesar de ser minha mãe, ela era uma mulher, e que por mais que eu não quisesse ver ela era muito gostosa e o pior ou melhor vivia ao meu lado e eu começava a ter desejos e sonhos em que eu comia a minha própria mãe, aquilo quase me enlouquecia. Sempre fomos muitos unidos por ela ser ainda um pouco nova ela sempre saia comigo e as vezes arrumava alguns casos na noite as vezes eu até implicava com alguns de seus casos, pois eu percebia que eles só queriam comer minha mãe e depois saiam fora e ela quase sempre ficava meio chateada. Muitas vezes nos conversávamos sobre o assunto, e eu sempre dizia que ela devia largar esses idiotas e ela sempre dizia que ela ainda era jovem e tinha muitos desejos e fantasias. Vou usar um nome fictício p/ min e p/ ela me chamo Júlio tenho 18 anos e Ela Márcia, minha mãe sempre andava na minha frente com roupas apertadas shorts curtinhos camisas larguinhas e às vezes eu conseguia ver os biquinhos de seus peitos, que por sinal era bem bicudinhos um peitinho médio me dava muito tesão, sempre reparava o volume de sua buceta e suas calcinhas marcando aquele cúzinho que só minha mãe tinha. Durante a noite após ela tomar seu banho sempre usava camisolas curtinhas, shortinho que ficava com a polpa da bunda de fora, isso me deixava de pau duro na hora as vezes ñ tinha como disfarça e muitas vezes eu achava que ela percebia e isso me deixava meio sem jeito, as vezes eu achava que ela fazia aquilo so p/ me provocar, todo fêmea gosta de provocar um macho. Muitas vezes me dizia que eu deveria procura umas garotas p/ extravasar as minhas energias quando ela vinha com esses assuntos eu ficava sem graça e confuso, será que minha mãe anda daquela forma sem maldade eu ficava maluco com essa duvida. Havia chegado o carnaval e saímos a primeira noite juntos ela estava usando um short de laicra curtinho bco e transparente que deixava um volume enorme na sua buceta apertando e desenhando perfeitamente aquele bucetão estufado que excitava qualquer um e aquele cuzão com uma calcinha micro que sumia na sua bunda. Carnaval ñ é mole todo mundo chegava perto e tentava tira um sarro na minha mãe conforme a noite ia avançando estávamos um pouco mais alcoolizado e as pessoas mais abusadas meu pau doía de tesão, como não tinha pego ninguém resolvi tira um sarro da minha mãe já que percebi que ela estava meio chapada e talvez ñ teria outra oportunidade como aquela. Comecei a agarrá-la por trás com a desculpa de que estava a protegendo-a, ela já meio chapada dizia que eu só tava querendo tira um sarro na mamãe e que isso ñ se faz, eu somente ria e dizia que ela tava bêbada com isso eu ficava dançando e me esfregando gostoso naquele rabão às vezes eu chegava a passar a mão naquela buceta com a desculpa da multidão.ela rebolava conforme a musica e meu pau chegava a ficar melado, e as vezes ficava encostadinho no meio de sua bunda, e ela com certeza sentia toda minha excitação e ñ falava nada mais com certeza gostava do que sentia. A noite estava acabando e eu que pensava que tudo já tinha acontecido ñ sabia o que me esperava. Fomos embora no meio do caminho minha mãe começou a me perguntar se eu comia muitas mulheres, eu respondi que ñ ela me falou que durante a noite sentiu o meu pau e achava ele bem grandinho p/ minha idade, eu falei que era tamanho normal ela riu e disse que eu estava mentindo e no meio do caminho de casa ela perguntou se poderia ver já que o volume no meu pau dizia ao contrario. Eu meio sem graça perguntei aqui na rua, ela sorriu e falou vc nunca comeu ninguém na rua seu bobo, respondi que sim, então fomos p/ um canto mais escuro a beira de uma arvorê eu me encostei na parede e coloquei meus 22cm de pica p/ fora ela falou na mesma hora (nossa nunca vi um pau tão grande ). Ainda em pé ela pegou nele e apertou gostoso me fazendo tremer de tesão, ela deu uma risada e passou a língua nos lábios e começou a mexer no meu pau falando que era um desperdiço uma pica daquele tamanho ficar parada ainda mais no carnaval, então como o tesão havia me dominado resolvi tomar coragem e perguntei o que ela podia fazer por min, ela deu um aperto gostoso no meu saco e me olho nos olhos , então me beijo gostoso alisando meu pau, então ela se abaixou e começou um chupeta incrível lambendo toda a cabeça enquanto acariciava meu saco, então ela começou a lamber toda a piroca como uma putinha e dizia que nunca havia chupado um pau tão grande e grosso ela engolia meu pau mexendo a cabeça p/ cima e para baixo estava muito gostoso, eu estava quase gozando quando passou quatro babacas e passaram zoando falando gracinhas do tipo mete nela ela ta querendo, com isso minha mãe resolveu parar e fomos p/ casa ela foi calada apenas me abraçando na cintura como namorados. Chegamos em casa ela foi tomar banho e voltou com uma camisola preta curtinha que deixava a sua bunda de fora, meu pau estava muito duro passei perto dela e ela falou ñ vai se acabar e deu uma apertada na cabeça da minha pica.Tomei meu banho pensando no que poderia acontecer,após o banho coloquei um short largo e sem sunga fui p/ a sala e ela estava deitada de bruços com uma parte da buceta a mostra, meu pau endureceu na hora parei perto dela , ela deu uma olhada pra trás e riu, então percebi que ela queria não perdi tempo me abaixei passei a mão na suas cochas ela se arrepiou toda fui em direção a sua buceta levantei um pouco ao camisola e comecei a alisa aquele rabo ao qual eu já havia tocado muitas punhetas pensando nele. Ela empenava a bunda e eu ñ acreditava que estava preste a comer minha própria mãe, ela falava que eu tinha uma piroca muito gostosa e queria chupa-la novamente então eu comecei a passar a ponta da língua naquela buceta lizinha raspadinha e ela abria a perna e começava a gemer e me chamar de filho tarado e me pedia p/ ñ parar de chupar sua boceta o que eu fazia com muito gosto ela delirava com minhas chupadas, ela então se levanta e me manda deitar no chão e fica por cima de min e começa a chupar meu pau enquanto fazemos um 69 incrível, minha mãe me chupava com muito gosto,enquanto eu lambia aquela buceta sem parar dava umas mordidas de leve no seu clitóris o que a enlouquecia fazendo com que ela chapasse mais gostoso minha pica então eu falei que iria gozar, ela se levantou sentou no sofá e mandou eu gozar na sua boca, foi uma gozada animal ela tentava engoli o Maximo do meu prazer mais meu tesão era enorme foi muito grande a quantidade de esperma na sua boca, chegava a escorrer naquele peito lindo e bicudinho. Ela falava que meu esperma era uma delicia enquanto ela engolia tudinho e ficava brincando com um pouquinho na ponta da língua, terminou de lamber minha piroca deixando ela limpinha, com isso meu pau ficou uma rocha e ela levantou do sofá e me empurra no sofá e coloca uma das pernas no sofá e manda eu terminar de chupa sua buceta, eu novamente começo o trabalho naquela bucetinha que eu lambia com muito tesão, eu chupava aquela buceta estufada enquanto minha mãe me segurava pelos cabelos forçando minha língua a ir mais fundo dentro da sua buceta então ela começa a gemer e goza na minha cara me chamando de filho da puta ,tarado gostoso. Mamãe então fica de costa p/ min e vai descendo bem devagar agasalhando toda a minha pica ela saboreia centímetro por centímetro do meu pau, conforme ela descia ela rebolava devagarzinho e bem gostoso enquanto eu alisava sua buceta e seus peitos ela gemia sem parar dizendo que era a melhor pica que ela já havia sentido, minha mãe era uma verdadeira puta metendo, sempre me pedia p/ puxar seus cabelos e gozou novamente no meu pau sobre minha pica se levantou e me mandou limpar sua buceta o que fiz com muita vontade, a puta da minha mãe se levanta encosta as duas mãos na parede inpina aquele cuzão e me manda meter com força que ela queria sentir tudinho dentro dela, levantei e encostei a cabeça da pica e fui forçando ela parecia uma cachorra sacudia a cabeça e gemia sem para de uma forma alucinada enquanto eu aumentava o ritmo socando com força metendo até as bolas baterem em sua BUNDA ela louca de tesão começa a gozar novamente dizia AI QUE FILHO GOSTOSO QUE PIROCA COME A MAMÃE BEM GOSTOSO FIHO DA PUTA METE ESSA PICA METE CARALHO. Ouvindo isso eu estava preste a gozar, mais me segurei para prolongar aquele momento então eu mandei ela ficar de quatro no sofá , a puta inpinava aquele rabo enquanto eu metia e metia com muita vontade , resolvi enfiar um dedo no seu cú ela chegava a morde as almofadas gritando mete filho mete , ñ para enfiei mais um dedo no seu cú e ela gozou novamente começando a rebolar aquele cuzão vendo aquele rabo mexendo com aquela marca de biquíni ñ agüentei e gozei gostoso chamando ela de puta vadia piranha gostosa, o meu gozo escorria pela suas cochas já muito cansado fui tomar um banho e me deitei logo em seguida vem ela e deita ao meu lado me pedindo p/ ñ contar isso a ninguém,então eu digo vc agora vai fazer tudo o que eu quiser sua puta ela fica me olhando só de calcinha, uma calcinha de renda branquinha com aquele peitinho bicudinho na minha cara. Então eu coloco o pau p/ fora e mando ela chupar novamente ela obedece na hora e começa uma chupada que só ela sabia a cachorra engolia o maximo que conseguia e ficava com ele dentro da boca passando a língua na cabeça do pau enquanto a saliva escorria pela sua boca isso me dava um tesão incrível, resolvi tira meu pau de sua boca pois eu tinha outros planos p/ ela mandei ela fica de quatro e comecei a chupar sua buceta que era muito gostosa dava gosto lamber aquela buceta enquanto eu escutava seus gemidos,então comecei a lamber o cú de minha mãe eu nunca havia lambido um cú antes adorei a sensação de chupar o cú de minha mãe que gemia gostoso chegando a chorar de prazer dizendo que p/ uma mulher uma das melhores coisas que um homen pode fazer p/ deixar uma mulher a sua mercê e da uma boa chupada no seu cú aprendi isso e nunca mais esqueci, continuava chupanndo até que ela ñ agüentou e falou VIADO EU VOU GOZAR DE NOVO , FILHO VC É DEMAIS METE ESSA PICA NO CUZINHO DA MAMÃE METE. Encostei a pica e comecei a forçar e ela tentava mais ñ agüentava a pressão do meu pau ela queria desistir ,então peguei um ky que um amigo havia me emprestado a algum tempo e lubrifiquei minha piroca de forma que ela ficou escorregadia comecei a colocar e a cabeça foi entrando minha mãe chorava e dizia NUMCA SENTI UM PAU TÃO GROSSO NO MEU CÚ AI COMO DOI MAIS É MUITO MAIS GOSTOSO DO QUE ESSAS PIROQUINHAS ,METE MEU HOMEN METE GOSTOSO UM HOMEN TM QUE TER UMA PICA DE VERDADE P/ SATISFAZER UMA MULHER, Ñ PARA VAI MEU FILHO VAI, ENFIA ESSA PICA COM VONTADE METE SEM PENA ,AI QUE GOSTOSO ela estava adorando apesar de ñ ser virgem do cúzinho mamãe nunca tinha sentido 22cm de pica lhe invadindo o rabo ela chorava de dor e prazer enquanto eu fazia questão de enfiar tudo,quando entrou toda minha pica e eu comecei a mexer devagar ela foi acostumando e conforme eu mexia ela ia gozando novamente então eu tirava a pica até ficar somente a cabeça e voltava a enfiar tudo ela adorava AIII FILHO QUE GOSTOSO Ñ PARA METE VAI PORRA METE TUDO MAIS RÁPIDO VIADO AI TO GOZANDO DIZIA A PUTA DA MAMÃE METE CARALHO ME ARROMBA QUE EU ADORO , GOZA NO MEU RABO VAI, GOZA GOSTOSO ISSO METE NÃO PARA PORRA ela gozava direto eu já não estava agüentando, mandei ela fica deitada na posição de papai e mamãe e recoloquei toda a piroca de uma só vez e comecei a mexer rápido a filha da puta adorava ao ponto dela me abraçar forte e vim arranhando minhas costa o que p/ min foi demais ñ agüentei e gozei com um prazer indescritível mais em uma quantidade de porra bem menor ela me abraçava forte cruzava a penas em minhas costas tentando absorve toda a minha porra. O nosso carnaval foi foda todas as noites sem para chegamos a foder na rua foi muito gostoso.

Comentários

10/07/2014 20:31:13
top
07/02/2011 02:29:12
cara vc tirou onda com sua mãe eu tenho vontade cumer a minha também mas nunca tive chanse é isso ai continua regasando esse rabo dela blz? mim add nó msn para nó podermos trocar esperiencia ok? rafalove25@hotmail.com
01/04/2010 13:03:35
mae gostosa da porra manda um foto dessa safada para mim aki=msn ramon.bbb@hotmail.com vlwwww coma esta safada msm
16/02/2009 23:21:00
Cara axei muito massa msm... eu como minha mãe tbm... ela é saparada a 5 anos e 3 como ela, mais esse seu relato foi show
01/01/2009 02:42:42
nota 10
01/01/2009 02:39:55
Muito bom
09/12/2008 12:45:48
muito bom
23/01/2007 01:28:06
Muito bom, sua mãe é nota dez! cara de sorte!
17/01/2007 19:04:54
Beleza, um dos melhores.manda uma foto de tua mãe.junior.paulino@bol.com.br
el_feliz@sobral.org
19/05/2005 10:42:02
parabens pelo relato,se tiver mais e quiser mandar,taí meu e-mail.Dez cara,parabens
Comentáius
28/04/2005 11:37:18
A história até que é boa, mas esse lance de mãe e filho .... sei lá .. não da pra levantar o pau ...
Lauro
28/04/2005 00:51:11
Parabéns pela puta que vc tem em casa, eu ja comi minha mãe e adorei! Por favor entre mande um email, temos muito aconversar!

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.